Canal Revolução Industrial entrevista Luis Felipe Giesteira

Moro tem aprovação alta entre eleitores mais ricos

Por Redação

09 de dezembro de 2019 : 20h05

O Datafolha fez uma pesquisa com a avaliação dos principais ministros do governo Bolsonaro.

Eu separei as tabelas que tratam da avaliação entre aqueles que declararam conhecer os ministros Guedes e Moro. Vale atentar especialmente para Sergio Moro.

As tabelas trazem alguns dados curiosos. Por exemplo, 31% dos entrevistados que se declararam simpatizantes do PT responderam que consideram o desempenho de Sergio Moro “bom ou ótimo”; 40% o avaliam negativamente. Essas contradições são comuns, todavia, sobretudo entre os eleitores menos escolarizados, que são naturalmente menos “ideológicos”. Entre eleitores do PSOL, por exemplo, Sergio Moro tem aprovação de apenas 5%, e rejeição de 66%.

Moro tem aprovação alta entre eleitores de maior renda. Entre aqueles com renda familiar entre 2 e 5 salários, Moro tem aprovação de 56%, percentual que sobe para 63% entre eleitores com renda entre 5 e 10 e para 73% entre os que ganham mais de 10 salários.

No Datafolha

Moro é ministro mais conhecido e bem avaliado do governo

Opinião Pública – 09/12/2019 12h45

Baixa a pesquisa completa

DE SÃO PAULO

O Datafolha avaliou o conhecimento e desempenho de oito ministros do governo Bolsonaro, e Sérgio Moro, titular da pasta da Justiça e Segurança Pública, segue como o mais popular entre os nomes avaliados. Ele é conhecido por 93% dos brasileiros, índice estável na comparação com os últimos levantamentos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, é conhecido por 80%, índice também estável. Na sequência aparecem Damares Alves, ministra da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos (55% conhecem); Ricardo Salles, do Meio Ambiente (51%); Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura (38%); Ernesto Araújo, das Relações Exteriores (37%); e Abraham Weintraub, da Educação (32%).

A avaliação do trabalho dos ministros foi feita somente pelos brasileiros que declararam conhecer ou já ter ouvido falar de cada um deles. Considerando somente essa base de respondentes, Moro é o ministro melhor avaliado: 53% dos que o conhecem avaliam seu desempenho como ótimo ou bom, e para 21% é ruim ou péssimo. O trabalho de Damares Alves é visto como ótimo ou bom por 43% dos que a conhecem, e 26% consideram sua atuação como ministra ruim ou péssima. O economista Paulo Guedes tem seu desempenho avaliado positivamente por 39%, e 23% acreditam ser ruim ou péssimo. À frente da Educação, Weintraub é considerado ótimo ou bom por 34%, e para 31% é ruim ou péssimo. O desempenho de Araújo no Itamaraty é avaliado como ótimo ou bom por 33% dos que o conhecem, e 19% consideram ruim ou péssimo. Na Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas tem sua gestão vista de forma positiva por 31%, e para 14% é negativa. Por fim, o desempenho de Ricardo Salles no Meio Ambiente é tido como ótimo ou bom por 28%, e uma parcela similar o considera ruim ou péssimo (27%).

Entre os brasileiros que estudaram até o ensino superior, fica acima da média a aprovação a Moro (58%), Guedes (48%) e Tarcísio Gomes (42%). Nesse mesmo grupo, destacam-se as avaliações negativas de Weintraub (42%), Salles (38%), Araújo (29%) e Damares Alves (39%), todas acima da média.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo Cesar Cabelo

10 de dezembro de 2019 às 16h19

É mais fácil um camelo passar por dentro de uma agulha do que um rico entrar no reino dos céus.
Bíblia sagrada.

Responder

Wellington

10 de dezembro de 2019 às 15h27

Moro não será candidato a nada pois é inteligente demais pra isso e já o declarou publicamente (e como não é um palhaço não o fará). Ao máximo será vice de Bolsonaro caso a aprovação até lá não seja suficiente (duvido pois do outro lado não há ninguém, o zero absoluto) para ganhar novamente as eleições, nessa caso será vitória certa no primeiro turno.

2026 a gente volta no assunto

Responder

Alexandre Neres

10 de dezembro de 2019 às 10h14

É triste ser brasileiro. O Brasil do samba, antigamente também do futebol, por detrás dos sorrisos desdentados é melancólico. A população tem que se mostrar dócil e alegre para que não lhe desçam o porrete. Se for negro retinto então, você está lascado. O que esperar dessa elite que só se preocupa com o próprio umbigo? Os mais ricos apoiam Moro, talvez se mostrassem os mais escolarizados aconteceria o mesmo. Um fascistinha de quinta, cheio de pendores ideológicos e desprovido de isenção, na cara dura perseguiu como um cão de caça seu inimigo e instrumentalizou a justiça para que em um tempo recorde o impedisse de disputar as eleições. Sequer demonstrou nenhum pudor em abandonar a magistratura, para a qual realmente não tinha a menor vocação, para compor incontinente o governo eleito de um apologista de ditaduras e de tortura, isso para não mencionar o episódio Palocci seis dias antes do primeiro turno. Esse cidadão que foi desnudado na Vaza Jato, que desvelou suas interferências indevidas, agindo totalmente ao contrário do que se espera de um juiz e da liturgia do cargo, parcial até a medula, é bem avaliado por grande parte da população. Além disso, como se não bastassem 500 anos de genocídio negro e indígena, em decorrência o povo humilde sofre as consequências e leva borduna até hoje, o infeliz ainda quer dar licença de matar para a polícia que mais mata no mundo.

Por fim, mas não menos revelante, pobre de um país em que uma pessoa como a Damares, que parece viver em outro século e em outro mundo, que não reúne as mínimas condições pra ser ministra em qualquer parte, rasa feito só ela, por essas plagas é bem avaliada.

Responder

    Evaldo

    10 de dezembro de 2019 às 15h29

    Pobre um país onde tem gente com cabecinhas de quarto mundo como a sua.

    Responder

Paulo

09 de dezembro de 2019 às 20h33

Se Moro não fizer nenhuma besteira até lá, e se de fato quiser lançar-se candidato, é o virtual eleito…

Responder

Deixe uma resposta