Economistas discutem a desindustrialização no Brasil

Pesquisa mostra que 60% dos brasileiros acham que juiz parcial deve ser punido

Por Redação

13 de junho de 2019 : 14h56

A maioria absoluta dos brasileiros, de quase 60% (58%, para ser exato), segundo pesquisa feita pelo instituto Atlas Político, acha que juízes que mantém conversas privadas, com a defesa ou acusação, sem conhecimento da outra parte, deveriam sofrer sanções.

A pesquisa do Atlas Político, divulgada hoje pelo El País, e cuja íntegra pode ser baixada aqui, mostra algumas mudanças importantes na opinião pública.

A aprovação de Moro sofreu um forte abalo, de mais de 10 pontos, caindo de 60% para 50%, percentual todavia ainda alto, se comparado à performance de outros políticos.

O apoio a prisão de Lula ainda é majoritário (49%), mas houve expressiva evolução em favor do ex-presidente, pois, segundo a pesquisa este apoio era de 58% em abril.

 

Eu separei alguns gráficos da pesquisa, e trechos da matéria publicada no El País:

(…) O levantamento, feito online com 2.000 pessoas de todo o país (o resultado tem margem de erro de 2% para cima ou para baixo), mostra que 73,4% dos entrevistados tomaram conhecimento das conversas entre Moro e Dallagnol, divulgadas no último domingo, dia 9, pelo jornal The Intercept Brasil. Desses, 58% reconhecem que a prática de um juiz aconselhar e manter conversas privadas com membros da acusação ou defesa de um réu, sem o conhecimento da parte adversa, é incorreta. Somente 23,4% consideram esse comportamento correto. Outros 18,6% não opinaram.

(…)

Mesmo com um avalanche de notícias que colocam em dúvida sua atuação, a pesquisa da Atlas Político mostra que as opiniões se dividem quase igualmente sobre eventuais abusos de Moro na época da Lava Jato quando entra o nome do ex-presidente Lula. Para 41,9% dos entrevistados ouvidos, o ex-juiz cometeu abusos na condução do processo do ex-presidente. Mas para 40,8%, não. Outros 17,2% deixaram de responder a essa pergunta.

(…)

Seja como for, a pesquisa mostra uma certa metamorfose na opinião pública brasileira sobre a imagem da prisão do ex-presidente petista. Ainda que uma maioria dos brasileiros se mostre a favor da prisão de Lula (49,4%) neste mês de junho, a Atlas mostra que essa certeza já foi maior. Em abril, a empresa fez a mesma pergunta em pesquisas para medir o impacto da entrevista concedida pelo ex-presidente Lula ao EL PAÍS e ao jornal Folha de São Paulo depois de um ano preso em Curitiba. Na ocasião, 57,9% dos que foram ouvidos se diziam favoráveis à pena de prisão de Lula, e 33,10% contra. Neste mês os contrários à pena do ex-presidente subiu para 38,4%. Outros 12,3% preferiram não responder a essa questão no levantamento deste mês (em abril 9% não havia se posicionado).

 

(…) A avaliação sobre o Governo do presidente Jair Bolsonaro se mantém praticamente no mesmo patamar do mês passado, com 37,4% das opiniões entre ruim e péssimo (em maio era 36,2%) e 30,4% entre bom e ótimo (era 28,6% no mês passado). Outros 29,8% consideram sua gestão regular e 2,4% preferiram não opinar. Apesar do retrato do momento, o presidente Bolsonaro ainda tem uma imagem positiva para 50,3% dos entrevistados, um resultado que o coloca praticamente em empate com seu ministro da Justiça.


Atualização:

A pesquisa também trouxe dados de aprovação das principais personalidades políticas do país. Segue os prints e os comentários.

A imagem acima mostra que Sergio Moro permanece o político mais popular do país, mas caiu para o nível de Bolsonaro, 50%, com perda de 10 pontos positivos e aumento de 7% em sua rejeição. Bolsonaro se manteve estável, e até melhorou de posição, perdendo 2 pontinhos de rejeição e ganhando 3 de aprovação.

Lula experimentou melhora em sua imagem: com 35% de aprovação, é a liderança mais forte na oposição, seguido de Haddad e Ciro, ambos com 23%. Os três, Lula, Haddad e Ciro, tem rejeição alta, acima de 50% (Bolsonaro tem 44% de rejeição).

O gráfico que vem a seguir mostra que a denúncia do Intercept fez um estrago enorme na maneira como a população vê o processo de Moro contra Lula: 42% consideram que Moro cometeu abusos na condução do processo contra o petista.

Entretanto, uma maioria de 46% X 43% acham que Lula foi condenado com provas.

Haddad perdeu um pouco de rejeição, mas também perdeu pontos positivos.

Ciro tinha experimentado uma queda em sua rejeição importante em maio, mas manteve o mesmo patamar em junho, e viu sua aprovação oscilar dois pontos para baixo.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sebastião Farias

14 de junho de 2019 às 23h58

Sem dúvidas, o Juíz, como os demais cidadãos com autoridade delegada pelo povo, são servidores do povo, errou, CF e as leis afins, daí desdobrabradas e em vigor, nele. Todos são iguais perante a LEI BRASILEIRA. Nossa ignorância cidadã e analfabetismo genérico, são responsáveis pelo Brasil que temos
A situação cívica e cidadã vergonhosa que vive o Brasil na atualidade e, a assustação dos cidadãos, só podem ser mudadas mesmo, pelos cidadãos conscientes de todas as classes sociais (principalmente, dos estudantes brasileiro) dessa e das gerações futuras e, assim, servirem de exemplo e motivação, para os demais cidadãos alienados e omissos, na defesa de seu poder constitucional (Parágrafo Único do Art. 1º da CF que diz: ”Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”). A estratégia que os cidadãos, em especial, os educadores, os cientistas e estudantes, utilizam, divulgando suas obras, seus prêmios, seus resultados exitosos de sua vivência docente e discente da educação responsável e libertadora, que deve ser valorizada e defendida por todos os brasileiros, que amam o Brasil.
Ela, a educação, e´ a arma cidadã em qualquer parte do mundo, de libertação e de minimização da desigualdade injusta e desumana, provando e comprovando para as autoridades que, vêem mas, não entendem isso. Estão corretos todos e, Deus que protege a CF do Brasil, não lhes deixarão na mão. Há portanto, um ditado popular lá pelos confins do sertão Cearense que, nos momentos de medo e de assombrações, diz o seguinte: “Se a gente correr o bicho pega, se a gente ficar o bicho come mas, se a gente se unir, o bicho foge”
Infelizmente, a situação deplorável que vive o Brasil e, não adianta culparmos pessoas ou os outros, por nossa condição generalizada de povo que não gosta de ler livros e sequer, conhece a CF, a Constituição e a Lei Orgânica de seu Estado e Município e, de se informar na verdade, no amor e na justiça imparcial, que são dons de Deus, o que concorre, para que não valorizemos a família e, que tenhamos educação cristã, na acepção da palavra, respeito, ética e misericórdia, pelo próximo.
Concorre também, para que não tenhamos e nem valorizemos a cultura da nação, daí, o motivo porque não temos memória de fatos e de referência históricas ( https://jornalggn.com.br/brasil/links-para-a-historia-do-brasil-de-1894-a-2018/ ), pois fomos transformados pelas mídias e imprensa da elite dominante, em analfabetos genéricos, em educação, em política, em cidadania, em patriotismo; em cultura; em direito e respeito às pessoas; em fraternidade e solidariedade; em defesa consciente de nossos direitos, de qualidade de vida e dos serviços públicos com qualidade.
Tampouco nos preocupamos em conhecer quem são os parlamentares, nossos representantes e fiscais constitucionais, nem com as suas responsabilidades, em relação ao padrão de conformidade e de qualidade, das obras e serviços públicos ofertados aos cidadãos, assim como com a omissão e ausência tempestiva e proativa, das instâncias de fiscalização e controle interno e externo, na certificação tempestiva e proativa por interesse do povo, da conformidade e qualidade dos objetos contratados; de justiça imparcial; etc.
Por isso, o dominador externo que sabe o que quer e, seus comandados internos que, a própria imprensa corporativa da elite, mostra rotineiramente, tais ocorrências em nosso país, protagonizadas por cidadãos que não têm respeito, fidelidade e compromissos com o bem-estar da população e da nação. Conhecendo eles, o nosso perfil de cidadãos ignorantes ( http://www.romulolins.blog/ignorancia.pdf) e nossas susceptibilidades, que são públicas, não têm dificuldades na execução de seu trabalho Interno e, no cumprimento de sua missão de destruição de nossas forças estratégicas, para minarem resistências contrárias.
Sem resistências populares opostas, a CF, a nacionalidade, a unidade e fraternidade, a democracia e o estado de direito e, a soberania nacional, estão em perigo. Tudo isso acontecem, apesar da CF mandar fazer o contrário (Artigos 1° ao 7°, principalmente), aos homens públicos, eleitos pelo povo ou nomeados nos termos da CF (Parágrafo Único do Art. 1º ), Constituição essa, promulgada, de acordo com seu Preâmbulo, “sob a Proteção de Deus”, como é o caso: i) dos nossos representantes e fiscais públicos, os parlamentares, dos Poderes Legislativos; ii)dos administradores e governantes, dos Poderes Executivos e; iii) dos juízes e magistrados, dos Poderes Judiciários, sendo todas essas autoridades, da União, do DF, dos Estados e dos Municípios.
Encontramos, e essa é o exemplo que falamos acima, de milhares de pessoas nas redes sociais, que em vez de lerem responsavelmente, os textos de interesse do povo e da nação, independentes de quem são ou de que ideologia venham, submetidos a nós para leitura, apreciação, análise, conclusões e opiniões próprias sobre os assuntos temáticos, dialogando e trocando impressões e opiniões construtivas, com foco e amparo na CF, de modo, a ajudar a instruir e a conscientizar as pessoas menos favorecidas e desinformadas, sobre assuntos afins ao interesse da cidadania de todos mas, não, o que vimos são, infelizmente, o predomínio de baixarias, ofensas, ódio, agressões, preconceitos e irradiação de energias negativas, etc, o que não faz bem a ninguém nem ao Brasil.
Mudemos esses maus exemplos, antes que seja tarde demais. Para quem interessar, taí ela que muitos, infelizmente, não a conhecem, a conhecem mas não recorrem à ela como deveriam, não a cumprem nem a respeitam como deveriam, não a defendem como deveriam, Ela é, a Constituição Federal da República Federativa do Brasil ( http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/ConstituicaoCompilado.htm ).
Numa democracia, são os cidadãos, os donos legítimos do poder constitucional, que dizem o que querem, quando, onde e como querem, que seus representantes, legisladores e fiscais públicos, os parlamentares dos Poderes Legislativos; os seus administradores e governantes, dos Poderes Executivos e; os seus juízes e magistrados, dos Poderes Legislativos, todos, que são pagos com o dinheiro do povo, para servi-los e promoverem o bem-estar comum e a justiça imparcial, para todos.
Aos cidadãos brasileiros simples, aos que são servidores constitucionais do povo, aos religiosos, não esqueçam isso: “Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no Reino dos Céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar será declarado grande no Reino dos Céus. Digo-vos, pois, se vossa justiça não for maior que a dos escribas e fari­seus, não entrareis no Reino dos Céus.” (São Mateus 5, 19-20).
Aí, é que entram os estudantes brasileiros, pilares da cidadania e embaixadores, das gerações futuraras, parabéns a todos pela a iniciativa cidadã, de lutarem pelo direito, pelo respeito à CF, pela educação para todos e pelo BRASIL. “São os estudantes a energia, Que farão dessa nação, A bomba que o mundo ouvirá, Num brado de libertação”.
São as nossas observações, comentário à essa matéria e contribuição à cidadania de nossos irmãos, aos quais sugerimos, leiam e consultem com mais frequência, a CF, a Constituição e a Lei Orgânica de seu Estado e de seu Município.
BÔNUS:
Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário.
Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:
Parágrafo I – construir uma sociedade livre, justa e solidária; II – garantir o desenvolvimento nacional; III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.
Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes princípios:
I – independência nacional; II – prevalência dos direitos humanos; III – autodeterminação dos povos; IV – não-intervenção; V – igualdade entre os Estados; VI – defesa da paz; VII – solução pacífica dos conflitos; VIII – repúdio ao terrorismo e ao racismo; IX – cooperação entre os povos para o progresso da humanidade; X – concessão de asilo político.
único. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações.
Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 90, de 2015).
Paz e bem.
Sebastião Farias
Um brasileiro nordestinamazônida

Responder

Onofre Junqueira

13 de junho de 2019 às 22h20

Então 60% dos brasileiros são favoráveis à punição de Leandowski , Tóffoli , Gilmar Mendes e Rogério Favreto devem ser punido. É isso ?

Responder

Paulo

13 de junho de 2019 às 20h24

Orra, meu! Mas só 60%?

Responder

Marcio

13 de junho de 2019 às 19h14

Todos os indices da criminalidade estào em queda nos primeiros meses do ano….as noticias importantes sào essas.

Responder

    cid

    13 de junho de 2019 às 20h12

    A isso chamamos manipulação de dados, feito pelas policias pro bozo para enganar os idiotas inúteis. Por qual motivo os índices iriam cair? Porque o bozo eh miliciano? Ou porque o witzel eh assassino?

    Responder

      Marcio

      14 de junho de 2019 às 09h57

      Nào gostou da noticia ? Prefère que a criminalidade aumente para sustentar a tese ??…lixo.

      Responder

Ivan

13 de junho de 2019 às 18h15

Tenho que reconhecer que a capacidade deste governo de perder apoio é realmente impressionante.

Responder

Márcio

13 de junho de 2019 às 16h41

Não sei quem escreveu mas tá tudo resumido aí:

A operação Moro, lançada domingo, entrou em estado de coma 24 horas depois. Faleceu na terça. Foi enterrada no horário comercial da quarta. Sua missão era impossível: condenar Moro dizendo que ele faz de tudo para punir os bandidos. O povo não entende o que o homem fez de errado.

Responder

    leandro oliveira

    13 de junho de 2019 às 18h44

    O povo só entende de fofoca … Gleenward, vaza algumas fofocas e palavrões ditas por esses boçais golpistas …. Se for muita sujeita, vaza anonimamente, tal qual foram os vazamentos de conversas particulares da família inteira do Lula !!!

    Responder

Justiceiro

13 de junho de 2019 às 16h22

É claro que deve ser punido. Uma advertência, por exemplo. Mas crime provado e comprovado jamais deverão se anulados por notícias falsas.

Lula continua na cadeia!

Responder

    leandro oliveira

    13 de junho de 2019 às 18h45

    O único crime comprovado foi o desse ex-juizeco … E nem precisa de convicção, domínio do fato ou ato indeterminado !

    Responder

João Marcos de Oliveira Vilas Boas

13 de junho de 2019 às 16h20

Não saiu dados, referente à aprovação dos demais, como nas outras pesquisas?

Responder

    Redação

    13 de junho de 2019 às 16h32

    Sim, João. Está na pesquisa completa, não tive tempo de analisar e depois esqueci. Ainda bem que você me lembrou. Acesse esse mesmo post em 5 ou 10 minutos que analisarei também: tem lula, haddad, ciro, bolsonaro, tem bastante coisa.

    Responder

Marcelo

13 de junho de 2019 às 15h49

A globo e demais restolho da imprensa marrom que tem no Brasil é que fazem a opinião da maior parte dos homers brasileiros, que assistem o jornal nazional e depois vão ver novela ou futebol. Esse juiz-promotor-político seria um nada se năo fosse a globo.

Responder

Deixe uma resposta