Ato em defesa da imprensa

Mais um dia de popstar para Sérgio Moro

Por Pedro Breier

02 de fevereiro de 2017 : 18h32

(A discrição em pessoa. Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Por Pedro Breier, colunista do Cafezinho

Podemos dizer, sem medo de errar, que Sérgio Moro é o juiz mais midiático da história do Brasil. Joaquim Barbosa teve seus momentos, mas Moro, O Justiceiro, o supera de longe.

Só hoje há três notícias envolvendo o herói coxinha em destaque nos portais da velha imprensa.

A primeira: Moro mandou soltar Paulo Ferreira, ex-tesoureiro do PT, que estava preso desde junho do ano passado.

Obviamente era mais uma prisão cautelar, ou seja, sem que o cidadão sequer tenha sido julgado. Oficialmente a prisão foi determinada para que Ferreira não atrapalhasse as investigações.

O fato de ter gerado mais manchetes bombásticas contra o PT em meio ao processo do impeachment decerto é só uma coincidência.

Na verdade a prisão de Paulo Ferreira foi revogada por Moro em 16/12/2016. Sob uma singela condição: o pagamento de uma fiança de R$ 1 milhão.

Posteriormente a fiança teve seu valor reduzido para R$ 200 mil, mas Ferreira só conseguiu juntar R$ 165 mil até agora, além de um automóvel Citroën C4.Moro autorizou a soltura do ex-tesoureiro do PT sob a condição de que deposite o restante da fiança em 45 dias.

Ou seja, Moro manda prender Paulo Ferreira para que este não atrapalhe as investigações; quando a coleta de provas é encerrada o juiz manda soltá-lo, já que não há mais riscos à investigação, mas impõe o pagamento de uma fiança estratosférica como condição para a libertação.

Ainda não há julgamento e, por óbvio, não há condenação, mas se Ferreira não pagar, continuará preso. O justiceiro é na verdade um sádico.

Outra notícia é a da condenação de João Santana a mais de 8 anos de prisão. Foram condenados também sua esposa, Mônica Moura, outro ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e mais 3 pessoas.

Leiam este trecho da sentença em que Moro está decidindo sobre o tamanho das penas dos condenados:

Consequências também devem ser valoradas negativamente, pois a corrupção também gerou impacto no processo político democrático, contaminando­-o com recursos criminosos, o que reputo especialmente reprovável. Talvez seja essa, mais do que o enriquecimento ilícito dos agentes públicos, o elemento mais reprovável do esquema criminoso da Petrobrás, a contaminação da esfera política pela influência do crime, com prejuízos ao processo político democrático. A corrupção com pagamento de propina de milhões de dólares e tendo por consequência a afetação do processo político democrático merece reprovação especial.

O juiz responsável pela Lava Jato, uma operação ilegal, truculenta e midiática que foi o combustível para o sucesso do golpe – que é, por sua vez, a interferência mais grave possível em uma democracia – reprovando os prejuízos causados pelos acusados ao “processo político democrático” é surrealismo demais. Cinismo pouco é bobagem.

A última notícia do dia sobre o popstar Moro é um “momento Gilmar Mendes”, digamos assim.

Sérgio Moro, em tese um juiz de primeiro grau que deve, por dever de ofício , manter a discrição e a sobriedade, resolveu soltar uma nota elogiando o ministro Edson Fachin, que foi sorteado como novo relator da Lava Jato no STF.

O rei de Curitiba está nitidamente embriagado pelos holofotes.

Então ficamos assim: Moro não está nem aí para direitos fundamentais; dança conforme a música da Globo e demais integrantes da mídia familiar; e agora se mete a comentarista, seguindo os passos de Gilmar Mendes.

Com este perfil, Moro tem tudo para ser nomeado ministro do STF.

Pedro Breier

Pedro Breier é graduado em direito pela UFRGS e colunista do blog O Cafezinho.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

79 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luiz Carlos P. Oliveira

04 de fevereiro de 2017 às 17h51

Quem viola a lei é bandido. Ponto final. E o justiceiro parece que nasceu para violá-las. Nosso STF é uma piada. A quem o cidadão de bem poderá recorrer quando for injustiçado? País de merda, é nisso que transformaram o Brasil.

Responder

Cintia Avila de Carvalho

04 de fevereiro de 2017 às 00h04

Nunca vi uma sentença tão “brilhante” em um português tão “perfeito”. Além de medíocre, e claro. Será que ele vai me coercitar?

Responder

Ana Silveira

03 de fevereiro de 2017 às 13h39

e um desgraçado, mas tem mãe, mulher e filhos.

Responder

C.Poivre

03 de fevereiro de 2017 às 12h31

É um criminoso que deveria estar atrás das grades em qualquer país civilizado.

Responder

Geovane Barbosa Santos

03 de fevereiro de 2017 às 12h29

Qual a credibilidade de um juiz que atua subjetivamente? O mesmo quando aparece nos eventos está sempre ao lado de políticos e lideranças conservadoras, agora também é famoso, bajulado e adorado pela elite, isso não combina nenhum pouco com seu cargo público.

O tal juiz perdeu completamente a noção da sua função pública…

Responder

Miguel do Rosário

03 de fevereiro de 2017 às 11h45

Menos, Dr.Daniel. Maior juristas de todos os tempos. Essa adoração está bem ridícula.

Responder

Atreio

03 de fevereiro de 2017 às 11h03

moro falou pra vc enquanto tomava um leitinho?
seria só mais uma irregularidade deste juizeco.

se não, só mais uma mentira do MBL.
se liga, filhao!

Responder

Atreio

03 de fevereiro de 2017 às 11h01

interessante como os canalhas sempre acusam os outros do q ELES mesmos fazem….muito interessante…..
“freud explica.” – dizem no boteco.
dona odete deve saber o porquê dos complexos q atormentam este menino deste pequeno, o tal serginho – O amigo do aécio, este q foi padrinho de casamento de sergio cabral e suzy neves.

tudo tão tácito.
e nem quebraram os sigilos de todos os citados na tal destruição a jato, será q irão quebrar? de dilma e familia, lula, marisa e filhos já….perseguição pra esses há 30 anos e extremada nos ultimos 3, ilegalidades e mortes em familia devido agressividade da perseguição já na conta dos golpistas

a história segue registrando e as familias dos golpistas seguem se envergonhando. E vai aumentar, pq a historia não pára e arrependimentos são eternos. qnto sangue estes meninos e seus canalhas d estimação ainda anseiam pra saciar sua ânsia golpista e injusta?
o povo é a chave, abriremos os portões.

sem crime, sem impeachment. VOLTA DILMA!
BRASIL, reDILMA-se!

Responder

J. Sculder

03 de fevereiro de 2017 às 10h22

Ah! , vagabundo. Lembrei outra coisa. Vc e Moro se merecem. Ele só investiga e vai com essa fome toda para cima de petistas . Assim como vc , quer não dá uma palavra sobre a corrupção do Temer e seus aliados. Quer dizer, vc é lixo também porque é seletivo e conivente com certos corruptos, como Moro, Vc é mais mau caráter do qualquer corrupto.

Responder

J. Sculder

03 de fevereiro de 2017 às 10h20

Um tesoureiro preso por corrupção que só consegue juntar 165 mil reais e um carro Citroën C4? Isso me parece muito pouco para um cara tão perigoso.
Sérgio Moro é um dos sujeitos mais imorais já produzidos neste país.

Responder

J. Sculder

03 de fevereiro de 2017 às 10h18

Dr. Daniel, o sem caráter. Está com tempo de sobra o médico vagabundo. Para vir aqui e escrever um texto deste tamanho apenas insultando pessoas que não conhece? Só com muito tempo e maldade no coração. Fica só o adendo: médico ou não, com tempo ou não, lixo és.

Responder

    juca

    03 de fevereiro de 2017 às 11h43

    Se for médico, comprova a má qualidade do ensino de medicina. Deve ser doutor em burrice para escrever tanta asneira em poucas linhas.

    Responder

LUIZ TAVE

03 de fevereiro de 2017 às 08h46

ONDE SE LER LULA , E` TEMER . NESSAS HORAS DE INDIGUINAÇAO A CEGUEIRA NOS ATRAPALHA ! DESCP !

Responder

LUIZ TAVE

03 de fevereiro de 2017 às 08h41

quando a Dilma nomeou o Lula para a Casa Civil, o gilmar mendes o fascista Janot e alguns do STF , NEGARAM INCONSTITUCIONALMENTE, DIZENDO QUE A DILMA QUERIA ASSEGURAR O FORO AO ENTAO EX PRESIDENTE LULA ! E AGORA O MINISTERIO DE LULA SO TEM BANDIDO , VAI DE VICIADO A LADRAO SABOTADOR ! E ACABOU DE CRIAR MAIS 02 MINISTERIO ATRAVES DE MEDIDA PROVISORIA , CERTAMENTE PARA BLINDAR OS DELATADOS . CADE O GILMAR GOLPISTA COM A SUA LIMINAR GOLPISTA ? NAO TEM JEITO ! O POVO TEM QUE FAZER JUSTIÇA COM AS PROPRIAS MAOS !

Responder

    Anita Eneas

    03 de fevereiro de 2017 às 11h31

    Ministério do Temer e não do LULA !

    Responder

Marcia

03 de fevereiro de 2017 às 07h30

Os trabalhadores, que têm empregos, estão sendo exauridos, enquanto a legião de desempregados aumentam progressivamente. O pt , pelo que parece, bem como a esquerda, estão representado a si mesmos. Tempos bicudos esses que nem precisa de votos para se elegerem …
Para que serve a política?
E essa briga ideológica? A quem interessa? Às vezes não rimos juntos, mas com certeza começamos a chorar, cada um a sua dor: os que não têm de onde tirar o sustento; os que estão sendo escravizados.

Responder

    Atreio

    03 de fevereiro de 2017 às 11h05

    não é briga ideológica, é luta por justiça em territorio brasileiro.
    traço normal e esperável de sociedades desenvolvidas, desculpa mas aqui não é quintal de lambe botas.
    leia mais.
    desejo melhoras! bjao!

    Responder

Jose carlos lima

03 de fevereiro de 2017 às 07h21

A morte de Dona Maria me lembra da tragédia que se abateu sobre os donos da Escola Base

http://jornalggn.com.br/blog/jose-carlos-lima/a-morte-de-dona-marisa-lembra-a-tragedia-que-se-abateu-sobre-os-donos-da-escola-base

Responder

Luciano Antonio Fraga de Almeida

03 de fevereiro de 2017 às 06h26

(desculpem-me) quis dizer: boca de banguela.

Responder

Luciano Antonio Fraga de Almeida

03 de fevereiro de 2017 às 06h24

tá tudo solto como bala em boca de bangueda. um dia vai ter que parar. não é possível. fico especulando com meus botões sobre como isto vai parar, mas que vai, vai, pois, não será possível uma sociedade viver assim. todas as guerras que já passaram provam que um dia a coisa pára.

Responder

    H. Benoit

    03 de fevereiro de 2017 às 09h41

    Infelizmente a classe média brasileira caiu no conto do vigário e foi enganada por grupos ideológicos bem organisados. Não vai ser fácil o país se recuperar. Desenvolvimentos semelhantes podem ser observados em outros países. A situação na Ucrânia era bem mais insatisfatória do que no Brasil, mas as eleições estavam marcadas e as pessoas poderiam simplesmente ter esperado até às ´próximas eleições e escolhido um governo melhor – se estivessem descontentes com o governo que tinham. O presidente tinha até aceitado limitar os seus poderes. Em vez disso o país se deixou levar por um movimento que derrubou o governo com um golpe, prometendo tudo. O resultado foi a perda de território, uma guerra no país, declínio econômico ainda mais acentuado, consolidação do poder de oligarcas. Não vejo nem um resultado positivo. O mesmo está acontecendo na Turquia. Os turcos preferiram escolher um governo autoritário, primitivo, e agora vêm sofrendo calados as consequências como dificuldades com o turismo, fim da democracia, dificuldades econômicas. A melhor alternativa no Brasil era o PT e outros partidos com ideais semelhantes. É claro que as deficiências do país também contaminaram o PT. Mesmo assim, o PT era ainda o único partido capaz de promover melhoras substanciais. As realizações do PT foram consideráveis. Erros poderiam ter sido corrigidos, talvez se pudessem ter promovido reformas mais profundas com o tempo. Em vez disso os brasileiros deixaram se seduzir pelo canto das sereias de grupos de agitadores destrutivos, fanáticos. O Brasil vai se empobrecendo, as instituições, as forças e os partidos mais falhos e falidos do país ganharam uma oportunidade única de agirem livremente, sem constrangimentos e de levarem o país para o buraco. A recuperação vai ser difícil. Acho que o Brasil vai sofrer no futuro com o que se está fazendo agora, infelizmente.

    Os processos que se observam agora na justiça brasileira são procesos políticos. Em nenhum país civilizado isso poderia acontecer. As cortes supremas parecem um espetáculo de palhaços num circo. Não quero negar que haja gente mais séria, mas que chance eles poderiam ter num momento em que tinham tudo contra si, colegas, a grande mídia, protestos histéricos, grupos agressivos organizados? Em nenhum país civilizado um juiz pode ser encarregado de investigações e ao mesmo tempo do julgamento e de decisões em um tribunal, como acontece no Brasil. Na Alemanha, por exemplo, o juiz deve ser estritamente imparcial. Na verdade julgamentos são conduzidos em geral por 5 juizes (3 juizes profissionais e 2 juízes leigos), mesmo os casos mais ínfimos. isso garante isenção e dá segurança às decisões judiciais. O juiz é encarregado de julgar e não de investigar e acusar, (isso fica a cargo dos promotores e da polícia). Por isso ele é neutro, a sua função é aplicar leis. Dentro de um sistema desses, o próprio promotor tem o interesse de levar a julgamento casos apoiados por provas fortes. Ele vai evitar fazer acusões levianas e forçadas. Vem decorrendo há bastante tempo um julgamento na Alemanha que desperta grande interesse público, o julgamento da mulher associada a um grupo de extrema direita responsável por várias mortes (de acordo com a acusação). Especialmente no início do processo, em 2013, as notícias sobre o processo na televisão e jornais eram frequentes. Esse julgamento é conduzido por 8 juízes profissionais. No entanto, jamais se ouviu falar dos juízes nas notícias. Se se perguntar 1000 alemães qual o nome de um dos juízes que participam desse processo, nenhum dos 1000 alemães saberia mencionar o nome de um dos juízes. Nenhum desses juízes jamais ganhou um prêmio ou foi entrevistado por causa desse processo e não se tem a menor ideia do que eles pensam sobre política. Compare isso com o espetáculo dos processos no Brasil. Quem não sabe quais as preferências políticas dos juízes? Ele claramente está tentando conseguir efeitos políticos com o seu processo particular – o que se reflete em sentenças, em decisões, na condução do caso. Essas irregularidades todas são suficientes para anular e tornar ilegal esses processos, e possivelmente levar a um caso jurídico e disciplinar contra o juiz. Não precisamos de juiz nenhum que queira avaliar questões políticas e tomar decisões de acordo com essas decisões. O que precisaríamos é de juízes sérios, capazes, íntegros e inteligentes. Não parece ser o que temos neste caso particular (certamente há muitos juízes sérios e capazes no Brasil).

    Responder

Nelson

03 de fevereiro de 2017 às 02h23

Pois é. O Ferreira é mais um que vai, certamente, ingressar com uma ação contra o Estado brasileiro reivindicando danos morais.

Será, possivelmente, uma ação milionária e, por óbvio, não é o Moro que vai pagar os custos dela. Ele vai seguir amealhando seus R$ 70 mil mensais, fora algumas “taxas e emolumentos” que devem vir de fora .

Apesar de vermos muito pouco a cor dele, o dinheiro do Estado é nosso. Seremos nós, tabacudos, que vamos bancar mais essa.

Responder

EDEM

03 de fevereiro de 2017 às 01h46

Fabio quer dizer que o fato de estar previsto no ordenamento garante que sejam aplicadas indiscriminadamente. Sem observância do caso concreto? Mas tu é burro. E a prisão do Guido Mantega? No final das contas o cara nem indiciado foi. Quem é que vai reparar esse Dano?

Responder

    Amalia

    03 de fevereiro de 2017 às 09h35

    Da nos como reservas internacionais de mais de 250 milhões de dólares?

    Responder

    Amalia

    03 de fevereiro de 2017 às 09h38

    Danos como reservas internacionais de mais de 250 milhões de dólares? De devedor do FMI a credor? Liquidação da dívida externa, que colocava o Brasil nas mãos da banca internacional?

    Responder

    Banguelli

    03 de fevereiro de 2017 às 12h06

    Nossa! O que esta acontecendo hoje? A alfafa esta em falta? Bando de muares neo politizados! Vao procurar um pasto!

    Responder

Daniel

03 de fevereiro de 2017 às 01h28

O que eu sei e’ que fosse ele um juiz no Pais civilizado que moro ha mais d 25 anos, ele tivesse grampeado uma ligacao de nosso Primeiro Ministro, ele estaria preso por crime contra o estado. Simples assim. Mas isto e’ em Pais civilizado. O Brasil tem hoje uma mafia como aquela de Italia do anos 50.

Responder

    Jorge

    03 de fevereiro de 2017 às 07h49

    Ele não autorizou o grampo a presidente e sim ao Lula, o qual acabou falando com a presidente e por isso que ela foi gravada.

    Responder

Fábio

03 de fevereiro de 2017 às 01h18

“Obviamente era mais uma prisão cautelar, ou seja, sem que o cidadão sequer tenha sido julgado.”. Ora, as prisões cautelares estão previstas no ordenamento legal e se estão previstas não há qualquer problema em serem aplicadas !

Responder

Augusto dos Anjos

03 de fevereiro de 2017 às 01h10

A tragédia de verdade será o Gran Finale, onde estas prisões e processos serão anulados, por viciados me parciais.
Mas o Paladino estará desfrutando do seu salário integral + vantagens em território amigo estadunidense…

Responder

Sérgio Rodrigues

03 de fevereiro de 2017 às 00h54

Nada a ver. Isso Tudo é calculado na cruzada antipetista!….

Responder

iran

03 de fevereiro de 2017 às 00h47

Olha: Moro, STF e Globo se merecem

Responder

JOAQUIM ALVES

02 de fevereiro de 2017 às 22h50

É O FIM DE UM PAÍS

Responder

Rachel

02 de fevereiro de 2017 às 22h35

Ele tira uma graninha, uma grana uma grana gorda de quem pode. Vai engordando o seu porquinho ops, o porquinho do judiciário.

Responder

Coelho

02 de fevereiro de 2017 às 22h18

Um ridículo esse juiz !

Responder

Schell

02 de fevereiro de 2017 às 22h17

Só o texto elencado pela coluna é motivo suficiente para a anulação do processo. Essa imbecilidade curitibana é a rainha da cretinice. Mas, que fazer se o cnj, o stf, o parlamento, as corregedorias da 4a. e do cjf são omissas ou estão em conluio com toda essa merda-dita-jurídica que de jurídica não tem nem o clipes que, porventura, possa juntar 2 papeis. Com certeza, essas são o “resta provado” que ele vem “aplicando” em cada condenação, pois, as provas, para ele, independem de comprovação, vale o discurso estéril e vazio dos GOLPISTAS.

Responder

ALTAMIR GOMES PINHEIRO

02 de fevereiro de 2017 às 20h49

Há quem diga que Moro é um tucano de alma e DNA . Sei não. Pode ser de outra ave sua alma e seu DNA: um pavão, pouco misterioso, já que se expõe sem receios e pudores para o consumo da coxinhada viciada, que precisa tomar doses de ódio e intolerancia diariamente…

Responder

Ana Maria Filippini

02 de fevereiro de 2017 às 22h20

É para abafar as críticas na responsabilidade da morte de dona Marisa.

Responder

    Jorge

    03 de fevereiro de 2017 às 07h54

    Responsabilidade da morte ? Vai estudar! Independente do processo, levando em conta seu argumento, stress é fator de risco, assim como obesidade, fumar, pressão alta, colesterol… Ele por si só não mata. Não use a morte de alguém politicamente respeite a perda e a pessoa.

    Responder

Ariston Azevedo

02 de fevereiro de 2017 às 22h14

kkkk….a esquerda pira com isso

Responder

Jesus Calixto

02 de fevereiro de 2017 às 22h14

Anderson Dias

Responder

Nika Lameu

02 de fevereiro de 2017 às 22h12

Nojo desse Moro.

Responder

Alair Fonseca Machado

02 de fevereiro de 2017 às 21h58

Ele é um falso pavão, um partidário nojento, que seleciona suas vítimas.

Responder

Geraldo Henrique

02 de fevereiro de 2017 às 19h58

Se for condenar o povo do PSDEMB na real , os mandaria direto pro inferno!

Responder

Santos Ajs

02 de fevereiro de 2017 às 21h57

Coincidência de novo? Amenizou as penas para os petistas logo no dia de hoje

Responder

MARIA LUIZA

02 de fevereiro de 2017 às 19h52

Não entendi…o judiciário define penas a partir da defesa da democracia? É pesadelo isso? Desde quando alguém lhe atribui esta função? E isto de exigir pagamento a quem não foi julgado , nem apenado? É o Brasil surreal que cobra a liberdade. Daqui a pouco todos nós teremos que pagar para ser livres. Será o Brasil morado.

Responder

Paulo Cacique

02 de fevereiro de 2017 às 21h41

Babacão!

Responder

Orlando

02 de fevereiro de 2017 às 19h39

Já chega! Mais sadismo e cinismo? No STF: no more… No more.. No Moro….

Responder

Magda Campos

02 de fevereiro de 2017 às 21h38

Responder

Minos Adão Filho

02 de fevereiro de 2017 às 19h34

Esse cara vai pagar muito ele contribuiu para a morte de Dona Marisa, o golpe trouxe ao Brasil muitas desgraças a maior dela é o estado de exceção promovida pela justiça, nós brasileiros temos que tomar uma posição.

Responder

    Roberto Souza

    02 de fevereiro de 2017 às 20h30

    O Brasil nunca esteve fora do estado de exceção o massacre dá juventude negra e as superlotaçoes dos presídis são apenas uma vitrine disso! Não existe golpe quando nunca se teve democracia!

    Responder

Cláudio Bartz

02 de fevereiro de 2017 às 21h27

Responder

Maria Rufino

02 de fevereiro de 2017 às 21h22

SM tem uma imagem mais fácil de vender para um povo ignorante e preconceituoso: é mais jovem do que JB e branco! Ele, na vdd, é só mais uma peça na engrenagem do golpe. Sabe mal e porcamente sua profissão. É juiz pq prestou concurso e aqui, quase todos são fraudados, mas está curtindo a fama

Responder

Julinda Morais

02 de fevereiro de 2017 às 21h22

Responder

Neuza Ferreira

02 de fevereiro de 2017 às 21h20

Pode comemorar enquanto ele ainda está em evidência, porque quando cair no esquecimento, vai viver de lembranças. E olha que nem vai demorar!

Responder

Joao Jose Fontess

02 de fevereiro de 2017 às 21h16

Aguarde.

Responder

Maria Thereza Gonçalves de Freitas

02 de fevereiro de 2017 às 19h08

a crença do juizeco em sua própria magnitude demonstra um sério distúrbio na área psi. Temo até por uma desgraça, mesmo no âmbito familiar, porque ele está nitidamente fora de si. Também não me espantarei se for pro stf e vestir uma toga branca, ao estilo de Nero, com uma coroa de louros na cabeça.

Responder

Paulo Deoclides Machado

02 de fevereiro de 2017 às 21h04

Matou mais uma

Responder

Adjackson Alves

02 de fevereiro de 2017 às 21h02

Lixo in natura

Responder

Isabel Neri de Mello

02 de fevereiro de 2017 às 21h01

Desgraçado. Deus há de fazer justiça.

Responder

Jn Furlan

02 de fevereiro de 2017 às 20h58

Esse cara é um vagabundo.

Responder

Aristides Bartolomeu Novaes

02 de fevereiro de 2017 às 18h57

Não se enganem, pois o elogio do Moro ao ministro do STF Édson Fachim é para inglês ver, já que o ministro possui uma sobriedade que não faz parte do juiz.
É um recato digno de um integrante do STF, ou seja, age em conformidade com a lei e sem espetáculo, principalmente, para a mídia.

Responder

mello

02 de fevereiro de 2017 às 18h57

A essa altura, cargo de ministro do Supremo para o pavoneado juiz de província é pouco. Ele não vai aceitar.
Apenas uma posição o satisfará.
A de vice-Deus.

Responder

    ari

    02 de fevereiro de 2017 às 21h47

    Porque vice? Proceda-se ao golpe e que o titular seja derrubado. Afinal, experiência ele já tem.

    Responder

Darcy Costa

02 de fevereiro de 2017 às 20h56

Juizeco parcial, canalha, golpista, calhorda, merece o meu profundo desprezo.

Responder

Paulo Accioly

02 de fevereiro de 2017 às 20h53

É um pavão insandecido

Responder

João Batista

02 de fevereiro de 2017 às 20h51

Sérgio Moro não é um pop star, mas sim um menudo. Artista criado com uma intenção específica. Estes indivíduos são apenas substituídos. Sérgio Moro, substitui o Joaquim Barbosa e será substituído quando estiver desgastado ou perder a eficiência.

Responder

Hannibal de Sousa

02 de fevereiro de 2017 às 20h50

Juizeco caipira.

Responder

LUIZ TAVE

02 de fevereiro de 2017 às 18h48

mais tem condenado instituiçoes , e pessoas a` MORTE ! O JUIZ SUPREMO , E` UM so` ! GLORIA A DEUS ! TU VAI SER DESMASCARADO EM PRAÇA PUBLICA !

Responder

Abigail Cavalaro

02 de fevereiro de 2017 às 20h48

nao sei nao, tenho ca as minhas duvidas.

Responder

Eva Monteiro

02 de fevereiro de 2017 às 20h47

Esse demônio odeio esse lixo.

Responder

Dinamar

02 de fevereiro de 2017 às 18h42

Deus nos livre deste lixo mediocre

Responder

Vanuzia Brito Lima

02 de fevereiro de 2017 às 20h42

FHC DEVERIA TER VERGONHA!

O BRASIL INTEIRO ACOMPANHOU A TORTURA PSICOLÓGICA A FAMÍLIA DO LULA.

SOMENTE UMA PESSOA INJUSTIÇADA SE PREOCUPA COM A SUA MORAL.

Responder

Maria Libia

02 de fevereiro de 2017 às 18h40

Moro assassino. Verme, pulha. Sádico e feliz pela morte de da. MARISA. Agora vai pra cima doz filhos dela.

Responder

Nora Augusta

02 de fevereiro de 2017 às 20h39

Desesperança é a palavra para o povo brasileiro.

Responder

Jorge Rodrigues

02 de fevereiro de 2017 às 20h38

Placar de votação de Bolsonaro: 4 votos. Um dele, outro do filho de filho, um de Maria do Rosário e outro Alessandro Molon kkkk perdeu até pra brancos e nulos kkkk Ele vai entrar no STF dizendo que teve 400 e não 4 votos kkkk

Responder

Deixe uma resposta