A entrevista de Lula a Bob Fernandes

Moro aceita ser ministro da Justiça no governo Bolsonaro

Por Miguel do Rosário

30 de outubro de 2018 : 10h04

Nada poderia ser mais coerente, do ponto-de-vista da política, do que a participação de Sergio Moro num governo Bolsonaro, como ministro da Justiça ou “indicado” para o STF.

Ambos, Bolsonaro e Moro, batem continência para as mesmas bandeiras…

Entretanto, há muitos aspectos irônicos subliminares. Não resisto e digo um deles: caso aceite uma vaga no STF, é capaz de Moro ser menos antipetista que os ministros indicados pelo… PT.

***

No Globo

Sergio Moro não descarta participar do governo Bolsonaro

A interlocutores, magistrado afirma que seria uma forma de afastar temor de parte da sociedade de quebra do Estado Democrático de Direito

Cleide Carvalho
29/10/2018 – 22:36 / 30/10/2018 – 08:12

RIO — O juiz federal Sergio Moro não descarta a possibilidade de aceitar um convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para o Ministério da Justiça e aceitaria de bom grado a indicação para Supremo Tribunal Federal (STF). Em entrevista na TV nesta segunda-feira, Bolsonaro afirmou que vai convidar Moro para ocupar uma vaga no Supremo ou no ministério.

A interlocutores, Moro afirma que a vantagem de integrar a equipe do presidente eleito seria afastar o temor de alguns setores da sociedade de algum tipo de quebra do Estado Democrático de Direito.

A escolha do Ministério da Justiça o levaria para Brasília antes, já que a primeira vaga na Suprema Corte será aberta em 2020, quando o ministro Celso de Mello completa 75 anos.

Apesar de não manifestar preferência em relação a Bolsonaro durante a campanha eleitoral, Moro afirmava a interlocutores que a volta do PT ao poder seria inaceitável – para ele, seria como corroborar o esquema de corrupção desmontado pela Lava-Jato. Além disso, criticava a possibilidade de um eventual governo de Fernando Haddad adotar medidas para controle do Judiciário e da mídia.

Moro também via pontos positivos na campanha de Bolsonaro, como a promessa de não lotear os ministérios. Mesmo diante da notícia de que grandes empresas poderiam ter financiado disparos em massa de Whatsapp para o candidato do PSL, manteve a convicção de que o caso poderia ser um erro da campanha, mas não corrupção, já que Bolsonaro poderia não saber do apoio dos empresários feito por fora da campanha oficial.

O juiz da Lava-Jato também diz ter ficado bem impressionado com a atuação do deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), futuro ministro da Casa Civil, durante a tramitação das dez medidas anti-corrupção, proposta pelo Ministério Público Federal (MPF). Argumenta que, mesmo diante da pressão dos demais parlamentares, manteve boa parte do projeto original — embora tenha incluído a possibilidade de juízes e membros do Ministério Público serem denunciados por crime de responsabilidade em caso de abuso de poder.

Em entrevista, Bolsonaro disse que ainda não procurou o magistrado, mas ressaltou que quer agendar a conversa em breve. Pelo menos duas vagas no STF serão abertas nos quatro anos de mandato do capitão da reserva, com as aposentadorias compulsórias dos ministros Celso de Mello e Marco Aurélio Mello.

— Se tivesse falado isso lá atrás, soaria oportunista. Pretendo sim (convidar Moro) não só para o Supremo, como quem sabe até para o Ministério da Justiça. Pretendo conversar com ele, saber se há interesse e, se houver interesse da parte dele, com toda certeza será uma pessoa de extrema importância em um governo como o nosso — disse Bolsonaro.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

60 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo Patullo Neto

01 de novembro de 2018 às 14h59

Excelente matéria, mas gostaria de uma ressalva: continência não se “bate”, se presta, o correto seria dizer que “ambos prestam continência para a mesma bandeira”. Boa sorte Moro e Bolsonaro, o Brasil precisa e conta com vocês.

Responder

    Hudson

    03 de novembro de 2018 às 00h08

    Nenhum dos dois presta.

    Responder

Cardoso

31 de outubro de 2018 às 22h32

Juiz do PT? Juiz que bate continência? Meu Deus, que paranóia. Esquerdistas, acordem! Há muito deixamos a década de 60. Se não abandonarem esse discurso de teorias conspiratórias, perderão todas as eleições.

Responder

augusto marim

31 de outubro de 2018 às 17h44

VIVA O BRASIL…
O MORO ACEITOU SIM.. SERÁ SUPER MINISTRO DA JUSTIÇA, BLINDADISSIMO .. NINGUEM TOCA…
IRA TRILHAS O CAMINHO PARA O PROXIMO PGR . E PROXIMOS MINISTROS .. POR EM NOVEMBRO DE 2020 ELE ASSUME A CADEIRA DO DECANO CELSO DE MELO NO STF..

O BRASIL ESFACELOU O PT.
O MORO FEZ DO LULA UM CACHORRO SARNENTO Q NINGUEM QUER CHEGAR PERTO.. ATE NO CONGRESSO.. JA ESTAO AJEITANDO P ISOLAR O PT E A ESQUERDA FEDORENTA… SUJA Q NUNCA MAIS TERA PODER NESSA PATRIA.

O MORO NA CHEFIA DA JUSTIÇA É RECONHECIMENTO..
É PESSOA QUALIFICADA .. TECNICA.. COM MORAL ILIBADA . RESPEITADO MUNDIALMENTE ..
SERÁ HISTORICO..
VIVA O BRASILL..

VIVA .. E DEIXE VIVER..

SEUS ESQUERDISTAS FEDORENTOS..
SO DESEJO O MAL A TODOS VOCES.

Responder

    Hudson

    03 de novembro de 2018 às 00h08

    ««RESPEITADO MUNDIALMENTE»»

    Só se for no mundo da lua.

    Bolsominion, já pegou seu diploma de idiota?

    Responder

Franco

31 de outubro de 2018 às 16h46

A reflexão do rapaz é tão célere quanto sua disposição de estar vigilante “full time”, ou seja, em tempo integral e dedicação exclusiva, independentemente de dia santo, feriado, férias, recesso ou licença para tratamento de saúde. Até dormindo é operante.

Responder

claudio

31 de outubro de 2018 às 13h24

Esse convite me cheira igual (embora eu seja corintiano) ao caso Ruy Rei, melhor jogador da Ponte Preta, que depois de condenar a sua equipe ao vice sendo expulso, foi jogar no Corinthians, configurando sua traição e parcialidade. Gostem ou não meus amigos corintianos, mas não precisavamos daquilo. agora o juiz MORO SE COMPORTA IGUAL. Vamos lá o Brasil é muito maior que esse juiz PARCIAL.

Responder

    Paulo

    31 de outubro de 2018 às 23h03

    Corintiano não é corinthiano…cala-te!

    Responder

Marcos Pinto Basto

31 de outubro de 2018 às 07h34

Depois de ler os comentários acima, entende-se melhor os níveis de politização e patriotismo do Povo com acesso à mídia livre. Estamos muito mal servidos de cidadãos patriotas.

Responder

Eduardo Rezende

31 de outubro de 2018 às 00h46

Já não basta o Alexandre de Moraes? Tinham que acabar com essas indicações partidárias para poder passar mais credibilidade para o povo brasileiro.Que nunca se crie o partido do judiciário.

Responder

Brasileiro da Silva

30 de outubro de 2018 às 22h46

Miguel, a manchete é exercício de futurologia ou aprendeu com o 171? Pode informar quando ele aceitou? Já foi nomeado?

Responder

Paulo

30 de outubro de 2018 às 17h37

Acho que o Moro não tem perfil pra política. Mas, para o STF, é um ótimo nome…

Responder

    Hudson

    30 de outubro de 2018 às 18h30

    Pra política ele tem perfil.

    Pra juiz é que ele não serve.

    Responder

Andre Baiano

30 de outubro de 2018 às 17h12

Sou Moro.
Sou verde e amarelo.
Quem tem bandeira vermelha vá para a China.
Mas cuidado não façam o mesmo que aqui pois se não vai cair na bala. E a família que vai pagar os custos dela.

Responder

    Marquim de Crato Ceará

    30 de outubro de 2018 às 17h51

    Lamento por você ser assim pois até aonde Eu sei a cor do seu sangue é VERMELHO, a CHINA a qual você se refere, Eu não sei se você sabe, mas atualmente é o maior mercado consumidor do mundo como também e o maior PIB ( Produto Interno Bruto) do MUNDO, não seja um asno pois todas as pessoas que tem um mínimo de informação sabem que esse cidadão chamado Bolsonaro é um ser humano fraco e um político medíocre, e logo logo os que votaram nele irão se arrepender . (kkkkk….)

    Responder

    CAR-POA

    30 de outubro de 2018 às 18h50

    Meu caro,quando vc diz –sou moro— está dizendo——EU SOU CACHORRO—-
    E não esqueça do detalhe,VCS TAMBÉM MORREM NA BALA.

    Responder

    Hudson

    30 de outubro de 2018 às 20h45

    Ei aí, Andre, já bateu continência pra bandeira dos Estados Unidos hoje, como seu mestre faz?

    Ele já está armando os pauzinhos com o mafioso Temer (seu segundo mestre) para aprovar a doação do pré-sal a seu querido país (EUA) e o fim da aposentadoria, antes mesmo de tomar posse.

    (Como são ridículos esses falsos patriotas entreguistas!)

    Ah, claro, Moro não pode faltar na sua preferida quadrilha criminosa − Michel Temer, Eduardo Cunha, Jair Bolsonaro et caterva.

    (Tem que ser muito fã do Temer para votar em Bolsonaro e apoiar Moro.)

    Responder

    claudio

    30 de outubro de 2018 às 23h20

    Baiano, vá devagar. muita sede ao pote poderá lhe afogar.
    Não saia comemorando, pois a continuar as declarações desastrosas do Jair, Mourão, Paulo Guedes, Lorenzoni, até você desejará ir para a China.E se eles não mudarem a postura, esse dia não irá demorar.

    Responder

Andre Baiano

30 de outubro de 2018 às 17h07

O governo militar foi muito bom para o Brasil. O que nos restou de princípios foram os disseminados naquela época. Apanhou quem era baderneiro e terrorista. Acredito agora que a organização criminosa está preocupada com a futura casa que irão ocupar ( selas na cadeia). Acho que Moro vai nos ajudar a resgatar o que tínhamos de respeito às leis.

Sou Brasileiro. Sou verde e amarelo.

Responder

    a

    30 de outubro de 2018 às 20h04

    Sugiro que você tire o “baiano” do nome para não nos envergonhar.

    Responder

Gustavo

30 de outubro de 2018 às 16h52

O título da matéria está incorreto visto que em nenhum lugar (que não aqui) foi noticiado que Moro aceitou ser ministro da justiça. As negociações parecem estar em curso, mas o martelo não foi batido.

Acho difícil dele aceitar ser ministro visto que pra isso precisará pedir exoneração da magistratura e cargo de ministro é político, ou seja, pode ser dispensado a qualquer momento ao contrário da carreira da magistratura. Além do mais, ele deixaria a Lava Jato pela metade e não me parece ser da vontade dele deixar esse processo pelo meio do caminho.

Penso que a menos que haja uma razão muito forte, a tendência seria ele declinar. Já vimos situação parecida no governo da Dilma quando Jaques Wagner indicou Wellington César que por ser membro do ministério público teve de se decidir e inteligentemente preferiu a magistratura (por motivos óbvios). A menos é claro que o cargo de ministro da justiça seja um estágio até a vaga do STF sair (como aconteceu com Alexandre de Moraes)

Vamos acompanhar e talvez nos próximos dias ver se o título dessa matéria será ou não verdadeiro. Já ministro do STF (se aparecer) acredito que ele aceitará

Responder

Justiceiro

30 de outubro de 2018 às 16h34

Miguel e petistas. Vou fazer uma pergunta pra vocês: O que vocês acharam quando Lula nomeou Dias Toffoli para o STF? Toffoli foi advogado do PT, foi braço direito de Zé Dirceu…quando ele foi nomeado, vocês criticaram?

Nem sei se o Miguel vai publicar meu comentário. Acho que sim.

Responder

    Hudson

    30 de outubro de 2018 às 20h18

    Não sou o Miguel, nem petista, mas respondo que a indicação do calouro de direito Dias Toffoli foi uma vergonha. Tanto é que ele agora é um bolsomínion com milico a tiracolo.

    Responder

Deusdedit Leal da Silva

30 de outubro de 2018 às 14h47

Bolsonaro vai cumprir com a promessa de levar o Juiz Sergio Moro para o Ministério da justiça.. Para o STF AGORA NÃO . ELE É JUIZ DE CARREIRA , E PARA SER MINISTRO DA JUSTIÇA ELE VAI COMO CONVOCAÇÃO OU PEDE O AFASTAMENTO DAS FUNÇÕES DE MAGISTRADO. E SE TUDO CORRER BEM QUANDO ABRIR A VAGA ELE SERÁ INDICADO E ASSIM SENDO NÃO VAI FURAR A FILA. UMA ÓTIMA INDICAÇÃO.

Responder

    Gustavo

    30 de outubro de 2018 às 16h54

    Salvo engano não cabe afastamento. Pra aceitar teria que pedir exoneração mesmo

    Responder

Bozo & Andrade Artigos para Festas Infantis

30 de outubro de 2018 às 13h43

Um verdadeiro homem de bens…

Responder

Zé dos Bagos

30 de outubro de 2018 às 13h31

Moro aceitou ?

Responder

Zé dos Bagos

30 de outubro de 2018 às 13h29

A ditadura está nas ruas! Foram com muita sede ao pote! 25 militares no grupo de transição composto de 50! Alunos fardados , armados com óculos escuros, conduzindo reunião na USP! Deputada Catarinense mandando os alunos da rede estadual de ensino filmarem os professores em sala de aula! A ditadura está nas ruas, com todos os avisos inclusive do ditador. Já estão fazendo miséria pelo Brasil afora. E o ” Chimia & Mussi ” sentado em cima do processo do alemão. Hoje perpassa SC o vídeo do dono da Havan soltando dezessete minutos de foguetes em larga escala, de sua casa, como os do fim de ano no Rio! Fascistas armados até os dentes se revelam em município italiano catarinense conforme publicado na folha. Professora amigas de universidades de Brasília já acostumadas com violência estão apavoradíssimas em saber como lecionar num clima desses de empoderamento da barbárie. O governo federal deu 10% de desconto no diesel para evitar uma outra greve dos caminhoneiros. Agora esperar o Moro… se aceitar ótimo, será o começo do fim do bam bam bam… ficará exposto internacionalmente no centro do furacão da revolta popular da decepção… quando a gasolina passar para seis reais! Da população verde-amarela que tem carro! Aguarde e verá! É questão de tempo… Natal… Carnaval… Páscoa… A ditadura já está nas ruas mas não resistirá até o final de 2019!

Responder

    Justiceiro

    30 de outubro de 2018 às 16h31

    Você tem alguma coisa a falar sobre a petralhada da UnB que expulsou 20 alunos porque estes estavam com camisa amarela?
    Nessa Universidade a Reitora é petista de carteirinha, alunos queimaram a bandeira do Brasil e tem professor que ministrou “aula do golpe”. Mas isso vocês acharam normal.
    Querem uma Universidade com livre pensamento. Desde que esse pensamento seja de e para a esquerda.

    Responder

    Paulo

    30 de outubro de 2018 às 17h35

    Que exagero! Mas, isto aqui não é. A doutrinação esquerdista existe nas escolas públicas e particulares. Bolsonaro não criou isso, apenas se aproveitou politicamente, ao denunciá-la. Vejo pelo que meus filhos adolescentes relatam. Coincidentemente, ontem meu filho de 13 anos me traz a seguinte história: uma professora, que havia organizado um seminário para alunos de (pasmem!) 10 anos, com o sugestivo tema “A (TRANS) FORMAÇÃO”, que versava (veja você!) sobre política inclusiva para crianças “trans”, acorreu à sua sala para intimidar os alunos – eis que uma mãe de um colega dele, da mesma sala, havia buscado maiores informações na direção da escola acerca do tal seminário – e os ameaçou (a professora) aos brados de que “fake news é crime!” Já meu outro filho, de 17 anos, vinha relatando que professores até chegaram a recomendar o voto em Haddad. Isso não é escola democrática! Hegemonia cultural de Gramsci na veia…

    Responder

      Hudson

      30 de outubro de 2018 às 18h29

      Pedir voto, ou fazer oração, sou contra.

      Mas ««seminário sobre política inclusiva para crianças “trans”»»», dependendo do contexto, pode ser importante. Talvez exista algum caso (trans- ou inter-) na escola, então é preciso haver conscientização para evitar discriminação.

      Responder

Das Geraes

30 de outubro de 2018 às 13h16

Ué! Ele tinha falado que pediria um afastamento e iria para os EUA, certamente pensando numa vaga na Suprema Corte. Será que ficou com medo do Zocolotto? Ou resolveu ficar para aliviar o caso da esposa com a APAE?

Responder

Paulo

30 de outubro de 2018 às 13h15

Miguel, o título é totalmente diferente da reportagem citada. Vc diz q Moro aceita o cargo de ministro, sendo q nem foi convidado ainda.
Na minha opinião, prefiro o Moro condenando o lula no caso do sítio, ai sim, depois vá para Brasília.

Responder

CAR-POA

30 de outubro de 2018 às 13h02

ESTE SABUJO AMERICANO PENSA QUE LIDA COM IMBECIS ,NÃO JUIZECO.
SOMADOS OS HADDAD E OS OUTROS (BRANCOS NULOS,ABSTENÇÕES) A MAIORIA DOS BRASILEIROS DIZ NÃO AO VERME ,ENTÃO SEU CRIMINOSO ATROPELADOR DA CONSTITUIÇÃO E DA LEI,BAIXA TUA BOLA,QUE A MAIORIA JÁ SABE PRA QUE TIME VC JOGA,A QUE TEM A BANDEIRA COM LISTAS BRANCAS E VERMELHAS.
APROVEITA A ONDA SAVONAROLA,…PORQUE UM DIA ,ELA DESCE.

Responder

Luciano Ribeiro Salvador Bahia

30 de outubro de 2018 às 12h40

Tudo para o PT é Golpe. São os coitadinhos que dominaram a política por 16 anos e não proporcionaram nada de bom para o país. Pregaram a desigualdade e nadaram na lama da corrupção. Graças a Deus temos um homem sério que vai ser nosso justiceiro. Acredito agora que este país terá um futuro.
Sergio Moro tem é que unir forças e aprovas as medidas anti-corrupção para que os tentáculos dessa quadrilha chamada PT seja eliminada de vez.

Responder

    Rodrigo

    30 de outubro de 2018 às 12h55

    Nada de bom é leviandade da sua parte. Além disso, falou o típico brasileiro, espera um justiceiro, um salvador, enquanto vc mesmo fica na internet ou assistindo seu futebol.

    Responder

    CAR-POA

    30 de outubro de 2018 às 12h56

    Comeu tua ração hoje ??,sabe as coisas mudam ,os jumentos já não comem grama ,agora e alimento peletizado.
    Meu caro,não faça o ridículo,não desfile pomposamente a sua absurda ignorância por aqui.
    POUPE-NOS.

    Responder

    Ari

    30 de outubro de 2018 às 13h57

    Como diz o Laerte, está é sua primeira ditadura, não?

    Responder

Rosa

30 de outubro de 2018 às 12h23

Nem tomou posse e já começou o aparelhamento do estado.

Responder

Luiz

30 de outubro de 2018 às 12h04

Qual a novidade? ou alguém acha esse Moro um cara sério?

Responder

Alan Cepile

30 de outubro de 2018 às 11h51

“caso aceite uma vaga no STF, é capaz de Moro ser menos antipetista que os ministros indicados pelo… PT.”

FIM

Responder

Paulo Nogueira

30 de outubro de 2018 às 11h39

Se como um simples juiz de piso o cara se acha um Deus, no STF o capitão do mato vai se sentir o chefe de Deus.

Responder

NeoTupi

30 de outubro de 2018 às 11h28

Começou o toma-lá-dá-cá: Moro tirou Lula da eleição via prisão política, limpando caminho para Bozo e, em troca, recebe um alto cargo do beneficiado.
Tomara que aceite (parece que já aceitou), pois assim gera mais provas do golpe perante o mundo.
De quebra, limpa a área em Curitiba para garantir impunidade aos companheiros do Bozo no centrão enrolados na lava jato.

Responder

    José

    30 de outubro de 2018 às 18h48

    Moro não tirou Lula da eleição, sei que se tornou normal, nessa guerra ideológica atual, termos pessoas espalhando mentiras mas devemos sempre ser honestos, trabalharmos com fatos e os fatos são:

    1 – A prisão do Lula não é política, Lula cometeu um crime, é um criminoso condenado por duas instâncias, uma delas sendo colegiado.

    2 – A condenação de Sérgio Moro NÃO TIRAVA LULA das eleições, o que tirou Lula das eleições, além do fato dele ter cometido crime, foi o entendimento da Lei da Ficha Limpa, aprovada por ele, que impede candidatura de pessoas condenadas por órgãos colegiados, como segunda instância.

    Já basta o número de mentiras que a campanha do Haddad e do Bolsonaro espalharam nos últimos meses, chega, não concorda? Pare de mentir, para de espalhar desinformações, vamos TENTAR equilibrar o país.

    Um adendo, Miguel, em momento algum Moro ACEITOU o convite, de fato, no horário que você soltou a matéria, ele sequer tinha sido convidado para tal, tanto que ele comentou que iria “refletir sobre o caso” muito depois da notícia ter sido lançada.

    No mais, vamos com o Brasil.

    Responder

      NeoTupi

      30 de outubro de 2018 às 21h43

      Blá-blá-blá de golpista. Jogaram nas costas de Lula um crime que nem existiu nem ele foi autor para tirá-lo da eleição. Semelhante ao que um policial corrupto faz quando planta drogas no carro de um desafeto inocente para prendê-lo. Simples assim.

      Responder

Pedro Vieira

30 de outubro de 2018 às 11h26

Alguém teria dúvidas de tamanha estupidez?
As afinidades são irmãs em todos os sentidos da maldade humana!
Se comparados a criação raça humana ambos ainda estão vivendo no estágio menos avançados do comportamento humano, ou seja, ainda agem apenas por instinto selvagens!

Responder

Pedro Vieira

30 de outubro de 2018 às 11h24

Alguém teria dúvidas de tamanha estupidez?
As afinidades são irmãs em todos os sentidos da maldade humana!
Se comparados a criação raça humana ambos estão estão ainda no estágio menos avançados do comportamento humano, ou seja, ainda agem apenas por instinto selvagens!

Responder

Irenide França de lima Ferreira

30 de outubro de 2018 às 10h59

Meu querido, escreva uma matéria esclarecedora, essa está confusa! Nenhuma mídia divulgou isso, só voce, porque será? E já sabe que voce é petista, seria para confundir apoiadores de bolsonaro com mais uma fake news?

Responder

    Miguel do Rosário

    30 de outubro de 2018 às 15h20

    ã, a matéria está no jornal O Globo, como assim nenhuma mídia divulgou isso?

    Responder

      Gilmar

      30 de outubro de 2018 às 21h04

      Caro Miguel, o título remete a uma notícia fake e isso pode desacreditar todo seu trabalho e seu site… defendo o trabalho informativo voluntário, levando notícias e lutando contra a mídia dominadora que pode tendenciar ou omitir informações de acordo com interesses. na matéria fala que ele estudará as opções assim que forem oficializadas e é o que o resto da mídia também está divulgando, mas o títuto dizendo que ele já aceitou como ministro pode levar os leitores a de cara achar fake já que todos os outros não o anunciaram e seu site acaba perdendo credibilidade e audiencia…

      Responder

Vasconcelos

30 de outubro de 2018 às 10h55

O Moro entregava e o PiG comprava tudo!
https://www.conversaafiada.com.br/pig/o-moro-entregava-e-o-pig-comprava-tudo

Responder

João Paulo

30 de outubro de 2018 às 10h48

Caro Miguel, você talvez precise de um tempo sabático para refletir sobre suas recentes escolhas e caso veja como necessaria , fazer uma auto-crítica (algo tão exigido do PT e de ninguém mais ).

Em algum momento você parou para pensar porquê tanta gente já não confiava muito nos irmãos Gomes ? Será que a atitude de Cid Gomes não foi uma prova de que as desconfianças tinham razão de existir? A saída de Ciro para Paris(férias enquanto nós petistas e quase a totalidade dos ciristas lutavamos contra B17)e seu regresso pifio não foi o coroamento da perda de confiança total neles ?

Vou lembrar algo que talvez você não tenha pensado recentemente : você sempre citou com admiração Fernando Brito , Nassif e o pessoal do DCM , por exemplo. Eles não tiveram muita confiança em Ciro Gomes desde o princípio e o final provou que estavam certos . Será que eles optaram por Haddad porque recebem algum tipo de Bolsa ? Duvido que recebam e creio que você também nem cogite algo assim.

Voltando a atual notícia na qual comento : moro aceita ser ministro da Justiça? O título está errado pois “aceitar” é diferente de “não descartar” . Pareceu com as forcacoes de barra da grande mídia.

E para mostrar que você ficou com algum tipo de mágoa do PT , ainda fez questão de enfiar o PT no comentário. Se tem algo que não ha como controlar é o comportamento futuro de um ministro do STF . O PT indicou Dias que era próximo da gente e ainda assim virou nosso inimigo. Indicou Barroso que foi aplaudido por todos por ter um passado brilhante como defensor dos direitos humanos : também virou inimigo do PT . Teori também foi uma indicação aplaudida : deu respaldo total a Lava Jato . Poderia continuar a lista mas já me fiz entender. Tanto quando o PT indicou alguém por proximidade quanto quando indicou por um passado progressista , deu errado . Então não culpe o PT . Culpe os ministros e suas personalidades fraquejantes .

Responder

    Miguel do Rosário

    30 de outubro de 2018 às 15h19

    Ao contrário, João Paulo. Acho que o resultado das urnas provou que o PT errou fragorosamente. Não tenho nenhuma mágoa do PT. Tenho críticas de ordem política. Os meus amigos blogueiros tem suas opiniões. Eu tenho as minhas. E as mantenho, com mais firmeza do que nunca.

    Responder

      CAR-POA

      30 de outubro de 2018 às 16h55

      Miguel,aproveito a tua resposta pra mencionar um fato ,DO MEU PONTO DE VISTA MAIS IMPORTANTE,que é a massa.
      Sejamos claros e concretos,sempre partem os “analistas” do ponto que considera o eleitor um sujeito racional a espera de ser “convencido” sobre quais são as melhores propostas,E ONDE ENTRA a responsabilidade o conhecimento político ,a não permeabilidade à manipulação DO INDIVÍDUO que faz está escolha ???????.
      Assim como a maioria da massa entrou no papo da corrupção petista ,a maioria por ignorância os considera de esquerda e assim o demoniza a mídia ,esses individuos não têm culpa nenhuma???
      por que não culpa o Ciro por exemplo de no ter sido “entendido” pelas maiorias.?????
      Por que se acusa aos individuos petistas de seguirem um líder que SÓ PROCURA manter a hegemonia do seu partido.????????
      A AUTOCRÍTICA DE VCS ,É PRA QUE ANO??????

      Responder

      J Fernando

      31 de outubro de 2018 às 12h43

      Na verdade, você está mostrando que tem mágoas sim. Tanto que os títulos de seus posts procuram culpar o PT (o post da entrevista do Ciro ressalta que “o PT elegeu Bolsonaro”). Seu comentário sobre a possibilidade de Moro no STF é de que ele seria um ministro menos antipetista.
      Na minha humilde opinião, com Haddad ou com Ciro, Bolsonaro seria eleito de qualquer jeito. Se antipetismo venceu as eleições, Ciro candidato, seria bombardeado como “candidato do PT”, da mesma forma. E Ciro não agrada grande parte da esquerda. Previsões futurísticas como a sua, “Moro aceita ser ministro”, podemos criar da mesma forma: com Ciro candidato e Haddad vice, Bolsonaro teria levado com mais de 45% dos votos totais.

      Responder

Benoit

30 de outubro de 2018 às 10h45

o juiz é a maior ameaça ao Estado de direito no Brasil. Um juiz que já declarou que a possível tomada de poder por um partido (o PT) através de eleições seria inaceitável é ele mesmo inaceitável como juiz e portanto seria inaceitável ele chegar ao STF ou a um ministério a partir da sua posição atual de juiz. Não compete a um juiz dar declarações desse tipo, além do mais sabendo-se que ele estava julgando políticos desse partido. Isso revela a parcialidade dele. Ele foi encarregado de um julgamento de um político do PT a partir de certos fatos alegados. Qualquer manifestação fora do julgamento acerca de outros fatos relativos ao partido e ao réu do julgamento prova que ele é um juiz julgando parcialmente. A única medida certa seria demitir esse juiz agora. A nomeação dele pelo candidato Boslo (que parece ter ganho as eleições fugindo de debates, fazendo campanhas sujas e declarações cuja legalidade teria que ser avaliada) mostra como esse candidato é divisivo. O Brasil está nas mãos de um sujeito que revela características inaceitáveis para um chefe de Estado no Brasil, um candidato perigoso infelizmente eleito para satisfazer anseios ideológicos primitivos.

Responder

Carlos Lima

30 de outubro de 2018 às 10h44

Tá dando muito na cara, usar um juiz maluco para condenar e aprisionar adversários políticos e depois o agraciar com cargos, é mesmo muita debilidade moral para a justiça quase de modo geral que cooperou com o plano macabro de destruir oposicionistas, vergonha. que não esqueçamos da tentativa de prender o o presidente LULA a revelia da lei, para bozónaro soltar foguetes em Curitiba, se fossemos usar o domínio do fato neste caso, a simbiose dos acontecimentos colocaria o juiz maluco em busca de medalhas e ex. capitão na cadeia. Tudo leva a crer que o JUIZ MUTLEY finalmente vai ganhar a sua medalha do DICK VIGARISTA. E a caçada ao pombo continua, aliás ao LULA. O telefonema veio…Sim comandante, estamos indo agora mesmo pegar o POMBO.

Responder

Whatspy

30 de outubro de 2018 às 10h27

Um homem de muitos méritos.

Responder

Marquim de Crato Ceará

30 de outubro de 2018 às 10h09

Caso ele venha aceitar será “um o complemento do outro”, afinal de contas eles se merecem, mas esses dois não mim representam, vida que segue.

Responder

Maria Victoria

30 de outubro de 2018 às 10h07

Que novidade! Quem imaginou que seria diferente, resta ao pessoal mais graduado e mais antigo que ele, tentar barrar. Não se se podem, E só.

Responder

Deixe uma resposta