Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

29-07-2014 - São Paulo - Brasil - O Templo de Salomão é a sede mundial da Igreja Universal do Reino de Deus que foi construída no Bairro do Brás em São Paulo, Brasil. A edificação da réplica foi inspirada em características da construção do Templo de Salomão, conhecido também como o primeiro templo citado pela Bíblia. Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

O Brasil caminha para ser uma nação de evangélicos (e isso preocupa nossos parceiros nos BRICS)

Por Redação

31 de agosto de 2016 : 05h15

Inauguração do Templo de Salomão, sede mundial da Igreja Universal do Reino de Deus (Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas)

por Carlos Eduardo, editor do Cafezinho

De acordo com o Ibope Inteligência dois candidatos evangélicos lideram as intenções de voto nas duas maiores cidades do país: Celso Russomano, com 33% em São Paulo; e Marcelo Crivella, com 27% no Rio de Janeiro.

Curiosamente, ambos pertencem ao mesmo partido: o PRB, legenda de centro-direita comandada pela Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo.

A supremacia evangélica neste início de campanha não deve ser visto como mera coincidência. Um estudo da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do IBGE, divulgado em 2013, prevê que os católicos serão superados pelos evangélicos até 2040.

Tal fenômeno pode ter impactos profundos na política brasileira, por isso vem sendo monitorado de perto por outras nações.

Uma delas é a Rússia, que neste ano divulgou um relatório em que alerta para o aumento de poder e influência das igrejas evangélicas nos rumos da política brasileira.

De acordo o relatório, em dentro de 35 anos teremos uma população majoritariamente pró-EUA, com partidos de cunho evangélico ganhando mais espaço na cena política. O medo dos russos é que a ideologia destas igrejas neopentecostais, inspiradas em um modelo desenvolvido pelos norte-americanos no pós-guerra, contamine a política externa brasileira.

Abaixo segue um trecho de artigo publicado no Russia & India Report:

As igrejas evangélicas com conexões fortes com quartéis-generais nos EUA – e não raras vezes controladas pelas ‘matrizes’ – já são atores muito ativos nas eleições no país, e já conseguiram reverter várias leis sociais brasileiras progressistas.

É muito provável que os fiéis dessas igrejas ‘de televisão’, criadas à imagem de muitas que há nos EUA, logo passem a interferir também na política exterior do Brasil. Com isso, certamente o Brasil se afastará – e provavelmente se porá em campo adversário – de países como Rússia e Índia, onde ainda predomina um ethos liberal progressista.

Em apenas 35 anos, é possível que o Brasil tenha população majoritariamente pró-EUA. É tempo mais do que suficiente para que os BRICS preparem-se para a vida sem Brasil.

Para a sorte dos russos, no geral os partidos evangélicos ainda se mostram extremamente toscos na arte da política. Vide os desempenhos pífios de Russomano e Crivella nos debates da Band. A ’Bancada Evangélica’ vem crescendo ano após ano, sem dúvida, mas continua restrita a um nicho específico do eleitorado, sem alcançar a classe média e outros setores importantes da sociedade.

Dizer que as igrejas evangélicas brasileiras mantém contato com suas matrizes nos Estados Unidos pode soar uma loucura, mas não acho que seja paranoia. A inteligência russa não dá ponto sem nó.

A Teologia da Prosperidade praticada no Brasil por igrejas como Universal do Reino de Deus, Internacional da Graça de Deus, Renascer em Cristo, Mundial do Poder de Deus, e tantas outras, se trata de um modelo inventado nos Estados Unidos durante a década de 1950, após a Segunda Guerra.

Uma forma encontrada pelo primeiros pastores neopentecostais norte-americanos de adequar o cristianismo aos anseios e necessidades da nova sociedade de consumo que surgia na metade do século XX.

Isso explica, por exemplo, porque nas catedrais evangélicas os assentos são em escada, igual a arquibancadas, com direito a um enorme palco, som e iluminação profissional. Mais se parecem com uma arena multiuso que uma igreja nos moldes tradicionais.

Ao mesmo tempo em que a sociedade do espetáculo afastava as pessoas da igreja tradicional, as igrejas evangélicas angariavam novos fiéis transformando a experiência religiosa em espetáculo.

O Christian Rock surge nesta época como resposta dos neopentecostais ao fenômeno Elvis Presley, acusado de corromper os jovens com suas canções de rock carregadas de sexo e letras vulgares. Para atrair os jovens criou-se um novo gênero musical, menos vulgar e mais comportado: o rock cristão. A indústria cultural foi incorporada de forma brilhante.

Uma história engraçada é que Elvis Presley, acusado de subversivo pelos evangélicos da época, era também muito religioso e chegou a gravar um disco do gênero Christian Rock: Peace in The Valley.

A ideologia reproduzida dentro das igrejas evangélicas não é apenas conservadora nos costumes e liberal na economia. É, acima de tudo, uma ideologia focada no consumo e na acumulação de bens, que enxerga os Estados Unidos como modelo ideal de capitalismo a ser seguido.

Vejam bem, não há nada de errado em querer ganhar dinheiro. Não pretendo insultar a religião de ninguém, longe disso. Fico feliz pelo rapaz do vídeo acima.

A questão é que as igrejas evangélicas reforçam uma cultura de meritocracia que interessa somente ao status quo e incita os fiéis a se posicionarem contra as bandeiras progressistas. 

Estudos mostram que o eleitorado evangélico está entre os mais conservadores e reacionários do mundo.

Nos Estados Unidos, por exemplo, Donald Trump lidera as intenções de voto entre os evangélicos, segundo uma pesquisa do Pew Research Center. Votam no Trump não por simpatia, mas porque são contra o casamento gay, a legalização do aborto, programas sociais e outras propostas defendidas por Hillary Clinton. 

O Brasil caminha neste sentido e os russos tem bons motivos para preocupação.

Entretanto, tenho minhas dúvidas a respeito das candidaturas de Celso Russomano e Marcelo Crivella. A hora deles ainda não chegou.

O primeiro tem fama de cavalo paraguaio, sempre larga na frente e termina derrotado. Provavelmente nem irá para o segundo turno em São Paulo.

O segundo tem boas chances de ser eleito no Rio, não por suas propostas ou carisma, mas por culpa do PMDB fluminense que afundou o Estado em uma crise sem precedentes.

Mas a política tem suas ironias. A mesma igreja Universal do Reino de Deus, responsável por alçar Crivella ao posto de senador da República, é também seu calcanhar de Aquiles. Nas últimas eleições para o Governo do Estado do Rio de Janeiro todas as igrejas rivais da Universal aconselharam seus fiéis a não votarem nele. E o mesmo deve se repetir agora.

O golpe contra Dilma Rousseff e a atual conjuntura política no país me obriga a concordar com a análise do brilhante cientista político, Wanderley Guilherme dos Santos, que disse recentemente:

O grande salto para trás de Michel Temer tem tudo para dar certo: uma burguesia econômica tíbia, profissionais liberais (engenheiros, médicos, dentistas, advogados, etc.) conservadores em sua maioria, heterogêneo apêndice do terciário de mão de obra rudimentar e reacionária (balconistas, caixas e congêneres), categorias intermediárias entre o assalariamento e a incapacidade de crescer – pequenos comerciantes, escritórios periféricos do setor de serviços – igualmente reacionárias e um operariado de baixo poder ofensivo, exceto em alguns momentos da trajetória econômica, majoritariamente caudatário de lideranças partidariamente comprometidas.

Os mandatos de Lula e Dilma foram o mais próximo que já tivemos de um governo social-democrata em toda nossa história. Infelizmente, isso desagradou muitos setores da sociedade.

E não me refiro apenas à elite, até porque sem o apoio da classe média não haveria golpe.

O que mais me assusta é ver pessoas humildes, das camadas médias e baixas da sociedade, reproduzindo o mesmo comportamento de nossas elites reacionárias.

Do mais pobre ao mais rico, somos um país de maioria conservadora, essa é a verdade.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

37 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Júnior

24 de setembro de 2020 às 16h40

Meu caro Editor Carlos Eduardo, você se referir a Rússia e a Índia como de ethos liberal, progressista é para rir não é! Mais a esquerda sempre foi assim mesmo; deturpa a realidade e demoniza o outro e ela”esquerda” sempre pagando como detentora das soluções dos problemas que ela mesma criou. Qualquer pessoa que tenha um conhecimento mais aprofundado do cotidiano da Rússia e da Índia, sabe que eles tem ainda um longo caminho a percorrer para serem vistos como liberais progressistas.

Responder

José Antonio de Santana.

03 de março de 2020 às 19h04

As religiões estão com os dias contados no mundo.A INTERNET veio para abrir a cabeça das pessoas.

Responder

Renan

27 de janeiro de 2019 às 12h40

Já dá pra se arrepender desse artigo…

Responder

helenildo

19 de março de 2018 às 18h40

Os Estados Unidos é um dos exemplos de uma nação com populaçao de maioria evangelica.

Responder

    CONSCIENTE

    27 de junho de 2018 às 13h51

    EVANGÉLICOS E ESPIRITAS SÃO UM CÂNCER NA SOCIEDADE!

    QUERO COMPARTILHAR O QUE PENSO:

    ESPIRITAS: ACHAM QUE POSSUEM TODAS AS RESPOSTAS, MAS SEGUEM SEUS GURUS VIVOS, QUE SUPOSTAMENTE SE COMUNICAM COM SEUS GURUS MORTOS.
    NO QUAL ELES POSSUEM UM LEVE CONHECIMENTO SOBRE ESSES TAIS MESTRES, MAS NÃO SABEM QUEM DE FATO ESTÁ ALI!

    CRENTES: PODERIA FALAR QUALQUER COISA, MAS…É REALMENTE IMPOSSÍVEL ATÉ DESCREVER QUANTO PSICO-DEPENDENTE É PRECISO SER PARA SEGUIR QUALQUER IGREJA QUE CONHEÇO ATÉ ENTÃO!

    ABRAM SEUS OLHOS, NÃO HÁ DOUTRINA MAIS PRÓXIMA AO DIVINO QUE ENCONTAR A PAZ DE ESPÍRITO, SEM DOGMAS, SEM IDEOLOGIAS, SOMENTE A NATUREZA E A QUALIDADE DIVINA DE QUEM À CRIOU!

    VOCÊS ESTÃO ATRÁS DE UMA SALVAÇÃO QUE NÃO EXISTE, POIS ESSA ILUSÃO É CRIADA A PARTIR DE UM ESTADO DE IMPERFEIÇÃO, QUE PODE SER SUPERADO EM VIDA, POR VIVOS, POR VOCÊS SOZINHOS.

    Responder

      Carolina Braga

      28 de outubro de 2019 às 17h34

      Nao sabe o que fala. Generaliza. Ignorante e inútil.

      Responder

      Babi Metaro

      02 de fevereiro de 2020 às 16h50

      chora esquerdinha

      Responder

Natan

16 de julho de 2017 às 22h37

O problema dos eleitores,é sempre achar que devem votar em alguém por serem do mesmo time.Evangelico no poder não é garantia de melhora,tenho 17 anos e,esse ano será meu primeiro voto.Não tenho religiao nenhuma,acho que religião e política não deviam ser misturar mesmo.
Tanto faz se o cara é cristão,ateu,espírita,umbandista,ou o que for.O que realmente importa é analisar o caráter, e a postura do candidato,pra saber se ele fará algo que preste ou não,as pessoas devem pensar com o próprio cérebro,e não com o cérebro dos sacerdotes.

Responder

Otoni de Moura Santos

04 de maio de 2017 às 17h07

Acompanho sempre os comentários que se refere a assuntos políticos, e vejo uma falta enorme de moralidade, acredito como cristão que Deus está no controle de tudo.
Tem um versículo Bíblico que diz:
Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual escolheu para sua herança.
Salmos 33:12.
Deus aos poucos está retornando ao Governo do seu povo.
Só o Evangelho da Salvação e o Poder de Deus para restaurar a Nação Brasileira e o Mundo.

Responder

Otoni de Moura Santos

04 de maio de 2017 às 16h30

Acompanho sempre os comentários que se refere a assuntos polítocos, e vejo uma falta de enorme de moralidade, acredito como cristão que Deus está no controle de tudo.
Tem um versículo Bíblico que diz:
Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual escolheu para sua herança.
Salmos 33:12.
Deus aos poucos está retornando ao Governo do seu povo.
Só o Evangelho da Salvação e o Poder de Deus para restaurar a Nação Brasileira e o Mundo.

Responder

sosthenes cavalcante

21 de fevereiro de 2017 às 21h10

Penso que e’ melhor para o Brasil que a igreja evangelica mude o destino0 do nosso pais. Tivemos 02 presidentes *catolicos exunerados do cargo por corrupcao*// 02 situac,oes de vergonha para o nosso pais. Pois necesitamos algo diferente e novo, e acima de tudo um novo momento…Oremos povo evangelicoe juntos vamos mudar esta realidad.

Responder

Sidnei Pitoli

02 de novembro de 2016 às 10h13

E os católicos, assim como os petistas, apesar de serem maioria, estão sendo massacrados e suplantados pelos evangélicos, né senador Magno Malta ?

Responder

    Hermes

    14 de novembro de 2016 às 01h29

    Os catolicos se converteram ao comunismo via teologia da libertacao, deu no que deu.

    Responder

      Ariane

      16 de dezembro de 2019 às 17h11

      Verdade, eu mesma sou de família católica e tô numa preguiça da Igreja, parei até de ir. Ainda me elegem um Papa Comunista pra terminar de fuder com tudo.Enquanto Brasil caminha para o Protestantismo os EUA segundo pesquisa caminha pro Catolicismo Conservador.

      Responder

Kevin Soares Coutinho

09 de setembro de 2016 às 22h24

A pior coisa que poderia acontecer com o Brasil é não só ficar majoritariamente evangélico como ficar com evangélicos na politica, o que já acontece. Isso vai acabar com o país. A solução é tentar maximizar a qualidade de ensino nas escolas públicas.

Responder

Regis Ferreira dos Santos

06 de setembro de 2016 às 19h15

E por isso que a esquerda está em ruína. Falta raciocínio da esquerda. Karl Marx tinha tanta razão que sua ideologia foi um fracasso, um porcaria liderada por fanáticos doentes como Stalin, Lenin, Fidel,Mao etc. A autor do texto esqueceu que a Noruega, Inglaterra, Suécia,Austrália, Canadá, Holanda também tem maioria evangélica.E que é melhor, os EUA ou a Coréia do Norte atéia.

Responder

    Zenio Silva

    03 de outubro de 2016 às 13h46

    Explica aí Regis, qual é essa ideologia fracassada do Marx?!
    Não vale dizer ‘socialismo’!!!

    Responder

    Vinícius

    16 de outubro de 2016 às 21h32

    Maioria evangélica? Esses países tem maioria ateus.

    Responder

Gerson Alvim Pessoa

03 de setembro de 2016 às 21h30

Infelizmente é para lá que estamos caminhando. Para informar ao articulista, não é somente no Rio e em São Paulo que se caminha para a vitória de evangélicos nas suas respectivas prefeituras. Em Belo Horizonte também. O Candidato João Leite do PSDB é evangélico, neo pentecostal de carteirinha, e lidera as pesquisas.

Responder

    sosthenes cavalcante

    21 de fevereiro de 2017 às 21h13

    AMEM BROTHER VAMOS ORAR E LUTAR JUNTOS POR UM NOVO MOMENTO NO BRASIL.. PRESIDENTE E DEPUTADOS E SENADO. JA NOS CANSAMOS DE TANTO ROUBO.. E SITUACOES DEPLORAVEIS. Deus nos dara este novo momento.. Oro por isto… Deus abenc,oe nosso pais…

    Responder

Tereza Brandão

01 de setembro de 2016 às 16h38

Aqui no Rio de Janeiro nós temos 11 opções para prefeito. Não dá pra se apegar a religião quando o nosso melhor candidato é o Crivella, que possui ótimas propostas e já tem vários projetos muito relevantes pra população aprovados. Vamos focar no que o político tem a nos oferecer e não no homem religioso.

Responder

Maria do RJ

01 de setembro de 2016 às 00h48

O mal também é da nossa igreja católica que não faz nada para reunir gente, crianças. Se não fosse esse PAPA maravilhoso agora aparecer acho que muita gente já teria abandonado. Esses padres não querem nada com a vida dos católicos.

Responder

    Kevin Soares Coutinho

    09 de setembro de 2016 às 22h33

    As igrejas evangélicas só aumentam o número de fieis jogando baixo, pegam a pessoas no pior momento da vida dela e diz ter a solução, dizem que vai deixar elas com muito dinheiro. Em um país com tanta pobreza o terreno é fértil para elas. Todos os evangélicos que conheci ou foram criados assim ou viraram evangélicos em algum momento ruim de suas vidas. E depois que já são evangélicos, as igrejas fazem uma lavagem cerebral nos fieis, enquanto um padre celebra a missa com uma voz calma, um pastor grita o tempo todo na cabeça de um fiel. Qualquer pessoa com um minimo de pensamento critico não aceitaria uma pessoa gritando na cabeça dela, ela ia preferir uma boa conversa.

    Responder

      Jefferson Oliveira

      14 de junho de 2017 às 15h52

      A igreja Evangélica será o futuro do Brasil.
      Os países mais desenvolvidos do mundo são evangélicos. A igreja próspera às nações…

      Responder

      Jefferson Oliveira

      14 de junho de 2017 às 16h10

      Meus amigos sou Evangelico, tenho 17 anos, sempre fui evangelico desde pequeno. Se todos os brasileiros fossem como eu o Brasil seria próspero e amoroso.
      Eu quero dizer aos meus amigos : Católicos, Ateus, Espíritas, Umbandistas e demais irmãos de outras religiões que amo todos vocês!
      Tente olhar o lado bom da igreja Evangélica, tenha em mente que muitos não são evangélicos de verdade, apenas uma minoria.
      Os que são de verdade são os que seguem a Cristo e seus feitos…
      Muitas igrejas evangelicas e demais estão erradas e continuarão estando, lembrando que há exceções, pois somos humanos e erramos.
      Não dê ouvidos ao que a mídia impõe a vocês!
      Confira, pergunte, visite, conheça e depois julguém…

      Que o meu amor e o de Cristo venha impactar vocês!
      Obrigado por ler minha opinião!
      Deus abençoe!

      Responder

        jose de Freitas Nogueirajoe

        20 de fevereiro de 2018 às 14h27

        Não existe uma “igreja evangélica”. Há milhares de diferentes igrejas evangélicas competindo entre si, cada um
        com interpretação diferente da palavra de Deus. Cada més no Brasil surgem um pastor original, uma bíblia
        mal interpretada, atos e idéias longe de ser cristão e então__nasce uma nova “igreja evangélica. Perto da minha
        casa existiu apenas em 5 quarterões 7 dessas igrejas.

        Responder

Maria do RJ

01 de setembro de 2016 às 00h46

“”””E não me refiro apenas à elite, até porque sem o apoio da classe média não haveria golpe.
O que mais me assusta é ver pessoas humildes, das camadas médias e baixas da sociedade, reproduzindo o mesmo comportamento de nossas elites reacionárias.””” Pois é, esse pessoal que só assiste a globo e band, infelizmente, que não procura se instruir em política. Quando virem o mal que fizeram será tarde demais. Outra coisa, esse tal de crivella não se elege aqui no Rio NÃO. Fomos obrigados na outra eleição a votar no pezão, por que senão crivella ou garotinho poderiam ganhar. E foram todos correndo pra evitar isso e infelizmente não era o que ninguém queria…..pezão………….mas era o menos pior e agora todo mundo está vendo, deu no que deu. O Rio está no caos total.

Responder

Monique Lima

31 de agosto de 2016 às 17h44

Não podemos deixar que a escolha religiosa de uma pessoa nos influencie na hora de escolher o nosso voto. O que importa é a índole do candidato. Eu sou judia. E aí? Essa informação não deveria fazer diferença para a pessoa com que casarei, trabalharei, etc. Eu moro no Rio e a minha escolha para prefeito é o Crivella, mesmo ele seguindo uma religião completamente diferente da minha. Analisei os candidatos esse ano e achei o Crivella o melhor.

Responder

ana zucatti

31 de agosto de 2016 às 10h59

Perfeita matéria! Este fenômeno me parece de difícil reversão. Mesmo quando, anos atrás, mostraram na TV (e, salvo engano, foi na Globo) o Edir Macedo rindo às frouxas da inocência dos fiéis e ensinando seus pastores como arrecadar mais, os próprios fiéis acharam que era uma montagem. Triste…

Responder

Gerson

31 de agosto de 2016 às 10h44

Como dizia Karl Marx, religião é o ópio do povo. Acrescento hoje que religião é a maneira desses falsos religiosos, como Edir Macedo, Silas Malafaia e outros , enriquecerem.

Responder

vacobs10

31 de agosto de 2016 às 10h09

Não vejo problema algum nisso, não sejamos INTOLERANTES RELIGIOSOS. O brasil sempre foi, majoritariamente, católico, com uma religião franciscana que apoia os atos de maria de calcutá e nem por isso se tornou um país que se preocupava com as necessidades básicas de seu povo.

E quanto a teologia da prosperidade, ela não foi inventada após 1950. Ela foi concebida há mais de 4 mil anos atrás, quando o TANACH deixa evidente que Abraão foi rico, jacó foi rico, isaque foi rico, jó foi rico, davi foi rico, salomão foi PODRE de rico. Logo, pq hj não podemos ser? A interpretação de alguns que o dinheiro é algo terrível é com base no discurso católico de caridade e aquela pobreza toda. Jesus foi pobre, mas hoje Ele é pobre?

E quanto a russia, isso só demonstra que o Brasil tem vivido um cerdo no exterior tanto dela quanto dos EUA, que não se preocupam com a liberdade religiosa de nossa nação e sim apenas com as políticas externas que lhe beneficiarão.

Voto no lula, mas dizer que seu governo foi o mais social democrata não é bem uma verdade. Um comportamente de zombeteria em relação aos mesmos evangélicos que ele pedia votos é algo democrático ou social? Acho que a dilma está sendo golpeada pelos coxinhas, mas uma atitude de querer enfiar cartilhas gays em escolas é um comportamento de quem se preocupa com o SOCIAL ou com uma minoria?

Devemos nos preocupar com um brasil católico, espírita e ateu. Pois até agora, só vejo nessas religiões a desvalorização da mulher(proibindo abortos) e a de valores transmitidos de geração a geração… tudo sendo destruído.

Mas fazer oq, tem muito patriota preocupado com o que a russia quer.
E digo mais, quem acredita em Deus acredita em meritocracia espiritual. Ou será que quem acredita em Deus tem que acreditar que pra ser feliz precisa PRIMEIRO do governo?

Responder

    Vinícius

    16 de outubro de 2016 às 21h36

    Mateus 6:19-20
    Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
    Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.

    Jesus pode ser rico no céu, nunca foi rico na terra. Os apóstolos eram pobres, as pessoas do Novo Testamento eram todas pobres, com exeção daqueles que não acreditavam em Cristo.

    Responder

    Hermes

    14 de novembro de 2016 às 01h28

    Cara, se decida: ou bem vc é cristao ou eh comunista. Nao da para ser os dois

    Responder

maria nadiê rodrigues

31 de agosto de 2016 às 10h06

Faz tanto tempo que ouvi de Edir Macedo que ele chegaria à Presidência da República que me esqueci da data. Sei que nesse ano ainda não se viam neo-pentecostais ganhando eleições, e nem as igrejas-seitas eram tão numerosas. Com o passar das décadas foi que senti exatamente, como premonição, o que está na matéria. Ou seja, estou com os russos e não abro.
A ascenção de Crivella, sobrinho de Edir, só me preocupa. Está no topo das pesquisas, com chances de ganhar no primeiro turno para prefeito do Rio. Russomano, idem, em relação a São Paulo.
O que podemos esperar de falsos-pastores, que engambelam as pessoas com todo tipo de mentira, até mesmo as mais criminosas, por se saberem impunes.
O casal entrevistado no vídeo, como tantos que vemos, são, com certeza, pessoas pagas para o teatro.
Um cara, vestido de pastor, se dirigir a uma moça que diz estar com câncer de mama, pegando no seio dela para sentir o que ela diz ser um tumor, lendo pra si, sem provar nada, um laudo falso da doença, pra mostrar de outra feita que a moça, sorridente, está nas alturas por ter sido beneficiada pelas bênçãos do infeliz. Isto não quer dizer que aquele que está com câncer não deve ir a médico?
Isto não é um crime?
E o que falta à Justiça para brecar essa sandice desse espertalhões endinheirados, que vivem da miséria dos incautos que os assistem?

Responder

    vacobs10

    31 de agosto de 2016 às 10h14

    Nesse exato momento, há pessoas morrendo nas filas de hospitais do rio de janeiro. Carros da polícia quebrados porque não há dinheiro para conserto. Crianças sendo aliciadas pelo tráfico que só cresce perto das UPP’s. Pessoas sendo arrastadas em assaltos e perdendo a vida no trânsito.

    O que o amigo acima se preocupa?
    Com a ascenção de um candidato ficha limpa simplesmente por ele ser EVANGÉLICO.

    Agora pergunta para o mesmo qual das propostas ele discorda . Nenhuma, sabe pq? Pq ele sequer as conhece. Tudo que ele sabe, é que crivella é evangélico e por isso não o quer num cargo EXECUTIVO(que em nadinterfere nas leis)

    Uma pessoa que desqualifica o casal do vídeo sem os conhecer, com um argumento vago e pré-conceituoso de que foram pagos merece QUAL CREDIBILIDADE? Essa pessoa está preocupada consigo própria ou com o interesse social? Essa pessoa é reflexiva ou intolerante religiosa?

    Se vc disse a segunda opção, acertou.

    Responder

      Kevin Soares Coutinho

      09 de setembro de 2016 às 22h40

      É claro que a ascensão do sobrinho de um homem extremamente mal caráter preocupa, o que me garante que o tio não o ensinou a roubar também como ele rouba dos fieis na cara deles, e os fieis que já sofreram lavagem cerebral são extremamente feliz por serem roubados.

      Responder

Mário Luiz dos Santos

31 de agosto de 2016 às 09h09

Gostei muito da matéria. Sem dúvidas, a visão político-religiosa desses grupos, eleva o prognóstico e coloca em xeque o relacionamento dos BRICS.
Num olhar macro, essa é a interpretação que se tem. Acrescento que numa varredura micro, buscando as pequenas comunidades de periferia, a coisa realmente desanda e dá lugar a uma alienação sem precedentes.

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro