Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

FMI atribui recessão do Brasil à Lava Jato

Por Miguel do Rosário

19 de janeiro de 2016 : 14h43

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]
Análise Diária de Conjuntura – Manhã – 19/01/2016

A mídia, naturalmente, tentou esconder. Mas está lá.

O relatório Panorama Econômico Mundial, divulgado hoje pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), atribui a recessão econômica do Brasil à “incerteza política em meio às sequelas ininterruptas da investigação na Petrobras”.

Em espanhol, o texto diz o seguinte: ” En términos de la composición por países, las revisiones pueden atribuirse principalmente a Brasil, cuya recesión (causada por la incertidumbre política en medio de las secuelas ininterrumpidas de la investigación de Petrobras) está demostrando ser más profunda y prolongada que lo esperado.”

O FMI deveria também alinhar, como causa das incertezas políticas, não apenas a Lava Jato, mas ao golpismo da oposição, ao histerismo apocalíptico da mídia, além da militância dos ministros do TCU.

A irresponsabilidade da força-tarefa da Lava Jato, incluindo aí o justiceiro da Globo, Sergio Moro, já causou prejuízo de dezenas, quiçá centenas de bilhões de dólares ao país.

O gráfico do FMI, com a estimativa para todos os países, é este:

RES011916A-B

Enfim, a democracia brasileira experimenta, desde que foram divulgados os resultados eleitorais em outubro de 2014, uma dura prova de resistência.

O governo tem culpa no cartório, claro, porque jamais entendeu a importância da política, que foi solenemente subestimada.

Não se criou narrativas, não se produziu agendas positivas, não se usou o poder da palavra e da semiótica para fazer um contraponto, elegante, necessário, à demolição diária da imagem da presidenta e do governo.
[/s2If]

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]

***

Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (na coluna da direita; ou abaixo da seção de comentários, se você estiver lendo pelo celular). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho. Qualquer dúvida, entre em contato com a Thamyres, no assinatura@ocafezinho.com. [/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

Dilma não caiu, e não deve cair, porque a sociedade demonstrou (até o momento, ao menos) maturidade e coragem para enfrentar o golpe.

A Lava Jato passa por um período de turbulências, porque os advogados de Marcelo Odebrecht entenderam que não basta apontar as insuficiências técnicas de seu caso.

O Judiciário brasileiro não está operando segundo questões técnicas.

Temos, pela primeira vez, portanto, questionamentos políticos duríssimos contra a conspiração midiático-judicial feitos pelos principais advogados do país, cujo prestígio a imprensa não pode negar, e aos quais, portanto, não pode negar acesso às suas páginas.

A Lava Jato tornou-se uma batalha de comunicação.

Um exemplo bobinho: a mídia agora quer impor a máscara do “japonês da Lava Jato” ao Carnaval. Todo ano é a mesma coisa. A mídia tenta vender uma suposta “tendência” de máscara de Carnaval. Só que essas máscaras nunca vingam.

Há alguns anos, um fabricante se deixou engambelar e produziu algumas milhares de máscaras de Joaquim Barbosa. Encalhou tudo.

No Carnaval, o brasileiro não quer saber de política. Além disso, os papeis se invertem. As figuras populares não são os justiceiros, mas piratas, presidiários, malandros.

É o momento em que o povo procura fugir do convencional e, por isso as manipulações midiáticas jamais alcançam o Carnaval.

A mídia tentou aprisionar o Carnaval nos desfiles de Sambódromo. Resultado: os desfiles se tornaram monótonos, comerciais, medíocres.

No front político, segundo a Folha, o PMDB pode manter Michel Temer como presidente do partido, mas Temer está tendo que recuar em todas as suas pretensões golpistas. E mesmo assim, será um presidente mais fraco, um presidente, por assim dizer, decorativo.

A Folha estreiou hoje a primeira coluna de sua nova estrela, Kim Katiguiri. O artigo desce o malho no Movimento Passe Livre e nas manifestações contra o aumento no preço das passagens.

A opinião de Katiguiri reforça o fosso crescente entre duas classes de manifestantes antigoverno. De um lado, temos jovens sem partido, desligados de sindicatos, organizados em tornos de bandeiras específicas.

De outro, os chamados coxinhas, com idade de 50 anos para cima, que aceitam em suas marchas os tipos mais bizarros de manifestantes, empunhando faixas em prol de intervenção militar, atacando o sufrágio universal, lamentando que a ditadura não tenha matado mais gente.

Os primeiros são brutalizados pela polícia miltar. Os segundos, tiram selfie com a polícia. Os primeiros são jovens. Os segundos, velhos.

Nenhum dos grupos tem grande penetração popular. Ambas são manifestações mais de classe média, mas é evidente que a primeira tem potencial para se popularizar entre os mais jovens.

O ataque de Katiguiri ao MPL, contudo, explica porque os manifestantes pró-golpe não conseguiram botar tanta gente na rua como esperavam, ao final do ano passado. As alas radicais das marchas golpistas assustaram a maioria, que agora não tem mais certeza se um golpe é a melhor solução para o país.

O Globo de hoje, como de praxe, traz ataques diretos aos que eles consideram como seus adversários. A coluna de Ilimar Franco tenta deslegitimar o Fórum Social, por causa do patrocínio que este recebe da Petrobrás, apesar da estatal informar que patrocina o evento desde 2001.

Se fosse para ser oposição ao governo, o Fórum Social Mundial seria oposição ao governo, e se as estatais não patrocinassem, encontrar-se-ia patrocínio em outra parte, em governos estaduais, em prefeituras, em ONGs.

Segundo o jornal, o Fórum defenderá Dilma contra o golpe. É isto que desagrada à Globo. A sua pregação de golpe não vingou, enquanto o discurso antigolpe avançou com muita força.

Merval Pereira, por sua vez, dedica sua coluna de hoje para atacar Wadih Damous, deputado federal (PT-RJ), por causa de entrevista que este concedeu ao jornal dias atrás.

As críticas de Pereira, porém, são mordidas de uma boca banguela: previsíveis, mal escritas e incoerentes. Sem ter nada do que acusar Wadih, Pereira se limita a tentar ridicularizar as opiniões políticas do deputado.

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

110 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Recruta Zero

21 de janeiro de 2016 às 11h05

Presidente Dilma Rousseff, comandante em chefe das forças armadas, convoque os militares para moralizar essa justiça que envergonha a CF e verás como irá melhorar o combate à corrupção que desde há muito tempo tem sido seletiva e partidarizada. Sabe que os militares podem ajudar e muito. Vamos democratizar a justiça. Vamos defender as empresas nacionais e a CF.
CONSTITUIÇÃO FEDERAL, art. 95, parágrafo único.
Aos juízes é vedado:
III – dedicar-se à atividade político-partidária.

Responder

Enio

21 de janeiro de 2016 às 10h45

Essa elite criminosa tem MEDO do povo brasileiro.

Responder

Marco Siketo Lacerda

21 de janeiro de 2016 às 04h57

Kkkkk pior que a manchete são os comentários.

Responder

Vinícius Eustáquio Evangelista

21 de janeiro de 2016 às 02h55

Mas não tem como deixar de investigar. A questão é que a corrupção no Brasil n nasceu com o PT. Mas onde estão os juízes deste país que não investigam a fundo os desvios do outros governos?

Responder

Rodolfo Souza

21 de janeiro de 2016 às 00h07

uma bobagem atras da outra!!!!

Responder

Rodolfo Souza

21 de janeiro de 2016 às 00h07

uma bobagem atras da outra!!!!

Responder

Rodrigo Marques

20 de janeiro de 2016 às 19h02

FMI vai pra PQP!

Responder

Los Tetos

20 de janeiro de 2016 às 17h58

kkkkkkkkk, que explicação ridícula! combater a corrupção agora interfere na economia de um pais?

Responder

Agrônomo De Goiás Fesurv Unirv

20 de janeiro de 2016 às 16h52

Responder

Enio

20 de janeiro de 2016 às 14h47

A elite criminosa tem MEDO do povo brasileiro.

Responder

Silvio Guedes

20 de janeiro de 2016 às 12h42

É a prepotência e a certeza da impunidade que separa a elite da grande maioria do povo brasileiro. A justiça no Brasil tem a marca da impunidade seletiva porque é elitista com herança escravagista. Existem dois tipos de execuções penais no país, uma para a pequena parcela dos ricos e outra para a grande maioria do povo, com variações de penas mais confortáveis para quem tem curso superior e penas desumanas para quem não o tem. Uma jabuticaba. A justiça está elitizada e privatizada, todos reclamam da falta de punição, mas ninguém, nem a mídia, quando não se trata de seus próprios interesses, se interessa a questionar quem está por trás, nos bastidores da lei, que atuam para mantê-la tão antidemocrática, ninguém investiga o motivo do caos da impunidade e nem o aparente comércio milionário de vendas de sentenças e vazamento de investigações, todos os agentes policiais, com os salários, armas, viaturas sucateados, como a grande maioria do povo brasileiro, sucateados em sua cidadania por essa justiça seletiva, já se cansaram e estão impacientes com tanto prende e solta somados as quatro lentas instâncias de tribunais que os criminosos endinheirados recorrem e podem permanecer livres até o fim da vida. Juízes querem ter o domínio das investigações e condenar ao mesmo tempo. Os políticos mafiosos tentam fechar escolas públicas e não querem gastar com manutenção de presos. Quem paga somos todos nós, na forma de danos causados em nossa saúde pela convivência diária com a insegurança, com a violência, gerando um povo com mudanças de hábitos antes saudáveis, para um povo estressado, doente, refém de bandidos, políticos mafiosos e mídia oportunista, isso por fim, acaba também criando enormes problemas econômicos.

Responder

Andréa Moraes

20 de janeiro de 2016 às 14h25

Fala Sério!

Responder

Diogo Scobee Marra

20 de janeiro de 2016 às 10h45

Então, se a Lava Jato não existisse, o país estaria na maravilha, confere O Cafezinho?

Responder

Andre Moreira

20 de janeiro de 2016 às 10h21

Cafezinho, sério, achei que vocês eram tipo o site sensacionalista de tanta baboseira que publicam aqui. Chorando de rir, não tem diversão melhor para eu coxinha do que ler isso aqui.

Responder

Pedro Gilberto Nichele

20 de janeiro de 2016 às 09h59

Recessão existe na rede G1 na falta de telespec, nas lojas de shoppings por falta de alguns produtos, nas agências de viagens por falta de vagas de hotéis e pacotes lotados e na política pela falta do que fazer dos fisiologistas que fofoqueiam por 3 dias inteiros durante uma semana estressante de trabalho inútil… aí concordo.

Responder

João Donda

20 de janeiro de 2016 às 09h46

Interpretação infantil do texto, crianças entendam: Curar um mal não é erro. O erro é o mal. O erro é o mau comportamento, roubo no caso. Quer que desenhe???

Responder

Janaina Garcia

20 de janeiro de 2016 às 04h52

Óbvio! A corrupção e suas consequências não são exclusividade apenas do Brasil! A diferença é que, nos outros países, as investigações e punições ocorrem em sigilo, a fim de não afetarem a credibilidade e os interesses econômicos do país. Nossa mídia golpista, assim como seus aliados representantes políticos, estão pouco preocupados com o país, mas sim em defender a manutenção dos esquemas ilícitos próprios!

Responder

Francisco Freire

20 de janeiro de 2016 às 03h34

Ahh esse Moro malvadão… Tudo culpa dele…

Responder

José Renato Mei

20 de janeiro de 2016 às 00h36

Eu ainda acho que a culpa é dos EUA e da sua Bolha imobiliária.

Responder

Rafael Magrini Moreira

19 de janeiro de 2016 às 23h38

O pior é que, ao que parece, é este mesmo o objetivo desta lava-jato. Paralisar o país. Ah… e prender corruptos, talvez? Desde que sejam do PT…

Responder

Rafael Magrini Moreira

19 de janeiro de 2016 às 23h38

O pior é que, ao que parece, é este mesmo o objetivo desta lava-jato. Paralisar o país. Ah… e prender corruptos, talvez? Desde que sejam do PT…

Responder

Jane Pierobon Manzke

19 de janeiro de 2016 às 23h19

Nem tudo à LJ amados “mestres”. Antes tivemos a crise do Euro, guerras, especulações dos EUA, especulções da oposição e por aí vai. A LJ foi o topo de uma corrupção de 500 anos atrás.

Responder

Francisco Das Chagas Lemos

19 de janeiro de 2016 às 22h57

O FMI tá doido pra entrar novamente, só no dia de São Nunca, ou então se FHC ganhar eleição de Sindico.

Responder

Francisco Das Chagas Lemos

19 de janeiro de 2016 às 22h57

O FMI tá doido pra entrar novamente, só no dia de São Nunca, ou então se FHC ganhar eleição de Sindico.

Responder

Raimundo Freitas Freitas

19 de janeiro de 2016 às 22h15

?????????????????????????????????????????????

Responder

Raimundo Freitas Freitas

19 de janeiro de 2016 às 22h15

?????????????????????????????????????????????

Responder

Ricardo Klai

19 de janeiro de 2016 às 21h37

Poderia fornecer o link original deste post , por favor ?

Responder

Lourdes Neves Vieira

19 de janeiro de 2016 às 21h31

Precisaram descobrir o que esta na cara?

Responder

Vilma Ragazzi

19 de janeiro de 2016 às 21h28

E tudo vai continuar como era antes no quartel de abrantes?

Responder

Clecio Santos

19 de janeiro de 2016 às 21h28

Um Lula chamava o FMI de intrometido agora é o dono da razão ,só vala para o PT argumentos compatíveis com as asneiras do partido .

Responder

Vilma Ragazzi

19 de janeiro de 2016 às 21h27

Será que se a Dilma sair finda a Lava Jato?

Responder

Vilma Ragazzi

19 de janeiro de 2016 às 21h26

Qual o verdadeiro propósito da operação Lava Jato, que não tem fim.

Responder

Marcus Vinicius Meschini

19 de janeiro de 2016 às 21h16

A Culpa não é da quadrilha que desviou dinheiro e arrebentou com o país, é de quem investiga os roubos.. Kkkkkkkkkk.
Quem atua nesse site, sofre de pseudolalia…
Bando de vagais.

Responder

Sérgio Pandolfo

19 de janeiro de 2016 às 21h05

Eu penso que tem que prender o Sérgio Moro

Responder

Joao De Lima Filho Lima

19 de janeiro de 2016 às 20h51

Marchinha de carnaval: “Ai, ai, ai, me deu mal, bateu na minha porta o japonês da federal”. Sem provas, sem provas e sem provas. Só para aparecer na imprensa e fazer os trouxas acreditarem.

Responder

Rangel Arcanjo

19 de janeiro de 2016 às 20h49

Pagar a dívida externa foi um ultrage!

Responder

Antonio Luis Silva

19 de janeiro de 2016 às 20h48

fmibosta

Responder

Pedro Salgado Junior Junior

19 de janeiro de 2016 às 20h45

a lava jato só passou exisstir, porque existe uma corrupção sistemíca, para ser destruida

Responder

Maria Regina Arruda

19 de janeiro de 2016 às 20h28

Esse ai e o japones bonzinho da pf que vaza informaçoes ?

Responder

Daniel Guilherme R. Gama

19 de janeiro de 2016 às 20h23

Disso ninguém tinha duvidas, o sabotador do país, Sergio Moro, quer chegar ao poder a qualquer junto a sua trupe tucana a qualquer custo.

Responder

Vitor

19 de janeiro de 2016 às 18h19

Os petistas querem que Dilma destrua um dos únicos legados positivos do seu Governo, que é acabar com a farra com que obras públicas são tocadas nesse país há muitas dezenas de anos… Não, Dilma diz não! Ela sabe muito bem que esse será o seu legado! E que belo legado, senhoras e senhores.
Uma pena que ela não tem a menor habilidade política, fez uma gestão econômica temerária em seu primeiro mandato e ainda temos uma oposição que simplesmente odeia o país! Caso contrário, poderíamos estar limpando o Brasil e crescendo ao mesmo tempo…

Responder

Jonas Pandolfo

19 de janeiro de 2016 às 20h07

FMI tem é que sumir do mapa tropa de safados e exploradores.

Responder

Antonio Gaviao

19 de janeiro de 2016 às 20h03

EaDilma nao tem nada ha ver entao?

Responder

Flavio Medeiros

19 de janeiro de 2016 às 20h01

Agora torou na emenda !! Quer dizer que a culpa é da investigacao ?? Os esquerdopatas se superam a cada dia

Responder

Guilherme Gomes

19 de janeiro de 2016 às 19h43

Se não houvesse a corrupção escandalosa ocorrida nos últimos 4 mandatos presidenciais, a Lava Jato não existiria.

Culpar a Lava Jato pela recessão é o mesmo que o poste fazer xixi no cachorro.

Responder

Iris Marques de Farias

19 de janeiro de 2016 às 19h32

Crise era quando o Brasil estava devendo eles

Responder

Maria José Rêgo

19 de janeiro de 2016 às 19h26

Eu também.

Responder

Luiz Henrique

19 de janeiro de 2016 às 19h14

Esse JAPA ESTÁ EM TODAS, MENINO TRABALHADOR.

Responder

Sérgio Gomes

19 de janeiro de 2016 às 18h59

Isso dai a mídia não fala.

Responder

Marco Tulio

19 de janeiro de 2016 às 18h46

Isso é pura mentira, afinal os trilhões que a lava jato surrupiou. Não faz falta a educação, a saúde, a segurança pública e nem tão pouco ao bolso dos otários que pagam a maior carga tributária do mundo.

Responder

Recruta Zero

19 de janeiro de 2016 às 16h40

Presidente Dilma Rousseff, comandante em chefe das forças armadas, convoque os militares para moralizar essa justiça que envergonha a CF e verás como irá melhorar o combate à corrupção que desde há muito tempo tem sido seletiva e partidarizada. Sabe que os militares podem ajudar e muito. Vamos democratizar a justiça. Vamos defender as empresas nacionais.

Responder

Protásio Vargas

19 de janeiro de 2016 às 18h29

1 – Edmundo, é que o Brasil agora é um dos credores do FMI/BM, pois emprestamos mais de trezentos bilhões de dólares, através de tais bancos, aos EUA, para a recuperação econômica deles. Agora nós estamos do outro lado, desde 2008, quando PAGAMOS À VISTA todo o nosso débito e de lá para cá nunca pedimos mais dinheiro para eles; só emprestamos através deles. Tanto é que pela primeira vez um brasileiro se tornou PRESIDENTE DA ODCE.

2 – Coisa chique, heim!? Pena que a mídia de massa brasileira não informe ninguém sobre isso e dê a entender até o contrário em suas matérias, quando fala em DÍVIDA EXTERNA, sem se referir que se tratam das compras que o Brasil fez no exterior ou empréstimos que Estados federados nossos fizeram perante outros países, como são os casos de Minas Gerais, que deve para a China e Japão, e de São Paulo, que deve para o Japão, principalmente, e do Paraná, que está pedindo dinheiro emprestado para o Canadá, se não me engano.

3 – O que Paiva disse é o ponto de vista de uma matéria da Revista Veja. Não é nada disso, pois o dinheiro saiu do Petróleo brasileiro descoberto em 2006, em que pudemos economizar em importações a preço de ouro do óleo crú. Para saber mais sobre isso é só entrar no site do FMI e consultar o histórico da dívida brasileira. As informações são públicas. Agora, é verdade, a dívida de mais de 1 Trilhão de dólares, na negociação, saiu por pouco menos de 700 bilhões de dólares. Foi uma barbada, se pensar por este lado da coisa.

4 – Nisto tem um fato interessante, pois como nunca nenhum país do Terceiro Mundo tinha conseguido pagar a dívida, o FMI disse que os EUA precisavam aprovar (o FHC só pedia dinheiro para os EUA, via FMI) e o Bush não queria aceitar o pagamento, sugerindo a aplicação que a Veja sempre relembra. O Brasil teve de fazer uma Consignação em Pagamento Internacional, para poder pagar e aí o FMI aceitou. Tivemos até que denunciar na imprensa internacional o fato inédito. A França ajudou bastante neste ponto, na época, assim como a China e a Rússia, que eram credores do FMI também, e que continuam lá. Foi aí que a aproximação do Brasil começou com eles e tempos depois vai aparecer como BRICS. Como sempre, a imprensa de massa brasileira escondeu isso do público, como sempre faz.

Responder

João Damásio

19 de janeiro de 2016 às 18h28

Será o Fujimoro? Será o avô do Bruce Lee? Ou é apenas o correspondente da Veja infiltrado?

Responder

Roberto Campos

19 de janeiro de 2016 às 18h27

A culpa e do pt…

Responder

Francisco Bello

19 de janeiro de 2016 às 18h04

Quem diria, PT advogado nº 1 do empresariado. Faz todo sentido, né ?

Responder

Areslindo Alves De Figueiredo

19 de janeiro de 2016 às 17h59

E esta conclusão está muito provavelmente por causa da apuração seletiva por parte das autoridades, por meio do que o pessoal do PSDB-FHC/AÉCIO/ J.SERRA/G. ALCKMIN não estão sendo investigados, nem processados….Por quê ? Até quando?

Responder

Vera Lucato

19 de janeiro de 2016 às 15h57

Miguel do Rosário, por que o compartilhamento pelo facebook está bloqueado?

Responder

Andre Delage

19 de janeiro de 2016 às 17h55

Realmente a culpa da recessão no brasil e da lava jato
Podiam esperar o 1 de abril para escreverem isso .

Responder

Kika Zanon

19 de janeiro de 2016 às 17h48

uau…quase isso fmi…não vamos tirar o “mérito” -afinal coxinha acredita muito em meritocracia- da crise da responsabilidade do #psdbNUNCAmais da plimplim veja bsncada evangelica ( eles realmente dizem que a #DilmaFica é satanica hahahahaha)….

Responder

Filipe Câmara

19 de janeiro de 2016 às 17h48

À lava jato ou à corrupção, sobretudo do PT!? O.o

Responder

Jorge Espindula

19 de janeiro de 2016 às 17h39

Que coisa….
Parece declaração da esquerda.
E agora ?

Responder

Rosa Nunes

19 de janeiro de 2016 às 17h39

A culpa é do Zé Nenhum país pode ficar sem ministro da justiça

Responder

Ana Julia Rodrigues

19 de janeiro de 2016 às 17h35

Certamente foi um forte fator de paralisação de muitos setores e como efeito dominó….

Responder

Antonio Aurelio

19 de janeiro de 2016 às 17h33

se o brasil é credor do FMI,por que não cobramos para pagar a divida interna?,esse cafézinho está muito amargo,é um me engana que eu gosto

Responder

Maria Tereza

19 de janeiro de 2016 às 17h29

Sim!

Responder

Eduardo Santtos

19 de janeiro de 2016 às 17h28

Verdade, a culpa é do sofá!

Responder

Angelo Filomena

19 de janeiro de 2016 às 17h25

pode ser

Responder

Bruno Sombra

19 de janeiro de 2016 às 17h17

“se quer acabar com as pulgas, mate o cachorro”, Moro Jênio!

Responder

Bruno Sombra

19 de janeiro de 2016 às 17h16

Valeu, Moro!

Responder

Sonia Kemp

19 de janeiro de 2016 às 17h12

EU TAVA COM A LINGUE SECA E FALANDO ISSO

Responder

Cassio Simões

19 de janeiro de 2016 às 17h09

O golpe tá na lava jato tbm

Responder

Batista Barros

19 de janeiro de 2016 às 17h06

Coisas da #MidiaGolpista #ForaGlobo

Responder

Pedro Rodrigues

19 de janeiro de 2016 às 17h06

PT sempre foi contra o FMI, agora usa o mesmo? Faça o favor! Corrupção basta!

Responder

    Braulino Costa

    19 de janeiro de 2016 às 17h49

    OOOOOOO meu leitura não faz mal… andar de viseira é feio.

    Responder

Cláudio Luiz Pessuti Pessuti

19 de janeiro de 2016 às 17h04

Sim, o FMI continua sendo o “templo máximo da exploração capitalista”. O que não impede que ele faça análises corretas de causa e efeito sobre a situação dos países.Elementar.

Responder

    Francisco Freire

    20 de janeiro de 2016 às 03h36

    O FMI também não impede que você seja um imbecil

    Responder

    Cláudio Luiz Pessuti Pessuti

    22 de janeiro de 2016 às 23h50

    Tá mais calmo , ,cara de corno? Pronto, curti seu comentário. Ficou alegrinho, chupa rola?Acha que essa cara de bravinho engana alguém, arronbado? Ficou excitado com minha foto , algo assim? Só curto mulher. Vai dar a bunda para outro.

    Responder

Edmundo Camargo

19 de janeiro de 2016 às 16h53

Mas o FMI não era o templo máximo da exploração capitalista? Agora, está com a razão?

Responder

    O Cafezinho

    19 de janeiro de 2016 às 17h03

    Já foi-se o tempo disso, Edmundo, ao menos para o Brasil, desde que Lula mudou a relação do país com o FMI. Não só pagamos a dívida como hoje somos um dos principais credores do FMI. De qq forma, mesmo considerando que o FMI continua “templo máximo da exploração capitalista”, mas uma razão para ouvir o que ele tem a dizer sobre as agruras do capitalismo brasileiro. Certamente, o FMI não vai dar uma opinião “esquerdista” sobre as razões da nossa crise…

    Responder

    Pedro Rodrigues

    19 de janeiro de 2016 às 17h06

    Você defende o roubo? Se entrarem na sua casa! Te estuprarem você vai deixar?

    Responder

    Edmundo Camargo

    19 de janeiro de 2016 às 17h08

    ?

    Responder

    Pedro Rodrigues

    19 de janeiro de 2016 às 17h16

    Para quem achar que roubar e matar é algo normal…

    Responder

    Az Botelho Paiva

    19 de janeiro de 2016 às 17h27

    Cafezinho > Sim pagamos a divida. Mas utilizando a pior maneira para pagá-la. Fizemos como os brasileiros costumam fazer: Primeiro pedimos um empréstimo a um amigo, e quando percebemos que não teremos como pagar, recorremos ao empréstimo bancário, e pagamos ao amigo. Quando descobrimos que também não teremos como pagar, recorremos ao cheque especial. E como nada foi resolvido, ai caímos nas mãos do agiota. Então a vaca vai para o brejo de vez. O Lula fez quase a mesma coisa. Para ficar bem na fita, ele deixou de continuar pagando o FMI com juros bem baixos, recorreu aos bancos privados, cujos juros são bem mais altos do que o FMI, e saldou a dívida com o FMI. Só que ficou devendo muito mais aos bancos privados. E para disfarçar a jogada, juntaram a divida externa com a divida interna, e tudo virou dívida pública. Agora se o Brasil é credor do FMI, porque não pede o ressarcimento da divida junto o FMI, e coloca este dinheiro para amortizar o rombo que já temos que pagar para 2016?

    Responder

    Braulino Costa

    19 de janeiro de 2016 às 17h47

    Tem uns neguim que não sabe o que falar… e entra com a quele papo abala bobo… se entrarem na tua casa… te estuprarem você vai deixar!!

    Responder

    Pedro Rodrigues

    19 de janeiro de 2016 às 17h56

    Braulino, seu hálito cheira a caviar… Fica quieto!

    Responder

    Protásio Vargas

    19 de janeiro de 2016 às 18h32

    1 – Edmundo, é que o Brasil agora é um dos credores do FMI/BM, pois emprestamos mais de trezentos bilhões de dólares, através de tais bancos, aos EUA, para a recuperação econômica deles. Agora nós estamos do outro lado, desde 2008, quando PAGAMOS À VISTA todo o nosso débito e de lá para cá nunca pedimos mais dinheiro para eles; só emprestamos através deles. Tanto é que pela primeira vez um brasileiro se tornou PRESIDENTE DA ODCE.

    2 – Coisa chique, heim!? Pena que a mídia de massa brasileira não informe ninguém sobre isso e dê a entender até o contrário em suas matérias, quando fala em DÍVIDA EXTERNA, sem se referir que se tratam das compras que o Brasil fez no exterior ou empréstimos que Estados federados nossos fizeram perante outros países, como são os casos de Minas Gerais, que deve para a China e Japão, e de São Paulo, que deve para o Japão, principalmente, e do Paraná, que está pedindo dinheiro emprestado para o Canadá, se não me engano.

    3 – O que Paiva disse é o ponto de vista de uma matéria da Revista Veja. Não é nada disso, pois o dinheiro saiu do Petróleo brasileiro descoberto em 2006, em que pudemos economizar em importações a preço de ouro do óleo crú. Para saber mais sobre isso é só entrar no site do FMI e consultar o histórico da dívida brasileira. As informações são públicas. Agora, é verdade, a dívida de mais de 1 Trilhão de dólares, na negociação, saiu por pouco menos de 700 bilhões de dólares. Foi uma barbada, se pensar por este lado da coisa.

    4 – Nisto tem um fato interessante, pois como nunca nenhum país do Terceiro Mundo tinha conseguido pagar a dívida, o FMI disse que os EUA precisavam aprovar (o FHC só pedia dinheiro para os EUA, via FMI) e o Bush não queria aceitar o pagamento, sugerindo a aplicação que a Veja sempre relembra. O Brasil teve de fazer uma Consignação em Pagamento Internacional, para poder pagar e aí o FMI aceitou. Tivemos até que denunciar na imprensa internacional o fato inédito. A França ajudou bastante neste ponto, na época, assim como a China e a Rússia, que eram credores do FMI também, e que continuam lá. Foi aí que a aproximação do Brasil começou com eles e tempos depois vai aparecer como BRICS. Como sempre, a imprensa de massa brasileira escondeu isso do público, como sempre faz.

    Responder

    Flavio Lima

    19 de janeiro de 2016 às 19h11

    Hahahahaha….. Esse cafezinho com bobagem eh uma piada. Somos credores? Pega esse crédito então pra pagar a roubalheira do PT. Vai falar merda pra lá.

    Responder

    Seb Seb

    19 de janeiro de 2016 às 19h28

    Agora o Brasil nao empresta mais o dinheiro no FMI mas ele empresta dinheiro no mercados financeiros com juros altìssimos porque tem fama de mal pagador. Fica o mesmo, em vez de ter uma gestoa boa e aproveitar bem do dinheiro do forte crescimento que conheceu o brasil.

    Responder

    Renato Lira

    19 de janeiro de 2016 às 19h56

    Pedro Rodrigues ?

    Responder

    Marcus Vinicius Meschini

    19 de janeiro de 2016 às 21h16

    A Culpa não é da quadrilha que desviou dinheiro e arrebentou com o país, é de quem investiga os roubos.. Kkkkkkkkkk.
    Quem atua nesse site, sofre de pseudolalia…
    Bando de vagais.

    Responder

    Zildo Noh

    19 de janeiro de 2016 às 22h36

    Az Botelho Paiva , existem pessoas que não conseguem gerenciar suas próprias contas, mas conseguem dar palpites nas contas do governo como se fosse expert.

    Responder

    Braulino Costa

    19 de janeiro de 2016 às 22h46

    Pedro Rodrigues meu belo, dá até pra engolir a tua ignorância tentando se converte em uma grande visão de mundo, tá perdoado… mas procura ler os ontem e os hoje, pois se não estiveres de mal intenção sentiras a diferença!

    Responder

    Braulino Costa

    19 de janeiro de 2016 às 22h46

    Pedro Rodrigues meu belo, dá até pra engolir a tua ignorância tentando se converte em uma grande visão de mundo, tá perdoado… mas procura ler os ontem e os hoje, pois se não estiveres de mal intenção sentiras a diferença!

    Responder

    Nelson Ribeiro

    19 de janeiro de 2016 às 23h54

    Az Botelho Paiva Hummm… teve dívida caducada do Brasil com os Bancos americanos…. que foi reativada pelo Itamar….caraca, os papéis do débito já não tinham mais valor, os americanos já haviam até esquecido…

    Responder

    Nelson Ribeiro

    19 de janeiro de 2016 às 23h55

    Seb Seb Leia o que escrevi acima.

    Responder

    Az Botelho Paiva

    20 de janeiro de 2016 às 01h34

    Nelson Ribeiro> É que quando se trata de gente honesta, a conversa é outra. Quem deve tem que pagar, independente até se quem emprestou já morreu. Paga-se para os herdeiros. Aqui nós estamos falando do Itamar Franco. No meu outro texto eu estava falando de um péssimo administrador. Aquele sujeito que pega dinheiro com juros mais caros, para saldar dividas cujos juros eram mais baratos. Quanto o contrário seria o correto.

    Responder

    Az Botelho Paiva

    20 de janeiro de 2016 às 01h46

    Zildo Noh > Se foi para mim que você tentou mandar algum recado, você está redondamente equivocado. Pois sou dos poucos brasileiros que gerencio tão bem as minhas contas que elas nunca existiram. Nunca comprei nada em minha vida que não fosse a vista. Até a minha casa foi assim. Aprendi que quem tem o dinheiro em mãos faz o preço da mercadoria a ser adquerida. E eu não dei palpites nas contas do governo como se fosse expert. Eu simplesmente relatei os fatos como eles aconteceram.

    Responder

    Fabio Monteiro

    20 de janeiro de 2016 às 05h36

    a culpa é da investigação que investiga os caras que roubaram e não dos caras que roubaram de fato.

    REalmente…. é muita hipocrisia..

    Responder

    Valério Igor Victorino

    20 de janeiro de 2016 às 10h39

    Só para lembrar ao editor deste site: na época da DITADURA o PIB crescia e a corrupção era escondida de todos, com assassinatos e torturas… Você prefere assim?

    Responder

Adriano França Fernandes

19 de janeiro de 2016 às 16h50

Leonardo.. na sequência da conversa… Até o FMI ( q não é nem um pouco amigo ou socialista)

Responder

Deixe um comentário