Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Reprodução

Bolsonaro diz que ‘respeita’ o resultado caso não seja reeleito

Por Redação

21 de agosto de 2022 : 06h28

Neste sábado, 20, Jair Bolsonaro participou de uma cerimônia na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), em Resende (RJ), e disse em coletiva de imprensa que deve respeitar o resultado das urnas caso não seja reeleito.

“Passaram agora umas mil motos que apoiam a gente. A gente fica muito feliz. Mais uma manifestação espontânea por parte da população”, disse.

“E a gente está nessa empreitada buscando a reeleição. Se esse for o entendimento. Caso contrário, a gente respeita. Mas a nossa democracia e a nossa liberdade acima de tudo”, completou.

Como se sabe, desde o começo do seu mandato que Bolsonaro tenta insuflar a população contra as instituições e a democracia na busca por um golpe de estado. Além disso, a última pesquisa DataFolha revelou que o inquilino do Planalto se encontra a 15 pontos atrás do ex-presidente Lula.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuíz.

21 de agosto de 2022 às 17h10

jair bolsonaro declarar que vai respeitar o resultado é importante. Muito importante!
Se bem que suas ameaças e escaramuças, eu me convenci, não passam de jogo de cena, porque o quadro daquela parte importante em política e economia do mundo livre não está para se omitir nos ataques à democracia e isolaria o Brasil se bolsonaro desse golpe.

Também no próprio Brasil, apesar de ampla dominância eleitoral dos dois populistas, não há realidade institucional para golpes; esse buraco na nossa democracia esses dois populistas autoritários ainda não conseguiram abrir.

Lula e jair bolsonaro podem apoiar e em algum momento buscarem refletir o autoritarismo do norte-americano Donald Tramp ou do venezuelano Nicolás Maduro e os dois podem apoiar o ataque de Vladimir Putim à Ucrânia e ao mundo livre, mas aqui no Brasil eles não têm força acumulada –pelo menos não têm ainda– para tentarem manobras autoritárias.

Mas mesmo não havendo espaço aqui para manobras autoritárias, obrigando que internamente jair bolsonaro e Lula se façam dos democratas que eles não são, precisamos ficar sempre atentos e, na defesa da democracia, nos esforçar para derrotá-los ou ao menos enfraquecê-los.

Mas é importante, sim, que jair bolsonaro declare respeito ao resultado do processo eleitoral! Nós só não podemos é abaixar a guarda por causa dessa declaração.

Lula e o PT também poderiam aproveitar a oportunidade e declararem que não mais apoiarão ditaduras e autocratas.

Conversar com autocratas, manter relações diplomáticas , comerciais e institucionais com países, mesmo que autoritários, e com seus ditadores é outra coisa. Manter relações, mesmo com regimes autoritários, é importante e necessário, e é bem diferente de apoiar e a eles prestar solidariedade.

Edson Luiz Pianca..

Responder

carlos

21 de agosto de 2022 às 07h51

Até o morador do Planalto reconhece que a vitória do Lula, ontem foi a gota d’água, qdo foi realizar a motociata na BR 116 e não conseguiu conquistar o voto dos motoristas que trafegavam na rodovia tá mal e pior.

Responder

Deixe um comentário