Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Parlamentar boliviano manda a real sobre Serra: bandido!

Por Redação

06 de setembro de 2016 : 13h07

Deputado boliviano repudiou declarações de José Serra, a quem chamou de criminoso

O deputado boliviano da coligação governista MAS, Movimento Ao Socialismo, Javier Zavaleta, criticou duramente nesta segunda-feira as declarações do ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, que sugeriu aos governos da Bolívia e do Equador aprender a fazer democracia.

no Sputnik News

“Que esses criminosos que estão no Brasil resolvam antes os seus problemas com a lei, antes de virem falar sobre política internacional”, disse Zavaleta à imprensa local.

Serra havia declarado neste fim de semana ao jornal espanhol El País que “particularmente, Bolívia e Equador poderiam aprender a fazer da democracia, ao olhar para o que aconteceu no Brasil”.

Para Zavaleta, citado pela agência oficial Boliviana de Informação (ABI), “O Brasil de hoje, após o golpe, conta com um governo de criminosos comuns. Não deixaremos que esses criminosos venham nós ensinar a fazer democracia, política ou ideologia.”

Na semana passada, o Senado brasileiro destituiu, por 61 votos a 20, a presidenta Dilma Rousseff do seu cargo, provocando imediato repúdio das autoridades da Venezuela, Equador e Bolívia. O governo boliviano manifestou seu repúdio em nota oficial e ao que classificou de “golpe parlamentar” contra Dilma Rousseff, e convocou o seu embaixador no Brasil.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

20 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

João Luiz Brandão Costa

06 de setembro de 2016 às 18h37

O Serra na casa de Rio Branco é a prova cabal da inconsequência desse governo.

Com relação à charge acima eu diria que: tirar os sapatos (os seus) quando do interesse dos poderosos, foi o apanágio do governo FHC. Calçar os sapatos (os deles) quando do interesse dos poderosos, é a imagem do que será o governo Temer. Se houver algum…

Responder

Itaguary Poranga

06 de setembro de 2016 às 16h09

Vejam abaixo o tipo de mensagem que os Golpistas estão enviando pelo WhatsApp.
Simplesmente nojento, devido haver um monte de IDIOTAS que replicam.

“As igrejas brasileiras estão se movimentando em convocação para que todo cristão ao meio dia do dia 7 de setembro ore cinco minutos, isso mesmo apenas cinco minutos, em Oração pelo Brasil. Vamos fazer parte dessa convocação. Estão esperando 40 milhões de pessoas de joelhos dobrados nesse dia. Seja?? um dos que vai dobrar seus joelhos pela Nação Brasileira. ????????????????????????

ENVIE A TODOS OS GRUPOS.”

Responder

    Nando Oldenburg

    06 de setembro de 2016 às 20h40

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk isso é coisa dos evanjegues. eles gritam aos 4 ventos que já são 40 milhões or isso citam este número. Sinceramente, acho que o Brasil deveria começar a copiar a França: ter uma queda da Bastilha – que aqui seria a destruição do PIG em grandes incêndios – e uma Noite de São Bartolomeu – aquela onde os protestantes foram dizimados a mando da rainha Catarina. Estamos chegando ao ponto onde não há mais como conviver com esse lixo.

    Responder

Omar Luz

06 de setembro de 2016 às 15h10

O deputado boliviano acertou na mosca. Bateu bem no crimonoso. Bem que poderíamos term um Mais Deputados e trazer esse para cá.

Responder

    MR1 3rd Strike

    07 de setembro de 2016 às 23h35

    Basta o nobre parlamentar citar sem medo os 20 milhões em cash do Chanceler Chevron.

    Responder

Torres

06 de setembro de 2016 às 14h46

ah, a Bolívia.
país em que se tentou romper a alternância de poder.
lamentável.
todos usam o discurso da democracia em seu benefício próprio.
mas a verdade é que não dão a mínima para o povo ou para a democracia.

Responder

    label vargas

    06 de setembro de 2016 às 18h20

    Mas o plebiscito negou essa possibilidade UM BELO EXEMPLO DE DEMOCRACIA.Deveríamos aprender com eles,não acha?

    Responder

      Torres

      06 de setembro de 2016 às 20h14

      sim, devemos aprender com os bolivianos, mas não com o tal deputado que apoiou a iniciativa de Evo.
      esse deputado tá mais pra venezuelano.
      nada de democracia.
      alternancia de poder?
      pra que, não é mesmo?
      democracia não precisa disso.

      Responder

        Nando Oldenburg

        06 de setembro de 2016 às 20h48

        Alternância no poder se dá quando o povo assim o decide. Se o povo opta por um projeto de vida e de sociedade e decide manter os governantes que implementam tal plano, nada mais justo que se lhes dê a continuidade de seus mandatos. Pergunte ao povo se fosse possível Lula permanecer no cargo por mais tempo se ele não seria reeleito com esmagadora maioria. Todo esse circo mambembe que a mídia fascista armou foi no intuito de desconstruir seu legado embora lá fora o mundo saiba que foi ele quem transformou o Brasil e reconheça seus méritos, foi no intuito de impedir sua volta. Deixe o caos crescer mais que o povo vai sair às ruas exigindo que ele retorne. Isso é democracia: liberdade total de escolha sem ter que se amarrar a conceitos tão vazios e inúteis quanto a cabeça dos idiotas que as escrevem.

        Responder

          Torres

          06 de setembro de 2016 às 20h58

          alternância de poder se dá porque a máquina estatal é capaz de dominar o povo, Nando.
          é disso que se trata.
          a liberdade total de escolha precisa de limites, como tudo, não para o povo, mas para os governantes.
          é por isso que temos Maduro, o ditador.
          não existe país democrático no mundo que aceita o mesmo governante indefinidamente.
          apenas os mais atrasados.
          e sempre em função do poder do estado.
          coisa de retardado.
          se Lula fosse mais esperto, teria deixado o poder tranquilamente e hoje seria o presidente.
          mas ele é ganancioso demais para isso.
          infelizmente.
          pq realmente fez um bom governo.

          Antonio Carlos Lima Conceicao

          06 de setembro de 2016 às 22h01

          Papo furado!
          Alternância é conversa de quem tá fora. Dentro do poder ninguém quer alternar.
          Tem que haver alternabilidade, o direito do eleitor alternar e não a obrigação de alternar.
          O impedimento de sucessivas reeleições é limitação da vontade popular.
          Se o eleitor quiser Lula, deveria poder votar em Lula e não votar em um poste porque algumas pessoas acham que o eleitor é burro.
          Se o problema é o uso da máquina, que se regule, que se estabeleça regras para impedir o uso. E os abusos da máquina de imprensa que fica três anos, dez meses e quinze dias fazendo propaganda para seus apaniguados, enquanto os demais só têm 45 dias?

          Torres

          06 de setembro de 2016 às 22h15

          alternancia é sempre papo de quem está fora.
          por isso mesmo que vc citou.
          quem está dentro nunca quer sair.
          o instrumento serve exatamente para impedir que o mesmo grupo nunca saia do poder.
          o uso da máquina, mesmo regulado, é ainda muito grande e poderoso.
          foi a máquina que elegeu Dilma duas vezes.
          a imprensa não é do estado.

          Antonio Carlos Lima Conceicao

          07 de setembro de 2016 às 13h09

          A imprensa não é do Estado, mas pode ser regulada pelo Estado porque exerce poder absurdo.
          A família Marinho já escolheu presidente. É democrático aceitarmos super eleitores?
          TV é concessão pública. Tem proteção do Estado que controla o limitado espectro eletromagnético.

          Torres

          07 de setembro de 2016 às 14h58

          imprensa é um poder.
          e por isso mesmo deve ser o mais livre possível.
          serve para todos os lados.
          e sinceramente, durante muitos anos deu apoio demais a Lula.
          mas imprensa não é um orgão apenas.
          trabalhei com jornalismo.
          a imprensa normalmente puxa o saco dos governantes.
          precisam de verbas.

          MR1 3rd Strike

          07 de setembro de 2016 às 23h40

          Imprensa é um poder.
          Que normalmente puxa o saco dos governantes, pois precisam de verbas e por isso mesmo deve ser o mais livre possível.
          Serve para todos os lados.

          MR1 3rd Strike

          07 de setembro de 2016 às 23h43

          Imprensa precisa de verbas, por isso normalmente puxa o saco dos governantes.
          Serve para todos os lados, por isso mesmo deve ser o mais livre possível.

          MR1 3rd Strike

          07 de setembro de 2016 às 23h43

          Rsrsrs

cousinelizabeth

06 de setembro de 2016 às 14h20

Serra é considerado bandido faz tempo, muito tempo, e até por seus pares no mercado. Nenhum deles confia no “chanceler” nem para deixar a pasta na cadeira enquanto vai ao banheiro se o Serra estiver na sala. Serra produziu uma LDO que já era um assalto aos cofres públicos lá nos anos 80.

Responder

    MR1 3rd Strike

    07 de setembro de 2016 às 23h50

    Seus 20 milhões se juntaram aos 50 do Cunha numa gaveta do Moro. A sangria foi estancada e nosso pateta Chanceler tenta chancelar a Chevron no Brasil e na Venezuela. Destemido em sua intransigência de vendedor de plano de saúde.

    Responder

André Monteiro

06 de setembro de 2016 às 14h09

Bravo!

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou?