Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Bispos católicos divulgam duro manifesto contra golpe

Por Miguel do Rosário

31 de outubro de 2015 : 18h36

Bispos denunciam que “propaganda derrotista” gera “pessimismo contaminador”

outubro 30, 2015 15:11

“É inadmissível alimentar a crise econômica com uma crise política irresponsável e inconsequente”, diz a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em nota

Por Adital (via Revista Forum).

Os bispos do Brasil apontam dificuldades e oportunidades na atual conjuntura social e política.A Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou esta semana uma nota sobre “A realidade sociopolítica brasileira: dificuldades de oportunidades”. O texto foi aprovado pelo Conselho Permanente da instituição, que esteve reunido em Brasília, de 27 a 29 deste mês.

Na nota, a CNBB manifesta-se a respeito do momento de crise na atual conjuntura. “A permanência e o agravamento da crise política e econômica, que toma conta do Brasil, parecem indicar a incapacidade das instituições republicanas, que não encontram um modo de superar o conflito de interesses que sufoca a vida nacional, e que faz parecer que todas as atividades do país estão paralisadas e sem rumo”, declaram os bispos.

Para a entidade católica, a frustração presente e a incerteza no futuro somam-se à desconfiança nas autoridades e à propaganda derrotista, gerando um pessimismo contaminador. “Porém, equivocado, de que o Brasil está num beco sem saída”. Os bispos alertam para que a população não se deixe tomar pela “sensação de derrota que nos transforma em pessimistas lamurientos e desencantados com cara de vinagre” (Papa Francisco – Alegria do Evangelho, 85).

Os bispos chamam a população a garantir a governabilidade do país, que implica no funcionamento adequado dos três poderes; recuperar o crescimento sustentável; diminuir as desigualdades; exigir profundas transformações na saúde e na educação; ampliar a infraestrutura; cuidar das populações mais vulneráveis, que são as primeiras a sofrerem com os “desmandos e intransigências dos que deveriam dar o exemplo”.

Para a CNBB, cabe à sociedade civil exigir que os governantes do Executivo, Legislativo e Judiciário recusem, terminantemente, mecanismos políticos que, disfarçados de solução, aprofundam a exclusão social e alimentam a violência, entre os quais o estado penal seletivo, as tentativas de redução da maioridade penal, a flexibilização ou revogação do Estatuto do Desarmamento e a transferência da demarcação de terras indígenas para o Congresso Nacional.

Os bispos defendem que a superação da crise passa pela recusa sistemática de toda e qualquer corrupção; pelo incremento do desenvolvimento sustentável e pelo diálogo que resulte num compromisso comum entre os responsáveis pela administração dos poderes do Estado e a sociedade. “O Congresso Nacional e os partidos políticos têm o dever ético e moral de favorecerem a busca de caminhos que recoloquem o país na normalidade. É inadmissível alimentar a crise econômica com uma crise política irresponsável e inconsequente”.

Leia a nota na íntegra.

Foto de capa: Divulgação CNBB

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

49 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Leandro Marins

03 de novembro de 2015 às 13h38

Evandro Fernandes

Responder

Alex Bandeira

03 de novembro de 2015 às 12h14

Pronto Sidnei Barreto, não vai rolar

Responder

Rosa Maezao

02 de novembro de 2015 às 07h43

No golpe de 64, a atuacao da Igreja Catolica salvou a vida de varios companheiros/as. Em S.Paulo, atraves de D. Paulo Arns, em Salvador, D. Jeronimo.Tambem D.Helder, D.Pedro Casadaliga, Pe. Alipio e tantos outros religiosos acolheram os perseguidos pela ditadura militar. Como instituicao, tenho varias discordancias e nao ignoro alguns fatos lastimaveis mas, nao esperava outro posicionamento da CNBB.

Responder

Ivan Almeida Campos

01 de novembro de 2015 às 23h11

Comunista é automaticamente excomungado. A CNBB está aparelhada. Desconsiderem.

Responder

Elisabeth Maria Dos Santos

01 de novembro de 2015 às 16h37

A mim, parece que não deu resultado.

Responder

Iris Marques de Farias

01 de novembro de 2015 às 15h21

Por que então os católicos não podem tomar uma posição??

Responder

Iris Marques de Farias

01 de novembro de 2015 às 15h20

É bom lembrar que alguns evangélicos ha muito tempo já estão participando da politica, fazendo campanha e até apoiando o golpe

Responder

Marcos Souza

01 de novembro de 2015 às 08h41

“Bispos católicos divulgam duro manifesto contra golpe”. Quem liga para o que divulgam aqueles que sempre fecharam os olhos para a pedofilia na igreja católica ??

Responder

Nelson Tadeu Daniel

01 de novembro de 2015 às 07h59

Importante posicionamento da igreja. Não é possível que essa mídia empresarial (Globo, veja, Folha de São Paulo , Estadão, etc) monopolize todo a opinião pública!

Responder

Jodson Demétrio

01 de novembro de 2015 às 06h55

Lula antes falava em JUSTIÇA, AGORA que um a população resolveu reagir contra esta péssima adm que esta acabando com toda a espereça dos Brasileiros, de um dia te um pais melhor, ai e Golpe? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, depois deste estrago que a Dilma e o pt esta fazendo, pode passar uns mil anos, e por mais te sejam bons políticos e honesto, para reparar este erro, sera dificil para a naçao Brasileira,e uma pena.

Responder

    Claudio

    01 de novembro de 2015 às 08h52

    Se a oposição e essa loucura de impeachment nós não estariamos nessa situação.Se o Congresso estivesse votando o que deveria votar, não estariamos nessa situação. Portanto, procure enxergar o que realmente está estrangulando o Brasil.

    Responder

Simone Tavares

01 de novembro de 2015 às 03h39

Ieda Motta Dos Santos

Responder

Alvaro Freitas

01 de novembro de 2015 às 02h41

E agora midia (globo/epoca/veja/folha… etc) e psdb e dem, vao continuar com o terrorismo… ta todo mundo sabendo da falcatrua de voces que vergonha.

Responder

Luís Ricardo Pires

01 de novembro de 2015 às 02h17

QUE ABSURDO: CNBB SER A FAVOR DO CONTINUÍSMO PETRALHA!!!!!

Responder

João Bosco Pacheco

01 de novembro de 2015 às 01h57

E aí irmãos católicos vamos apoiar a CNBB e até o PAPA.

Responder

Daniel Oliveira

01 de novembro de 2015 às 01h17

Os bispos tão é ganhando alguma coisa…

Responder

Franco Araujo

01 de novembro de 2015 às 01h15

Esses bispos católicos estão reagindo melhor contra o golpe; do quer os ditos evangélicos que se dizem conhecedores das escrituras, mas não enxergam um palmo diante do nariz. Não sabem que devemos sim lutar contra os enganos capitalistas. Pôs nosso salvador disse que é mais fácil entrar um camelo no reino dos céus do que um rico. Já esses bispos estão agindo certo; nosso CRIADOR, disse para orarmos por nossos governantes…

Responder

Toinha Rodrigues

01 de novembro de 2015 às 01h10

Até Q enfim tomaram uma posição correta.

Responder

Debora Manocchi

01 de novembro de 2015 às 00h58

Golpe foi o que essa facção petista ta dando no povo..# desocupados..

Responder

Claudiinei Belarmino

01 de novembro de 2015 às 00h50

Bando de opotonistas ladrão isso que eles são os politicos

Responder

Marco Antonio Baldin

01 de novembro de 2015 às 00h49

Deus contra o golpe!!

Responder

Fabio Dantas

01 de novembro de 2015 às 00h40

A igreja sempre será respeitada, através dela encontramos conquista como adoração devoção é fé

Responder

Fabio Dantas

01 de novembro de 2015 às 00h39

Isso aí

Responder

Pietro Azzulk

01 de novembro de 2015 às 00h35

Muito bom a igrejas tem que ter lado

Responder

Jose Goncalves Ferreira

01 de novembro de 2015 às 00h32

Tem que se posicionar.

Responder

Maria De Jesus Albuquerque

01 de novembro de 2015 às 00h30

Até parece que eu acredito!

Responder

Rose Rejane Melo

01 de novembro de 2015 às 00h21

DEMOROU HEM???

Responder

Maria Regina Novaes

01 de novembro de 2015 às 00h15

Estava na hora e a OAB?

Responder

Zeca Pataca Jr.

31 de outubro de 2015 às 23h54

Ops ! Vejam Jucelene Rocha Odair Ferreira Pedro Geraldo Carvalho Silva Alcina Maria Batista Campos

Responder

Francisco Morais

31 de outubro de 2015 às 23h34

A igreja católica historicamente apoia quem tá no poder ou até se omite, infelizmente. Sou católico mas isso é um fato.

Responder

Fernando Nelson

31 de outubro de 2015 às 23h12

Deveriam se aproximar mais das catequeses… educação religiosa e militância política dá centelha.

Responder

Joaquim Fiais de Carvalho

31 de outubro de 2015 às 23h12

Nos os evangelicos que ama a Palavra de Deus não apoiamos golpes , queremos que a justiça seja de Deus , mais tem uns bons bispos que é contra a pobreza apoia os sem terra a invadirem as fazendas dos outros , com o título Pastoral da terra mais vai invadir as fazendas deles como a de Itaici que nada produz que ai o bicho pega ,o pau come o coro desce e depois vem falar de evangélicos , os que apoia os erros são os falsos profetas e não tem compromisso com Deus e sim com a politica a Católica depois que se envolveu com Política com Constantino começou a decair assim será as calças evangélicas envolvida com Politica vai começar a decair temos que falar de coisas de Deus ,e não nos meter com Política ,abraços a todos

Responder

    J.P. Lorraine

    31 de outubro de 2015 às 22h24

    Quanta bobagem !

    Responder

Luiz Paulo Marins

31 de outubro de 2015 às 22h54

Ailton Muru Leite

Responder

Marcos Portela

31 de outubro de 2015 às 22h49

A LEI É PARA TODOS, disse o MINISTRO da JUSTIÇA a uma das REVISTA da MÍDIA GOLPISTA, justificando o que fizeram com o FILHO para ATINGIR o LULA, EXTRAPOLOU geral, como não soubesse que o OBJETIVO é o de ABAFAR EMPRESAS investigadas na ZELOTES, como a RBS filiada da REDE GLOBO, ABAFAR CRIMES do evangélico CUNHA, denunciados pela JUSTIÇA SUÍÇA, ABAFAR PARLAMENTARES TRAFICANTES de COCAÍNA e visando a ELEIÇÃO PRESIDENCIAL de 2018, só o INÚTIL do MINISTRO não sabe que “A LEI É PARA TODOS ATINGIREM O PT”, deve estar TRABALHANDO para essa REDE BILIONÁRIA do CRIME e neste momento pode estar orquestrando o GOLPE junto com os REAÇAS da DIREITA, sem CONSIDERAR que para toda AÇÃO há uma REAÇÃO.
#VazaCardoso

Responder

Elizabete Rodrigues

31 de outubro de 2015 às 22h42

Atenção senhores Bispos, orientem os senhores padres que ficam martelando todos os dias aos fiéis sobre crise, desemprego, no rádio e na TV.

Responder

Moisés Saldanha

31 de outubro de 2015 às 22h35

Não querem que o governo tribute o dízimo.

Responder

Ofélia Barros

31 de outubro de 2015 às 22h13

Até que enfim, um posicionamento!

Responder

Fernando Castro

31 de outubro de 2015 às 22h09

enquanto isso a bancada evangélica apoia o golpe.

Responder

Mauricio Gomes

31 de outubro de 2015 às 20h05

Daqui a pouco aparecem os fanáticos de extrema direita para dizer que a os bispos fazem parte de uma conspiração comunista-bolivariana tramada no Foro de São Paulo. Além de burros, são patéticos…..

Responder

Jose Agnaldo

31 de outubro de 2015 às 22h00

Que eles paguem o rombo financeiro!

Responder

Haroldo H Da C Lima Lima

31 de outubro de 2015 às 21h47

Parece que esses alunos estudam mesmo.

Responder

    marcos

    01 de novembro de 2015 às 03h59

    Sobre a charge, depende do que o povo lê também né… porque ler a Folha , a veja, a Epoca, é mais escravizado ( ao menos intelectualmente) do que quem nao lê nada.

    Responder

Lanna Firmo

31 de outubro de 2015 às 21h37

Ficam batendo na mesma tecla .bando de inconformados ,a propaganda derrotista tem a ver ainda com as eleições.

Responder

Miguel F Gouveia

31 de outubro de 2015 às 21h34

falta um contra Cunha

Responder

Chênia Castilho Reis

31 de outubro de 2015 às 21h22

É o bom senso, finalmente.

Responder

Mardete Sampaio

31 de outubro de 2015 às 21h04

Toda uma nação pagando a vaidade e arrogância dos parlamentares.

Responder

Leila Silva Reflexogravado

31 de outubro de 2015 às 20h59

Xiiiii, aí está pedindo muito…

Responder

Ge Munhoz

31 de outubro de 2015 às 20h52

Os bispos deveriam puxar as orelhas dos donos da Veja. entre outros veiculos de noticias.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina