Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Genoíno se declara um preso político

Por Miguel do Rosário

15 de novembro de 2013 : 18h13

Lendo esta nota de Genoíno e assistindo ao vídeo que está em seu blog, não posso deixar de pensar numa coisa. Que um campo político inteiro se aferre a sentimentos pequenos de vendeta que não prejudicam um partido. Prejudicam seres humanos. O sadismo da mídia e seus acólitos contra José Genoíno não machucam significativamente o PT, que vem crescendo e pode ganhar agora São Paulo e Minas Gerais. Machucam pessoas.

É triste ver, sobretudo, pessoas que festejam a desgraça dos outros. Ironicamente, é a mesma classe de pessoas cujo único motivo de júbilo é anunciar dados negativos sobre a economia brasileira. Sempre que há qualquer boa notícia, escondem e distorcem. Mas quando o governo deles aumentou os juros em 45%, aí disseram que estávamos “no caminho certo”.

Ou seja, apenas se rejubilam diante da miséria humana, coletiva ou individual. Essa falta de humanismo acaba lhes gerando derrotas eleitorais, que eles tentam compensar com mais e mais domínio dos meios de comunicação, com os quais podem promover linchamentos que, bem trabalhados politicamente, podem resultar em ações públicas reais.

São golpes em versão moderna. O golpe de 64 foi assim também. Cooptaram agentes públicos e políticos: militares, governadores, juízes e deputados ligados à oposição, uniram-se sob a batuta da mídia e dos EUA, e derrubaram um presidente eleito e (agora sabemos) amado por seu povo.

Agora prendem um homem público dotado de grande integridade moral, um dos nossos maiores heróis da luta antiditadura e, após lhe castigarem com sete anos de tortura midiática (que Genoíno reputa ainda pior que a tortura física de que foi vítima), mandam-lhe para a prisão.

Isso é obviamente um absurdo, uma injustiça, e reitero o argumento que desenvolvi em outro post. Isso se voltará contra eles, contra a direita e a mídia.

NOTA PÚBLICA

Aonde for e quando for defenderei minha trajetória de luta permanente por um Brasil mais justo, democrático e soberano.

Com indignação, cumpro as decisões do STF e reitero que sou inocente, não tendo praticado nenhum crime. Fui condenado porque estava exercendo a presidência do PT. Do que me acusam, não existem provas. O empréstimo que avalizei foi registrado e quitado.

Fui condenado previamente numa operação midiática inédita na história do Brasil. E me julgaram num processo marcado por injustiças e desrespeito às regras do Estado democrático de direito.

Por tudo isso, considero-me preso político.

Aonde for e quando for defenderei minha trajetória de luta permanente por um Brasil mais justo, democrático e soberano.

José Genoino
Deputado Federal pelo PT.

1472929_316116148530882_1657191476_n_opt

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

cialis

19 de novembro de 2013 às 19h08

Viva Genoino o heroi Petista.

Responder

Bob Cuspe

17 de novembro de 2013 às 22h37

É incrível como o FACEBOOK abriga um horda de imbecis e idiotas…
Não são todos, mas fazem maioria…

Responder

Bob Cuspe

17 de novembro de 2013 às 22h34

Estamos vivendo uma DITADURA JURÍDICO MIDIÁTICA.
Joaquim Barbosa é o DITADOR MARIONETE manipulado pelos donos da mídia e do capital.
Enquanto isso, os mais imbecilizados aplaudem e pedem mais sangue…

Responder

Jose Mesias

17 de novembro de 2013 às 01h19

LADRÃO!

Responder

    Miguel do Rosário

    17 de novembro de 2013 às 01h44

    Imbecil.

    Responder

Sergio Giacomo

16 de novembro de 2013 às 17h42

Mais um farsante querendo se passar por vitima! O PT é um partido que ou está sempre se fazendo de vitima, ou fazendo vitimas!!!!…..Morra na prisão!

Responder

    Miguel do Rosário

    17 de novembro de 2013 às 01h46

    Genoíno é um homem inocente. E você, um linchador medíocre e protofascista açulado pela mídia.

    Responder

Luciano Girão

16 de novembro de 2013 às 16h17

O primeiro preso político do pós-democracia. Viva Genoíno!

Responder

Marcos Paulo

16 de novembro de 2013 às 12h26

Poderia fazer uma camiseta com essa imagem do Genoíno, eu seria o primeiro a comprar.

Responder

Marina

16 de novembro de 2013 às 11h23

Gambare! Genoíno você não estará só nessa prisão política. Vou ser incansável na divulgação desse tribunal de exceção que ceifou as garantias constitucionais. Não vai ser um espancador de mulheres que irá manchar sua história. Tampouco essa mídia que compactuou com os crimes da ditadura .

Responder

Wagner Pinheiro

16 de novembro de 2013 às 05h04

Cadeia nele!

Responder

Maria Therezinha Bastos Fini

16 de novembro de 2013 às 03h21

Sueli Fernandes de Lima Keiji Kanashiro

Responder

Manoel Gomes

15 de novembro de 2013 às 22h42

Força Genoíno!

Responder

Paulo Sergio Osti

15 de novembro de 2013 às 21h15

Não existem advogados fortes quando corporações com grandes interesses, como a grande mídia, promovem campanhas maciças contra um personagem, no caso Zé Dirceu, o “estrategista que finalmente conseguiu eleger Lula presidente”. Meu amigo, não morro de amores por José Dirceu, acho que ele cometeu grandes erros (e acertos), fruto de sua arrogância a estilo trator, mas não é o facínora nem o maior corrupto de todos os tempos que a grande mídia quer fazer crer. E mais, que alguém prove que ficou rico através da política, e olhe quer já tentaram de todo o jeito. Pelo contrário, levou tiro, foi preso, foi torturado lutando contra a ditadura sanguinária que se instalou no Brasil de 1964 em diante, justamente por aqueles ou descendentes daqueles que hoje posam de moralistas e incorruptíveis e querem condená-lo por um crime que não cometeu, ou seja, compra de votos nos Congresso com dinheiro público. Não houve compra de votos, até porque, Wanderley, por que comprar votos de parlamentares do PT para aprovarem projetos de interesse do governo do próprio PT? Faz sentido, isso? Por que comprar votos de parlamentares de outros partidos, incluindo o PSDB, para aprovar projetos, como o da reforma da Previdência, se a bancada do próprio PSDB já havia fechado questão a favor disso? O que houve foram empréstimos bancários legais feitos pelo PT, utilizando-se da agência de Marcos Valério, para saldar dívidas da campanha de 2002. Se você tiver paciência de ver o vídeo que eu sugeri, vai constatar que um dos maiores destinatário do dinheiro desses empréstimos foi o o PL, partido do candidato a vice, José de Alencar. E não era dinheiro público, meu amigo, era dinheiro de empréstimo bancário. Ocorre que o tal de Roberto Jefferson, do PTB, ficou com raiva porque o Dirceu jogou areia no esquema de corrupção que ele estava operando nos Correios, daí resolveu, com o perdão da palavra, jogar merda no ventilador, inventando aquela história de mensalão.Quanto ao ódio insano da Globo a Dirceu, deve-se ao fato de que ele estava, lentamente, acabando com uma série de privilégios que a família Marinho gozava, inclusive em termos de sonegação fiscal, durante o governo anterior de FHC. E de nada adianta ter ótimos advogados (nem o advogado do diabo dava jeito) quando toda a grande mídia em conjunto (Globo, Folha de São Paulo, o Globo, Estado de São Paulo, Veja e Época) condenam previamente alguém acusado sem ser julgado (você não lembra do caso da Escola de Base, quando os donos foram previamente “condenados” por pedofilia e tiveram suas vidas arruinadas, mesmo depois de inocentados pela justiça?). Além disso, essa mesma mídia transforma juízes do Supremo em super stars de novela, como paladinos da Justiça que podem dizer o que bem entendem, incluindo o desrespeito à norma básica da Constituição que reza que eu ou você somos inocentes até prova em contrário. Não, por essa nova “lei” , eu e você somo culpados até prova em contrário e cabe a nós, acusados, produzir as provas de nossa inocência, legal, né? Este é o estado de direito que queremos para nós, nossos filhos, nossos netos? Na verdade, a grande mídia escondeu o crime real, qual seja, o crime de caixa 2, para criar um enredo fantasioso do “maior caso de corrupção que o Brasil já assistiu” Agora, se você só se informar por essa grande mídia, não procurando fontes alternativas hoje fartas na internet, vai achar que as “verdades” proferidas pelos órgãos citados são verdades sagradas, como as da Bíblia, o Alcorão, o Torá, o Livro Tibetano dos Mortos ou qualquer outro texto sagrado dependendo do credo que cada um professa. Você já deve ter ouvido falar do jurista e advogado tributarista Ives Granda. Pois bem, ele é um conservador de carteirinha e sempre foi um dos maiores críticos do PT. Aqui está o que ele diz da condenação de Dirceu, um dos seus desafetos históricos: “O ex-ministro José Dirceu foi condenado sem provas. A teoria do domínio do fato foi adotada de forma inédita pelo STF (Supremo Tribunal Federal) para condená-lo.Sua adoção traz uma insegurança jurídica “monumental”: a partir de agora, mesmo um inocente pode ser condenado com base apenas em presunções e indícios.” Se você quiser mais detalhes sobre o posicionamento dessa figura, obviamente um “petista de carteirinha histórico”, aqui vai o link http://www1.folha.uol.com.br/

Dirceu foi condenado sem provas, diz Ives Gandra
www1.folha.uol.com.br
O ex-ministro José Dirceu foi condenado sem provas. A teoria do domínio do fato …Ver mais

Responder

Andrea Souza

15 de novembro de 2013 às 20h16

Isso também é culpa do PT que permitiu o linchamento moral de Genoíno e Dirceu pela grande mídia. Já deviam ter feito a lei de Meios no fim do governo Lula… espero que a Dilma crie coragem. #Acorda_Dilma.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?