Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Ciro lança campanha para sua candidatura com slogan e jingle

Por Redação

23 de outubro de 2021 : 14h26

Na noite desta sexta-feira, 22, o pré-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) já deu a largada para sua campanha eleitoral. Nas suas redes sociais, o pedetista anunciou mais uma ação de marketing com projeções feitas em edifícios de algumas capitais como São Paulo, Porto Alegre, Teresina, Salvador e Belém com o slogan “Prefiro Ciro”.

Segundo o ex-ministro, “o clipe ‘Prefiro Ciro’ estreia agora cheio de energia, mensagem e vibração. Realizado com a militância, ele marca a nova etapa da mobilização pelo Projeto Nacional de Desenvolvimento”.

De acordo com a lei prevista no Tribunal Superior Eleitoral configura-se propaganda eleitoral antecipada declarar candidatura antes do período eleitoral e pedir voto de forma explícita ou implícita.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sebastião

25 de outubro de 2021 às 14h34

Vamos ver o TSE agindo. Porque, tudo levar a crer, que isso foi ideia do marqueteiro milionário de Ciro. Com o intuito de polemizar e virar notícias. Porque, nem João Santana e nem Ciro, são inocentes. Pois, sabem que estão descumprindo a lei com propaganda antecipada. Ou, ele quer dizer que incomoda a concorrência ou quer se vitimizar.

Responder

Marco Vitis

23 de outubro de 2021 às 23h31

Os blogs e canais comprometidos com a campanha de Lula estão fazendo pressão para que o TSE impeça a candidatura de Ciro por causa dessa musiquinha bacaninha que pegou.
Curioso, né ? Os mesmos blogs e canais que afirmam que Lula será eleito no primeiro turno e que Ciro não tem nenhuma chance.
Como ninguém chuta cachorro morto na Política, passaram recibo. Ou não ?

Responder

Walfredo Ferreira da Silva

23 de outubro de 2021 às 22h30

PELO BRASIL QUE EU QUERO E ADMIRO
PREFIRO O LULA , PREFIRO O LULA .

Responder

EdsonLuiz.

23 de outubro de 2021 às 18h17

Eu prefiro…

Eu preferiria um candidato do Partido Cidadania, mas sem fixação pelo Cidadania. Fixação eu não tenho por nenhum partido; não se deve ter fixação por um partido mesmo quando se ė filiado a ele, para manter-se independência e não vacilar em romper quando o partido a que se é filiado defender sandices econômicas e sociais ou assumir ou proteger práticas condenáveis, como colocar o Estado para favorecer a acumulação de capital por empresas predadoras ou corruptas.

Eu tenho gostado muito do que tenho visto do candidato do Cidadania, senador Alessandro Vieira. Tenho gostado mesmo! Mas o senador, nas eleições de 2018, votou em bolsonaro. Para mim isso não é necessariamente pecado, assim como não é necessariamente pecado votar em Lula.

O senador Alessandro nunca é covarde e nunca ė enganador. Ele não esconde que votou em bolsonaro. Tambėm não esconde que se arrependeu do voto. O senador está apresentando uma lucidez política, preparo e equilíbrio muito grandes. Mas ele é muito recente em política e eu vou preferir esperar mais. Em 2022 havia a opção pelo voto em branco. Por que senador não deu esse voto, em vez de votar em bolsonaro?

As pessoas elaboram tanta teoria para desqualificar o voto em branco. Eu, de outro modo, penso que o voto em branco consciente é um voto extremamente qualificado. Quando você escolhe votar em branco é porque não consegue considerar o voto em um dos candidatos que disputam.

Quando você decidiu não votar em nenhum candidato, se decidiu isso, mesmo assim deve evitar viajar nas eleições. Deve comparecer às urnas e exercer o voto para legitimar o processo, mesmo não votando em nenhum candidato. Como as opções quando não vai votar em candidato ou partido são votar em branco ou anular o voto, se anular você tira a legitimidade das eleições ainda mais do que quando se abstém. Por isso, a opção de votar em branco é politicamente bastante legítima quando você não considera votar em candidato ou partido. Eu voto em branco em diversas eleições.

No 2º turno das eleições de 2018, um candidato era bolsonaro. Em bolsonaro eu não votaria e não voto nem torturado. O outro candidato era um nome em que eu votaria sempre, menos se ele for o candidato de um partido como o PT. Mas ocorre que eu votei algumas vezes em candidatos do PT a vereador, deputado estadual ou federal. Mas votei em um tempo mais belicoso do PT, porėm menos leviano, mentiroso e corrupto. E agora, que o PT tinha um candidato em que eu votaria inclusive com prazer, o Fernando Haddad, e o outro candidato era um agregado do inferno?

De um lado era Fernando Haddad. Era do PT, mas era o Haddad! Do outro lado, era a candidatura do inferno (Me perdoem. Me perdoem inclusive os bolsonaristas, mas do outro lado era mesmo a infernal candidatura de jair bolsonaro).

Fui acompanhando. Eu tinha certeza de que Haddad tinha completa compreensão de que o eleito recebe dos eleitores um mandato para implementar o projeto que apresentou na campanha. O eleito não recebe mandato para proteger eventuais acusados ou condenados por crime. Acusados devem se defender na justiça, não devem receber proteção do poder para ficarem impunes. Fui acompanhando a campanha.

Nas entrevistas com Haddad, uma, duas, trēs, quatro, cinco, seis vezes Haddad foi inquirido sobre a situaçåo de Lula e se, caso eleito, iria interferir para proteção do padrinho político. Haddad, que não é acostumado com o vício de enrolar, dado que é um político, mas ė digno, naquele momento me surpreendia negativamente e desconversava. Se o jornalista insistia, Haddad continuava desconversando. E eu não tive opção, mesmo com um dos candidatos sendo Haddad e do outro lado o candidato bolsonaro sendo uma espécie de Lula bem piorado. Fui às urnas, como sempre faço, mas votei em branco.

Desta vez, vou de Ciro Gomes. Não gosto do PDT. Para mim o PDT é expressão do getulismo, do Janguismo, do brizolismo. O PDT, para mim, é expressão do velho, do atraso, embora tenha vários quadros valorosos. O PDT é caudilhesco, é nacionalista, e nacionalismo para mim é um bairrismo ainda menor. Mas vou de Ciro Gomes.

Ciro Gomes para mim ė um candidato perfeito? Não? Mas olhemos para o momento eleitoral! Comecemos por olhar para os projetos, para o caráter dos candidatos e para a grossura da casca que terá que ter um candidato nas próximas eleições, que serão sanguinárias. Eu preferiria o Cidadania23 porque escolho primeiro o partido e o projeto e porque eu estou achando o senador Alessandro Vieira um candidato muito bom, mas eu vou de Ciro Gomes em 2022 e gostaria muito de ver o Cidadania23 e Ciro Gomes em uma coligação.

Em 2022, eu prefiro Ciro Gomes!

Em 2022, vote Ciro Gomes!

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?