Ato público pela valorização do serviço público

Rejeição à Serra atinge 37%

Por Miguel do Rosário

24 de julho de 2012 : 10h39

O site do Datafolha traz as íntegras de pesquisas fresquinhas sobre São Paulo, Rio, Recife, Curitiba, Porto Alegre e Belo Horizonte.

Vamos tentar analisar as seis hoje. Volto a este mesmo post daqui a pouco, trazendo minhas observações.

Neste post, analisaremos São Paulo. Vou fazer um post para cada cidade acima.

A pesquisa espontânea traz uma situação estranha. O número de indecisos cresceu nas últimas semanas. Na segunda semana de junho, 52% dos entrevistados responderam que não sabiam em quem votariam. Agora, são 61%.

Serra caiu de 13% para 9% na espontânea. Haddad está parado com 3%, depois de ter alcançado 4% em junho, quando ficou empatado com Russomano. Este último agora tem 7% de intenções de voto na espontânea, configurando empate técnico com Serra.

Outra novidade  é o aumento da rejeição à Serra, que já atinge 37%. Alguns analistas já previam esse fato, observando que a rejeição ao tucano poderia chegar a 40%. Esta rejeição indica a forte polaridade do eleitor paulistano, e criará dificuldades para Serra sobretudo no segundo turno.

 

 

Outro fato positivamente curioso é a rejeição cada vez maior contra o atual prefeito. Segundo o Datafolha, 72% dos entrevistados disseram que “não votariam num candidato apoiado por Kassab”.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luiz Carlos

17 de agosto de 2012 às 09h54

José Serra, jogou todo o seu passado na lata de lixo, especialmente na eleição de 2010, aliando-se com o lado mais conservador e rancoroso da sociedade brasileira.
Os próprios companheiros do partido dele não o apoiam e têm restrições ao modo como ele faz política.
Segundo Ciro Gomes “Serra não tem adversários, mas inimigos políticos.”
Outro fator é o tempo em que o PSDB está governando S.Paulo, o eleitor quer mudanças, e políticos novos.

Responder

FranciscoD.A.

27 de julho de 2012 às 22h10

Um dado interessante:

40% dos eleitores de SP votariam no preferido de Lula.

PORÉM, outros 40% dos eleitores, JAMAIS VOTARIAM em um candidato de LULA.
40 menos 40 = ZERO. Este é o poder de induçao do Luizinhu ináciu em SP….

Nao é a toa que o boneco de ventríloquo Haddad está empatado tecnicamente com Levy Fidelix, o cara do Aerotrem, hahahah.

Responder

Elson

24 de julho de 2012 às 21h11

José Serra não tem para onde crescer, e, o atual prefeito de São Paulo é seu ex-vice e sucessor. Ainda faltou ver as pesquisas em que os eleitores votarão em candidatos indicados por outras lideranças políticas, e pelo andar da carruagem, o Governador Alkimim, é um péssimo cabo eleitoral, já que suas políticas são higienistas e suas polícias ainda pensam que vivemos na Ditadura.

Responder

Pedro Cruz

24 de julho de 2012 às 21h09

Bravos, Miguel! cortar a trolagem não é cercear o debate, muito pelo contrário. A trolagem não é o contraditório, a trolagem não favorece à exposição de idéias. A trolagem é contra o debate sadio, é contra o contraditório, a trolagem é o fascismo, é o preconceito, é o racismo, é tentar humilhar idéias diferentes. MEUS PARABENS. O dia que esses vermes deixarem de ser vermes, evoluirem para seres humanos, aprenderem a viver civilizadamente, saberem o que é democracia e república, se livrarem do ódio bestial, se livrarem dos preconceitos, terem idéias, poderão participar. Até o dia em que isso acontecer deverão ser ignorados e deletados. Muitas vezes procuro teu blog para clarear algumas situações, tuas analises me ajudam muito. Mas hoje, melhor do que as grandes analises, foi tirar do ar esse trol, esse verme. PARABENS!!!

Responder

    Pedro Cruz

    27 de julho de 2012 às 22h13

    Desculpem. Nao tinha tomado meu remédio tarja preta.
    Eu retiro tudo que eu disse.

    Responder

Yuri

24 de julho de 2012 às 20h27

Serra e a imagem do PSDB
Enviado por luisnassif, ter, 24/07/2012 – 15:37
Por Alexandre Tambelli
Comentário ao post “Sobre Serra – 10”

Pensando na imagem que criei dos políticos do PSDB e do PT ao longo dos anos de Paulistano morador de bairro de classe média alta e uma agulha fora do palheiro! No meu bairro mais de 80% dos eleitores votam no PSDB, votavam antes no PDS de Maluf; na minha época de FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências humanas da USP (1989) mais de 90% dos eleitores votaram em LULA contra COLLOR, vice-versa no meu bairro.

Vivenciei duas realidades distintas da Faculdade de Filosofia e o voto progressista e de morador de um bairro conservador no voto. Eu votando no PCdoB e no LULA e o bairro todo votando no MALUF, depois no FHC, COVAS, depois, ALCKMIN, SERRA E KASSAB.

O SERRA e os políticos do PSDB foram a imagem de contraponto dos políticos Petistas.

Antigamente nós víamos os políticos do PT com camisetas de campanha, barbudos, gordos ou magérrimos, sem um visual executivo, etc! Era o trabalhador, o militante dos movimentos sociais, o militante do MST, o homossexual, as mulheres lutando por igualdade, os negros, etc.

o PSDB foi construido para ser um contraponto: homens com terno e gravata, na estica, barba feita, fala polida, saudáveis, ar de executivo, etc.

Se criou a ideia, na velha mídia, de que os políticos do PSDB eram gestores de qualidade, homens sérios, organizados, ordeiros, quase todos branquinhos (afinal, quem era gestor até o tempo de FHC era a elite branca); enquanto os políticos do PT eram agitadores, menos capazes de administrar uma cidade, estado e o Governo Federal, gente sem estudo, que fala errado, etc.

Os PSDBistas eram tratados com respeito (talvez, Doutores, homens cultos, estadistas) e os Petistas como esquerdistas, comunistas, essas coisas, para não dizer vagabundos).

O que aconteceu de real? Os homens de cara lavada, terno e gravata não deram certo, quebraram o Brasil algumas vezes, certo? O LULA virou Presidente e os barbudos, os menos elegantes tiveram vez e voz no Brasil!

O PSDB continua com o mesmo perfil desde sempre: sem muito espaço para as mulheres, para os negros, para os barbudos, para o político mais desajeitado no visual, para o trabalhador e os movimentos sociais! Todos políticos pausterizados. E a sociedade organizada, a cada dia mais multiplica seus participantes, com os mais diferentes visuais!

Quem pode se ver representado no PSDB?

O jovem que imita o Neymar no visual?

A mulher independente?

O brasileiro que recebe Bolsa Família (quando os caras achincalham o programa)?

Os homossexuais?

Os intelectuais? (quanto é escassa a quantidade de intelectuais a defendê-los, não é verdade?)

Os negros? etc. etc. etc.

Para mim a falta de diversidade dentro desse partido o inibe a crescer, ele se fortaleceu do Plano Real e se estabeleceu dentro da velha mídia e por lá ficou!

E não tem como um partido desses alçar voos maiores nos dias de hoje! Com a população mais independente, milhares de grupos sociais bem definidos, e a imagem dos políticos do PSDB sempre igual.

O SERRA tenta dar um ar de “jovem”, de antenado no mundo atual, mas a imagem dele não cola com esse mundo atual, porque ele sempre foi um “careta” como são os políticos de seu partido! Conservadores ao extremo na postura (vestimenta, fala, gestual), na abertura das ideias, impedindo na ampliação das possibilidades da diversidade interna no partido!

Um candidato como o SERRA, que toma para si a bandeira da não aprovação do direito ao “aborto”, para ganhar uma eleição? Quer ter a imagem de moderno? Tinha que continuar sendo “quadrado”!, isto sim! Para se encaixar no seu possível eleitor. Quando vira essa biruta, conforme o vento vira um personagem diferente, acaba sendo motivo de gozação e de descaso! Quer ser Católico e Protestante ao mesmo tempo! Quer ser progressista e conservador ao mesmo tempo! Quer ser anti-petista e lulista (lembram do Zé no inicio da campanha eleitoral em 2010) ao mesmo tempo! Quer defender direitos dos homossexuais, quando os vê e ser contrário quando se encontra com o Pastor Silas Malafaia! Assim, não dá!

Tudo o que é fabricado, pasteurizado, produto de propaganda midiática não tem durabilidade! Somos de carne e osso e temos alma e um coração que pulsa! Personagem de estorinha é para cartunista, certo?

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/serra-e-a-imagem-do-psdb

Responder

Helena Vargas

24 de julho de 2012 às 20h25

Miguel, hoje no blog do Nassif, tem uma sequência ótima de posts sobre o Serra. Aliás, é nojenta a tentativa do PSDB de intimidar a blogosfera. São uns fascistas!

Responder

FranciscoD.A.

24 de julho de 2012 às 19h27

COMENTÁRIO TROLL

Responder

frank

24 de julho de 2012 às 16h53

O interessante é que hoje ouvi o Kassab falar (CBN) sobre a sua (dele) “nota” (avaliação negativa) e ele disse que no período eleitoral, mostrando as suas (dele) realizações as coisas vão mudar.
Será interessante ver se Serra “nervos de aço” vai abrir espaço em seu horário eleitoral para nosso prefeitinho fofinho.

Responder

Deixe uma resposta