Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Dino defende união de forças progressistas após acumular derrotas no Maranhão

Por Redação

30 de novembro de 2020 : 12h12

Nesta segunda-feira, 30, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), voltou a defender uma frente ampla progressista após o resultado negativo dos seus aliados nos municípios do Estado.

“Uma aliança eleitoral de partido em 2022, que reúna forças [de esquerda e] de centro-direita, eu realmente não acredito nisso. Agora, miro o tempo inteiro na chamada frente ampla progressista. Para disputarmos o primeiro turno, não correr o risco de ficar fora do segundo”

“Esse é o ponto: para limpar a mesa de mitificações, de que agora, A, B ou C vai sozinho redimir a esquerda. Esse é um erro gravíssimo, que pode conduzir a um desastre em 2022. Qual seria o desastre? Ficarmos fora do segundo turno”

No Maranhao, a legenda de Dino perdeu 23 prefeituras no pleito deste ano e por último, o candidato apoiado pelo comunista, Duarte Júnior (Republicanos), também foi derrotado por Eduardo Braide (Podemos) na disputa de 2° turno em São Luís.

Assista a entrevista completa!

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Tadeu

30 de novembro de 2020 às 21h48

Esse daí foi outro grande derrotado nestas eleições, junto com Bonoro e o cachaceiro.

Responder

Hilario

30 de novembro de 2020 às 19h10

Està claro que o GorDino em 2022 jà era, assim como o Governador do PT do Cearà do qual nao lembro o nome.

Responder

Eduardo

30 de novembro de 2020 às 13h25

Mas que frente progressista se ele não conseguiu fazer isso nem no estado dele e foi esmagado nestas eleições municipais? O PCdoB está muito engraçado, pois o discurso não condiz em nada com a prática. Fala fala e fala em amplitude, frente ampla, em unidade e na prática vive a reboque do PT que está cada dia mais esquerdista e mais isolado. A posição mais longe possível do discurso de amplitude. O dia da votação com Dino de camiseta Lula Livre, dando uma de Barrichello, foi patético. Quando que o PCdoB irá acordar e perceber que esse atrelamento ao caminho do isolacionismo do PT está destruindo o PCdoB?

Responder

    JOAO BATISTA

    30 de novembro de 2020 às 17h27

    Dino é doutor em platitudes.

    Responder

Deixe uma resposta