Ato público pela valorização do serviço público

Erros do STF se voltarão politicamente contra a direita

Por Miguel do Rosário

15 de novembro de 2013 : 17h58

Vendo as primeiras reações de José Dirceu e José Genoíno, a repercussão que recebem, na própria grande mídia, percebe-se que já houve uma virada na opinião pública. Criou-se um núcleo forte, duro, sagaz, de pessoas dotadas de uma consciência ética, jurídica e política muito avançada.

Entre os que estudaram o processo do mensalão, acompanharam as votações dos ministros do STF, e participaram dos embates de informação, criou-se o entendimento de que houve um golpe contra a justiça. Um golpe contra o próprio supremo, que ficou sequestrado por uma lógica construída fora do âmbito das provas, uma lógica eminemente política ou ainda pior, midiática. Até o último dia do julgamento, vimos que os ministros aliados de forma mais ostensiva com os meios de comunicação e os partidos de oposição, como Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, apelaram quase que para a força física, falando muito alto em plenário, gritando mesmo, em tom sempre ameaçador, lançando todo o tipo de insinuações sobre os colegas, sobre tudo.

Eles conseguiram transformar Dirceu numa espécie de mártir pós-moderno. Em seu afã de vingança, entregaram uma poderosa ferramenta simbólica em mãos do ex-ministro.

O erro da mídia, como sempre, deriva de sua arrogância. Em outros tempos, a mídia conseguiria silenciar Dirceu. Não pode mais fazê-lo. Há um hiato crescente entre o poder de influência da grande mídia sobre setores sociais, como o próprio STF, cujos ministros são altamente vulneráveis à imagem de si que os jornais podem construir ou desconstruir, e o poder desta mesma mídia de silenciar e censurar quem pensa diferente. Antigamente, eles se aliaram à ditadura e efetivamente conseguiram amordaçar os críticos. Hoje não.

A verdade possui o tempo a seu lado. A mentira, não.

Uma das maiores mentiras, por exemplo, é falar na “demora” no julgamento do mensalão. Eram 39 réus! Desde que efetivamente o julgamento começou, ele veio à jato, com tempo curtíssimo para os réus apresentarem suas defesas. Foi um julgamento televisionado em que a acusação tinha 99% do tempo e a defesa menos de 1%. Isso nas instituições públicas. Nos meios de comunicação, a relação era ainda mais desequilibrada, com a acusação com 99,99% e a defesa com menos de 0,001%.

Mas o tempo não pára. Por quanto tempo eles vão conseguir bloquear as contradições e inépcias da Ação Penal 470? A pessoa que aprova a condenação, por uma razão e outra, apenas se apega superficialmente à convicção de que a Justiça trabalhou com normalidade. Mas se ela se aprofundar um pouco sobre o tema, e se lhe forem mostrados as inconsistências das acusações, e a maneira viciada como o processo foi construído, poderá mudar de parecer. E vai ficar aborrecida com as fontes de informação deficientes.

Os resultados das eleições de 2012 já indicavam uma tendência neste sentido. O golpe já foi assimilado para uma boa parcela do eleitorado. A relação matemática entre a quantidade de cidadãos com uma consciência “midiática” crítica e os submissos às armadilhas teóricas armadas pelos barões da imprensa, entre um e outro, já alcançou um ponto de não-retorno e de mudança qualitativa.

Os erros do STF e o mau caratismo da mídia voltar-se-ão contra a direita. Ironicamente, portanto, o julgamento do mensalão pode ser o elemento político necessário para revigorar a esquerda organizada e prepará-la para permanecer mais algumas décadas no poder.

Leia abaixo, a entrevista de Dirceu dada hoje à Monica Bergamo.

‘Nenhuma prisão vai prender minha consciência, diz Dirceu

MÔNICA BERGAMO
COLUNISTA DA FOLHA

O ex-ministro José Dirceu afirmou nesta sexta-feira (15) à Folha que a prisão não vai abatê-lo nem tirá-lo da vida política. “Eu não vou me dobrar. Eu vou continuar lutando. Nenhuma prisão vai prender a minha consciência.”

Dirceu deu a afirmação por telefone de sua casa, em Vinhedo (a 100 km de São Paulo). Ele está na cidade esperando as definições do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre como serão efetivadas as prisões dos réus do mensalão.

Com ele estão as três ex-mulheres e os quatro filhos –Zeca Dirceu, Joana, Camila e Antonia. O ex-ministro não quis dar entrevista. Mas fez um rápido desabafo.

“O que eu não posso aceitar é essa coisa medieval, de inquisição. Não basta as pessoas serem condenadas, elas têm que ser linchadas? Como é que publicam a foto da minha filha de 3 anos nos jornais? Isso é proibido em qualquer lugar do mundo, é o direito de uma menor”, disse ele, referindo-se a uma fotografia divulgada por jornais e sites em que ele aparece na praia ao lado de sua filha, Antonia, na Bahia.

“Eu faço a disputa de peito aberto, mas esse tipo de linchamento eu não aceito.” “Estão plantando o ovo da serpente. E a primeira vítima será a própria imprensa, os jornalistas. Foi assim em 1937 [ditadura do Estado Novo], em 1964 [ditadura militar]. Os que apoiaram [os golpes] foram os primeiros a sofrer depois.”

ScreenHunter_2938 Nov. 15 21.35

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

43 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

maria backes

27 de fevereiro de 2014 às 14h35

nossa esperança é que os jornalistas sejam desmascarados. e os patrões dos jornalistas, além de desmascarados, quando irão parar atrás das grades? só no dia de são nunca…

Responder

JURIDICO

18 de novembro de 2013 às 12h19

servir-se das autoridades sob sua subordinação imediata para praticar abuso do poder, ou tolerar que essas autoridades o pratiquem sem repressão sua;

DEVIDO OS CRIMES COMETIDOS POR JOAQUIM BARBOSA O PEDIDO DE IMPEACHMENT E FUNDAMENTAL… SUGIRO UM MOVIMENTO NESSE SENTIDO

Responder

Julio

18 de novembro de 2013 às 11h25

MIGUEL,

DE QUEM É O “nome guardado” QUE PODERIA INFLUIR NOS RUMOS DO MENTIRÃO?

O JANIO DE FREITAS DÁ UMA PISTA: “interrogatórios da CPI dos Correios”…

VOCÊ TEVE ACESSO?

INVESTIGA, MIGUEL!

Responder

João Martins

18 de novembro de 2013 às 09h11

A Justiça do Brasil esta sustentada no Principio “Aos Inimigos os rigores da lei e fora da Lei, aos amigos as facilidades da amizade”. Todos nós Brasileiros nos ultimos 20 anos estamos acompanhando o desenrolar de uma Democracia implantada por acordo de interesse de uma classe cuja parcela é de 1%, sendo que neste periodo foi instalado o 4° poder, a Justiça, o Legislativo e o Executivo são coniventes a este “PIG”. O Brasil ainda é escravo e esta preso aos interesses Internacional e desta Classe de Vira Latas.

Responder

Nilton Emmanuel Cabral

18 de novembro de 2013 às 00h23

Vamos citar as palavras do Big Boss entao:
“Quero dizer com toda franqueza: eu me sinto traído por práticas inaceitáveis, das quais nunca tive conhecimento. Estou indignado com as revelações que aparecem a cada dia e que chocam o País. Sei que vocês estão indignados e eu, certamente, estou tão ou mais indignado que qualquer brasileiro.”

Responder

Nilton Emmanuel Cabral

18 de novembro de 2013 às 00h21

Nao podemos esquecer das palavras do Poderoso Chefão:
“Quero dizer com toda franqueza: eu me sinto traído por práticas inaceitáveis, das quais nunca tive conhecimento. Estou indignado com as revelações que aparecem a cada dia e que chocam o País. Sei que vocês estão indignados e eu, certamente, estou tão ou mais indignado que qualquer brasileiro.”

Responder

Sergio Messias Dos Santos

17 de novembro de 2013 às 16h23

Jose Mesias (com um único S), apresente uma única prova do que esta falando que Lula roubou, um único indicio. FHC tem um apartamento de EURO 11 milhões na França (estou falando apenas de um imóvel) que ganhando um salario de Presidente da Republica precisaria mais de 111 anos para adquirir. Agora aponte um único imóvel de Lula e podemos começar o debate.

Responder

Eduardo Martinez

17 de novembro de 2013 às 13h08

Tijolaço “em manutenção”…

Brasil247 fora do ar…

Qué pasa!

Responder

Jorge Page

17 de novembro de 2013 às 12h50

Fico muito feliz quando ouço que em alguma parte do país morreu alguém por falta de atendimento medico no serviço público, pois são esses desgraçados que são eleitores de JOSE DIRCEU, JOSÉ GENUINO, mas os próprios não entendem que são eles ladrões contumas do dinheiro público, cadeia é pouco tinha que ir para o paredão.

Responder

    Miguel do Rosário

    17 de novembro de 2013 às 23h52

    Vou aprovar esse comentário, para vocês terem uma ideia do nível de psicopatia mental, do nível de maldade e covardia, que a mídia despertou.

    Responder

      Jose Malaquias

      18 de novembro de 2013 às 10h17

      Na boa Miguel…

      Não bloqueie nenhum comentário.

      É necessário que as pessoas conheçam o nível de deturpação mental que atinge o brasileiro que assiste a Globo e lê a Veja.

      Responder

Luiz M Barros

17 de novembro de 2013 às 12h45

Miguel estou de acordo com o seu vaticínio. Estávamos apreensivos com as eleições municipais de SP e Haddad ganhou!!!!
Com a eleição de Dilma em 2014 com os projetos de diminuição de renda das familias já mais consolidados pode ser que a regulação da midia concedida venha a ser implementada e quanto a empresarial – sim empresas de imprensa em busca do lucro, pelo menos o direito de resposta como o projeto do senador Requião.
A Argentina conseguiu acabar com o monopolio – a formação de carteis – o posse de canais diversos com um mesmo grupo –

Responder

Relme M V Dos Santos

17 de novembro de 2013 às 14h37

Erros não, trama, script…

Responder

Denil Tucci

17 de novembro de 2013 às 13h02

Erros, sim, mas praticados deliberadamente, com conhecimento e consciência de que se estava fazendo algo errado e à revelia das provas.

Responder

Fernando Castilho

17 de novembro de 2013 às 13h00

Para com isso. Lula não roubou.

Responder

Luiz Gomes

17 de novembro de 2013 às 06h26

Bom, só quero dizer que sou de esquerda, tenho orgulho de ser de esquerda, e continuo sendo PT,JOSÉ DIRCEU E JOSÉ GENOINO força, tenho medo do que seria capaz certas figuras do STF assumindo o poder, devemos estar atentos sempre.

Responder

Jose Mesias

17 de novembro de 2013 às 01h19

Fica aquele recalque, né? “O Lulla roubou, mas o FHC roubou muito mais…. ” É como se uma coisa justificasse a outra. Daqui a pouco vão dizer “O FHC roubou para as elites, mas o Lulla roubou para os carentes!” Quer saber o que é mais vergonhoso??? Mais vergonhoso é optar por não enxergar os fatos.

Responder

Helton Braga

17 de novembro de 2013 às 00h10

Os movimentos de Joaquim Barbosa para ordenar prisões imediatas
No seu voto, Joaquim Barbosa defendeu a prisão imediata de todos os condenados, inclusive daqueles que têm direito aos embargos infringentes.

6

A A+ Najla Passos
Arquivo

Brasília – Contrariando todas as expectativas, o Supremo Tribunal Federal (STF) não colocou em pauta, na sessão desta quinta (14), a discussão sobre os novos encaminhamentos da ação penal 470, o chamado “mensalão”, como havia informado que o faria, na sessão de quarta-feira (13), o presidente da corte e relator do processo, Joaquim Barbosa. A suspeita é que ele elabore sozinho, sem ouvir seus pares, a lista dos condenados que passarão a ter seus mandatos de prisão executados imediatamente. Corrobora para isso o fato do STF já ter publicado, na noite desta quinta (14), o resultado da última sessão.

Mesmo ciente que a legislação brasileira impede que prisões sejam realizadas durante a noite, os finais de semana e os feriados, parte da mídia continua em franca campanha para que coincidam com as comemorações da proclamação da República, nesta sexta (15). A Folha de S. Paulo informa, em manchete, que as prisões devem ficar para segunda (18). O Estadão dá o fato como certo. Já O Globo insiste que as prisões podem ocorrer a qualquer momento. E a Globonews vem anunciando que o esperado desenlace do julgamento seja realizado a partir desta sexta.

A sessão de julgamentos do STF de quinta se restringiu a análise de dois processos que tratam de outros temas, ambos de relatoria do ministro Luiz Fux, o melhor amigo do presidente da corte. Barbosa, se declarando impedido de participar do julgamento, se ausentou do plenário. Não houve nenhuma explicação sobre sua mudança de planos. Sequer um comunicado aos ministros que, na semana passada, foram oficiados de que as sessões de quarta e quinta seriam dedicadas à ação penal 470.

Os envolvidos na ação não ousam suspeitar que a decisão isolada de Barbosa possa servir de manobra para efetivar a prisão de réus que não deveriam estar neste primeiro rol de presos. Entretanto, são fortes as suspeitas de que a estratégia tenha o intuito de acelerar o desfecho do caso a qualquer custo, tecla em que ele vem batendo desde o início do julgamento. Além, é claro, de fazer um agrado à mídia, que terá a tão sonhada manchete para exibir no feriado da pátria.

No seu voto, Joaquim Barbosa defendeu a prisão imediata de todos os condenados, inclusive daqueles que têm direito aos embargos infringentes, recurso acessado pelos condenados com pelo menos votos divergentes. Entretanto, a maioria apoiou a tese do ministro Teori Zavascki, que recusou a autorizar a prisão dos réus que ainda podem ter suas penas revistas no futuro julgamento, que só deve ocorrer em 2014.

A divergência aberta por Teori provocou tanto tumulto e discussões que a sessão terminou sem que Barbosa tivesse proclamado o resultado da decisão do tribunal colegiado sobre a execução das prisões. Parte dos ministros acredita, portanto, que Barbosa só pode divulgar a lista após fazê-lo oficialmente em plenário, o que só seria possível na sessão da próxima quarta (20). Outros já defendem que, como presidente do tribunal e relator da ação, ele tem poderes para fazê-lo monocraticamente.

Responder

Helton Braga

17 de novembro de 2013 às 00h08

Cade o mandado de prisão do Roberto Jéferson, por ai se tira que se trata de grande maracutaia da direita golpista.

Responder

Alberto Sojo

16 de novembro de 2013 às 17h44

puniram ´so os que pagaram o mensalão; e os que receberam o mensalão não vao punir?

Responder

Tiao Macalé

16 de novembro de 2013 às 15h09

.
Só me entrego quando a Globo mostrar o DARF – Pizzolato

Responder

James

16 de novembro de 2013 às 13h12

Presos políticos, sim. O julgamento foi político. Uma das razões pelas quais os EUA mantêm o bloqueio a Cuba é a existência, na Ilha, de presos políticos. Hipocritamente, governantes dos EUA dizem que enquanto houver presos políticos em Cuba o bloqueio econômico se manterá. Nos tempos de Fulgêncio Batista, não havia bloqueio e tio sam apoiava abertamente o regime corrupto de Batista. No Brasil, temos alguns preso políticos. Vamos ter que aturar um bloqueio econômico dos Estados Unidos? É verdade que durante a ditadura militar, instaurada com o golpe de primeiro de abril de 1964, havia presos políticos na pátria(!) brasileira, mas como o golpe foi iniciativa da CIA, Vernon Walters, JFK e LBJ, Bradesco, Globo, Boilesen e Kruel todos faziam de conta que não havia presos políticos. É esperar para ver.

Responder

Peixoto-Pres.Prudente/SP

16 de novembro de 2013 às 10h20

Não existe coisa mais idiota e imbecil do que chamar esse Caixa Dois, o que realmente foi o tal “Mensalão”, de ” Maior Crime de Corrupção na História do Brasil”…kkkkkkk, o que foi então a compra de votos para a reeleição do FHC, em 1998, pelo “precinho” de 200 Mil Reais ( isso na época) por Deputado???
O que foi a Privataria Tucana, com prejuízos de mais de 100 BILHÕES???
O que foi o Trensalão Tucano em SP, que passa de 1 BILHÃO?????
O que está “sendo” esse escândalo do Serra/Kassab na Prefeitura de SP, no período de 2006/2012, de mais de 500 MILHÕES ( por enquanto), que a imprensa vil e tucanalha está querendo por na conta do cara que está desbaratando essa quadrilha, que é o Prefeito Haddad????
E ainda falta apurar o rombo no IPTU de SP, efetuado também, no período 2006/2012 pela turma do Serra/Kassab…

Responder

edison pereira dorneles

16 de novembro de 2013 às 10h16

Qual o “berreiro”, os ministros do STF são cargo de confiança do “PT”? Os advogado defensores tiveram longos oito anos para defenderem seus constituintes, réus do “mensalão”. O brasileiro tem essa característica, a qual nos coloca na contra-mão da história. Nós defendemos o bandido e condenados o mocinho. No Rio de Janeiro foi assim com o “Ronald Biggs”, um dos dez assaltantes do trem pagador na Inglaterra. Aqui em Santiago (RS),o túmulo do “russo” um latrocida de um fazendeiro, caçado e morto por mais de duzentas pessoas (crime que chocou a região), hoje é reverenciado como santo, autor de milagres. Daí o general Charles Degaule ter razão: “O Brasil não é um país sério.” Quem tiver pena dos “mensaleiros”, tem duas formas de se solidarizar, ajudando a levantar dinheiro para indenizar o prejuízo que deram aos cofres públicos e, se oferecerem para cumprir as penalidades, no lugar deles.

Responder

    Miguel do Rosário

    17 de novembro de 2013 às 01h43

    Não tiveram “8 anos”. Quando o julgamento começou, tiveram poucas horas. Documentos foram liberados em cima da hora. E durante todo esse tempo, foram acusados opressivamente por uma mídia histérica e golpista. Que prejuízo aos cofres públicos? Os recursos do Visanet foram usados em campanhas de mídia e ao menos R$ 5,5 milhões acabaram nos cofres da Globo. Analise os autos e os documentos.

    Responder

Diego Rafael

16 de novembro de 2013 às 03h54

Barbara Ferreiro, que tal citar uma única prova contra Dirceu ou Genoino, que não seja a palavra do corréu Roberto Jefferson?

Responder

Diego Rafael

16 de novembro de 2013 às 03h45

A militância do PT dormiu nas últimas eleições por falta de uma causa, um inimigo a combater. Agora teremos um governo a defender e um INIMIGO a combater. Com sangue no olho.

Responder

Barbara Ferreiro

16 de novembro de 2013 às 02h00

PETISTAS , são presos de ARAQUE ,sem nenhuma PROVA , já o JB , e o GM , que são bandidos , ladrões e VÂNDALOS , com MILHARES de PROVAS , não estão na CADEIA porque MP , É O MP , QUER DIZER Milhares de Patifes . só PODIA SER CRIAÇÃO TUCANA , para empregar PATIFES TUCANALHAS , e JB quer DIZER , JABA pra BANDIDOS , TUCANOS CLARO .

Responder

Veronica M Almeida

16 de novembro de 2013 às 01h53

É uma questão de tempo para a massa enxergar o golpe…

Responder

anac

15 de novembro de 2013 às 22h28

Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, apelaram quase que para a força física, falando muito alto em plenário, gritando mesmo, em tom sempre ameaçador, lançando todo o tipo de insinuações sobre os colegas, sobre tudo.
Quem esta com a razão não grita JAMAIS muito menos perde as estribeiras como os dois indigitados fizeram inúmeras vezes no julgamento de exceção.
Há uma a passagem da Bíblia muito conhecida envolvendo uma adultera ameaçada de apedrejamento após condenação sumaria proferida por seus Juízes, algozes, da estirpe de um joaquim/gilmar que esbravejavam aos gritos contra ela e exigiam urgência urgentíssima o cumprimento da pena proferida.
O que Jesus fez? Em silencio fez uns rabiscos no chão com os pecados de cada um dos carrascos e disse sem gritar: quem não cometeu algum pecado atire a primeira pedra. Logo após os acusadores puseram a pedra no chão.

Responder

    leandro m vieira

    16 de novembro de 2013 às 16h54

    Então os petistas estão sempre errados, pois, como MUITO BEM disse o Lobão:” Discutir política com petista é igual a jogar xadrez com pombos. Eles vão fazer estardalhaço sem saber o que esta fazendo, cagar tudo, estufar o peito e sair fazendo pose”.

    Responder

Marcos

15 de novembro de 2013 às 21h12

O pig consegue dar mais um golpe contra o Brasil.

Responder

Maria Celeste Cirqueira Córdova

15 de novembro de 2013 às 22h25

Metrô-Alstom-Siemens-Serra-MauroRicardo-Covas-Alckmin-Serra-MáfiadosFiscais-PrefeituraSP.Serra.
Continuando… Serra-MauroRicardo-Aécio-COPASA….
Precisa apresentar toda a cronologia e cadeia de nomes das máfias de tucanos que agem nos estados da federação?

Responder

Ednir Camargo Rocha

15 de novembro de 2013 às 22h22

Que venha o julgamento da PRIVATARIA TUCANA, isso se a nossa justiça não fechar os olhos e só fazer justiça para PPPP……..Preto, Pobre, Prostituta e Petista. Ainda vou ver essa mídia podre e seus manipulados ardendo em chamas.

Responder

Gilmar Ferreira

15 de novembro de 2013 às 22h11

A justiça está começando bem devagarinho a ser feita, mas ela vai chegar lá no alto breve.

Responder

Clovis Neri

15 de novembro de 2013 às 21h54

Eu acho muita arrogância falar em erros do STF – muitos tem opiniões divergentes – e próprias – no entanto – o faz de conta deve ser punido sim – ou …????

Responder

Nilsinho Souza

15 de novembro de 2013 às 21h37

O unico erro do STF foi não incluir Lula na Ação Penal e prendê-lo juntamento com a corja toda! Cadeia pra esses vagabundos é pouco. O Brasil tá feliz hj com os petralhas presos! hahahaha

Responder

Musicos Cbmmg

15 de novembro de 2013 às 21h32

Não aceito de forma nenhuma esta tese de que ministro é refém da mídia, se é refém da mídia nãó é ministro é merda mesmo.

Responder

amarildo de jesus valle

15 de novembro de 2013 às 19h29

JOSÉ DIRCEU E JOSÉ GENOINO JÁ É MEU HEROI

Responder

Izabel Lisboa

15 de novembro de 2013 às 20h41

Você esqueceu de mencionar dentre “as coisas que devem ser feitas daqui para frente” é que não se deve fazer política com o mesmo estilo da direita, senão tanto faz, direita ou esquerda!!!

Responder

Mariana Silveira

15 de novembro de 2013 às 20h31

Miguel, tem uma militância aí que está com raiva e falando em vingança. Não se faz política com o fígado, isto é se igualar à direita. A melhor maneira de se fazer política, é trabalhar para que a direita não volte tão cedo ao poder, isto que a esquerda deve fazer penso, e, também, acelerar os programas que tiveram de sentar em cima para que governasse. O que deve ser feito é ser solidário com Genoíno e Dirceu e todos os outros que estão indo para a cadeia no Golpe de 2013. O que precisa é trabalhar para continuar transformando o país. Ser mais cuidadoso com quem se indicar para o STF. E tem mais, a mídia vai trabalhar em cima disto com uma série de denúncias na tentativa de imprimir no PT, que é corrupto, até 2014, há uma série de denúncias vazias para ser trabalhada. É a tentativa de imprimir o ódio, bem como de que o PT é corrupto. A prisão não é o fim, o que vem por aí em denúncias vazias de corrupção é para desestabilizar o governo Dilma. E também o trabalho de dizer que a economia está péssima. É preciso moderação neste momento e olhar além para que não se faça, militância, política com o fígado. Precisa-se em momentos como este manter-se sereno e ter capacidade de olhar além. É preciso mais união e serenidade do que nunca.

Responder

Julia Camargo

15 de novembro de 2013 às 20h02

Força Genoíno! 2

Responder

Thyago Humberto

15 de novembro de 2013 às 20h00

Tenho vergonha deste país com essas pessoas asquerosas que não respeitam o ser humano, não sei se vou me arrepender destas linhas. Força Genoino!

Responder

Deixe uma resposta