Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Quaquá diz que Freixo não pode ser mais o candidato da esquerda no Rio; Wadih discorda

Por Redação

23 de outubro de 2021 : 14h15

Na manha de hoje o vice-presidente do PT, Washington Quaquá (RJ), causou espanto ao afirmar que o pré-candidato ao governo do Rio, Marcelo Freixo (PSB), perdeu as condições de disputar o Palácio das Laranjeiras.

A afirmação do petista foi feita em entrevista ao O Globo. Na sua avaliação, o motivo dessa suposta perda de competitividade eleitoral de Freixo foi o seu voto contrário a PEC 05 que ampliaria a composição do Conselho Nacional do Ministério Público.

“Ele (Freixo) perde completamente as condições de ser o candidato de esquerda no Rio. É trágico alguém que se diz da esquerda votar a favor de que o Ministério Público tenha autonomia de fazer o que quiser sem ter o escrutínio da sociedade brasileira”, disparou.

Mas por outro lado, o ex-deputado Wadih Damous (PT) discordou do posicionamento do correligionário e disse que apesar de não concordar com o voto de Freixo, isso não muda em nada as articulações. Já Freixo disse em nota que “divergências podem acontecer. Não tem atrito algum na aliança”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

23 de outubro de 2021 às 20h33

Esse Quá-quá é um KKKKK!

A PEC da qual ele fala é uma das armadilhas que os corruptos estão plantando no congresso para garantir impunidade.

Advinhem de quem foi a iniciativa da PEC.
Advinhem de que partido ele é?

Então!

Fora corruptos!

O que Freixo fez foi o mesmo que o PSOL fez. O PSOL deu seus todos os seus votos para não aprovar a PEC dos corruptos proposta pelo PT. O Partido Novo também deu todos os votos para não aprovar a PEC dos corruptos contra a Lava Jato. Do Cidadania23 escaparam dois votos a favor dos corruptos. O Rede, uma deputada, votou contra os corruptos.

Mas a proposta do PT, de retirar autonomia do Ministério Pûblico para o contrle ficar entre eles mesmos, os corruptos, quase passou. Como ė mudança constitucional e precisa de 308 votos, teve os votos do Centrão e votos de alguns deputados do PSB, do PDT e dois do Cidadania23. A esses se somaram, não com surpresa, mas o nûmero surpreende: 51 votos do PT e todos os votos do PCdo B. Dois petistas não puderam comparecer.

Ufa! Com mais 11 votos os corruptos venciam. Mas o PSOL, o PV, o Novo, o Rede, a maioria do Cidadania e muitos votos do PDT, do PSB e, surpresa, 26 votos do Centrão, os deputados do Centrão que não apoiam corrupção, barraram defensores de corruptos do Centrão e do PT. Pelo menos nessa PEC e por enquanto.

Freixo, atualmente no PSB, só fez foi ser digno junto com os deputados do seu antigo partido p, o PSOL, e outros.

Conseguiram barrar uma armadilha dos corruptos contra o ministėrio público dessa vez!

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?