Entrevista de Lula à Revista Forum

Bolsonaro agride repórter da Folha

Por Redação

16 de maio de 2019 : 17h17

O presidente Jair Bolsonaro, perguntado por uma repórter da Folha de São Paulo, se o corte de recursos para universidades era a melhor maneira de aperfeiçoar o desempenho destas, respondeu com agressões.

Bolsonaro postou o vídeo em suas próprias redes sociais. Assista.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Eduardo

18 de maio de 2019 às 15h43

Ele não muda sua arrogância e não sabe debater sem a sua peculiar ignorância (nem as mulheres escapam). A nobre repórter digo não abaixe a cabeça e não se intimide pois para essa turma que está no poder e seus defensores se não vivêssemos em um país “democrático” para eles tudo seria na base da bala. Estamos passando por isso por culpa daqueles que digitaram 171 (ou melhor 17) que votaram principalmente por ódio no BALAnaro.

Responder

LUPE

16 de maio de 2019 às 23h04

Caros leitores
Não vi porque não abriu o vídeo.
Mas, do que eu conheço da “peça”, baixaria comeu solto…………………….

Responder

Jeferson

16 de maio de 2019 às 22h12

Se isto foi agressão, o que faz o Ciro com o Lula nas várias entrevistas que ele concede? Hipocrisia tá solta por aqui…

Responder

    Suzana

    16 de maio de 2019 às 23h01

    Sim, isso foi agressão.

    Responder

      Eduardo

      18 de maio de 2019 às 15h47

      É verdade nem as mulheres escapam da língua afiada do BALAnaro.

      Responder

Marcelo

16 de maio de 2019 às 19h28

Destemperado e desvairado já é sabido que é. O que causa horror, além da normal insanidade do miliciano, é dizer “quando acabar as comodities a gente vai fazer o quê”?

Responder

alex

16 de maio de 2019 às 19h27

O entendimento dele era diferente quando a Dilma explicava que decretos de contingenciamento TODOS os presidentes fizeram. Foi ele que condenou esse procedimento e até o fez em nome do Ustra.

Responder

Ivan

16 de maio de 2019 às 19h06

Reparem que ele só cresce pra cima de mulheres, não tem coragem de fazer isso com homens, a pequenez e covardia desse cretino impressiona.

Responder

Sergio Araujo

16 de maio de 2019 às 18h50

Sem querer defender ninguem mas agressào è outra coisa parem de falar merda…

O Cirolipa empurrou e pediu para o segurança retirar o entrevistador durante a campanha eleitoral, alèm de chamar o sujeito de filho da puta.

Deu atè um tapa na cabeça de a um cara que fèz uma pergunta da qual nào gostou.

Um verdadeiro tanga frouxa.

Responder

Maria Fernanda Silva Montes

16 de maio de 2019 às 18h25

É esse o presidente que colocaram no poder, quando confrontado, parte para grosseria , principalmente se for mulher como a jornalista. Quem deveria voltar para escola fundamental, é Bolsonaro e não a moça.

Responder

Alan C

16 de maio de 2019 às 18h17

Típico

Responder

Fernando SP

16 de maio de 2019 às 17h34

Como sempre quando se vê incapaz de argumentar ele parte para ofensas pessoais. Agressão foi o que Ciro fez na entrevista ao Marcelo Tas. Usou palavras de baixo calão e termos chulos.

Responder

    Zé Maconha

    16 de maio de 2019 às 17h38

    Assino embaixo , se isso é agressão aquilo também foi.

    Responder

    Ivan

    16 de maio de 2019 às 18h53

    Eu só ouvi verdades no programa de estréia do Marcelo Tas, a única ofensa do Ciro, se é que pode se chamar assim, foi a ele próprio quando disse que comeu merda.

    Responder

Deixe uma resposta