Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

As razões por trás do pedido de prisão de Renan, Sarney e Jucá

Por Miguel do Rosário

07 de junho de 2016 : 09h44

A charge é do cartunista Jarbas, publicada no Diario de Pernambuco.

O Brasil amanhece hoje com a notícia de que o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prisão de Sarney, Jucá e Renan Calheiros.

É o manchetão do Globo.

O circo romano delira!

Mais divertido do que ver pobres cristãos sendo jogados às feras, é assistir alguns senadores tendo o mesmo destino.

Trecho da matéria publicada no Globo:

Os indícios de conspiração, captados nas gravações e reforçados pelas delações de Sérgio Machado e de seu filho Expedito Machado, são considerados por investigadores mais graves que as provas que levaram Delcídio Amaral à prisão, em novembro do ano passado, e à perda do mandato, em maio. De acordo com a fonte, Delcídio tentou manipular uma delação, a do ex-diretor de Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, enquanto Renan, Sarney e Jucá planejavam derrubar toda a Lava-Jato.

Pois é.

O jogo sujo é evidente. Prenderam Delcídio Amaral e não prenderam Cunha, Jucá, Renan, por quê?

Ora, porque a prisão de Delcídio cumpria a função primordial de “prender o líder do governo”, um senador do PT. Fazia parte da estratégia do golpe, aterrorizar os senadores, promover instabilidade política, gerar manchetes espetaculares contra o governo e contra o PT: “Líder do Governo, senador do PT, é preso”.

Para tal, a Constituição foi rasgada, porque não se pode prender um senador a não ser em flagrante delito, o que não era o caso.

O dia em que um historiador estudar o golpe de Estado de 2016, terá de dar conta de uma enorme lista de ilegalidades, cometidas pelas maiores autoridades da república, para que a trama fosse adiante.

Prender Renan, Jucá ou Sarney não cumpre nenhum objetivo estratégico para o golpe. Ainda. Por isso não os prenderam.

O próprio vazamento à imprensa mostra que não os prenderão, até porque essa informação (privilégio que não teve Delcídio), lhes dá a chance de se defenderem.

O que fazem com eles, portanto, é somente aterrorizá-los, para que permaneçam fieis ao script.

Numa das gravações-pegadinha de Sergio Machado, com Sarney, há uma expressão algo misteriosa, dita pelo ex-presidente: “Nenhuma saída para ela. Eles não aceitam nem parlamentarismo com ela.”

Houve uma certa especulação sobre quem seriam esses “eles”. Alguém falou em americanos, mas eu acho que isso é teoria de conspiração demais, embora eu ache que os americanos estejam, de fato, por trás de tudo que acontece hoje no Brasil (em especial a entrega do pré-sal e desmantelamento da nossa indústria de engenharia).

O “eles” do Sarney, todavia, tem um significado muito importante para entender o golpe: ele veio de fora da política. Veio da Globo, da Procuradoria Geral e do Judiciário.

Analise, porém, querida leitora, a razão pela qual Janot pede a prisão de Renan, Jucá e Sarney. Assim como Delcídio, eles não foram pegos em nenhum delito. Não estavam planejando novos roubos. A razão para pedir sua prisão é que discutiam uma possível revisão da lei da delação premiada.

Ou seja, a Procuradoria quer prender senadores por estarem fazendo exatamente o trabalho deles, que é discutir eventuais mudanças na lei.

Ah, mas a mudança era em benefício próprio. Ora, não sejamos ingênuos. Todas as leis feitas por senadores e deputados, em última instância, sempre são feitas em benefício próprio. Mas isso não é motivo para prisão, até porque, em tese (em tese! porque na prática isso é mais raro), o que pode interessar ao representante político também pode ser útil ao representado.

Se fazer ou mudar leis em benefício próprio fosse motivo de prisão, teríamos que prender todos os deputados e senadores.

A lei de delação premiada é recente e tem, sim, várias distorções que precisam ser corrigidas. Do jeito que ela está, ela virou joguete em mãos de golpistas, em especial procuradores coxinhas e mídia plutocrática.

Prender senadores porque estão discutindo mudanças numa lei?

Ora, na Itália, os constituintes, depois do estrago que a Mani Polite fez no sistema político, fizeram várias leis para conter abusos judiciais como os que estão acontecendo agora no Brasil: a mais importante dela é a Lei Vassali, que pune procuradores e juízes que prejudicam os réus.

Entretanto, o mais grave é que a gravação entre Sergio Machado e os senadores (assim como foi a conversa do filho de Cerveró com Delcídio) foi notoriamente armada. Armada e encomendada pela Lava Jato.

A Lava Jato está armando para cima de todo mundo, sem limite algum, ancorada pura e simplesmente na força bruta da grande mídia.

Um dia, divulgam-se áudios íntimos de Lula e da presidenta Dilma. Outro dia, do presidente do Senado.

Quando os políticos se reúnem para discutir os abusos da Lava Jato, suas conversas são grampeadas e se tornam, dias depois, manchete dos jornais. E o PGR pede sua prisão.

Ora, enquanto isso acontece, o Senado e Câmara fazem avançar projetos de lei completamente entreguistas, e o presidente interino toca uma administração enlouquecidamente neoliberal, conduzida com um espírito de caça às bruxas que há muitas décadas não se via no país.

A opinião pública é manipulada com certa facilidade pela conjuração golpista formada entre mídia e Lava Jato. Num dia, manchetes contra Lula e Dilma. No outro, contra Renan. No terceiro dia, contra Aécio. E assim, a ditadura mantém o controle da agenda política, mostrando que pode prender quem quiser a qualquer momento: Lula, Dilma, Renan, Sarney, Aécio.

Com a classe política desprestigiada, os novos meganhas do país ganham poder: procuradores, juízes e Globo, unidos em prol da venda barata do Brasil a interesses estrangeiros.

É um tanto ridículo ler que Rodrigo Janot, conspirador máximo da república, um dos articuladores principais do golpe de Estado, quer prender Renan por “conspirar contra a Lava Jato”.

Quem deveria ser preso é quem tem conspirado contra a democracia! A esta altura, sabemos que todos os vazamentos, delações, prisões, todos os movimentos da Lava Jato dos últimos tempos foram chancelados por Janot e obedeceram a uma agenda política calculada estritamente em prol do golpe.

Os caciques do PMDB, qual ratos de laboratório, reagiram aos choques elétricos da Lava Jato, uma operação que – se pensarmos em suas consequências – parece antes ser comandada pelo Departamento de Estado americano do que por nosso judiciário.

O jogo sujo da Lava Jato, chantageando Sergio Machado, que foi procurar Sarney no leito de um hospital, para arrancar frases comprometedoras de um ancião, não visa “acabar com a corrupção”. Tanto é assim que, após dois anos de Lava Jato, o resultado é: além da destruição das melhores e maiores empresas nacionais de engenharia, criminalização absoluta da classe política, disseminação de ódio e fascismo na sociedade, golpe de Estado, entrega do pré-sal aos estrangeiros e… aumento desmesurado da corrupção (os maiores corruptos da política nacional tomaram de assalto o governo)!

Qual o sentido em pedir a prisão de um Sarney já com pé na cova, cheio de peripaques de saúde, com quase 90 anos, senão a criação de mais um factoide político para manter a Lava Jato nas manchetes, legitimar os arbítrios da operação e, com isso, manter o governo submisso aos ditames dos verdadeiros chefes do golpe, as castas burocráticas e a grande mídia?

A estratégia está dando certo: mesmo com a economia em frangalhos, servidores em greve no país todo, a casta burocrática conseguiu generosos reajustes salariais; o governo já determinou que as verbas publicitárias voltarão a se concentrar na grande mídia; e a Petrobrás agora é presidida por um privatista sanguinário, Pedro Parente.

Enquanto isso, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes faz a justiça de gato e sapato. As contas de campanha de 2014 de Dilma Rousseff já foram julgadas diversas vezes. Não se encontrou nada de irregular, mas Gilmar sempre consegue reabrir novamente uma investigação, como que para manter o plano B do golpe (cassação eleitoral) sempre à disposição. Já decidiu separar as contas de campanha de Dilma e Temer, uma aberração, já que ambos formavam uma chapa única. Em alguns momentos, ele faz avançar os trâmites de uma nova investigação contra Dilma em tempo recorde, em outras atrasa. Agora, que o plano A do golpe parece ter dado certo, Gilmar puxou o freio do plano B: o julgamento das contas de campanha de Dilma ficará, segundo ele, para o ano que vem – o que é absolutamente ridículo e antidemocrático: tribunais eleitorais tem de ser isentos, moderados e rápidos. Cozinhar investigação eleitoral por anos – numa democracia onde os mandatos políticos duram quatro anos – é obviamente uma estratégia para debilitar um governo eleito. Juízes tem mandato vitalício e não são eleitos. Governos são eleitos. Dilma foi eleita com 54 milhões de votos. Gilmar não tem um mísero voto. E, no entanto, na atual ditadura que vivemos, é o político mais poderoso do país: preside o TSE e chefia a turma do STF responsável pelos recursos da Lava Jato.

Viva o Brasil!

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

78 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Advocacia De Paula

26 de maio de 2017 às 13h51

Com a devia vênia, mas a tese de “golpe” não se sustenta, por estar o impeachment, previsto na CF/88 e em Lei pertinente. Somente quem defende essa possibilidade, são os petistas. Principalmente, queles que ganhavam sem trabalhar.

E, como a Dilma não se conforma em ter perdido, não a boquinha, mas o bocão, onde deitava e rolava com o dinheiro do povo, gastando mais do que a Rainha da Inglaterra, com a costumeira cara-de-pau, aproveitou para pedir ao STF, através do sonso Cardozo, “que devolva seu mandato de presidente da República”, com as argumentações,dentre outras, de Temer ter sido citado na delação, por um ex-executivo da Odebrecht.

Ora, o Ministro Teori Zavascki, antes de morrer, também incluiu as citações feitas pelo Delcídio, a Dilma, Temer e Lula em inquérito da Lava Jato, estando em tramitação. Aliás, Lula já se tornou réu por 6 vezes e, logo será a vez da Dilma, pois de inocente, ela não tem nada, ao contrário.

Responder

Claudia Lucia Alves de Santana

12 de junho de 2016 às 15h53

Para Janot só vale se não vazar ou prender a bandidagem que o STF
alisa. Devo acreditar que os bandidões da mídia incentivam a todos os
bandidos do Brasil a pedir jurisprudência de atos criminosos cometidos
pelas elites criminosas atuantes e golpistas no país, já que a quadrilha
mestre fica impune para alavancar suas fortunas fruto da roubalheira que
impera neste país, onde a gangue togada anda de mãos dadas com a PIG e
com os partidos políticos mais reacionários do Mundo(PMDB/PSDB). O que
reclamar de um Fernandinho Beira mar quando temos o Aécio do Pó? O que
reclamar do Juiz Lalau quando temos um Gilmar Mendes e companhia no STF.
O que reclamar com os ladrões de bancos que explodem as agências, se
temos todos os ministros do governo Golpista, o Cunha, o Jucá, o
Machado, o FHC, Temer e demais colegas do Congresso, onde se lambuzam
dos demandes com o dinheiro público. O que falar ? Temos que entrar na
onda? Temos que fomentar assaltos, roubos, desfalques, e outros delitos,
já que toda a cúpula do poder está tão enlameado quanto qualquer
bandido deste país. Minto um pouco, tirem os ladrões de galinha, esses
são mitos do folclore brasileiro. Mas é de estarrecer a todos o quanto o
Brasil é um país de cultura de que se o rico roubar é um dever dele o
fazer, pois tem direitos ao roubo. Se for um pobre, preto está ferrado, e
por certo pagará pelo que fez. Mas aí está a jurisprudência! Espero que
os advogados dos bandidos já condenados, possam abrir os processos, com
respaldo nos artifícios do Gilmar Mendes e toda a cúpula do Judiciário
que nos leva a degradação moral e social quando julgam bandidos por
inocentes e inocentes por bandidos.

Responder

Ferreira Neto

09 de junho de 2016 às 21h50

Certo, pode mesmo ser por aí.
Mas com respeito à frase, “Assim como Delcídio, eles não foram pegos em nenhum delito.”
Delcídio foi sim, pego em um delito!!
Tanto foi que a única maneira de senador ser preso em exercício do mandato é justamente por haver flagrante de crime inafiançável.
A matéria relata uma interpretação dos fatos ou pretende defender um partido?

Responder

    migueldorosario

    11 de junho de 2016 às 16h23

    É sua opinião. Escuta, eu não gosto do Delcídio. É um mau caráter, isso está claro. Não entendi sobre defender partido, porque isso não tem nada a ver com partido, tanto que estou defendendo os senadores de maneira geral, golpistas ou não. Mas ele não foi pego em nenhum flagrante de crime. Ele estava conversando com o filho do Cerveró. Aliás, era mais uma armação da Lava Jato.

    Responder

      Ferreira Neto

      11 de junho de 2016 às 17h33

      Não, não é “minha” opinião!
      Dizer que ele foi pego sem flagrante é sim, uma opinião. E errada!
      Tanto que ele está preso.

      Responder

        migueldorosario

        11 de junho de 2016 às 18h22

        ferreira, é sim. tiveram q interpretar criativamente a lei para poder prende lo

        Responder

          Ferreira Neto

          11 de junho de 2016 às 21h08

          Miguel, esse pensamento de que houve uma “interpretação criativa” da lei para prende-lo é o mesmo pensamento de que houve um “golpe” para tirar a Dilma.
          E essa linha está errada.
          Mas não é preciso que discutamos sobre as pedaladas. O TCU considerou que houve crime, por isso teve o impeachment. A defesa alega que não, que houve uma “interpretação criativa” e criminosa, alegam que governadores fazem o mesmo e não são presos, e por aí vai.
          Olha, o argumento dos governadores é falho, e basta pensar para ver. Porque se eles também cometeram o mesmo crime, eles devem sofrer a mesma pena, e não o contrário! O fato de outros cometerem o mesmo crime não isenta ninguém!!
          Mas veja só, a maioria dos deputados, dos senadores e dos ministros foram favoráveis ao impeachment e a OAB acompanhou para que todos os ritos fossem seguidos.
          Então, se a maioria da OAB, a maioria dos deputados, dos senadores e dos ministros concordam e a minoria não, seria golpe de quem?
          Falam de democracia!
          Se a maioria concorda, a democracia não estaria servida?
          Agora temos uma minoria reclamando que sofreu um golpe da maioria?
          Golpe é quando uma minoria se impõe sobre uma maioria.
          Quando a vontade da maioria prevalece, isso é democracia.
          Sim, foram 54 milhões de votos.
          Não é possível dizer que esses mesmos 54 milhões votariam de novo na Dilma, mas ao ver a quantidade de gente nas ruas pedindo a saída dela e a quantidade de gente a defendendo, sou forçado a aceitar que alguns mudaram de ideia.
          E o impeachment é uma ferramenta absolutamente democrática, porque governo sem chance de impeachment é um governo totalitário. E isso sim, seria um golpe.

Lucia lopes

09 de junho de 2016 às 04h38

Um horror esse artigo! Fiquei até c pena das empresas corruptas e dos políticos ladroes tbem…. Golpe????? Aonde ele viu golpe???!!!!

Responder

Fabiana

08 de junho de 2016 às 21h46

Boa análise, porém entristecedora. A justiça sendo bandida.

Responder

fabi

08 de junho de 2016 às 20h03

são tudo ladrão manda prende tudo e vamos trabalhar por um brasil melhor bando de vagabundo

Responder

Eu Meu

08 de junho de 2016 às 15h18

Analise as coisa de forma idônea e não fantasiando.
O poderoso chefão Sarney e sua corja foram pegos em conversa fazendo suposições e dizendo coisas que dão a entender que querem limitar a lava a jato. Delcídio foi pego COMPRANDO O SILÊNCIO E PLANEJANDO UMA FUGA INTERNACIONAL COM JATINHO E TUDO MAIS!!!!! VEJA A DIFERENÇA DO CASO!!!!! VOCÊ COMPRA O SILÊNCIO DE ALGUÉM E ARQUITETA A FUGA DE UM MELIANTE DO PAIS…..isso é coisa de mafioso e delito claro!!!!! Nem precisa envestigar.

No caso do poderoso chefão e aquele que acha que pode tudo, ainda não pegaram ele mas vão pegar!!!!!Eles falam que a lava a jato precisa ter limites. É necessário ter investigação. Eles podem argumentar que, ter limites é não deixar prender qualquer um sem provas conclusivas (o que é uma opinião deles).

Responder

Denise Espirito Santo

08 de junho de 2016 às 14h14

Boa análise e terrorismo de estado e pouco, estamos vivendo numa ditadura e quanto mais brasileiros anunciarem isto aos ventos quem sabe fortalecemos a luta e mandamos toda essa canslha PARTIDOS STF PGR GLOBO PARA O INFERNO

Responder

Maat

08 de junho de 2016 às 01h16

Olha, tem sentido sim o texto, vaza algo, que já estava com Teori, que ia encaminhar para a plenária, nada oficialmente foi encaminhado ao Senado pelo Procurador Geral da República. Escrevi no meu face ontem (7), alguns parágrafos sobre essa questão. Comentei tbm no Tijolaço, esse vazamento ter sido justamente no dia da sabatina do futuro Presidente do Banco Central e não vi nada sobre isso na Mídia e quem era o sabatinado? ex presidente do Itaú e quem o Itau patrocina? E quem quer a autonomia do Banco Central? O cara, não sofreu pressão nenhuma na Comissão do Orçamento, a situação numa pressa de abrit o painel de votação, bem o cara começou a ser sabatinado. A Dilma tem q ser logo reconduzida ao governo, se não o Brasil será depenado.
Eu só discordo uma coisa do texto, dizer q Romero Jucá estava discutindo sobre as leis da delação, só se foi c Renan, pq a a primeira c o Machadão era estancar a Lava Jato e retirar a Dilma. Outra coisa, o STF, nunca foi provocado, pq com a Dilma lá, não se podia fazer nada.

Eu não sei pq a Blogosfera insiste em replicar o dia inteiro os factoides da Mídia Golpista. Este blog foi o único, q vi pensar nas hipóteses do que deveria estar por trás desse traque.

Responder

barroso camelo marcos

07 de junho de 2016 às 22h41

Ainda não sabemos a fundamentação dos pedidos de Janot ,por isso entendo que é cedo para analisar-mos se é descabido. Não creio. Acho que o pedido está muito bem fundamentado, pois o-procurador não iria arriscar-se a propor uma medida desnecessária.
Lembremos que Janot pediu o afastamento de cunha no início do ano e Teori só despachou o processo depois que foi pressionado por seus pares.

Responder

Altemar Henrique de Oliveira

07 de junho de 2016 às 21h49

Cara… de onde você tirou tanta besteira? Sarney, Renan e Cunha ainda não foram presos simplesmente porque Teori não decidiu, até o presente momento, pela prisão. Posto no Supremo pelas mesmas oligarquias que bancaram a aliança PT-PMDB, provavelmente ele não vai ter peito para assumir sozinho a decisão, transferindo a bola para o plenário. Lula, Dilma e Mercandante, que também obstruíram a justiça, por sua vez, não foram presos, porque Janot não teve peito para pedir a prisão. Não defendam grupos políticos corruptos, defendam mudanças estruturais profundas no país. Mais história e menos alienação, meu povo.

Responder

JRenato M de Barros

07 de junho de 2016 às 19h58

janot segue um script rigoroso e é peça fundamental no golpe que só termina com Dilma deposta e o principal(sem o que nada disso tudo teria valor) prender ou afastar Lula da eleição,agora ou em 2018.
Todos os golpistas e corruptos de carteirinha, quando presos ou intimados só terão uma única serventia: Servir como moeda de troca para o objetivo maior e final: O Cara!!

Responder

Jst

07 de junho de 2016 às 19h27

Excelente análise. Uma das melhores que já vi, principalmente nesta parte, da qual não tenho a menor dúvida: “choques elétricos da Lava Jato, uma operação que – se pensarmos em suas consequências – parece antes ser comandada pelo Departamento de Estado americano do que por nosso judiciário.”

Responder

    Ma No

    08 de junho de 2016 às 00h40

    concordo plenamente.

    Responder

João Luiz Brandão Costa

07 de junho de 2016 às 18h27

AH essas noites juninas. Continuam a inflar minha veia, ou será artéria, poética. E inebriado cometo, essa modesta paródia,

NOITES DE JUNHO
Homenageando e pedindo licença a Braguinha.

Noite fria, tão fria de junho
Os balões para o céu vão subindo
Entre as nuvens aos poucos sumindo
Envoltos num tênue véu

Os balões devem ser com certeza
Teus ministros aqui desse mundo
Qual as estrelas do espaço profundo
São os balões do Miguel

Balão do meu sonho dourado
Subiste enfeitado, cheinho de luz
E depois os indignados te tascaram
Rasgaram de nojo tuas listas azuis

E tu que
invejando as estrelas
Sonhavas ao vê-las ser astro no céu
Hoje, balão apagado, acabas rasgado
Em trapos ao leu.

Responder

Mileno Cavalcante

07 de junho de 2016 às 17h53

Onde ha golpe?? Petistas e pseudo-esquerdistas se vitimizando…. expressam sua ira e frustracao em um site financiado com dinheiro da corrupcao.

Responder

Antonio Passos

07 de junho de 2016 às 17h05

BRILHANTE artigo. Mais uma vez.

Responder

Beth Andrade

07 de junho de 2016 às 16h23

A IMUNDA NOVELA MACABRA GLOBAL “O GOLPE” estará no epílogo?

Janot, manobrista principal do golpe, joga despudoradamente prendendo a todos.

Quem prenderá Janot?

Sem arrego Brasil! O Moro office boy latino de Wall Street, que ama as prisões,

está com com ego mega inflado pela mídia -PIG – promove delações a Deus dará.

Primeiramente, #ForaTemer

Segundamente: #Fim$TF #FimSTF #FimTvGlobo #FimDoPolíticoProfissional #MachistasFascistasNãoPassarão #DefendDemocracyinBrazil

#PorUmPaísSemExcelênciasEMordomias

#JanotNaCadeia #MoroNaCadeia

Responder

Velhojou

07 de junho de 2016 às 17h11

Falou e disse !!

Responder

Melo Matias

07 de junho de 2016 às 15h55

Onde lê-se Polícia Nacional, leia-se, política nacional. Apesar de…

Responder

Anderson Costa

07 de junho de 2016 às 15h37

Se os EUA querem o pré-sal, porque em outras matérias “o cafezinho” afirma que os principais jornais estadunidenses destacam notícias sobre o golpe corrente no Brasil? tem algo meio incoerente nisso, ou a mídia estadunidense é realmente isenta e limpa como o bumbum de um anjinho barroco?
creio que estou um pouco confuso com tudo que acontece… alguém me explica?

Responder

    migueldorosario

    07 de junho de 2016 às 17h35

    Porque os EUA é uma democracia cheia de contradições. De um lado quer o pré-sal, mesmo que via golpe, de outro tem de responder a uma sociedade que luta, há séculos, por democracia, liberdade e direitos humanos.

    Responder

    Tales

    07 de junho de 2016 às 21h11

    a mídia americana é plural, lá num é somente fox news que domina tudo igual aqui. Inclusive tem muita gente contra a política externa de destruição de estados da qual somos vítimas mais uma vez. Acontece que lá, como no mundo inteiro, é uma democracia de fachada, quem manda são os bilionários, a diferença é que eles controlam o império mais poderoso do mundo.

    Responder

Celma Marques

07 de junho de 2016 às 16h13

Meu Deus!Terrorismo popular.

Responder

Celso Oliveira

07 de junho de 2016 às 15h09

O projeto atrasou,deveria ter se realizado no Verão/2016,com o Brasil voltando a sua “normalidade em Fev/2016”.Deu tempo de uma resistência se organizar e espalhar pelo mundo e correndo o risco de acabar interferindo na eleição dos EUA,e os democratas perderem a eleição,basta o Sr Donald denunciar.A candidata dos Democratas sofre grande critica por interferências nas Democracias do Egito e dos Paises da America central.O golpe foi abortado.

Responder

    Rita Lama

    07 de junho de 2016 às 15h27

    Faz sentido, tambem… Ha diversas coisas acontecendo… Mas, tb acho que o golpe esta indo pro brejo.

    Responder

antonio

07 de junho de 2016 às 15h54

Muito boa a análise da conjuntural atual dessa terra de poucos donos. Viva a revolução francesa!!!!

Responder

Saulo Geo

07 de junho de 2016 às 14h54

Entendo que o objetivo é manter o Senado sob pressão, pois o Golpe está correndo risco de ser revertido. O intento, se fosse possível, é tirar o Renan e colocar um pau mandado.
Estão desesperados. A canoa está afundando…..

Responder

    Maat

    08 de junho de 2016 às 01h20

    Também pode ser.

    Responder

Marcia Alaide Ribeiro Sacramen

07 de junho de 2016 às 14h52

Quando se pensa que já se viu tudo … Isso é tão impressionantemente diabólico que beira ao surreal! Não é possível que não haja nenhuma possibilidade de organismos internacionais disseminarem ações de contestação às ilegalidades aqui cometidas. Nós estamos caminhando tão em linha reta para um abismo, que levará décadas para nos reerguermos.

Responder

Erica

07 de junho de 2016 às 14h52

Canalha golpista! Quem foi que deu tanto poder a esses homens? Nunca foram eleitos pelo povo, pra representar o povo. Não resistiriam a um dia com sigilo bancário quebrado. Como disse o PHA sem a Globbels a Lava Jato seria apenas um “traque”

Responder

Ciro D'Araujo

07 de junho de 2016 às 14h50

Uma correção, o nome da operação “mãos limpas” em italiano é Mani Pulite.

Responder

    migueldorosario

    07 de junho de 2016 às 15h20

    Corrigido, valeu!

    Responder

Roberto E.

07 de junho de 2016 às 14h36

Assustador!

Responder

Isabela

07 de junho de 2016 às 14h23

Gostei da análise!!

Responder

Rodrigo

07 de junho de 2016 às 14h13

Segundo a frase de Ruy Barbosa: Pior ditadura é a do judiciário, pois com ela não temos a quem recorrer.

Responder

ROBERT RODOLFO

07 de junho de 2016 às 13h39

Alguém algum dia escreverá um livro sobre tudo isso. O título poderia ser: “Corrupção e conspiração : O Brasil no centro da geopolítica mundial”.

Responder

C.Pimenta

07 de junho de 2016 às 12h56

Acertou em cheio. A cúpula do golpe é essa mesmo, no início de tudo os EUA (treinamento de procuradores e juiz da lava jato), a globo como porta-voz de interesses norte-americanos desde sempre, e a pgr e o stf dão um ralo verniz de legalidade ao GOLPE contra a Democracia.

Responder

    Beth Andrade

    07 de junho de 2016 às 16h21

    Só precisamos avisar o Gleen Greenwald, aliás um jornalista incrível, premio pulitzer, conceituado investigativo, escolhido por Snowden para vazar toda a sujeirada da NSA, contra o mundo …. enfim, mas, em entrevista no Rio, acho que na fundição progresso, com jovens estudantes, quando lançaram a candidatura de David Miranda para vereador pelo PSOL… ele afirmou que os EUA não tem nada a ver com golpes no Brasil… completo desconhecimento da história do Brasil, fiquei chateada…

    Responder

Luiz Mourão

07 de junho de 2016 às 12h50

Viva o Brasil!!
Ainda bem que só nasci aqu; não sou brasileiro de forma alguma!!
LULA. 2018!!

Responder

    Beth Andrade

    07 de junho de 2016 às 16h30

    Oi Luiz, eu nem te conheço e gostaria que assumisse essa naturalização. Assuma nossa irmandade, cara, e vamos a luta juntos por nosso pais. Aqui é um paraíso maravilhoso, que por enquanto, só padecemos, mas, já já depois de tantas lutas, e com nossos filhos agora asumindo e compartilhando trincheiras…Seja orgulhoso de ter nascido aqui e seja um brasileiro meu irmão! Nós, o povo é que mudamos o país. Precisamos de vc, queremos vc! abç

    Responder

Mus tang

07 de junho de 2016 às 11h55

olha, miguel, vou discordar, o que está havendo é um contra golpe do MPF e do STF pelas informações que eles tem. o poder economico está por trás do golpe e acho que nessa vc concorda. o STF com levandowski agiu naquele julgamento do rito do impeachment e determinação (limitação) da acusação (pedalada e crédito rural) aos 45 do segundo tempo inserindo o julgamento do mérito num momento posterior no apagar das luzes daquela sessão (trata-se da bala de prata). se lembra da inquisição do barroso ao temer do porquê tantas mudanças pra um interino? o raciocínio é: vamos dar poder a eles (golpistas) pra eles se lambuzarem (nomeação de bandidos pra ministério) e é isso que tá acontecendo, o poder economico tá vendo que tá embarcando numa furada e não vai peitar o STF e MPF. as gravações são de março!!! o STF e janot sabiam disso antes do impeachment!!!! porque correram pra cassar o cunha antes da dilma? é a mensagem de que estão no controle e sabem o lado certo que vai vingar e não é dos golpistas e midia!!! resumo: trata-se de um circo onde o STF e o MPF ao inves de enrentar o golpe estão querendo desarmar os golpistas primeiro. como não temos mais Lott´s como em 1954, o jeito que o STF acovardado achou foi esse.

Responder

    Rita Lama

    07 de junho de 2016 às 14h24

    Talvez estejamos errados, mas concordo com voce, Mus. Tenho pensado nisso ha dias… E a cada dia uma coisa nova acontece pra fortalecer minha ideia. Tomara.

    Responder

    Jeferson Santos

    07 de junho de 2016 às 19h02

    Mus tang
    Sua teoria é um tanto quanto fantástica, mas plenamente plausível.
    Uma coisa tenho de te dizer, depois de ter pensado bastante acerca: Essa cartada do STF + MPF + Janot é definitiva,é decisiva, porque ninguém arriscaria o pescoço desse jeito sem estar muito certo da vitória final. O Poder Judiciário no Brasil está sob fogo cruzado, criticado como nunca foi em toda sua existência, perdendo credibilidade por conta dessas séries de artifícios golpistas… tudo isso em nome da verdade e do fim desse circo golpista?!? Épico demais se for assim mesmo!
    Portanto, se é como você diz, é tudo ou nada. Porque ninguém se imola dessa forma sem ter garantias de se salvar depois.
    Abraços fraternos!

    Responder

Jezilson Duarte Passos

07 de junho de 2016 às 11h52

ele vai atrasar o julgamento das contas para ano que vem para fazer uma eleição indireta onde o congresso vai eleger o presidente e não o povo.

Responder

    C.Pimenta

    07 de junho de 2016 às 12h56

    Exatamente Jezildon, gilmau não dá ponto sem nó!

    Responder

Marcelo Gaúcho

07 de junho de 2016 às 11h51

Enquanto tiver a dupla GG (Gilmar e Globo), nunca teremos Ordem e Progresso.

Responder

nadja

07 de junho de 2016 às 11h21

Tenho minhas dúvidas, janote poderia ter evitado o golpe..porque não fez? só agora segue a lei? por causa da repercussão internacional? toda essa estratégia é salvar o golpe…estamos ferrados, temos que adquirir mais força

Responder

Joazis

07 de junho de 2016 às 11h19

Então o STF é golpista? aqueles ministros indicados pelo PT foram comprados pelo Grande Capital Tucano ?

Responder

    zazul

    07 de junho de 2016 às 12h08

    Alguma dúvida? És muito inocente. em tempo: Celso de Mello foi indicado por Sarney. Marco Aurélio, por Collor. Gilmar foi indicação de FHC. Mas todos foram comprados pelo capital internacional. Inclusive os tucanos.

    Responder

      Joazis

      13 de junho de 2016 às 22h18

      Esses nem precisa de muita suspeição, é óbvio. Mas falo sobre os mais recentes…Barroso, Teori, Rosa Weber, Carmém Lúcia , Toffoli, Fux , Fachin.

      Responder

    C.Pimenta

    07 de junho de 2016 às 12h58

    Os ministros(sic) do stf são verdadeiros artistas. Até serem nomeados são verdadeiros guardiães da Constituição e da Democracia, depois que estão vitaliciamente garantidos mostram quem são de verdade: golpistas a serviço da plutocracia?

    Responder

    Geraldoribeiro Magela

    07 de junho de 2016 às 13h11

    JOAZIS, JA TEM 6 ANINHOS QUERIDO?? 13 ANOS NO GOVERNO NÃO CONSEGUE NOMEAR NEM JUIZ DE FUTEBOL, MANÉ, QUANTO MAIS STF, ANALFABETO POLITICO, TUDO NOMEADO PELO PMDB QUE TEM + DE 50 ANOS.

    Responder

frederico

07 de junho de 2016 às 10h58

Não mudo uma vírgula, principalmente no que se refere ao Janot(que tem todo jeitão de ter sido muito sacaneado no colégio) e sobre os promotores e juizes pois com relação aos senadores e deputados todos já sabemos que só legislam em causa própia.

Responder

Marcia

07 de junho de 2016 às 10h52

Se FHC, Aécio, Jucá, Sarney, enfim, essa corja toda for presa, normal, a justiça não fez mais que a obrigação dela.

Se o Cunha for preso, será festa em todo país!

Se o Temer for preso, vamos começar achar que a justiça está sendo feita.

Agora se deixarem esse bando todo solto e pensarem em prender o Lula, aí meu irmão, o bicho pega! Decretada guerra civil no país.

Responder

    nadja

    07 de junho de 2016 às 11h21

    Temer não será….isso tudo é para fortalecer o golpe

    Responder

    Beth Andrade

    07 de junho de 2016 às 16h35

    certeza! sem dúvida nenhuma. mobilização, união, ocupação, resisitência e resgate do poder.

    Se engraçarem com Lula, tudo piora e é bom nem pensar nas trevas…sangue jorrará,

    Responder

Caíque Pereira

07 de junho de 2016 às 10h48

Terá…com uma Guerra Civil…esses imbecis estão apostando que não haverá…até a hora que um Carro ou prédio explodir e junto com um desses figurões forem inocentes para o outro plano, aí virão com a falácia de Terrorismo, que é o que ELES estão fazendo desde 2014.

Responder

    Under_Siege@SAGGIO_2

    07 de junho de 2016 às 14h27

    às vezes tenho a NÍTIDA sensação que querem fazer de nós uma Ucrania… uma Líbia…
    ESQUARTEJAR o país para finalmente poderem dominá-lo à vontade… o duro é: parece por demais factível!!! 8O

    Responder

      Terezinha Quintanilha

      07 de junho de 2016 às 19h48

      sensação? você não está tendo uma nítida sensação de nada, você está enxergando clara, reluzente e nitidamente a mais triste das realidades…
      é só pesquisar as instalações de bases americanas mais recentes…

      Responder

    Beth Andrade

    07 de junho de 2016 às 16h41

    O terrorismo já foi implantado pela bancada da bíbilia, proliferação de igrejas… com orientação de EUA/Israel… as provocações ao povo pela PF, PM e o próprio andamento da gestão do golpe e da repressão já mostra a intransigência dos EUA, quer segue seu velho e previsível modelo, desestabiliza, patrocina o golpe, reaje aos movimentos populares com retrocesso até a guerra, depois vêm e se instalam em nome da “Liberdade e da Democracia.”

    Responder

Marcvs Antonivs

07 de junho de 2016 às 10h43

Isso precisa ter um fim!

Responder

    renato andretti

    07 de junho de 2016 às 11h54

    imediatamente..

    Responder

      Beth Andrade

      07 de junho de 2016 às 16h44

      é agora, senão voltaremos a ser quintal colonial do imperialismo para sempre…da última vez durou 21, agora nem 210 anos, será para sempre.

      Responder

Eliane Ferreira

07 de junho de 2016 às 10h39

Não há “teoria da conspiração” nenhuma em se achar que os EUA estão ligados ao golpe, são o “eles” em questão. Estavam grampeando a Petrobrás com qual finalidade? A Globo é apenas o tentáculo midiático do Império. Por outro lado, sobre a Globo estar alardeando a prisão de Renan etc, concluímos que a empresa só quer no governo o PSDB – Temer não contempla: ele e os ministros são os três (?) patetas – e que Brizola estava certo: “Se a Globo é a favor, sou contra; se é contra, sou a favor.” Deve haver um motivo muito sujo para estarem pedindo a prisão deles. Mais sujo do que eles mesmos.

Responder

    Daniel

    07 de junho de 2016 às 11h41

    O Golpe comecou em 2012 e impulsionado em Junho de 2013 com aquele video de uma coxinha brasileira/americana pedindo hospitais padrao Fifa. Nossa direita e’ muito incompetente e estupida para planejar qualquer golpe, vide explodirem uma bomba no proprio colo, no Rio Centro em 1980. Este golpe tem Project Plan, Project Schedule, com cada atividade/tarefa e atores planejados em cada detalhe pela CIA ou por Wall Street. Nossa direita com o selo de complexo de vira-latas, em 13 anos nao conseguiram sequer apresentar um projeto alternativo para o Pais, mesmo que fosse para a Saude, por exemplo, sao meros fantoches do Imperialismo. O jogo e’ geopolitico e nossa direita imbecil esta convencida que nossa esquerda e’ comunista. De chorar de rir, um comunismo que abriu numero recordes de montadoras multinacionais nos ultimos 12 anos. O mais incrivel os que decidem pela privataria sao funcionarios publicos quase sempre com altos salarios e ocupando cargos vitalicios, ou concursados que nunca vao perder seus empregos, trabalham a favor da privatizacao e terceirizacao, justamente os que nunca vao saber o que e’ competir por emprego na iniciativa privada, vivem do erario e trabalham para o capital. E’ muita hipocrisia e entreguismo. Mesquinhos e sordidos. Nao e’ conspiracao e’ golpe planejado mesmo fora do Brasil, nossa direita como disse seria incapaz de faze-lo sem ajuda de fora. So o povo nas ruas para enterrar de vez este governo moribundo.

    Responder

Douglas Lopes

07 de junho de 2016 às 10h35

É impressionante a desfaçatez desse grupelho que se acha o dono da república. A pior das ditaduras, a do judiciário, já começou.

Responder

Delano SS

07 de junho de 2016 às 10h14

Texto primorozo que deveria ser compartilhado nos grupos de Whatsapp e redes sociais, YouTube em todos os lugares. Todo mundo deveria ler, faria muita gente abrir os olhos.

Responder

Maria Thereza G. de Freitas

07 de junho de 2016 às 10h13

obrigada, Miguel. desmontando a farsa com tudo no lugar certo.

Responder

George Gomes Coutinho

07 de junho de 2016 às 10h01

Questões cabeludas em uma conjuntura que chega a causar vertigem…. Sinceramente, não sei nem o que dizer nessa altura do campeonato.

Responder

Paulo Roberto Àlvares de Souza

07 de junho de 2016 às 10h01

Não existe crime perfeito. A lucidez da sua análise esbarra nessa verdade incontestável. Em um País de 210 milhões de habitantes, um grupelho desvairado não é capaz de perenizar tanta maldade junta.

Responder

Deixe uma resposta