Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Performance dos principais partidos em SP

Por Miguel do Rosário

22 de junho de 2012 : 23h28

Um comentarista do blog tem feito afirmações um tanto peremptórias sobre a preferência partidária dos paulistas. Como eu não gosto desses achismos, fiz uma pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral para saber, precisamente, como os moradores do estado mais rico do país andam votando.  Fiz duas tabelas, uma com a perfomance eleitoral das duas principais legendas, e uma outra, mais completa.

Primeiro, vejamos a tabela resumida, só com PT e PSDB. Comento em seguida.

Repare que os paulistas elegeram 24 deputados estaduais petistas, e 22 deputados estaduais tucanos. Elegeram 15 deputados federais petistas e 13 deputados federais tucanos.

Os deputados estaduais do PT obtiveram 1,1 milhão de votos nominais em 2010, ficando em primeiro lugar. Os deputados federais do PT também figuraram em primeiro lugar no ranking dos votos em legenda.

No campo legislativo, o PT é o partido mais forte no estado de São Paulo. Já vimos em outro post que é também o partido com maior número de vereadores na capital. 

Não faz sentido, portanto, afirmar que os paulistas não votam no PT. São Paulo é onde o partido tem suas maiores votações em números absolutos.

Tabela mais completa:

 

Agora vejamos nas eleições municipais de 2008. Fiz uma tabelinha com os dois principais adversários:

Em termos de poder executivo o PSDB, de fato, é o partido mais forte em São Paulo. Elegeu 205 prefeitos, contra apenas 60 do PT. Mas em termos de votos nominais, os dois estão bem próximos, PSDB com 5,7 milhões de votos para prefeitos, contra 5,1 milhões para o PT.

Para vereador, observe que o PT obteve mais votos de legenda que o PSDB: 963 mil contra 862 mil. Mas o PSDB teve mais votos nominais para vereador: 2,36 milhões contra 2,13 milhões para o PT.

Por fim, eu estudei a última pesquisa Datafolha para a cidade de São Paulo, onde consta uma interessante tabela mostrando o perfil partidário do eleitor paulista. Comento em seguida:



A tabela acima deixa bem claro: 49% dos paulistanos declaram não ter partido de preferência; 27% preferem o PT e 10% preferem o PSDB. Os outros partidos marcam pontuações muito baixas. PSOL e DEM, por exemplo, registram traço.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Elson

23 de junho de 2012 às 10h01

Infelizmente essa expressiva massa de votos não se traduz nas eleições para cargos executivos, pois para o político o trabalho parlamentar não dá muita visibilidade.

Responder

Deixe um comentário