Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Limpando as gavetas

Por Miguel do Rosário

10 de abril de 2014 : 09h30

Sei que estou devendo um relato detalhado da entrevista com Lula, mas antes preciso esvaziar as gavetas.

Cheguei ontem à noite no Rio. Acabei vindo de busão mesmo e perdi muito tempo. As gavetas estão abarrotadas de assuntos e eu sou um só. Então vamos fazer um pout-pourri com observações ultrarápidas seguidas de links para as notícias.

1) Dilma tem 43% das intenções de voto no Rio Grande do Sul, segundo pesquisa Ibope feita no estado e divulgada pelo jornal Zero Hora. A íntegra da pesquisa está aqui. Também traz pesquisa para o governo do RS. Ana Amélia, senadora pelo PP, está me primeiro lugar, com 38%, seguida de Tarso Genro, com 31%.

2) Um internauta que participou do Seminário “A Liberdade de Expressão e o Judiciário”, realizado no Rio de Janeiro, postou em seu Facebook fotos do evento e comentários sobre o esvaziamento da plateia. Joaquim Barbosa está cada vez mais desprestigiado, inclusive entre seus pares. De fato, o plenário parece vazio. Voltado para membros do judiciário, o evento ficou quase sem público. Não fossem os repórteres do Globo e outros jornais, o seminário passaria em branco.

3) Em artigo no Observatório da Imprensa, Luciano Martins Costa denuncia o conluio entre especuladores e imprensa corporativa, ambos interessados em vender a “tempestade perfeita” na economia. Ao oposicionismo radicalizado da imprensa se juntou a ambição especulativa. Ambos perderam.

4) A inflação de março ficou em 0,92% sobre o mês anterior, segundo o IBGE.  A alta foi puxada solitariamente pelos itens Alimentação e Bebidas, e Transportes. Má notícia. Reflete, porém, uma sazonalidade: houve seca nas plantações, quebrando a produção. Nada que não possa ser revertido ao longo do ano. A vantagem do Brasil nesse terreno é que somos um grande país agrícola, e mais de 80% dos produtos voltados para o consumo interno vem de unidades familiares. Com isso, essas altas, quando ocorrem, ajudam a reduzir o impacto sócio-econômico da menor produção em vastas regiões do país. A inflação da habitação caiu para 0,33% em março, menos da metade do mês anterior.

ScreenHunter_3627 Apr. 10 08.35

Miriam Leitão está em êxtase, naturalmente. Ela agora vaticina que “a inflação” estará acima do teto perto da eleição. Não é frase de jornalista, e sim de vidente. Vamos ver se ela acerta dessa vez.

5) A Polícia Federal abriu inquérito para investigar Pimenta da Veiga, pré-candidato do PSDB ao governo de Minas, por ter recebido R$ 300 mil de Marcos Valério. O Cafezinho deu a informação sobre o dinheiro de Valério na conta de Veiga em 24 de janeiro de 2014. É uma das informações que consta no misterioso Inquérito 2474, até hoje mantido sob sigilo de Justiça (apenas o relatório do Zampronha vazou). Os leitores sabem que tento ser um otimista, por uma questão política: com a mídia fazendo o papel de pitonisa de desgraças, sinto-me na obrigação de fazer um contraponto. Entretanto, em se tratando de investigação contra tucanos, infelizmente sou pessimista. Pra começar, jamais há pressão midiática quando o investigado é do PSDB. De qualquer forma, a PF está agindo com muitos anos de atraso. Se Barbosa não tivesse escondido o inquérito 2474, a história poderia ser diferente.

6) O Globo é engraçado. A cada dia, ele se supera. A manchete de hoje é um primor:

ScreenHunter_3628 Apr. 10 08.52

O doleiro em questão operava com as maiores empresas do país, é uma figura famosa no meio financeiro, mas o Globo nem lhe dá o nome. Ele é apenas “doleiro ligado a petista”.

7) O presidente do PMDB do Rio, Jorge Picciani, deixou que o ódio pessoal contaminasse seu espírito e está em vias de cometer um suicídio político. A imprensa local informa que ele integra um grupo que apoia Aécio Neves no Rio, e que organizará um evento em apoio ao tucano ao fim de maio. Ótimo. Picciani representa o que há de mais retrógrado e fisiológico no PMDB fluminense. É acusado de mil coisas, até mesmo de manter trabalhadores em regime de escravidão em suas fazendas. Tem a péssima mania de querer eleger a família inteira (o que, infelizmente, tem conseguido). Picciani concorreu a senador em 2010, mas perdeu para Lindbergh. Desde então, tem um ódio feroz ao petista, e ao PT de forma geral. Ao se unir a Aécio, Picciani talvez injete alguns votos, poucos e comprados a preço de ouro, com o mais puro fisiologismo, na candidatura de Aécio. Mas talvez seja um abraço de afogados.

8) Outra notícia sobre Barbosa que vale a pena mencionar é esse vídeo, onde estudantes botam o presidente do STF para correr.

O vídeo confirma uma tese que eu já havia ventilado por aqui. A perseguição a Dirceu, com quase 70 anos, sem oferecer nenhum perigo à sociedade, sentenciado a semi-aberto mas cumprindo, ilegalmente, pena em regime fechado, tem feito do deputado um mártir. Entretanto, sempre é bom lembrar que Dirceu é forte mas não é de ferro. Ouvi relatos de que o ex-ministro começou a emagrecer muito, e tem estado abatido. A mesma coisa vale para Genoíno. Torço para Genoíno se mantenha firme, mas se o deputado piorar, ou pior, se ele vier a falecer, isso pode constituir um ponto de virada na opinião pública.

9) O deputado André Vargas é um vexame para o partido dos trabalhadores. O seu caso, porém, agora constitui mais um exemplo de dois pesos e duas medidas. Alvaro Dias também foi acusado pelo Ministério Público de andar no jatinho do doleiro. Ninguém fala nisso.

Alberto Yousseff, o doleiro, foi preso em 2001, na Operação Macuco, que teve a participação do então delegado Protógenes Queiroz. Na ocasião, apurava-se a lavagem de até US$ 125 bilhões em 10 anos, a partir da década de 90. O caso gerou a CPI do Banestado. Até o PT, que sempre que pode alivia para a direita, foi acusado de se envolver numa operação “abafa”, mas as legendas mais profundamente envolvidas com o esquema eram PSDB e DEM. Muito dinheiro da privatização teria sido lavado pelo esquema. Mas a nossa mídia agora só está interessada na carona de jatinho do aloprado petista.

gavetas

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Miguel do Rosário

11 de abril de 2014 às 15h52

Reproduzo comentário que a leitora não conseguiu deixar aqui:

Raquel Cipriani
Oi, Miguel! Tentei postar um comentário no post “Limpando as Gavetas”, mas não consegui. Vou deixar a mensagem aqui, pode ser?

Miguel, adorei o formato “Limpando Gavetas”. Poderia transformar em uma coluna semanal, ou que aparece duas vezes por semana, como se fosse um clipping comentado de vários fatos. Às vezes fico vários dias sem acessar internet, e quando volto aos blogs para me informar sobre o que aconteceu na semana tem só as notícias mais recentes. Seria bom se tivesse esse clipping. Até porque tem fatos que merecem algum comentário, mas que não chega ao ponto de merecer um post completo (e até por questão de tempo e prioridade, tens que dar mais atenção a outros assuntos).
Quero dizer ainda que adoro os blogueiros sujos,vocês são minha principal fonte de informação. Parabéns a você e ao Fernando Britto pelo trabalho que tem feito! Um abraço!

Responder

nilo walter

10 de abril de 2014 às 19h21

Como não se pode publicar nada nos blogs dos coxinhas pois são tucanos/demos etc, o Cafezinho os recebe de braços abertos . E adoro pois fico dando risadas . Os infiltrados devem perguntar ao seu patrão FHC onde foram parar os 130 milhões de sobra da campanha de 1994, que segundo Andrade Vieira foi para o exterior .

O blog da helena publica matéria sobre doleiro Youssef que o liga a Cemig/aécio .

Responder

jõao

10 de abril de 2014 às 19h16

Bomba: Pagamento a doleiro Alberto Youssef por sócia da CEMIG complica Aécio.

Na ânsia de atacar a Petrobras, a revista Época, sem querer deu um tiro de canhão em Aécio Neves (PSDDB-MG).

A revista apontou um pagamento da empresa Investminas Participações a uma empresa que a revista diz ser de fachada do doleiro Alberto Youssef.

Acontece que a Investminas não tem negócios com a Petrobras. Teve com a CEMIG.

E as datas dos acontecimentos são devastadoras para Aécio Neves (PSDB-MG), pelas suspeitas que a revista Época levantou:

11-07-2012: CEMIG tem 49% da empresa Guanhães Energia e a Investminas tem os outros 51%. A CEMIG é sócia também da LIGHT (distribuidora de eletricidade no RJ), e vota para a Light comprar os 51% da Investminas.

28-08-2012: LIGHT anuncia a compra dos 51% da Guanhães, pagando R$ 26,6 milhões pelo negócio.

19-09-2012: A Investminas depositou R$ 4,3 milhões na conta da MO Consultoria – empresa de fachada usada pelo doleiro Youssef, segundo as palavras da revista Época.

O jornal Estadão vai além. Diz que a MO Consultoria “seria uma espécie de central de distribuição de valores para políticos ligada ao doleiro Alberto Youssef”.

A CEMIG é estatal mineira, hoje sob domínio tucano, que também controla a LIGHT. Há 12 anos que a principal liderança do tucanato mineiro é Aécio Neves.

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,empresa-de-ex-ministro-pagou-r-4-3-milhoes-a-

Responder

Fabrício Santana Santos

10 de abril de 2014 às 18h16

Só Salvador, Dali…

Responder

Ricardo G. Ramos

10 de abril de 2014 às 13h11

Sobre o Álvaro Dias ser amigão do doleiro: por isso que o Catão dos Pinhais está tão quietinho.

Responder

Deixe um comentário

Por que devemos confiar nas Urnas Eletrônicas? Viaje no Universo Profundo com o Telescópio James Webb O Xadrez para Governador do Ceará