Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Esporte: a ressaca não foi tão braba

Por Miguel do Rosário

06 de novembro de 2011 : 08h46

Lendo a entrevista com Aldo Rebelo no Globo deste domingo, pensei que a ressaca da demissão de Orlando Silva foi muito pesada, mas extremamente rápida. Ou seja, não foi tão braba como era de se esperar. E a explicação tem um nome: Aldo Rebelo. O cara certo no lugar certo. Orlando Silva pode até ter sido um ministro bem melhor e mais esforçado do que jamais será Aldo, mas Silva ainda tem de comer muita tapioca para atingir a maturidade política do atual ministro do Esporte.

Mais ainda, Aldo está usando a sua nova projeção justamente para defender… Orlando Silva. Além do PCdoB, claro, que foi alvo de ataques violentíssimos durante a campanha midiática para derrubar Silva. Na entrevista de hoje, Aldo afirma que Orlando era um homem honesto, íntegro, assim como fez durante a cerimônia de transmissão de cargo. Aliás, vale salientar que nunca um ministro demitido na onda de acusações de corrupção foi tão defendido por seus chefes, pares e sucessor.

Passada a turbulência, podemos analisar com mais calma o que aconteceu, e avaliar os erros e acertos. Difícil dizer onde Orlando errou, visto que o ex-ministro agiu com extrema objetividade, ele mesmo acionando todos os órgãos de controle para que investigassem a si mesmo. Mas com certeza a escolha de Aldo Rebelo foi um coelho que saiu da cartola (não confundir com os “cartolas” ). Sobretudo porque, sendo o nome mais importante de seu partido, Aldo Rebelo deu mais peso político à pasta, e justamente num momento onde se levantavam questionamentos sobre um eventual tamanho desproporcional da participação ministerial do PCdoB em relação a seu peso no Congresso.

Nesta entrevista, Rebelo lembra que, além de ministro de Lula e presidente da Câmara, foi relator do projeto que autorizou a pesquisa com células-tronco no Brasil. Acho importante lembrar disso para aqueles que criticam Rebelo por sua participação, também como relator, no projeto do Código Florestal.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Felipe Andrade

07 de novembro de 2011 às 15h03

Acertou em cheio. Aldo Rebelo é um dos melhores articuladores políticos deste país e goza da confiança de todo PCdoB, além de ter uma lista de serviços prestados ao Governo Lula e ao país.
Aldo é um sujeito muito teórico, usa seu materialismo dialético em quase tudo o quye faz, além de conhecer, como poucos, a história deste país.

Responder

Deixe um comentário