Cafezinho 2 minutos: Posse de Bolsonaro e alegações finais contra Lula

Sindicalistas de todo o mundo fazem ato LulaLivre em Londres

Por Mariana T Noviello

24 de maio de 2018 : 08h24

Sharan Burrow, Secretária Geral da CSI e Antonio Lisboa, Secretário Internacional da CUT lideram ato Lula Livre com ativistas londrinos
Foto: M. Noviello

Às vésperas da reunião do Conselho Geral da Confederação Sindical Internacional (CSI), que acontece hoje e amanhã (dias 24 e 25 de maio) em Londres, sindicalistas de todo o mundo participam de um ato em frente à embaixada Brasileira contra a prisão do ex-presidente Lula, que contou também com a presença de grupos ativistas de Londres.

Entre os representantes de várias Confederações internacionais, estavam os Secretários de Relações Internacionais da TUC (Reino Unido), Owen Tudor, e da CUT, Antônio Lisboa.

A Secretária Geral da Organização, Sharan Burrow, também se manifestou, falando da prisão ilegal de Lula, lembrando que a ONU está formalmente investigando as violações contra as garantias fundamentais do ex-presidente.

Reiterou o apoio ao presidente e, junto com representantes sindicais de vários países, reafirmou que eleições sem Lula é Fraude.

Antes do evento, o Secretário de Relações Internacionais da CUT, Antônio Lisboa, se encontrou com membros das comunidades de ativistas em Londres, sob a direção de Nara Jararaca e seus grupos Democracy for Brazil e comitêlulalivreUK, na sede da TUC (Confederação Britânica), onde mostrou seu agradecimento pelas atividades feitas no exterior, salientando a necessidade de continuar trabalhando para mudar, através do soft power, a opinião pública sobre os acontecimentos no Brasil.

Disse também que o movimento sindical global tem “muita clareza” do golpe que o Brasil sofreu com a retirada da Presidenta Dilma Rousseff do poder e dos retrocessos nas políticas públicas que isto desencadeou.

O movimento sindical vê com muita preocupação as reformas trabalhistas que mudaram mais de 100 artigos da CLT, mudança esta condenada pelo Comitê de Peritos da OIT.

A Respeito da Decisão da ONU

Os advogados de Lula em Londres, liderados por Geoffrey Robertson Q.C., se mostraram satisfeitos com a decisão da ONU em continuar formalmente a investigação do caso Lula.

Disseram que não esperavam que a ONU pedisse a soltura do ex-presidente e que a investigação leva em conta, e espera, que o Brasil garanta os direitos civis e políticos de Lula: isto é, que ele possa participar das eleições de outubro.

Ainda disseram que a decisão da ONU seria uma vitória moral para os advogados de Lula contra o governo brasileiro.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marina

25 de junho de 2018 às 11h56

Não é nenhum espanto o DF votar em Bolsonaro. A maioria dos servidores públicos ou suas famílias chegaram aqui com uma “ mão na frente e outra atrás”. Conseguiram um emprego público e melhoraram substancialmente de vida e passaram a se achar que eram a fina flor da elite. Daí tiveram uma amnésia e esqueceram seu passado, sua origem. Passaram a beber valores da mesma fonte da classe média alta e se tornaram fascistas de carteirinha. Odeiam pobres, bolsa família, Fies, cotas, Minha Casa Minha Vida e todo o resto. Berram contra corrupção mas votam em corruptos. Odeiam o PT como espólio deixado pelo Roriz que pintou a cidade de azul e proibiu até rosas vermelhas nas missas que comparecia. Funcionários do governos eram orientados a não usar roupas vermelhas. Os pobres, agraciados com lotes distribuídos fartamente pelo Roriz foram contaminados por esse ódio, em parceria com as igrejas evangélicas fundamentalistas que se multiplicam feito geração espontânea. Votar em Bolsonaro no DF é quase uma obrigação.

Responder

Thiago Araujo

22 de junho de 2018 às 14h56

Quanta asneirice nessa matéria.
MARIANA NOVIELLO, valendo- me da cacofonia, NÃO-VÍ-ELO algum nessa sua proposta de enaltecer baderneiros no exterior e tentar plugar isso com fatos concretos e notórios de crime e criminoso no Brasil.
lula É criminoso, PONTO.
Jullgado e condenado. PONTO.
Cumprindo pena. PONTO.
Quantos brasileiros têm a condição de custear advogado em Londres, que cobra POR HORA?
lula tem, com o dinheiro de suas “palestras” de 200.000,00. Palestras essas que são iguais Roberto Carlos de bermuda e duende no bosque: NINGUÉM NUNCA VIU.
Além do mais, esses DESOCUPADOS, poderiam protestar contra os gastos miliardários que o povo inglês paga para sustentar esses DESOCUPADOS que são a família real de lá.
NOVIELLO, vá procurar o que fazer…

Responder

Deixe uma resposta