Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

PGR: Brazão foi o mandante do assassinato de Marielle

Por Redação

25 de outubro de 2019 : 19h49

No Conversa Afiada

PGR: Brazão arquitetou o assassinato de Marielle
E esquematizou difusão de fake news
publicado 25/10/2019

A Procuradoria-Geral da República (PGR) afirmou em denúncia enviada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE-RJ) e ex-deputado estadual, “arquitetou o homicídio da vereadora Marielle Fanco e, visando manter-se impune, esquematizou a difusão de notícia falsa sobre os responsáveis pelo homicídio”.

É a primeira vez que uma autoridade como a PGR se pronuncia decisivamente sobre o mandante dos assassinatos de Marielle e seu motorista, Anderson Gomes, em março do ano passado.

Reportagem do UOL nesta sexta-feira 25/10 mostra que a denúncia foi assinada ainda sob a gestão de Raquel Dodge. Ela acusou Brazão e outras quatro pessoas por participarem de um esquema de obstrução da investigação.

“Fazia parte da estratégia que alguém prestasse falso testemunho sobre a autoria do crime e a notícia falsa chegasse à Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, desviando o curso da investigação em andamento e afastando a linha investigativa que pudesse identificá-lo como mentor intelectual dos crimes de homicídio”, diz a denúncia obtida pelo UOL.

Em seu último dia à frente do cargo, 17 de setembro, Dodge anunciou ter apresentado à Justiça uma denúncia sobre a tentativa de obstrução das investigações.

Entre os denunciados estão: o conselheiro do TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro) Domingos Inácio Brazão; o agente aposentado da Polícia Federal Gilberto Ribeiro da Costa; o policial militar do Rio Rodrigo Jorge Ferreira; a advogada Camila Moreira Lima Nogueira; e o delegado da Polícia Federal Hélio Khristian Cunha de Almeida.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Nabantino Gonçalves

26 de outubro de 2019 às 10h34

Então, de acordo com o MP, os cinco cidadãos de “bem”, nas horas vagas em que não estavam ajudando o país com suas “bondades”, se divertiam brincando de QUADRILHA.

Falta explicar aos leitores a suposta motivação do crime.

Falta ainda verificar se as “provas” levantadas pelo MP são sólidas, realmente, ou se, ao final, os acusados serão absolvidos por excesso de convicção da promotoria.

O fato de a polícia civil do RJ seguir considerando os acusados pelo MP como meras testemunhas, já por si é um péssimo sinal para os que têm esperança de que a justiça seja feita contra os assassinos da Marielle.

Responder

antonio santana rodrigues

26 de outubro de 2019 às 09h43

Porem, ele não vai pra cadeia, pois ele é inocente ate o transito em julgado… e os infinitos recursos. Graças a bandeira que vcs defendem.

Responder

    Wellington

    26 de outubro de 2019 às 15h19

    Boa !!

    Responder

    Nabantino Gonçalves

    27 de outubro de 2019 às 08h18

    Melhor defender a bandeira da constituição do que a dos milicianos que tomaram o poder por meio de golpe e fraudes. São esses os valores canhestros que levaram ao assassinato da Mariele.

    Responder

    Gilmar Tranquilão

    27 de outubro de 2019 às 15h48

    Ótima hora pra fuzilar um vagabundo kkkkk

    Responder

    Nabantino Gonçalves

    28 de outubro de 2019 às 02h31

    Antes defender a constituição do que o punitivismo que desaguou em um golpe de estado e na instituição de um governo fascista no Brasil, com base em fraudes sucessivas. Já os trabalhadores foram os que mais perderam desde então.

    Responder

Omar

26 de outubro de 2019 às 04h21

E qual o motivo do assassinato?

Responder

a.ali

25 de outubro de 2019 às 23h37

como tem graúdos envolvidos, alguém aposta no que vai dar ???

Responder

Deixe um comentário