Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

TSE desmente, de novo, Bolsonaro: PF nunca achou fraudes nas eleições

Por Redação

05 de agosto de 2021 : 10h01

Na madrugada desta quinta-feira, 5, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) voltou a desmentir Jair Bolsonaro após novos ataques contra a urna eletrônica. Bolsonaro reitera o discurso de fraude sem apresentar provas.

Em mais um festival de mentiras, dessa vez na Rádio Jovem Pan, Bolsonaro disse que TSE já reconheceu que um hacker invadiu o sistema da urna. Falsamente, ele também disse que admissão aconteceu em um inquérito da Polícia Federal. Na visão torpe de Bolsonaro, esse argumento prova a tese da fraude.

Por sua vez, o TSE comunicou que “encaminhou à Polícia Federal as informações necessárias à apuração dos fatos e prestou as informações disponíveis. A investigação corre de forma sigilosa e nunca se comunicou ao TSE qualquer elemento indicativo de fraude”.

A Corte também lembrou que esse episódio aconteceu em 2018 e que “foi divulgado à época em veículos de comunicação diversos. Embora objeto de inquérito sigiloso, não se trata de informação nova”.

“O acesso indevido, objeto de investigação, não representou qualquer risco à integridade das eleições de 2018. Isso porque o código-fonte dos programas utilizados passa por sucessivas verificações e testes, aptos a identificar qualquer alteração ou manipulação. Nada de anormal ocorreu”, afirmou o TSE.

Leia a nota do TSE na íntegra:

“Em referência ao inquérito da Polícia Federal que apura ataque ao seu sistema interno, ocorrido em 2018, o Tribunal Superior Eleitoral esclarece que:

1. O episódio de 2018 foi divulgado à época em veículos de comunicação diversos. Embora objeto de inquérito sigiloso, não se trata de informação nova.

2. O acesso indevido, objeto de investigação, não representou qualquer risco à integridade das eleições de 2018. Isso porque o código-fonte dos programas utilizados passa por sucessivas verificações e testes, aptos a identificar qualquer alteração ou manipulação. Nada de anormal ocorreu.

3. Cabe acrescentar que o código-fonte é acessível, a todo o tempo, aos partidos políticos, à OAB, à Polícia Federal e a outras entidades que participam do processo. Uma vez assinado digitalmente e lacrado, não existe a possibilidade de adulteração. O programa simplesmente não roda se vier a ser modificado.

4. Cabe reiterar que as urnas eletrônicas jamais entram em rede. Por não serem conectadas à internet, não são passíveis de acesso remoto, o que impede qualquer tipo de interferência externa no processo de votação e de apuração. Por essa razão, é possível afirmar, com margem de certeza, que a invasão investigada não teve qualquer impacto sobre o resultado das eleições.

5. O próprio TSE encaminhou à Polícia Federal as informações necessárias à apuração dos fatos e prestou as informações disponíveis. A investigação corre de forma sigilosa e nunca se comunicou ao TSE qualquer elemento indicativo de fraude.

6. De 2018 para cá, o cenário mundial de cybersegurança se alterou, sendo que novos cuidados e camadas de proteção foram introduzidos para aumentar a segurança de todos os sistemas informatizados.”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Kleiton

05 de agosto de 2021 às 10h48

O voto impresso foi aprovado em 2015 pelo Congresso com maioria da esquerda para garantir o maximo da transparencia das eleiçoes….onde està o problema hoje ?

No fato que seja o atual PR a pedir isso…?

Onde està o compromisso com a democracia da esquerda que a cada 3 minutos se enche a boca dessa palavra para tentar enganar alguem… ?

Um Presidente da Republica ou outro vale mais que a plena democracia ?

Sao um bando de hipocritas que nao enganam mais ninguem…

Responder

alex

05 de agosto de 2021 às 10h22

Ouve acesso indevido.

Responder

Deixe um comentário