Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

O gol de Adriano salvou Carlos Lupi?

Por Miguel do Rosário

21 de novembro de 2011 : 07h14

O Brasil amanheceu feliz. Os institutos metereológicos prevêem temperatura amena ou quente no país inteiro. As regiões agrícolas receberão pancadas de chuva. Os corinthianos já se sentem campeões do Campeonato Brasileiro, depois do feito de Adriano, que marcou um gol cheio de significados.  E os donos de jornal brindaram domingo à noite em homenagem à vitória esmagadora do Partido Popular nas eleições da Espanha. Carlos Lupi acordou contente. Tirando umas porradinhas aqui e ali, os jornais concederam-lhe mais um dia de folga.

Eu também acordei feliz, embora um pouco nervoso, porque hoje é o primeiro dia “profissional” do blog. Diariamente, eu irei trazer quatro posts exclusivos para assinantes, com análises da mídia, que na realidade são também análises políticas e econômicas.

Mas vou começar pegando leve, “na humildade”, como se diz lá em Capão Redondo, ou seja, fazendo análises objetivas mas despretensiosas. Os temas analisados nos posts de hoje são:

  1. Em sua coluna de segunda-feira, Noblat aplica uma forte dentada em Carlos Lupi e Dilma Rousseff. Merece alguns comentários. No mesmo post, analiso as colunas de Dora Kramer, Estadão, e Melquíades Filho, da Folha. Aproveito e dou uma geral na situação de Lupi.
  2. O Estadão publica o milionésimo editorial falando mal de Cristina Kirchnner, repetido a já velha acusação de que os índices de inflação têm sido “maquiados” pelo governo. Merece também um dedinho de prosa.
  3. Comentários sobre a vitória dos conservadores na Espanha e seu significado no mundo político.
  4. Fiz uma complementação estatística à reportagem do Globo sobre as novas fronteiras da produção brasileira de ouro. Depois da ampla reportagem publicada domingo, o jornal publica hoje mais um artigo sobre o tema. Tem um infográfico interessante. Faltou novamente, contudo, o mais importante, o valor em dinheiro das exportações do metal.

Aviso desde já, porém, que os posts só poderão ser acessados pelos assinantes. Então aproveite e faça logo a sua assinatura.

De resto, deixo aqui um link interessante com o qual topei em minha navegação matutina.  É o livro Vitória na derrota: a morte de Getúlio Vargas, de Ronaldo Conde Aguiarde. Nele descobri que Nelson Rodrigues começou escrevendo suas deliciosas crônicas na Última Hora, onde era atacado de uma forma absolutamente ridícula por Carlos Lacerda. O livro conta ainda os imbróglios envolvendo os empréstimos que permitiram Samuel Wainer fundar o jornal e descreve, com riqueza de detalhes, o ambiente de calúnias e mau caratismo da imprensa da época.

Ah, sobre o gol de Adriano salvar Lupi, é uma teoria por demais complicada para eu explicar numa segunda-feira tão soft. Deixo isso para imaginação de vocês.

Gols do Corinthians e Atlético MG:

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário