Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

“Recuo” do governo sobre impostos é a volta dos que não foram

Por Miguel do Rosário

09 de agosto de 2017 : 09h32

[A análise abaixo é uma versão ampliada do Cafezinho Spoiler de hoje, nossa newsletter diária enviada por email e/ou whatsapp. Para assinar, clique aqui. Por enquanto é grátis.]

A manchete do Globo de hoje é o exemplo do exercício ficcional que se tornou o jornalismo brasileiro. O governo “recuou” de uma decisão que não havia tomado, sobre elevação das alíquotas do imposto de renda.

Com isso, a mídia produz um factoide político que ajuda o governo. Na falta de notícias boas, inventa-se uma notícia ruim que depois é “cancelada”. A questão dos impostos, porém, não é debatida. Os jornais colhem alguns lugares comuns da boca de lideranças políticas, empresariais e sindicais, e o assunto é enterrado.

A imprensa nacional mantém o cidadão brasileiro absolutamente desinformado sobre o que acontece no resto do mundo. É evidente que um governo sem legitimidade não pode elevar impostos – esse é o problema central.

Mas é preciso mostrar ao brasileiro como fazem outras nações. Ora, não se admite sequer que se façam estudos sobre a questão tributária no país? Como assim? A questão tributária, que deveria ser o assunto mais debatido pela população, é deliberadamente abafada pela imprensa que se diz “livre” e “independente”.

É melhor mesmo iniciar outra etapa da Lava Jato…

Hoje em dia, as informações são fáceis de obter. Basta consultar o Google. É o tipo de informação que vale a pena ver no Wikipédia, por exemplo: um ranking internacional, por país, do imposto de renda, com colunas para alíquotas máximas.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_tax_rates

Aí você verá que os países mais ricos do mundo, como Inglaterra, EUA, Suécia, Alemanha, França, Canadá, Áustria, tem alíquotas máximas bastante elevadas.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a alíquota máxima é de 53% da renda do indivíduo, na soma dos impostos federais e locais. Considerando apenas os impostos federais, a alíquota máxima nos EUA é de 40%.

Na Inglaterra, a alíquota máxima é de 62% em alguns casos, porém o nível mais comum é de 45% para pessoas com rendimento anual superior a 150 mil libras.

No Japão, a alíquota máxima é de 50% e a taxa sobre o consumo é fixada em 8%.

No Brasil, a alíquota máxima é de 27,5%. É uma das mais baixas do mundo. O consumo, por outro lado, tem uma das maiores cargas tributárias do mundo, de 17% a 25%. É a maneira que os ricos do Brasil encontraram de transferir a carga para o lombo dos mais pobres.

Entretanto, como pode o governo vir agora falar em elevação de tributos, se ele acaba de conceder isenção e perdão tributárias de dezenas de bilhões de reais para latifundiários?

Há ainda a questão dos impostos que incidem sobre lucros e dividendos das empresas. Esse é outro assunto proibido na imprensa brasileira.

O Banco Mundial oferece um banco de dados bastante completo sobre carga tributária média nos principais países, incluindo num só cálculo todos os tipos de impostos e tributos aplicados a renda, lucros e ganhos de capital.

Segundo essa metodologia do Banco Mundial, os países mais ricos do mundo, EUA à frente, registram as mais altas cargas tributárias.

O percentual médio de tributos pagos sobre renda, lucros e ganhos de capital, nos EUA, vem crescendo substancialmente desde 2009, e já estão em 54,6%, um nível que só é superado, no mundo, pela Austrália.

O gráfico mostra que os problemas fiscais do Brasil estão relacionados com a contínua queda da carga desde o mesmo ano de 2009. Ou seja, enquanto os EUA iniciaram um movimento de recuperação fiscal, elevando os tributos, o Brasil foi na direção contrária.

Entretanto, um movimento de recuperação fiscal no Brasil só teria sentido se houvesse um debate sério, transparente, plural, sobre a questão tributária. Para isso, precisaríamos de uma imprensa democrática, o que não temos. A nossa imprensa serve para omitir, mentir, esconder dados, de maneira a impedir que os brasileiros consigam debater as questões fundamentais da democracia com um mínimo de autoconfiança.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

32 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jorge Silva Rocha Rocha

13 de agosto de 2017 às 00h52

Importa que Drácula Temer não tem moral.

Responder

Olga Silva Pereira

10 de agosto de 2017 às 12h49

A PIOR COISA Q. EXISTE É UMA PESSOA ” INDECISA ”
FICA NAQUELA DE …” VOU NÃO VOU “!
E ,PIOR,ANTES DE ANALISAR OS PROS E CONTRAS…JÁ VAI BOTANDO A BOCARRA NO TROMBONE!
O INSRGURANÇA !
O INCOMPETÊNCIA!

Responder

Leila Piccoli

10 de agosto de 2017 às 05h03

Tiraram um Presidente eleita legitimamente e honesta porque tudo estava aumentando, ela queria aumento de impostos, aumentou 0,20 na gasolina e tinhamos 9% de desempregados. Os retardados foram para rua e tiraram uma presidente ELEITA batendo panelas, sacudindo a bundinha e xingando o partido. E hoje cadê esses retardados, canastrões e acéfalos???? Mostrem a cara seus safados! Temos 14% de desempregados, aumento mensal do gás, luz e combustíveis, pagaremos universidades públicas, perderam-se vários benefícios sociais e agora aumento de IR. E aí imbecis??? Tá bom pra vcs???? Deus criou um país rico em minerais, em recursos naturais, sem terremoto, sem tissunames, sem furacões, com praias maravilhosas, montanhas e cachoeiras belíssimas. Mas o povinho ignorante de merda que nasceu aqui não se encontra em nenhum lugar do planeta!

Responder

    Leila Piccoli

    10 de agosto de 2017 às 18h19

    Guilherme Souza Barros Comediante pago por políticos falar asneiras e disseminar a discórdia nas pessoas é vc FAKE. Mostra a cara. Cadastrado no ano do golpe sem informações pessoais e com nome falso para se prestar a um papel humilhante contra os brasileiros reais que trabalham para viver neste país. Vai pegar uma enxada seu mau caráter usado por marginais de terno.

    Responder

Leila Piccoli

10 de agosto de 2017 às 04h49

Vai dar um tempinho e voltar com a carga toda.

Responder

Caio Cesar Ronconi

10 de agosto de 2017 às 02h11

Para manter o nível das discussões, bloqueiem ou simplesmente ignorem perfis fake, provavelmente de algum moleque do MBL, como o perfil do Guilherme Souza Barros. Não vale a pena ….

Responder

Luiz Ricardo Ribeiro

10 de agosto de 2017 às 00h51

Existe reação mais forte que aquela que foi manifestada pela sociedade contra a reforma previdenciária e trabalhista? Por que a midia destaca esta reação “forte” dos que ganham acima de 20.000 por mês e teriam que pagar 35%??

Responder

    Kelen Aparecida

    10 de agosto de 2017 às 01h30

    Me perguntei a mesma coisa. Não vi reação nenhuma dos burgueses

    Responder

Luiza Vieira

09 de agosto de 2017 às 22h55

Gente alguém tem que freiar esse lixo de presidente

Responder

Emilio Souza

09 de agosto de 2017 às 22h46

O que impera no Brasil é o império do crime, a côrte do caos, o brasileiro trouxa acha que República é Democracia, mas ignora que os 3 poderes estão em Franca desarmonia numa disputa para ver quem vai impor a sua agenda perversa para sua vítima, a sociedade brasileira, o executivo é uma quadrilha governamental, o legislativo é uma piscina cheia de ratos e o judiciário é uma fogueira de vaidades, o lema positivista da bandeira Republicana está sendo cumprido a risca, Ordem e Progresso, onde Progresso só existe para beneficiar a Ordem corrupta vigente, o brasileiro precisa parar de ser trouxa e admitir que a república federativa é corrupta autoritária ineficiente imoral depravada excludente e antidemocrática, eu queria que o meu país voltasse a ser uma Monarquia Constitucional Parlamentarista, pode não ser o melhor sistema, mas funciona.

Responder

Doolcei Delamare

09 de agosto de 2017 às 22h07

até para administrar o golpe, o temer é ruim.

Responder

Willkie Candido

09 de agosto de 2017 às 21h20

Viu como ele e bom não teve subiu o imposto.

Responder

Chung Lin

09 de agosto de 2017 às 20h47

quaquaquá ! forte reação

Responder

Joao Batista

09 de agosto de 2017 às 20h34

>>>>>>>>>>>>>>>>

Responder

Joao Batista

09 de agosto de 2017 às 20h33

NORTE AMERICANOS( CIA ) , ESTÃO #FORÇANDO UMA UMA GUERRA CIVIL NA VENEZUELA ( BEM ESTRATÉGICO )…!!!>>>>>>>>>>>#MICHEL TEMER , É SÓ UMA MARIONETE …, UM MAÇOM !!!>>>>>>>>>>>>#EUA , IRA TORNAR TODA AMÉRICA LATINA , UMA COLÔNIA( ESCRAVATURA) , IGUAL O #BRASIL …!!!$$$$>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>#BRASIL , TEM O POVO MAIS TROUXA , SEM ESTUDO ,DO PLANETA …!!!>>>>>>>>>>#TODOS OS PARTIDOS , FAZEM PARTE DO ESQUEMA MAÇOM , É TUDO UMA COISA SÓ …, É UM GRANDE CIRCO PARA ESCONDER O #NIÓBIO !!!$$$$$>>>>>>>>>>>#PESQUISEM , ESTUDEM CAMBADA , …!!!!!>>>>>>>>>>>#BRASIL É GOVERNADO PELA MAÇONARIA ( EUA (CIA)) !!!!>>>>>>>>>>>>>>#ESTAMOS NUMA TERRA DE FAZ DE CONTA ,…!!!!@@@>>>>>>>>>>>>>>>>>>>#NIÓBIO , É MOEDA AMERICANA , A SÉCULOS …!!!!>>………………#A SÉCULOS SOMOS SAQUEADOS , DA PARA ENTENDER O DESESPERO DOS GRINGOS …!!!???$$$$$$$$$$$$

Responder

Jesus Castro Lima

09 de agosto de 2017 às 19h34

Percebo como ilógico ventilar-se nova proposta de alíquota de IRPF e ulterior recuo como benéfico a imagem do governo. Este post não tem o menor sentido.

Responder

Carrie Coleman

09 de agosto de 2017 às 18h54

Guilherme Souza Barros GFYSOB!

Responder

Sebastiao Marcirio De Araujo Magalhaes

09 de agosto de 2017 às 17h32

Feliz é a Nação que JESUS CRISTO ÉLE é O SENHOR, EU Quero um Brasil diferentes sem Corrupção

Responder

Sônia Cardoso

09 de agosto de 2017 às 17h31

Ele não recuou nada é porque os empresários gritou Por que o pobre Ele está tirando o gás aumentou as coisas do pobre está aumentando sim no

Responder

Valmi Santos

09 de agosto de 2017 às 17h21

Mexer no Bolso dos Trabalhadores ele Mexe , esse LADRÃO .
Mexer no Bolso da Classe Alta ele não teve Coragem .
Vagabundo !!!

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

09 de agosto de 2017 às 17h21

mexer no bolso das elites é sempre encrenca.

Responder

Dom Gentil Brito

09 de agosto de 2017 às 17h08

35% de imposto ia doer no bolso dos coxinhas paneleiros depois dos 4,50 no litro da gasolina! ! Fora o fim dos concurseiros coxinhas! ! Agora é tudo terceirizado que vão comer na mão dos deputados que irão indicar esses trabalhadores! !

Responder

Gerson Shatkoski

09 de agosto de 2017 às 16h23

Em pro da entrega do pré sal prós Yankees de papel passado….não aumentaremos os impostos apenas entregaremos a nação e sua soberania….rede bobo não perdoa os distraidos.

Responder

Paulo Silva

09 de agosto de 2017 às 16h10

Responder

Paulo Silva

09 de agosto de 2017 às 16h10

Responder

Paulo Silva

09 de agosto de 2017 às 16h10

Responder

Fernando Vidal

09 de agosto de 2017 às 15h18

Este Temer é um incompetente mesmo, só dá bola fora…

Responder

Edilza Ferreira

09 de agosto de 2017 às 15h08

denunciem ao FB o perfil desse Guilherme fake que nem foto tem… se todos o fizerem já diminui o numero de lixos de nossas timelines

Responder

Edilza Ferreira

09 de agosto de 2017 às 15h06

rede globolixo sempre à favor da desinformação!

Responder

Maria França

09 de agosto de 2017 às 14h50

É aquela história: O povo está faminto, espremido numa sala suja e o governo ameaça colocar um bode fedido no meio deles. Depois de muita reclamação o governo desiste e divulga em toda imprensa a sua generosidade com o povo!!!

Responder

Tamandare Robinho

09 de agosto de 2017 às 13h02

Na verdade esse foi um recado para classe média alta,ou vocês apoiam as deformas do meu governo ou irão pagar a conta.A classe média por sua vez,prefere massacrar quem já está na base da pirâmide do que cobrar a conta de quem está no topo !

Responder

Jackie Alboledo

09 de agosto de 2017 às 12h44

Ele não recuou de nada. Se o governo recuasse diante da indignação do povo , não faria a reforma trabalhista , pec do teto . Reforma da previdência.

Responder

Deixe um comentário