Live do Cafezinho: bate papo com o cineasta cearense Wolney Oliveira

Jogadores do Grêmio (RS) usando máscaras em março de 2020. Foto: Folhapress.

Em 5 dias, Campeonato Brasileiro tem 52 casos de Covid

Por Redação

14 de agosto de 2020 : 11h57

O Campeonato Brasileiro já tem pelo menos 52 casos confirmados de Covid-19 na competição que envolve 60 clubes (das séries A, B e C).

A CBF argumenta que o fato de o campeonato estar só começando é um fator que influencia sobre esse número de casos detectados.

Segundo essa lógica, os casos positivos detectam contaminações ocorridas antes do Campeonato Brasileiro.

Os dados são da quinta-feira (13), mas a tendência é que esse número aumente.

A CBF tenta não transparecer preocupação e procura mostrar que já calculava esses números antes de o campeonato voltar.

Espera-se que a situação “se normalize” ao longo das próximas semanas.

Paralisar o campeonato não está na pauta da organização sob qualquer hipótese até o momento.

As equipes que têm infectados de conhecimento público são o CSA (20 jogadores), o Imperatriz (12), o Goiás (10), o Atlético-GO (6), o Corinthians (2), o Vasco (1) e o Brusque.

Dois casos no Vila Nova, de Goiás, também foram detectados e o clube só foi detectado sobre os resultados já em Manaus.

O clube goiano respondeu com revolta, já que a delegação toda viajou junto com os contaminados sem a informação.

O vice-presidente do clube, contudo, afirmou que a contraprova dos jogadores resultou negativo.

Vale lembrar que nem todos os infectados detectados até agora ficaram fora de partidas ocorridas.

Uma diretriz adotada a partir de segunda-feira (10) determina que atletas que testaram positivo há mais de dez dias podem jogar mediante recurso apresentado pelo clube solicitando sua liberação. O Atlético-GO fez isso no jogo com o Flamengo.

O comentarista do Grupo Globo, Walter Casagrande, usou suas redes sociais para defender a paralisação do Campeonato.

No Instagram, Casagrande fez um vídeo lembrando que em menos de cinco dias o Campeonato já tinha muitos contaminados.

“Isso tem que parar. Isso não devia nem ter começado. Era óbvio que isso ia acontecer”, afirmou Casão na publicação.

“Os jogadores estão viajando de ponta a ponta do Brasil. Estão sendo contaminados, contaminando outras pessoas e correndo o risco de contaminar os próprios familiares. É hora de parar com esse futebol. É hora de parar com esse Campeonato. Não podemos continuar dessa maneira. Não é seguro para ninguém”, pediu.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta