Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Juristas britânicos denunciam abusos de Sergio Moro

Por Miguel do Rosário

30 de novembro de 2015 : 14h28

Empresários e juristas do mundo inteiro estão ficando assustados com o voluntarismo neofascista de Sergio Moro, que primeiro prende e depois vai investigar.

O uso da demogagia penal constitui a armadilha mais perniciosa.

Usa-se o ódio de classe do povo contra empresários e políticos para implementar uma prática reacionária, cujo objetivo central é desmantelar as organizações políticas do próprio povo.

Empresários são mantidos presos por meses e meses a fio, sem condenação, numa tentativa de coagi-los a fazer delações.

Vazamentos seletivos feitos antes mesmo dos réus assinarem qualquer documento ajudam a criar uma atmosfera absolutamente opressiva contra a defesa.

É um quadro que gera instabilidade política em todo país, paralisando investimentos, porque se não há segurança jurídica para nenhum cidadão ou empresa, então ninguém vai investir nada.

***

Juristas ingleses acusam Lava Jato de ferir princípios Constitucionais

DOM, 29/11/2015 – 14:45
ATUALIZADO EM 29/11/2015 – 14:49
Por Luis Nassif

The Sunday Times publicou reportagem de uma página sobre a Lava Jato.

Diz o jornal que Sérgio Moro é visto como um herói do povo, capa de revistas.

Na semana passada, segundo a revista, houve o maior golpe de Moro, a prisão do “banqueiro bilionário” André Esteves, do fazendeiro José Carlos Bumlai e do senador líder do governo Dilma Rousseff Delcídio do Amaral.

A operação transcendeu a Lava Jato para incluir contratos de construção para os Jogos Olímpicos do Rio, no próximo ano. A reportagem especula sobre as intenções políticas de Moro e depois entra nas suas táticas de investigação, dele e de “sua jovem equipe de procuradores”.

A reportagem ouve um advogado que diz que Moro e sua equipe são intocáveis, inclusive nos métodos utilizados. Lembra “um punhado de líderes empresariais politicamente conectados presos durante meses sem julgamento”. E menciona as denúncias “supostamente vazadas para a imprensa antes mesmo que os acusados tenham sido informados”.

A reportagem acusa os procuradores de tentar intimidar suspeitos com barganhas em troca de sua liberdade.

Menciona um parecer elaboradora pela Blackstone Chambergs, de Londres, sugerindo que o comportamento dos procuradores pode ser uma violação da Constituição do Brasil e de vários tratados internacionais.

Os advogados britânicos, especialistas em direitos humanos, ressaltaram que não estão analisando nenhum caso individual, mas levantando preocupações de que “princípios fundamentais da liberdade e da presunção de inocência foram minados pela investigação de Moro”.

Sustenta que a maioria das 75 condenações foram fruto de ofertas de barganha com réus. Lembra que “Marcelo Odebrecht, diretor da construção império Odebrecht – uma das principais empresas no centro da investigação – está na cadeia desde junho sem julgamento”.

Diz que no governo Lula a Odebrecht ganhou contratos no exterior e ele ficou amigo de Lula e que as investigações tentam saber se Lula influenciou o BNDES para conceder empréstimos baratos à Odebrecht.

Finalmente reclama que a punição está sendo mais severa para os empresários do que para os políticos.

Veja a matéria a seguir, em anexo:

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

66 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcos Antonio Cardozo de Brito

02 de dezembro de 2015 às 00h53

Piada é?

Responder

Flavio Ataliba Abreu Netto

01 de dezembro de 2015 às 18h22

para meus irmãos Mau-mau, Tadeu, Arthur. e Bibelô, que tanto amo….

Responder

Flavio Ataliba Abreu Netto

01 de dezembro de 2015 às 18h22

para meus irmãos Mau-mau, Tadeu, Arthur. e Bibelô, que tanto amo….

Responder

Wilson Trajano Siqueira Trajano

01 de dezembro de 2015 às 14h37

Se tem erros , quem tem que intervir é a Justiça Brasileira!

Responder

Orly L Dourado

01 de dezembro de 2015 às 11h42

Vejam o vocabulário dos nazi-coxinhas, é por isso que defendem a “justiça” seletiva de Moro, ignorantes, midiotas, sempre com o argumento chulo, de que alguém tá ganhando algo, pra defender o que é certo e justo, escroques golpistas!!!

Responder

Gelson Cardoso

01 de dezembro de 2015 às 07h43

A caixa preta da corrupção está na Justiça, o Gil presisa ser investigado.

Responder

Dudu Filho Inacio

30 de novembro de 2015 às 22h01

Kkkk chola mais esquerdosos kkkkl

Responder

Norberto Coessens Messina

30 de novembro de 2015 às 21h56

Interessante! Quando mataram covardemente um estudante brasileiro (o Jean Charles, lembram?) no metrô de Londres sob a desculpa de terrorismo, sem nenhuma evidência que isso fosse verdade, ninguem denunciou o abuso. Não teve Direitos Humanos, não prenderam ninguem, não julgaram ninguem. Cuidem melhor da Justiça no país deles e não metam o nariz no que acontece na casa dos outros.

Responder

Neuza Scaravelli

30 de novembro de 2015 às 21h51

Kkkkkkk

Responder

Jasson Reis

30 de novembro de 2015 às 21h43

“Para os Amigos tudo, para os inimigos os rigores da lei” este padrão deturpado só ser a idiotas

Responder

Alan Mesquita

30 de novembro de 2015 às 20h10

O PT e politica e caso de risos no mundo civilizado……

Responder

Alan Mesquita

30 de novembro de 2015 às 20h07

O governo ama vagabundos, ..

Responder

Alan Mesquita

30 de novembro de 2015 às 20h03

Cleptomania se cura com prisão e Intervenção, …
Quem não gosta e vagabundo e que mama o dinheiro público

Responder

Alan Mesquita

30 de novembro de 2015 às 20h01

Quem não gosta de polícia e vagabundo
…..E quem defende vagabundos
E criminosos…

Responder

Alan Mesquita

30 de novembro de 2015 às 19h56

Abuso e o dinheiro público sendo roubado pelo PT, PSDB, PMDB, e os restantes envolvidos de membros de partido… Estes gringos só fala bosta e só pensá merda……e te retardado que acha certo roubar, ….gosta de ladrão adote um

Responder

Denis Oliveira Damazio

30 de novembro de 2015 às 19h31

esse Moro ja tinha q ter sido denunciado (ja q pro STF vai adiantar muito)..

Responder

Denis Oliveira Damazio

30 de novembro de 2015 às 19h30

tem o resto da reportagem??

Responder

Romulo Nunes

30 de novembro de 2015 às 19h24

Também acho! É melhor soltar todos e esquecer essas “calúnias” contra nossos “santinhos de vermelho”!!! SQN

Responder

Acacio Tomás

30 de novembro de 2015 às 18h59

eu juro que por descuido eu pensei ter lido algo que se referisse ao monstro do lago ness, mas ate que meu raciocinio não foi tão errado assim

Responder

Jorge Ogum

30 de novembro de 2015 às 18h41

Acho que a mídia inglesa só descobriu a Lava a Jato quando pegou um banqueiro. Deve ter repercutido na City de Londres. Por aqui, se ela chegar perto dos tucanos, o Judiciário vai ter um surto inexplicável de garantismo.

Responder

Luís Henrique Martin

30 de novembro de 2015 às 18h26

DEMORÔ…..

Responder

Clark Walker

30 de novembro de 2015 às 18h18

Se o Juiz Moro realmente tivesse praticando abusos,os urubus já tinham atacado ele.Isso parece mais matéria comprada em defesa dos corruptos e os juristas britânicos deveriam cuidar da casa deles e verem que sustentar a família real é jogar dinheiro fora que poderia ser revestido para o povo.Os tentáculos da máfia dos corruptos é grande,basta ver os acontecimentos,são capazes de tudo para continuar no poder.

Responder

Denes Gondim

30 de novembro de 2015 às 18h10

Quem entende um pouquinho só de direito, entende o porquê dos caras estarem falando isto.

Responder

Isabela Freitas

30 de novembro de 2015 às 17h46

Deixem criticar! Quem sabe do nosso país somos nós brasileiros, e a muito tempo que todos nós queremos ver os grandes criminosos responderem pelo dinheiro público roubado. Se for uns dias na cadeia então: Um viva ao Judiciário! O Estado Democratico de Direito não é simplesmente um conceito a ser aplicado ou reclamado, ele é um construir perante a aplicabilidade concreta em uma realidade humana e social, e no caso da nossa realidade é bem dificil, e bem diferente da inglesa.

Responder

Antonio Silvestre Duarte

30 de novembro de 2015 às 17h39

Enquanto ele (Moro), abusar com ladrões e hipócritas corruptos. TO NEM AI, TO NEM AI!!!

Responder

Marta Maria Araújo

30 de novembro de 2015 às 17h38

Até que enfim!

Responder

Fernando Loureiro

30 de novembro de 2015 às 17h33

A melhor palavra da língua portuguesa para definir a ação da PGR é “bundalelê”. Desde o mensalão (ou será mentirão?), com esta infeliz ideia de transmissão ao vivo das sessões do STF, que a espetacularização passou a ser norma nas ações da (in)Justiça brasileira.
Descrição, atuação nos autos, respeito à CF, amplo direito de defesa, não partidarização, zelo com a coisa pública no sentido “lato sensu”, etc., etc, são para países periféricos e irrelevantes.
Neste momento de debate político irracional, crise financeira grave e punição para todos os que praticam mal feitos, a (in)Justiça brasileira precisaria ser primorosa. Mas, não se ganha todas!!!!!!!!!!!!

Responder

Gidobaldo Silva Avelar Gil

30 de novembro de 2015 às 17h29

Ninguém quer que prenda seus picaretas, porque prender picaretas dos outros é refresco. Tá ai a indignação dos juristas ingleses pela picaretagem da justiça brasileira!

Responder

Alessandra Alvarenga

30 de novembro de 2015 às 17h14

Ave maria povo besta….jogar pedra em quem trabalha honesto. PT faz o que quer e não é abuso. …vai ……

Responder

Rosa Correa da Silva

30 de novembro de 2015 às 17h10

“Usa-se o ódio de classe do povo contra empresários e políticos para implementar uma prática reacionária.” Sério que você elaborou essa frase na qual dá pleno poder ao povo? Inclusive de mandar no trabalho de judiciário? Quem mantém a impunidade são representantes políticos e muitos são empresários. O povo reproduz discurso de impunidade. Quem tem braço armado para silenciar o povo em nome do capital para bem dos empresários e políticos é o estado. O povo está mofando em cadeias superlotadas, desempregado e jogado em macas, o povo está passivo esperando o ônibus lotado. Você está tomando muito cafezinho.

Responder

Clovis Costa

30 de novembro de 2015 às 16h56

Abusos contra o dinheiro público ngm reclama né?

Responder

    O Cafezinho

    30 de novembro de 2015 às 17h01

    Sim, disso todos reclamam.

    Responder

    Clovis Costa

    30 de novembro de 2015 às 17h05

    Quando aparece um juiz pra dar um jeito nos ladrões aí reclamam dele tbm. A vida é reclamar.

    Responder

    Alessandra Macedo

    30 de novembro de 2015 às 17h19

    Simples assim!

    Responder

    Clovis Costa

    30 de novembro de 2015 às 17h35

    Os do STF merecem mesmo. Mais da metade indicada por ladrões.

    Responder

    Joao Santos

    30 de novembro de 2015 às 17h49

    Infeliz da geração em que os Juízes são corruptos e o povo replica frases prontas de submissão KKKK

    Responder

    Fernanda D. Scherer

    30 de novembro de 2015 às 17h54

    Pena que tenhamos uma parte de sociedade tão hipócrita ,a ponto de fazer-se de cega ,surda ,muda para ilícitos escancarados de uma turma carimbada , somente pela possibilidade que vê nela ,de golpear um governo eleito de forma democrática.

    Responder

    Fernanda D. Scherer

    30 de novembro de 2015 às 17h56

    É mesmo, Clovis Costa? Se pra ti Lula e Dilma são “ladrões “, em categoria criminosa se enquadra o FHC, que indicou o Gilmar Mendes?

    Responder

    Clovis Costa

    30 de novembro de 2015 às 18h01

    FHC é ocupa algum cargo? Pelo menos o filho dele não presta consultoria de 2 milhões de reais copiando da Wikipedia.

    Responder

    Clovis Costa

    30 de novembro de 2015 às 18h04

    Lula é não é só ladrão. Ele é o chefe da maior quadrilha do país. Quadrilha que quebrou o país de tanto roubar em todas as obras. Os seus amigos mais próximos estão presos justificadamente. E os próximos serão eles pois o Presídio do Amaral vai delatar todos com conversas gravadas.

    Responder

    Clovis Costa

    30 de novembro de 2015 às 18h06

    E o impeachment está próximo. Tentem defender os ladrões sem citar tucanos. Tá chato já.

    Responder

    Clovis Costa

    30 de novembro de 2015 às 18h10

    Submissão a quem. Vcs é que são submissos socialistas que moram em hotéis de luxo. Comem caviar e possuem jatinho. Tudo comprado com dinheiro sujo. Mas se pra vc tá bom pagar CPMF pra bancar bandido problema é seu. Eu vou lutar em prol do juiz que moraliza este país.

    Responder

    Carmem Stewart

    30 de novembro de 2015 às 20h49

    Alessandra Macedo

    Voce acredita que juiz não é julgado.

    Entra na historia do Brasil para conhecer o juiz lalau.

    Responder

Wilson Figueiredo

30 de novembro de 2015 às 16h55

Porreta esta, uns roubam e quem aplica a lei é criticado. Vão tomar no cú.

Responder

    O Cafezinho

    30 de novembro de 2015 às 17h01

    Ao contrário. Tem que combater sem violar a lei. Senão não adianta nada. Vão continuar roubando de outra maneira.

    Responder

    Alexey Madjelane Paulo de Sousa

    30 de novembro de 2015 às 17h02

    Lei do teu cu, só se for!

    Responder

    Teobaldo Carvalho Silva Carvalho Silva

    30 de novembro de 2015 às 17h13

    Vc deve gostar de tomar não é babaca

    Responder

    Pedro Wolf

    30 de novembro de 2015 às 17h15

    (Pelo menos o segundo gentleman beletrista, ao ´argumentar´, demonstra saber que oxítonas terminadas em U não têm acento. Pelo menos isso.)

    Responder

    Wilson Figueiredo

    30 de novembro de 2015 às 17h31

    Bandidagem tem que se fuder.

    Responder

    O Cafezinho

    30 de novembro de 2015 às 17h56

    Sim, mas a Constituição deve ser protegida.

    Responder

    Alexey Madjelane Paulo de Sousa

    30 de novembro de 2015 às 17h57

    Pedro Wolf kkkkkkkkkkkk

    Responder

    Denes Gondim

    30 de novembro de 2015 às 18h09

    Impressionado com o alto nível da discussão.

    Responder

    Romério Matos

    30 de novembro de 2015 às 18h23

    No mínimo é um coxinha frustado com a própria merda de vida!

    Responder

    Carmem Stewart

    30 de novembro de 2015 às 18h25

    Wilson,

    O vocabulario explica o apoio ao moro.

    É facil chamar de bandido com palavras de baixo calão.

    Responder

    Wilson Figueiredo

    30 de novembro de 2015 às 19h24

    Pau nos petralhas Moro.

    Responder

    Alan Mesquita

    30 de novembro de 2015 às 19h58

    Retardados apoiadores de bandidos do PT, PSDB e o restantes…. Mortadelas podres

    Responder

    Leila Maria

    30 de novembro de 2015 às 20h07

    A elegância e polidez dos eleitores do Aécio é de dar dó. Onde foram educadas essas criaturas. Credo! Foi por essa falta de argumento e respeito as pessoas e ao debate o motivo de terem perdido as eleições. Ninguém gosta de conviver com gente truculenta!

    Responder

    Ricardo Paiva

    30 de novembro de 2015 às 21h22

    isso é o brasileiro que vota, senhor perdoa pq eles não sabem o que dizem e aproveitando lava a boca com sabão, pois a mãe deles não deram educação

    Responder

    Zilda Limeira

    30 de novembro de 2015 às 23h13

    Ninguém está acima da lei, nem os togados… E todo ser humano erra, intencionalmente ou não. Inexiste pessoa 100% correta todo o tempo o tempo todo. Pode-se até ser correto quase sempre, a maioria das vezes, mas nunca o tempo todo em todos os aspectos. Ninguém atingiu a perfeição ainda.

    Responder

    Zilda Limeira

    30 de novembro de 2015 às 23h14

    Ninguém está acima da lei, nem os togados… E todo ser humano erra, intencionalmente ou não. Inexiste pessoa 100% correta todo o tempo o tempo todo em todos os aspectos. Pode-se até ser correto quase sempre, a maioria das vezes, mas nunca o tempo todo em todos os aspectos. Ninguém atingiu a perfeição ainda.

    Responder

    Eurigomes Gomes da Silva

    01 de dezembro de 2015 às 01h43

    Wilson Figueiredo FECHE ESSA CLOACA,

    Responder

    Eurigomes Gomes da Silva

    01 de dezembro de 2015 às 01h43

    Wilson Figueiredo FECHE ESSA CLOACA,

    Responder

    Wilson Figueiredo

    01 de dezembro de 2015 às 02h06

    Tá cheio de mamadores das tetas dos petralhas.

    Responder

    Wilson Figueiredo

    01 de dezembro de 2015 às 02h06

    Tá cheio de mamadores das tetas dos petralhas.

    Responder

    Zildo Noh

    01 de dezembro de 2015 às 10h00

    Wilson Figueiredo, sua ignorância vem de sua falta de leitura.

    Responder

    Sergio Menezes

    01 de dezembro de 2015 às 10h30

    Aplica a lei??? Hahahahaha…

    Responder

Deixe um comentário