Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

A armadilha não está na dívida, mas na mídia

Por Miguel do Rosário

23 de maio de 2012 : 20h36

Bem, eu falei que iria fazer dois posts exclusivos, um sobre economia, outro sobre as eleições. Mas hoje não tem quase nada sobre eleições. Vi uma notícia falando que o PSB deve finalmente sair do muro em São Paulo, e depois outra negando a informação e dizendo que o PSB deve ir de candidato próprio. Vamos deixar a coluna de eleição para amanhã então, porque hoje tem uma análise importante de economia que eu quero fazer. É sobre esta matéria do Globo, na capa do caderno de Economia:

 

Vejamos os gráficos de perto. Reproduzo primeiro uma fotografia do conjunto de infográficos, depois dois deles, mais de perto:

A matéria faz uma tremenda confusão e parece ter como objetivo apenas promover terrorismo financeiro. Em primeiro lugar, confira os dois últimos gráficos: eles mostram que a inadimplência está caindo substancialmente tem 2012. Isso é o mais importante. Quanto ao crescimento das dívidas com o sistema financeiro, que chegou a 45% em abril de 2012, segundo o professor Simão Silber, a própria reportagem lembra que esse nível costuma superar 100% em países ricos. Mas isso acontece por causa da aquisição de casa própria, que nos países ricos é tradição de toda família, enquanto aqui no Brasil é uma realidade nova. Se eu ganho mil reais por mês e compro uma casa própria com prazo de pagamento em 25 anos, o valor do imóvel fará o meu gráfico de “endividamento” explodir. Mas eu tenho casa própria! É melhor comprometer o rendimento com casa própria do que comprometer com aluguel!

Então toda argumentação do jornal, que tenta forçar uma interpretação de que o endividamento das famílias brasileiras estaria chegando a um ponto crítico, cai por terra. Se o comprometimento da renda dos brasileiros com dívidas bancárias está caindo, qual o problema? O Globo procura pêlos em ovo. As famílias estão mais endividadas sim, porque antes não tinham crédito, não compravam casas, nem carros, nem adquiriam tantos eletrodomésticos. Mas a inadimplência está caindo, estão tendo mais emprego, sua renda está crescendo acima de suas dívidas, o que se reflete em mais otimismo quanto ao futuro e maior sensação de felicidade. O Brasil ainda precisa enfrentar muitos desafios, mas é importante que os empresários sejam ousados e invistam pesado na economia brasileira. O terrorismo do Globo, vendendo a criação de uma bolha de crédito que não existe, serve apenas para intimidá-los neste sentido, cumprindo uma função de promover o atraso.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina