Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Secom abre caixa preta da publicidade institucional

Por Miguel do Rosário

13 de setembro de 2012 : 03h20

Nesta quarta-feira (12), eu li a seguinte notinha na coluna do Ilimar Franco, página 2 do Globo:

Eu venho fuçando o site da Secom há um tempo e não havia encontrado os valores por veículos. Fiz até um pedido, usando a lei da informação, o qual foi devidamente respondido, com dados e indicações, mas informando que ainda não abriam o gasto por veículo. Como o governo só faz publicidade através das agências licitadas, só aparecia o volume de recursos destinado às estas, e não por veículo.

Agora o governo resolveu divulgar o quanto cada veículo de mídia ganha. Eu voltei lá, pesquisei, compilei, sintetizei e preparei uma tabela, com os gastos do governo com publicidade institucional desde o início da atual gestão até o primeiro semestre de 2012.

Não foi surpresa, claro, constatar que os grandes grupos de mídia ganham enormes volumes de dinheiro. Pena que a Secom só informa a partir de 2011. Analisando as informações, constata-se que, de fato, o governo ampliou barbaramente o número de veículos que recebem publicidade institucional: eram meia dúzia, agora são mais de oito mil.

Mesmo assim, eles (os grandes) não tem do que reclamar, sobretudo as organizações Globo. Esta semana, o blogueiro e colunista Noblat fez seu enésimo ataque à blogosfera, insinuando que blogs recebem dinheiro para defender o governo. O Merval volta e meia fala a mesma coisa: já chegou a mencionar teorias conspiratórias sobre “rede de blogs” montada pelo PT ou governo para atacar a mídia.

São uns delirantes e uns caras de pau. Recebem milhões do governo e vem atacar blogueiros que não ganham um tostão, ou se ganham, como é o caso de dois ou três mais famosos, são valores pequeninos, modestos, irrisórios se comparados aos valores destinados aos veículos tradicionais. Na minha opinião, o governo tinha obrigação democrática de investir mais na blogosfera, fazendo publicidade institucional em centenas de blogs, que é pra fazer os mervais surtarem de vez.

Um dia desses eu gostaria de saber quanto dinheiro, exatamente, a Globo ganhou de governos desde que a empresa foi fundada, aí incluindo todos os financiamentos de bancos públicos. Em valores atualizados. Seria uma informação bem interessante. É muito fácil posar de independente depois de ganhar uns R$ 10 bilhões do Estado.

Enquanto a Globo recebeu, por exemplo, R$ 68 milhões do governo Dilma, de 2011 até junho deste ano, via publicidade institucional, o blog do Nassif recebeu R$ 22 mil. A Agência Carta Maior, que emprega uma equipe numerosa de colunistas e alguns repórteres, recebeu R$ 39 mil.

O grupo Abril recebeu R$ 2 milhões.  Eu fiz uma lista completa, está tudo num link ao final do post.

Os barões da mídia recebem ainda muita publicidade institucional de governos estaduais e prefeituras, não contabilizada pela Secom.  Esperemos que todas as esferas de poder respeitem a lei da informação e publiquem o quanto gastam e onde gastam a verba de publicidade institucional.

 

 

Link direto da Secom para acessar informações sobre publicidade institucional.

Tabela completa com gastos por veículo, jan/2011 a jun/2012.

A relação completa das agências que prestam serviços aos órgãos de governo está aqui, com os valores dos contratos de cada uma.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

27 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Roberto

16 de setembro de 2012 às 22h23

Enquanto os “blogueiros sujos” não chamarem os profissionais de mídia para seus encontros e mostrarem suas audiências e, também mostrarem que o milhão de audiência do PIG vale 650 mil espectadores vai continuar assim. Vejam as audiências dos blogues Conversa Afiada, do Nassif, do Miro, do Azenha. Apurem as audiências que vocês têm, montem o mídia kit, e chamem os profissionais de mída para a conversa. Mostrem a eles a consistência de suas audiências. Façam um debate sobre a audiência de blogues independentes com os profissionais de mídia. Sei que será difícil, as agências de publicidade têm os antolhos das bonificações e só conseguem enxergar os planos de comercialização da grande mídia: aquelas pastinhas contando um monte de mentiras sobre a suposta audiência por domicílio e classe que conseguirão com sua programação. Esses antolhos, convenientes, acabam entregando gato por lebre para seus clientes. Na internet, isso não acontece, cada clique em um banner do anunciante pode ser contado automaticamente, sem as interpretações ou simulações de pesquisa. Acho que pode ser um caminho. Difícil? Sim, mas alguém pode dizer que está ou foi fácil até o momento.
O que acontece com as agências que trabalham para o governo também é um pouco disso. Mas não esqueçamos que as TVs têm uma penetração nacional e ainda é a melhor forma de falar com todo o Brasil. Então é necessário colocar dinheiro em TVs para se comunicar com o Brasil. Qualquer governo precisa se comunicar. A questão não é o que colocam nas TVs o que é duvidoso é o que colocam na mídia impressa que tem seu espectro de sua audiência limitado das bancas das grandes cidades aos consultórios. Aí é que a situação pega. Porque anunciar somente neles se um blogue bem trabalhado pode dar o mesmo retorno de audiência?
Desculpem-me o longo comentário, mas os “blogues sujos” geralmente são feitos por bons jornalistas, mas que não entendem nada do negócio jornalismo. Ficam nesse piu-piu-piu de filhote de passarinho no ninho e não conseguem se organizar para vender aquilo que sabem fazer. Ih! Acho que agora só aumentei a polêmica.

Responder

@tarciooliveira

16 de setembro de 2012 às 20h13

Pelo que entendi, o governo Dilma gasta uma furtuna para levar cacetadas da Globo. Ou melhor, não entendi. Alguém… http://t.co/5p683Hu6

Responder

@frc_vfco

16 de setembro de 2012 às 09h56

Secom abre caixa preta da publicidade institucional – http://t.co/BZVOoL0E

Responder

francisco niteroi

15 de setembro de 2012 às 12h36

Miguel
Acho que o debate deve inclusive abranger o “famoso” BV que, provavelmente, as agencias consideraram como dela.
Já que o STF diz que é dinheiro publico, temos que “correr” atras pra devolução, concorda?. Ou a tese só vale pro julgamento de um mensalão?

Responder

    Miguel do Rosário

    15 de setembro de 2012 às 14h23

    bem lembrado.

    Responder

      francisco niteroi

      15 de setembro de 2012 às 15h31

      Eu acho que a “midiazona” nao percebeu ainda o alcance da decisao do STF. A midia quis atropelar tudo e vai ser a grande atropelada.
      Em relacao ao BV, qq gestor da area no governo fedeal, estaduais, municipais e estatais estarao cometendo crime se nao cobrar a devolucao. E os ministros do TCU tambem ja que o dono final do jogo ( o STF), ja disse que é dinheiro publico e a nenhum gestor é dado o direito de ignorar isso, sob pena de ser panalizado criminalmente.
      Aliás, a sociedade civil tb pode entrar com acao popular exigindo devoluçoes. E os partidos tb. Será que o PSOL ainda nao oercebeu isso ou a indignacao é seletiva?

      Responder

Julio Cezar Cruzeta (@jcruzeta)

13 de setembro de 2012 às 22h35

GLOBO SONEGADORA embolsou R$ 68 milhões do Governo Federal. Secom abre caixa preta da publicidade institucional – http://t.co/Tvj4wNxc

Responder

Fabio

13 de setembro de 2012 às 21h29

Miguel parabens, vc fez reportagem e jornalismo de primeira, agora porque o governo não divulga estes dados na midia que ele abastece, estranho é atacado difamado e não responde, talvez tenham outros interesses atras de tudo isto.

Responder

@pausadramatica

13 de setembro de 2012 às 19h13

Secom abre caixa preta da publicidade institucional – http://t.co/Q3guRNVg

Responder

@magnamoreira_

13 de setembro de 2012 às 14h16

E a Globo, olha só —> @migueldorosario: –> Secom abre caixa preta da publicidade institucional http://t.co/hnwbn0Jl

Responder

migueldorosario (@migueldorosario)

13 de setembro de 2012 às 14h11

–> Secom abre caixa preta da publicidade institucional http://t.co/C7RXifG6

Responder

Murilo Costa

13 de setembro de 2012 às 13h41

Caro Miguel,

Parabéns pelo levantamento trabalhoso e de grande utilidade pública.

Escrevo-lhe por uma questão lateral: do mesmo jeito que os grandes grupos de comunicação evitar abortar o tema da democratização da informação, rompidos pelos alcunhados “blogues sujos”, essa mesma grande mídia foge do tema democratização do conhecimento, que propõe uma nova abordagem para os direitos autorais e de propriedade intelectual, sendo grandes referências os padrões abertos e os software livres.

Pois bem, você publicou a planilha num formato que, apesar de bastante usado, é um formato proprietário e fechado, de uma grande corporação mundial da área de tecnologia da informação.

Quero sugerir que, para os seus próximos trabalhos, adote o padrão ODF (Open Document Format), padrão livre e aberto, reconhecido pela ISO e pela ABNT. A suíte de escritório (também livre) LibreOffice opera com tal formato, com bons resultados.

Tal mudança representará o resgate da coerência visto que os dois temas, democratização da informação e democratização do conhecimento, estão do mesmo lado da moeda.

Abraços.

Responder

    Miguel do Rosário

    13 de setembro de 2012 às 14h04

    Prezado Murilo, eu usei o Open Office. Eu gravo em xls justamente porque assim eu democratizo mais a informação, porque pode ser aberto tanto em Open Office quanto em Excel. Se eu gravar em odg, quem tem excel não consegue abrir. Além disso, eu uso um sistema bem fácil que eu conheço, que é compartilhar pelo Google, e arquivos xls se integram mais facilmente.

    Mas eu uso Open Office e os arquivos que eu disponibilizo podem ser abertos em Open Office, um software livre e gratuito.

    Responder

    Miguel do Rosário

    13 de setembro de 2012 às 14h49

    Acrescentei outro link para baixar:

    https://www.ocafezinho.com/wp-content/uploads/2012/09/publicidade_secom_index_oCAFEZINHO.xls

    Responder

    imoveis rio de janeiro

    20 de setembro de 2012 às 12h14

    Concordo com você.

    Responder

@LopoDinis

13 de setembro de 2012 às 13h04

Secom abre caixa preta da publicidade institucional – http://t.co/uZAW5tJN

Responder

@rei_lux

13 de setembro de 2012 às 13h03

@LopoDinis Veja os links para a tabela completa: http://t.co/P3q5umcA

Responder

@rei_lux

13 de setembro de 2012 às 13h00

A caixa preta dos blogueiros sujos: http://t.co/P3q5umcA Só a Globo leva 67.806.826,00 (com três agências). Uma delas é a PROPEG.

Responder

P.P. Buxbaum (@ppbuxbaum)

13 de setembro de 2012 às 12h01

Secom abre caixa preta da publicidade institucional – http://t.co/Gq8NYyr3

Responder

Leonardo M. G.

13 de setembro de 2012 às 10h49

E a Carta Capital “se vendeu” ao governo por míseros R$ 100.000,00… (ironia, não me batam)

Outra coisa: os valores das estatais e empresas de economia mista também estão contabilizados aí?

Responder

Elson ( o original )

13 de setembro de 2012 às 09h52

Esses colunistas da grande mídia são mesmo uns hipócritas.

Responder

@peixedragao

13 de setembro de 2012 às 08h06

Secom abre caixa preta da publicidade institucional – http://t.co/RIbwM4Ug

Responder

@serramente

13 de setembro de 2012 às 04h13

Secom abre caixa preta da publicidade institucional – http://t.co/ZVOtgcjZ

Responder

migueldorosario (@migueldorosario)

13 de setembro de 2012 às 03h20

Secom abre caixa preta da publicidade institucional http://t.co/C7RXifG6

Responder

Deixe um comentário