Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Agência Senado

Pacheco reafirma compromisso com a defesa da democracia e confiança na Justiça Eleitoral

Por Redação

20 de setembro de 2022 : 07h19

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, reiterou nesta segunda-feira (19) o compromisso com a defesa da democracia e sua confiança na Justiça Eleitoral.

Para ele, o momento de crítica às instituições não deve gerar arrefecimento e sim servir para que elas se aprimorem. A declaração foi feita na abertura do seminário comemorativo dos 50 anos da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), na sede do Conselho da Justiça Federal (CJF), em Brasília.

Pacheco lembrou que a Justiça, para a qual a atuação do Poder Judiciário é indispensável, depende também dos poderes Legislativo e Executivo, da imprensa livre, da iniciativa privada e da sociedade. O Senado, segundo o presidente, tem desempenhado com seriedade a tarefa de buscar a conciliação e a harmonia das instituições de Estado e de governo.

— Trata-se de decidir que tipo de nação queremos, para agora e para o futuro, apesar de que neste momento os desafios se apresentam de forma ainda mais candente, o que exige de toda a sociedade brasileira, mas sobretudo das autoridades constituídas, maior responsabilidade e compromisso com a Nação — disse Pacheco, que  exerce interinamente o cargo de presidente da República, devido à viagem do presidente Jair Bolsonaro à Inglaterra para acompanhar o funeral da rainha Elizabeth II.

Pacheco classificou como inadmissível o discurso de aviltamento da função dos magistrados e de tentativa de retirar suas prerrogativas. Ele também voltou a reafirmar a confiança na Justiça Eleitoral e nas urnas eletrônicas, que, na sua visão, já demonstraram sua efetividade.

— Nós, brasileiros, devemos depositar sobre a Justiça Eleitoral nossa confiança porque é uma justiça confiável e dará, no dia 2 de outubro,  resultados importantes para a sociedade brasileira, o resultado fidedigno da vontade popular que é a maior celebração da democracia, a expressão mais pura do poder do povo. É uma festa democrática, assegurada por uma justiça especializada e urnas eletrônicas confiáveis — afirmou.

Ajufe

A comemoração dos 50 anos da Ajufe envolve uma série de eventos, entre eles uma sessão especial no Senado. A sessão, requerida pelo presidente Rodrigo Pacheco, está marcada para esta terça-feira (20) às 10 horas. Após a sessão, será lançada a Agenda Político-Institucional da entidade, documento que reúne as principais demandas legislativas, administrativas e judiciais de interesse da associação.

Fundada em 20 de setembro de 1972, a Ajufe reúne mais de 1,5 mil magistrados. No requerimento da sessão especial, Pacheco destacou entre os principais objetivos da associação, “o fortalecimento do Poder Judiciário e de seus integrantes; a luta pelo aperfeiçoamento do Estado Democrático de Direito e a plena observância dos direitos humanos”.

Fonte: Agência Senado

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário