Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

Foto: reprodução.

Cerco fechando: Queiroz é preso em casa de advogado de Flavio Bolsonaro; Polícia Civil faz buscas em imóvel de Jair Bolsonaro

Por Redação

18 de junho de 2020 : 08h10

A busca por Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, chegou a um fim e a pergunta “cadê o Queiroz?” ganha nova resposta: preso.

O ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro foi preso em Atibaia, no interior de São Paulo

Fabrício estava em um imóvel de Frederick Wasseff, advogado de Flávio Bolsonaro, e foi levado para unidade da Polícia Civil no centro da capital paulista.

Após o exame de corpo de delito, deve ser levado para o Rio de Janeiro.

Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão em sua conta de maneira “atípica”, segundo relatório do Coaf.

Os mandados de busca e apreensão e de prisão contra Queiroz foram expedidos pela justiça do Rio de Janeiro, em desdobramento da investigação que apura esquema de “rachadinha” na Alerj.

No Rio de Janeiro, a Polícia Civil faz buscas em um imóvel que consta da relação de bens do presidente Jair Bolsonaro, em Bento Ribeiro, Zona Norte da capital.

As investigações envolvem um relatório do Coaf, que apontou operações bancárias suspeitas de 74 servidores e ex-servidores da Alerj.

Recursos usados para pagar funcionários na Alerj voltavam para os próprios deputados estaduais.

O juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do TJ do Rio,  também expediu mandado de prisão contra a mulher de Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Breno

19 de junho de 2020 às 10h45

A partir do dia 1 de janeiro de 2019 o sistema està se movimentando com toda força para tentar se recompor e voltar a assolar o Brasil como foi feito nos ultios 20 anos.

Responder

Antunes

19 de junho de 2020 às 10h13

P L U T O C R A C I A
F A S C I S M O
C A Q U I S T R O C R A C I A

Responder

dcruz

19 de junho de 2020 às 08h04

Pois é. Agora como é que vai ficar?, não vou mais poder perguntar: cadê o Queiroz?

Responder

Henrique Martins

18 de junho de 2020 às 22h53

Se alguém tem mais alguma dúvida que Bolsonaro quer implantar uma ditadura nazifascista no Brasil e que é miliciano da gema depois de ‘determinados’ objetos de decoração terem sido encontrados no imóvel onde ele estava escondido, é cego, miliciano também, terraplanista ou no mínimo, mau caráter.

Responder

    Ronei

    19 de junho de 2020 às 10h47

    O sujeito era pessoa livre se nenhum mandato de prisao, por tanto nao estava escondido tanto que ha varias materias de jornais sobre as movimentaçoes dele, todo mundo sabia onde ele estava.

    Responder

Gontijo

18 de junho de 2020 às 14h49

Tá bastante claro que esse Queiroz era o factotum que arranjava funcionários para o gabinete do tal Flávio entre parentes e amigos e ele mesmo (Queiroz) rachava o salário desses sub funcionários. Resta só saber se a lei prevê alguma responsabilidade direta ou indireta do ex vereador a respeito.

Responder

    Garrincha

    19 de junho de 2020 às 10h49

    E’ claramente isso, o Queiroz pegava o dinheiro dos subfuncionarios e o usava para fazer as porcarias dele. Serà mais uma narrativa frustrada em bréve.

    Responder

Willy

18 de junho de 2020 às 10h55

As esquerdetes andam muito caladas a respeitos dos arroubos autoritarios contra os meios de informaçào do STF (Supremo Tribunal Fascista). A ultima censura foi para a Folha politica.

Responder

Claudio Ildefonso

18 de junho de 2020 às 10h26

acho q o queiroz vai ser…queimado, assim como aquele pm, a pouco tempo atrás. policia civil do rio q abra o olho, pois no fim, quem vai levar a culpa pela queima de arquivo podem ser eles

Responder

Alan C

18 de junho de 2020 às 10h20

Camundongo, vê se não some, abraço!

Responder

Paulo Cesar Cabelo

18 de junho de 2020 às 10h13

Caso Queiroz é apenas cortina de fumaça da mídia.
Miguel do Rosário em 2019.

Responder

carlos

18 de junho de 2020 às 10h08

Já dizia o saudoso e mais famoso músico brasileiro, Tim Maia, em entrevista ao tbm famoso Jo Soares disse: em todo meio tem gente que é eclética, faz de tudo um pouco, o advogado da família, Bolsonaro não seguiu a bíblia da advocacia que é o código de ética do advogado no mínimo foi violado.

Responder

dcruz

18 de junho de 2020 às 09h58

Essa quadrilha do bozo é muito maior do que aparenta, se investigar chegarão a falcatruas inimagináveis. Com direito à milícia e tudo. Falar em milícia, abram o olho, vai começar a morrer gente, tem muito arquivo solto por aí.

Responder

Anderson

18 de junho de 2020 às 09h21

G R A N D E D I A.

F
O
R
A

B
O
L
S
O
N
A
R
O
S

Responder

dcruz

18 de junho de 2020 às 08h21

Esse negócio de ser preso não quer dizer nada, um pouquinho melhor do que esse marginal estar solto, agora vamos ver se vão levar adiante, por exemplo, esclarecer aquela seita aceita cheque da primeira madama.

Responder

Deixe uma resposta