Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Bolsonaro interagiu com 272 pessoas no domingo

Por Redação

16 de março de 2020 : 10h38

Segundo análise do Estadão, o presidente teve contato direto com ao menos 272 pessoas no último domingo, 15 de março, em cerca de 58 minutos de interação com apoiadores na frente do Palácio do Planalto.

Trecho de reportagem no Estadão:

“Bolsonaro manuseou ao menos 128 celulares, trocou ao menos quatro objetos com a plateia, entre eles um boné, que vestiu, e cumprimentou 140 pessoas, segundo o levantamento do Estado. Parte dos cumprimentos, nos primeiros 50 minutos do vídeo, são com “soquinhos” nas mãos das pessoas ou mesmo apertos de mãos. Nos cinco minutos finais de interação, o presidente alcança pelo menos 80 apoiadores correndo com a mão estendida e cumprimentando várias pessoas na sequência.

Infectologistas e até aliados próximos de Bolsonaro reprovaram a atitude. Segundo especialistas em doenças infecciosas, o presidente errou ao ignorar a recomendação de isolamento e expor os manifestantes ao risco de contaminação pela covid-19 (caso esteja com o vírus incubado); ao não proteger a si próprio e ter contato com uma aglomeração que pode incluir pessoas infectadas; e ao não dar o exemplo à população de que deve ser levada a sério a orientação feita pelo Ministério da Saúde para que se evite aglomerações.

Ainda de acordo com especialistas, não é só o contato direto que transmite o coronavírus. Gotículas de saliva de uma pessoa infectada também podem passar o vírus.

Ao interagir com os manifestantes, Bolsonaro ignorou a orientação de sua equipe médica e as diretrizes do Ministério da Saúde para o combate ao coronavírus. Ele deixou o isolamento que deveria fazer por ter se encontrado, semana passada, com ao menos 11 brasileiros que já tem a doença.”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Damaris Depressiva

16 de março de 2020 às 12h45

Pra quem tem um filho veado isso não é nada

Responder

João Ferreira Bastos

16 de março de 2020 às 11h26

das 200 pessoas infectadas no Brasil, 11 (5%) estão ligadas diretamente ao miliciano-corno, que quando viaja para fora do Brasil enche o avião de cocaína e na volta traz doenças

Responder

Essa é facil...

16 de março de 2020 às 11h13

Vai entender: dias atrás o cara faz uma live com mascara e entra em quarentena, logo acredita na doença, sabendo que faz parte do grupo de risco abandona a quarentena e se mistura com a população (que chamaria de gado em outra situação) correndo o risco de infectar ou ser infectado. Loucura ou irresponsabilidade?

Responder

    coronete

    16 de março de 2020 às 12h34

    Nada disso, é esperneio mesmo…kkkkkkkkkkkkk

    Responder

coronete

16 de março de 2020 às 10h51

Afinal de contas o que é o coronavirus para quem vive no meio do lixo, sem esgoto, asopra o nariz com as maos e limpa nas calças…?

Essa de nào apertar a mao dos brasileiros é uma precauçào que adotei faz muito tempo, bem antes do virus.

Responder

Deixe um comentário