Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Imagem: Reprodução

TSE atende Simone Tebet (MDB) e suspende propaganda com Michelle Bolsonaro

Por Redação

02 de setembro de 2022 : 15h01

Nesta quinta-feira, 1°, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por meio da ministra Maria Claudia Bucchianeri suspendeu a propaganda eleitoral da campanha de reeleição de Jair Bolsonaro (PL) que traz a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, como protagonista. 

A magistrada acatou pedido feito pela candidatura presidencial de Simone Tebet (MDB). Na ação, a emedebista alega que Michelle apareceu além do tempo permitido pela legislação eleitoral. A inserção com a primeira-dama foi ao ar no último dia 30.

“Sua participação [de Michelle], embora claramente legítima, não poderia ter ultrapassado os 25% do tempo da propaganda na modalidade inserção, que foi ao no dia 30.08.2022, considerado o limite objetivo previsto na legislação”, diz um dos trechos do pedido.

No vídeo, a primeira-dam destaca as “pautas positivas” do governo Bolsonaro e diz que “juntas estamos construindo um Brasil para elas, com elas e por elas”. Vale lembrar que Michelle é apenas uma apoiadora de Bolsonaro e que por isso não pode aparecer por mais de 25% da propaganda.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Maicon Aparecido

03 de setembro de 2022 às 06h50

Não quero extender, só tenho uma coisa a dizer: #ForaBoi???? cornão da república

Responder

Paulo

02 de setembro de 2022 às 20h38

Trata-se apenas de uma briga pela atenção do eleitorado feminino, que algumas querem monopolizar…

Responder

Deixe um comentário para Maicon Aparecido