Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Foto: Ricardo Stuckert

Genial/Quaest: Lula volta a ter dez pontos de vantagem sobre Bolsonaro às vésperas da eleição

Por Gabriel Barbosa

21 de setembro de 2022 : 07h57

A nova rodada da pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira, 21, mostra que o ex-presidente Lula (PT) voltou a ter dez pontos de vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL) faltando apenas onze dias para o pleito.

A pesquisa de hoje interrompe uma série de três rodadas onde o inquilino do Planalto estava se aproximando do líder progressista. Na estimulada, o petista é mencionado por 44% dos eleitores contra 34% do incumbente.

“A diferença vinha caindo. Era de 22 pontos em janeiro, passou para 14 em julho e chegou a 8 na semana passada. Essa oscilação positiva de Lula para 44% e a estabilidade de Bolsonaro (34%) revelam um quadro bem negativo para o presidente”, observa o cientista político e CEO da Quaest, Felipe Nunes.

Outro ponto que demonstra o fracasso de Bolsonaro é que definitivamente o Auxílio Brasil não lhe gerou o resultado esperado. A pesquisa revela que se manteve os 54% de beneficiários que dizem votar em Lula já no 1° turno contra 29% de Bolsonaro.

Já entre quem não recebe o benefício, há um empate técnico. Embora o petista apareça numericamente a frente com 40% das intenções de voto, o atual presidente registra 37% das menções.

No recorte por sexo, Bolsonaro continua sendo o vilão do eleitorado feminino. Neste recorte, o destaque continua sendo para Lula que tem 45% de preferência ante 31% do incumbente. Entre os homens, Lula se mantém numericamente a frente com 42%, mas Bolsonaro registra 39% e empata com o petista.

A Genial/Quaest ouviu presencialmente 2000 eleitores em 120 municípios das cinco regiões do Brasil, entre os dias 17 e 20 de setembro de 2022. A margem de erro é de dois pontos percentuais e o nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob o código BR-04459/22.

Acesse a pesquisa completa clicando aqui.

Gabriel Barbosa

É jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM. Atualmente é Chefe de Redação do Cafezinho e pós-graduando em Marketing Político.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

21 de setembro de 2022 às 17h03

Como meu amigo me avisou, mais um aderiu ao voto útil em Lula ainda no primeiro turno, abandonando a terceira via (Simone Tebet) e explicando o porquê. Trata-se de Miguel Reale Júnior, um dos autores do pedido de impeachment de Dilma. Olha a onda!

“Sem perspectiva de vitória da terceira via, é importante que Lula vença no primeiro turno, para se impedir ação desesperada de Bolsonaro”, disse o jurista em mensagem enviada ao jornal Estadão nesta quarta-feira (21).

“Decidir por Lula é consequência de saber que assim se evitará ataques à democracia, à dignidade da pessoa humana e ao meio ambiente, que, com certeza, sucederão com maior intensidade em novo mandato de Bolsonaro”, prosseguiu Reale Júnior, que também foi ministro da Justiça de Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Responder

JULIANA BATISTA SILVA

21 de setembro de 2022 às 16h29

Vire o voto e decida no 1º turno

Responder

EdsonLuíz.

21 de setembro de 2022 às 14h16

Pregar pelo voto útil é pregar contra a consciência política!

Pregar pelo voto útil é pregar contra a democracia!

Se o útil dessa pregação é para votar em atores corruptos e que fazem política com outros corruptos e autoritários aqui e pelo mundo afora, então a utilidade que terá o seu voto será eleger a delinquência e o reforço do autoritarismo!

Fora voto útil em corruptos!
Não vote em Lula!
Não vote em bolsonaro!
Não vote em quem prega voto “útil” para ele mesmo ou em quem ele vota. O útil dele é manipular você e cagar na democracia.

Democracia é DEBATE!
Democracia é DIVERSIDADE!
Democracia é voto plural!

Frente política só é por democracia quando é frente com TODOS e quando há discussão prévia com TODOS para fazer a FRENTE.

Voto útil é utilizar o voto para derrotar corruptos!

Vote para derrotar bolsonaro!
Vote para derrotar Lula!
Votando para derrotar corruptos o seu voto será muito útil!

Responder

Francisco*

21 de setembro de 2022 às 11h39

Na pesquisa Datafolha de 20/09/18, o então esfaqueado Bolsonaro tinha 28% de intenções de votos totais, os candidatos à direita (Alckmin, Amoedo, Meirelles, Álvaro Dias, cabo Daciolo e Eymael) tinham 18%, o então candidato a menos de 3 semanas, Haddad tinha 16%, os candidatos à esquerda (Ciro, Marina, Boulos, Vera e Goulart) 21%, Brancos e nulos 12% e Não sabe 5%.

Na pesquisa Datafolha de 04/10/18, a 3 dias da eleição, Bolsonaro avançou 7% indo de 28% para 35% das intenções de votos totais, com os candidatos à direita recuando 3% e os brancos e nulos 4%, e Haddad avançou 6%, com os candidatos à esquerda recuando 6%.

Na votação em 07/10/18:
. Bolsonaro avançou mais 7% em relação a pesquisa Datafolha de três dias atrás, obtendo 42% dos votos totais.
. Os demais candidatos à direita recuaram 6%, obtendo 9% dos votos totais, somando-se 1% de votos Não Sabe, totalizando os 7% de avanço.

. Haddad avançou mais 5%, obtendo 27% dos votos totais.
. Os demais candidatos à esquerda recuaram 3%, obtendo 12% dos votos totais, somando-se 2% de votos Não Sabe, totalizando os 5% de avanço.

. Nulos e Brancos recuaram 3%, obtendo os 9% de votos totais da eleição.

CONCLUSÕES RELATIVAS A ELEIÇÃO DE 2022, conforme última pesquisa Datafolha:
1. Lula (45%) e Bolsonaro (33%), totalizam 78% dos votos.

2. Os 22% restantes dividem-se em, Brancos e Nulos 5%, Não Sabe 2% e Demais candidatos 15% (Ciro 8%, Tebet 5%, Outros 2%).

3. Nos votos dos Demais candidatos que contam (Ciro, Tebet e Soraia (14% dos votos), diferente da situação de 2018, não há um favorável a Bolsonaro, portanto, na reta de chegada, além de não ter de quem ‘tirar’ votos para avançar, de fato quem pode receber a maior parcela de possíveis votos úteis é Lula.

4. Sabendo-se que os votos Brancos e Nulos não serão inferiores a 8,5%, o que leva o patamar de votos válidos para 91,5% dos votos totais, basta um candidato ter em torno de 46% dos votos totais para que vença no primeiro turno e Lula, nas pesquisas, detém há 9 meses, em torno de 45%.

HAJA CORAÇÃO BOLSOMINION GALOPANDO FEITO O CAVALÃO, À BEIRA DE UM ATAQUE DE NERVOS

Responder

Alexandre Neres

21 de setembro de 2022 às 11h05

A briga pelo terceiro lugar está pegando fogo. 6 a 5%.

Responder

Deixe um comentário para Francisco*