Manuel Castells na FGV

Valter Campanato/Agência Brasil

Bolsonaro afirma que indicará ministro “terrivelmente evangélico”

Por Redação

10 de julho de 2019 : 11h50

Tanto Sergio Moro como Marcelo Bretas são evangélicos… O último, porém, é mais identificado como religioso, porque vive citando a Bíblia nas redes sociais, e já disse que o seu livro mais importante é a Bíblia.

***

Bolsonaro diz que indicará evangélico para Supremo Tribunal Federal
Presidente participou de culto na Câmara dos Deputados

Publicado em 10/07/2019 – 10:32

Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil Brasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que indicará um ministro evangélico para o Supremo Tribunal Federal (STF), pois, para ele, a busca pelo “resgate dos valores familiares” deve estar presente em todos os poderes do país. “Entre as duas vagas que terei para indicar para o Supremo um deles será terrivelmente evangélico”, disse, durante sua participação em um culto da bancada evangélica na Câmara dos Deputados, na manhã de hoje (10).

No mês passado, ao criticar a decisão do STF de criminalizar a homofobia como forma de racismo, Bolsonaro já havia sugerido a indicação de um evangélico para a Corte. Até 2022, o presidente da República poderá indicar nomes para pelo menos duas vagas, que serão aberta com a aposentadoria compulsória dos ministros Marco Aurélio e Celso de Mello.

Hoje, Bolsonaro elogiou a atuação dos parlamentares evangélicos nos últimos anos. “Vocês sabem o quanto a família sofreu nos últimos governos. Vocês foram decisivos na busca da inflexão do resgate dos valores familiares”, disse. “Quantos tentam nos deixar de lado dizendo que o Estado é laico. O Estado é laico mas nós somos cristãos. Ou para plagiar a minha querida Damares, nós somos terrivelmente cristãos”, disse, em referência à declaração da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.

Previdência

No dia em que acontece a primeira sessão de votação do texto-base da reforma da Previdência, o presidente chegou à Câmara pouco antes das 8h30 e estava acompanhado de vários ministros. Ao deixar o culto, Bolsonaro disse que a expectativa para a votação é de vitória e aprovação da matéria antes do recesso parlamentar. Ele seguiu para o plenário da Casa, onde, em um breve discurso, fez um apelo aos deputados.

“O povo conta com deputados e senadores para que nosso Brasil realmente deixei de ser apenas no discurso um país do futuro, mas na prática. Temos exemplos de outros países onde homens e mulheres, ao assumirem o comando, tomaram decisões corajosas. Vocês hoje se encontram em uma situação muito semelhante. O entendimento de todos nós, parlamentares e Executivo e, em parte do judiciário, dirá se queremos ser uma grande nação ou não”, disse Bolsonaro.

Os deputados encerraram a fase de discussão da nova Previdência na madrugada desta quarta-feira. Com a conclusão dessa etapa, a votação do texto-base da proposta, em primeiro turno, está prevista para começar em sessão marcada para as 10h30. Para ser aprovada, a matéria necessita de 308 votos, equivalentes a três quintos dos 513 deputados, nos dois turnos de votação.

Caso seja aprovada em primeiro turno, a previsão é que haja votação para quebra de interstício. Segundo o regimento da Casa, entre o primeiro e o segundo turno de votação é necessário um intervalo de cinco sessões do plenário. Se validado pelos deputados, o texto segue para análise do Senado, onde também deve ser apreciado em dois turnos e depende da aprovação de, pelo menos, 49 senadores.

Edição: Narjara Carvalho

Agência Brasil

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Calebe

11 de julho de 2019 às 09h58

Será um ministro tipo Ernesto Geisel, que era evangélico e terrível?

Responder

Calebe

11 de julho de 2019 às 09h56

Será um ministro tipo o Geisel, que era evangélico e terrível?

Responder

Calebe

11 de julho de 2019 às 09h54

Este ministro ser a topo uma Geisel, que era evangélico e terrível?

Responder

Aquila

10 de julho de 2019 às 18h59

Usam a fé como argumento de serenidade mais sao farizeus se lambuzando pela desgraça alcançada

Responder

Paulo

10 de julho de 2019 às 17h04

A forma como ele apregoa isso é execrável…não é esse o caminho. Não são esses os critérios que deveriam pautar a escolha de um Ministro de Tribunal Superior. Isso é que dá o STF começar a enveredar pela defesa do homossexualismo e do aborto. É o contra-ataque da reação, e da pior forma possível…

Responder

Admar

10 de julho de 2019 às 16h37

“E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas;” (João 2 : 15)
Pastores estão no que Jesus chamou de “Todos fora do templo” e os “cambiadores”. Infelizmente a religião crista protestante virou um Negocio para muitas lideranças!

Responder

LUPE

10 de julho de 2019 às 16h13

Caros leitores

Por TODAS as medidas tomadas
(redução de 30% nas verbas da Educação,
limitação do refino nas refinarias da Petrobrás
e consequente maior importação de derivados tais como gasolina, diesel,
derrubadas de leis de proteção ao meio ambiente, etc., etc., etc.)

e muitas outras medidas/iniciativas,
todas de cunho destrutivo,
só posso concluir
que este é um governo que veio para destruir o Brasil.

Destruição que levará a um caos social ainda maior que o atual.

Povo massacrado, ignorante,
com altos índices de desemprego
e consequentes altos índices de violência e criminalidade.

Povo massacrado é tudo que nossos superpoderosos inimigos desejam.

Para continuar com tranquilidade
as pilhagens, saques, negociatas escabrosas (que o Cafezinho já denunciou várias….).

Saques e pilhagens
que o povo não toma conhecimento
porque a Grande Mídia esconde,
não noticia.

Não faz Lava Jato.

Porque a GM é cúmplice de nossos inimigos.
Para eles serve, trabalha.

E participa das pilhagens e saques…………….. .

Responder

Carlos

10 de julho de 2019 às 16h10

Até parece que um juiz vai decidir qualquer matéria sozinho ou com base na bíblia. Por outro lado, tá na hora da comunidade católica e de outras religiões acordarem e começarem a construir bancadas no Senado e na Câmara para contra por esses evangélicos.

Responder

    LUPE

    10 de julho de 2019 às 16h20

    Caro Carlos

    Você se esquece que eles estão com poder.
    Além da submissão à religião e aos pastores ,
    as comunidades evangélicas têm a Record a manipular cabeças
    e eleger deputados e senadores da pior espécie,
    em sua maioria…..

    É a destruição do Brasil, a todo vapor…………

    Responder

Gustavo Horta

10 de julho de 2019 às 16h07

REGRAS NO PUTEIRO? SALVE-SE QUEM PUDER, OU ENCONTRE UMA PAREDE PARA SE ENCOSTAR
> https://gustavohorta.wordpress.com/2019/07/10/regras-no-puteiro-salve-se-quem-puder-ou-encontre-uma-parede-para-se-encostar/

… …Já faz alguns anos que venho publicando algumas crônicas nas quais eu tenho apresentado minhas tristes conclusões de que o nosso país havia sido transformado em um bordel.

A pior parte é que neste bordel só o ânus do Povo é que serve para fazer a farra dos muitos gigolos, cafetões e tarados que hoje ocupam, como golpistas, o cenário político nacional.

Mas, muitos entre nós, sistematicamente, consideraram que a minha comparação é chula e coloca o nosso povo … … …

Responder

Tonho

10 de julho de 2019 às 13h37

Balbúrdia.

Responder

Alan C

10 de julho de 2019 às 13h26

Bem coerente com um pseudo presidente tremendamente idiota.

Responder

Deixe uma resposta

x