Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Assassinato de blogueiro vira documentário

Por Miguel do Rosário

09 de junho de 2012 : 10h57

Edinaldo calou, a blogosfera não

No Blog da Dilma, por Daniel Bezerra.

O editor do Blog da Dilma, Alberto Perdigão (@falaperdigao), entrevista o ativista das redes sociais Tiago Aguiar (@t_aaguiar), diretor do documentário De Ferro e de Flor, sobre o assassinato do blogueiro de Serra do Mel (RN) Edinaldo Filgueira, ocorrido no dia 15 de junho de 2011.

Seis tiros ecoaram na noite de Serra do Mel, a pacata cidade do noroeste norte-riograndense, a 300 quilômetros de Natal. O blogueiro e dirigente municipal do Partido dos Trabalhadores Edinaldo Filgueira tombava morto, aos 36 anos, quando saía do trabalho, na noite do dia 15 de junho de 2011, aumentando a estatística brasileira dos crimes de pistolagem com motivação política. O corpo de Edinaldo foi envolvido com flores oferecidas por uma gente simples, vítima da mídia excludente, que tinha naquele conterrâneo o único canal de informação livre e expressão cidadã. Mas o caso, este foi envolto num extremo silêncio, por parte da mídia tradicional que, assim agindo, beneficia uma Justiça suspeita e premia os acusados do crime – entre eles, o suposto mandante, o prefeito de Serra do Mel, Josivan Bibiano, do PSDB.

Um ano depois do crime, ao ver o prefeito solto e sem dia para ser julgado, blogueiros e ativistas das redes sociais voltam a dar visibilidade ao caso, como forma de repudiar a violência contra a liberdade de expressão e de denunciar o risco de que os assassinos de Edinaldo fiquem impunes. Manifestações estão marcadas para Serra do Mel e Natal. Em Fortaleza, será realizado, nesta quarta feira (13), o seminário Blogosfera e Cidadania Digital. O ponto alto da programação será o lançamento do documentário De Ferro e de Flor e a participação de seu diretor, Tiago Aguiar, que trabalhou de forma voluntária e teve a codireção de Adriana Amorim (@Adriana_Amorim). “Quando percebemos a importância que o caso tinha e suas peculiaridades, passamos a pensar algo que quebrasse o enorme silêncio imposto pelas grandes empresas de mídia”, afirmou Aguiar, na entrevista que deu ao Blog da Dilma.

Os melhores trechos da entrevista estão a seguir.

Blog da Dilma – O vídeo é uma homenagem a Edinaldo, uma denúncia de violação ao direito de expressão ou um alerta para o risco de que o crime fique impune?
Tiago Aguiar – Edinaldo viveu uma luta buscando por cultura e informação para a população de sua cidade. Além de ser uma pessoa que dá um exemplo raro de altruísmo, em muitas outras cidades como em Serra do Mel é perigoso falar a verdade. O objetivo do trabalho é denunciar que em muitas cidades as pessoas ainda não podem dizer a verdade, questionar um poder, ainda existente, que tem base no coronelismo e no medo.
BD – Qual é a situação do caso hoje?
TA – Os pistoleiros que executaram Edinaldo estão aguardando o julgamento presos, todos parentes do prefeito do município. O clima de impunidade é muito grande, pois o prefeito Josivan Bibiano ficou em cárcere por apenas 10 dias e hoje segue administrando o município, livre. E isso tem despertado quase toda a população daquela cidade o sentimento de que ele é inocente, já que não está mais preso, ou de que ele faz o que quer, que tem poder.
BD – O que diz a investigação?
TA – As provas são claras, existem gravações telefônicas que mostram como tudo aconteceu; O grupo de pistoleiros já era investigado pela Polícia Federal, e o Delegado Geral de Polícia da Região Oeste, Odilon Teodósio, construiu um inquérito que mostra até como a indústria do assassinato recebe pelas encomendas, um absurdo desumano!
BD – O Brasil está sabendo do que ocorre no Rio Grande do Norte ou o caso pode cair no esquecimento?
TA – O caso teve uma repercussão enorme no exterior, sendo notícia em veículos como Los Angeles Times, The Guardian e até recebendo a atenção de entidades como Reporters Without Borders e OEA. No II Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas (realizado em Brasília, em 2011) foi apresentada moção de repúdio pelo crime. O maior absurdo é o silêncio dos grandes conglomerados de comunicação, em relação ao assassinato de um blogueiro ligado aos movimentos sociais e ao PT, a mando de um prefeito do PSDB.
BD – Em Serra do Mel, alguém substitui o trabalho do Edinaldo?
TA – A irmã do Edinaldo, Gilvaneide Filgueira, e um amigo de infância, Marcos Victor, tentam impedir que o serviço de internet via rádio pare. Mas o jornal comunitário e o blog do Edinaldo não continuam a transmitir as informações locais. A cidade vive desinformada, com medo da notícia, com medo de dar opinião. A maior dificuldade para realizar o documentário foi o medo, de muitos, de ser filmado, de comentar o caso. As pessoas têm medo de morrer por se expressar.
BD – Haverá manifestações neste dia 15 de junho?
TA – Na cidade de Serra do Mel, a família de Edinaldo tem organizado uma missa e uma caminhada. Gilvaneide Filgueira é quem está mais à frente das atividades que envolvem a memória do irmão. Mas existem movimentos para que o caso não passe despercebido, tanto em Natal como em cidades fora do Rio Grande do Norte e até fora do Brasil. O documentário, por exemplo, será exibido em breve na Inglaterra.
BD – Seria o suficiente para evitar a impunidade?
TA – Uma comissão nacional tem sido formada para vir a Natal e entregar à presidenta do Tribunal de Justiça uma carta cobrando celeridade no julgamento do caso. Um twittaço está programado em todo o país para o dia 15 de junho. A própria data deve ser sancionada no Congresso Nacional como Dia Nacional do Blogueiro. E um debate na Assembleia Legislativa do RN também está sendo organizado para esse dia.
BD – Como é o Edinaldo no documentário?
TA – Edinaldo era um filho de agricultores analfabetos, que não possuíam sequer um nome de família, e que conseguiu estudar, ter formação de bacharel, criar um jornal, levar a internet para a sua cidade, criar uma lan house, prestar serviços de instalação de internet. Algumas pessoas têm solidariedade e até veem o Edinaldo como um mártir na luta pela democratização da comunicação e liberdade de expressão. Não vamos permitir que o caso passe despercebido.
BD – Como vai ser sua participação no Seminário desta quarta-feira (13), em Fortaleza?
TA – No Seminário irei ressaltar alguns aspectos do caso, mostrar a monstruosidade feita. Mas o objetivo principal é debater com as pessoas o poder da informação, da comunicação, hoje disponível para todos, até para filhos de agricultores em um assentamento agrícola. O objetivo é mostrar que os donos do poder têm muito medo dos 99% que servem a um sistema baseado na exploração e exclusão.
BD – E quem quiser ver o documentário?
TA – O vídeo estará em breve na rede, mais especificamente no endereço www.deferroedeflor.com. Estamos lutando, principalmente, para que pessoas em todo o Brasil cobrem por justiça, pois a indústria da pistolagem, do assassinato, não tem o poder que cada um de nós blogueiros temos, que é estar em todos os locais ao mesmo tempo.

Leia: Caso Edinaldo Filgueira: blogueiros pedem justiça – Jornal Diário de Natal – Edição de sexta-feira, 8 de junho de 2012

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Gir Leiteiro

01 de novembro de 2019 às 01h34

Puxa vida devo agradecer vocês ganharam meu dia que site fantástico cheio de noticias não me canso de Elogiar já é a minha terceira visita por aqui absolutamente fantástico.

Gir Leiteiro

Responder

Hilka

09 de junho de 2012 às 14h40

Fico muito feliz em saber que existe muitas pessoas solidárias com o caso do meu amigo de infância Edinaldo. Fomos criados juntos ali na quela pequena cidade de serra do Mel. Com certeza foi um grande batalhador pela vida, mesmo sendo filho de pessoas muito hulmide ele conseguiu através de sua lutas conseguir muitas coisas. O que me deixa muito triste é saber que o caso de Edinaldo ficou impune, mais acredito que um dia ainda a justiça será feita.
Desde ja estarei aguardando com muita ansiedade o documéntario do meu querido amigo Edinaldo.
Um abraço!

Responder

    admin

    10 de junho de 2012 às 02h17

    Abraço Hilka, e meus sentimentos em relação a seu amigo.

    Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina