Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

Mais sobre Thatcher e Temer: lembrando as consequências de ignorar a opinião das ruas

Por Mariana T Noviello

30 de abril de 2017 : 17h37

Foto: Phil Maxwell Archives

Relembrando à Globo que Margaret Thatcher foi defenestrada justamente porque ignorou a opinião das ruas.

A Globo resolveu comparar o usurpador Temer com Margaret Thatcher, a polêmica Premier britânica. É verdade que Thatcher conseguiu acabar com as greves dos mineiros (e não com uma greve geral), mas também conseguiu totalmente destruir a indústria mineira (e a maioria das indústrias pesadas britânicas).

Se por um lado, o setor estava chegando ao fim do seu ciclo natural, Thatcher resolveu combater os mineiros de frente e não planejou uma saída estratégica econômica para que estes trabalhadores pudessem contribuir futuramente para o desenvolvimento do país.

Ao contrário, além de arrasar inúmeras vidas, hoje, os antigos distritos mineiros continuam sofrendo as sequelas de tão dramática destruição, há quase quarenta anos atrás.

Estas regiões, que uma vez foram o motor da revolução industrial, não só do Reino Unido e de suas colônias, mas de todo o mundo, ainda sofrem com o desemprego, a falta de possibilidades, trabalho precário, pobreza e degradação.

São lugares onde ainda se observa os piores índices econômicos do país e onde o voto a favor do Brexit predominou – ainda que recebendo ajuda direta dos cofres da União Europeia para recompensar pela falta de independência econômica – revelando que as reformas Thatcheristas, nunca superadas pelos governos trabalhistas, não funcionaram.

A Escócia nunca esqueceu, e possivelmente, só nestas próximas eleições é que poderão dar chance ao Conservadores de ganharem mais do que uns poucos assentos no parlamento britânico.

Na verdade, um dos fatores que motivou a sede pela independência escocesa, foi a discrepância entre a vontade da maioria inglesa, muito mais significativa, porém muito mais à direita que a (menor) maioria escocesa. Margaret Thatcher é ainda lembrada com muito ódio em certas partes das quatro nações que constituem o Reino Unido.

Mas talvez mais interessante fosse relembrar aos nossos Globais o fim que teve a chamada “Dama de Ferro”.

Thatcher caiu justamente porque ela ignorou tanto os conselhos de seus próprios servidores públicos e assessores que a advertiram contra a implementação da chamada “Poll Tax” (um tipo de reforma dos impostos municipais), como a reação do povo britânico.

Sabendo que seria impossível revogar a “Poll Tax” sem a saída de Thatcher, os parlamentares Conservadores decidiram apunhalar sua mais icônica líder pelas costas.

Tão admirada nos círculos econômicos e financeiros e pela política contemporânea, Thatcher perdeu a confiança e, portanto, a liderança do partido e do país.

Como primeira-ministra, ela nunca gozou de unanimidade. Nem mesmo dentro do seu próprio partido, que a escolheu mais por falta de outros líderes (como foi o caso de Dilma Rousseff no PT e de Theresa May agora) do que propriamente por sua popularidade.

Em 1983, Thatcher foi re-eleita. Teve muita sorte, primeiro pelas ações suicidas de um tal General Galtieri e seus comparsas, que fizeram com que os britânicos ganhassem uma guerra contra uma força menor nos mares do Sul, e segundo, por concorrer contra um líder trabalhista sem popularidade.

Sem dúvida, Margaret Thatcher mudou o mundo, sua sorte ajudou a tornar o neoliberalismo hegemônico.

Porém, é loucura não ver o efeito que estas políticas continuam tendo no mundo de hoje, e pior, tentar implementá-las a força. Ainda mais sem nenhuma anuência da população.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

enganado

02 de maio de 2017 às 15h24

Só para somar mais UMA. A louca, Thatcher, cortou o leite das crianças nas escolas britânicas, porque lugar de tomar leite é em casa, e o governo não gastar grana com merendas. Alguém se lembram dos “”vagabundos”” , Alkcmin/Dória que tentaram fazer isto???? Bom continuando, … qdo a Thatcher morreu, os moradores da cidade onde nasceu/elegeu (((na Inglaterra é voto distrital))) proibiram que a mesma fosse enterrada naquela cidade. Então o governo ANGLO_SIONISTA inglês providenciou um enterro de heroína em Londres, com pompas e circunstâncias de guerreira, com apoio da Imprensa Empresa Press_tituta ANGLO_SIONISTA local e internacional. Dá para imaginar o qto foi FDP a semelhante do TREMER. Engraçado a rede GOEBBELS só faz putaria, mas desta vez a comparação do TREMER com outra FDP, acertaram no alvo, os dois são da mesma laia.

Responder

João Ferreira Bastos

01 de maio de 2017 às 13h38

Vamos cantar tão felizes como os ingleses quando o MT se for.

https://www.youtube.com/watch?v=gyW3IbS1cTY

Responder

Reginaldo Gomes

30 de abril de 2017 às 19h04

Temer ignora a opinião das ruas porque ele não deve nenhum tipo satisfação pro povo!!! Ele foi eleito pelo povo??? Ele tem algum voto do povo???
RESPOSTA : “NÃO!!!” ;
Ele só faz o que a globo e os banqueiros mandam porque eles que o elegeram!

Responder

Rogerio O Vieira

30 de abril de 2017 às 21h49

Desfazer é mais difícil q fazer certo

Responder

Rodolfo Matos

30 de abril de 2017 às 21h16

Lembrar que Thatcher venceu em 1987 com um massacre eleitoral sobre os trabalhistas e não pode-se atribuir isso à Guerra das Malvinas, pois isso serviu em 1983.

Lembrar que John Major venceu em 1992 a despeito de todo mundo na época crer que os trabalhistas venceriam. E essa derrota abriu o caminho para Tony Blair controlar o Partido Trabalhista.

Quando Temer se vê como Thatcher, é nessas coisas que ele tem em mente.

Responder

    Mariana T Noviello

    01 de maio de 2017 às 05h41

    Pode até ser. Fato é que Thatcher foi polêmica – ainda é . O que ela fez teve consequências que não só ainda sentimos, mas que estamos somente começando a entender quão danosas foram-

    E ela caiu porque ela perdeu todo e qualquer contato com as ruas – com a rebelião causada pela introdução do Poll Tax.

    E ainda – a grande diferença entre Thatcher e Temer é que ela acreditava na sua ideologia. Temer é uma marionete comandada pelo parlamento e pelas forças financeiras que quer impor ideologias velhas e defasadas.

    Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina