Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

Referendo na Catalunha abre a porta para independência: 90% votaram sim

Por Tulio Ribeiro

02 de outubro de 2017 : 08h00

(Crédito Imagem: VTV)

A Catalunha alcançou uma vitória avassaladora diante da repressão policial do Estado, desproporcional e violenta. A jornada de votação que representou um acirramento urbano, trouxe um resultado massivo a favor do processo de soberania. Foram 2262424 votantes(42,3% do último censo), o ¨sim¨ recebeu 2020144(90%), frente a 176566 de ¨não¨, 45586 de brancos e 20129 de nulos.

Diante da vitória, O presidente da Catalunha Carles Puigdemont anunciou o início dos tramites para proclamar independência: ¨hoje a Catalunha ganhou muitos referendos, o direito a ser escutado, a ser respeitado e reconhecido (…)Temos direito de decidir nosso futuro(…)que a união européia atue com rapidez e deixe de olhar só um lado, ganhamos o direito de ser respeitados pela Europa.¨

O primeiro-Ministro conservador espanhol Mariano Rajoy , por sua vez declarou que o Estado de direito se impôs com firmeza e serenidade diante de um ataque grave a soberania. Agradeceu a polícia e a guarda civil sem se referir aos 844 feridos por eles.

Mesmo com o silêncio da mídia madrilenha, os líderes mundiais não se calaram. O presidente Nicolás Maduro condenou a força brutal contra o povo desarmado e colocando contraponto as guarimbas da direita venezuelanas armadas e apoiadas por Rajoy. O chefe do governo belga, Charles Michel condenou ¨toda forma de violência¨, o presidente da Assembleia francesa, Francois de Rugy disse que ¨era triste não encontrar uma via democrática¨, enquanto que o líder da oposição Jean-Luc Mélenchon afirmou que ¨o Estado não pode ser uma camisa de força¨.

Escolheram um silêncio destoante os presidentes Emmanuel Macron da França e Donald Trump dos Estados Unidos, que comumente usam a defesa da população de outros países para justificar suas políticas intervencionistas. Importante é entender este paradigma de democracia e identificar quem atua como ditador, os seus países aliados ou não aliados?

Fontes:

www.vtv.com.ve

www.hispantv.com

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Adriano

04 de outubro de 2017 às 07h44

A Catalunha é a região mais rica da Espanha e é por isso que eles querem a separação: se sentem injustiçados por “sustentar” as regiões mais pobres! No capitalismo o fundamento de tudo envolve dinheiro! É claro que a União Europeia não vai aceitar nada disso, pois se aceitar vai criar um precedente perigoso para outras regiões que querem a mesma coisa. Então, agente já sabe que eles não vão conseguir a independência. Ponto.

Acho que os próprios catalães já disseram que não querem a separação: 60% dos catalães nem às urnas foram. E dos 40% que foram nem todos votaram sim.

É interessante como os catalães adeptos do sim fazem o marketing: 90% dos que foram as urnas querem a separação. Sim, gente, isso totaliza só 36% da população! E o restante? De qualquer forma, o correto seria toda a Espanha participar do referendo e não somente os catalães. Guardando as devidas proporções, é como se os paulistas quisessem a independência e só eles participassem do referendo. Tá, e a opinião dos demais brasileiros?

Responder

Camila

03 de outubro de 2017 às 02h23

Viva a Catalunha, abaixo rajoy ditador sanguinário capacho de Trump.
A Espanha só saqueou América latina

Responder

Clemente Gimenez

03 de outubro de 2017 às 00h20

A Espanha não deve permitir isto, a perda da integridade territorial e populacional fragilizará o pais. A Catalunha é um retrocesso medieval fruto de um divisionismo pré conceituoso. Poderemos ter uma nova guerra civil espanhola. foi assim que iniciou a guerra das secessões nos EUA visto de forma positiva. A análise vitimista da repressão do estado, na Espanha, não deve afastar a análise histórica. Os meios de comunicação no Brasil apoiam pois está a favor da geo política Americana enfraquecer um país imperialista que poderia concorrer com eles e que não fornece mais tropas para as agressões criminosas dos EUA.

Responder

    Vivi

    03 de outubro de 2017 às 02h25

    O que devemos a Espanha?
    O saque de nossas riquezas?
    Rajoy é um subserviente a Trump

    Responder

valdir freire

02 de outubro de 2017 às 18h03

Desculpem, mas o Cafezinho está parecendo a revista Veja, O Globo ou a Folha….O título do post é uma meia verdade. O povo da Catalunha NÃO QUER A INDEPENDÊNCIA. Faz 10 anos que apenas 30% dos catalães queriam a independência. Isso mudou quando a polícia começou a investigar a família Pujol por corrupção. A família Pujol governou a Catalunha por 30 anos…Há provas que neste período a família nadou de braçada na corrupção. Apareceu uma fortuna no país vizinho de Andorra (paraíso fiscal) que os Pujol dizem ser dinheiro de herança…Mas não apresentaram nenhum testamento para provar tal fortuna.
O capítulo seguinte veio com o filho político de Pujol, Arthur Mas, que até um tempo atrás dizia que o independentismo era uma coisa “obsoleta” e “ultrapassada”, agora surge querendo a independência da Catalunha.
No mesmo caminho veio o sr. Carles Puidgmont que até pouco tempo atrás votou no Parlamento Catalão contra a independeência os povos Subsahaurianos e a indpendência do Kurdistão.
De repente, o sr. Pyuidgmont virou independentista. Isso porque se aliou a CUP (extrema esquerda), um grupo anti-europa e anti-sistema. Isso o sr. Puidgmont não explica, como sair da Espanha e permanecer na União Europeia; ou se aplicará os desejos da CUP que é sair da Europa. A maioria dos catalães quer seguir na Europa.
Dizer que a Catalunha tem ou quer uma entidade cultural própria é uma estupidez, já que em toda Catalunha se fala o Catalão e a cultura catalã é livremente divulgada em todo o território.
Enfim, as últimas pesquisas indicam que os independentistas não chegam a 50% da população…Ainda que se alterasse a constituição espanhola para permitir um referendum vinculante, dificilmente os independentistas ganhariam; Isso não justifica a força policial do Estado Espanhol, tampouco justifica que o sr. Puidgmont declare a independência sem nenhum lastro democrático.

Responder

    Vivi

    03 de outubro de 2017 às 02h29

    Prefiro a Catalunha a exploração espanhola.
    Vou ficar com o cafezinho.

    Responder

Vicente Jungstedt

02 de outubro de 2017 às 18h11

CATALUNHA E KOSOVO PODE, MAS CRIMEA NAO NE’?!

Responder

Genezia Gomes Machado

02 de outubro de 2017 às 16h34

Força Brasil!!!! Não se acovarde, Catalunya Não tem Medo

Responder

Rafael Torres

02 de outubro de 2017 às 14h07

Vendo os dados com frieza, verifico que 57,7% não foram as urnas por motivos adversos.

Responder

Jorge Nascimento Nascimento

02 de outubro de 2017 às 13h50

O sul quer independência???
Que voltem para os países de origens de seus ancestrais.
Região com auto índice de racismo e segregação….mantém a cultura de países Europeus …que voltem para a Europa.

Responder

Lucia Lanau

02 de outubro de 2017 às 13h44

Agora o povo do “o sul é o meu país ” também acha que vai conseguir aqui! !! Quero ver como vão se sustentar!!! Vai ser o mesmo fracasso da Revolução Farroupilha? ???

Responder

Mario Neto

02 de outubro de 2017 às 13h03

As mesmas digitais de 20 13 no Brasil estão agora na Espanha

Responder

Mat

02 de outubro de 2017 às 12h08

Monica Brittes “E infatti….”

Responder

Francisco Rezende

02 de outubro de 2017 às 11h54

Nunca vai ter independência !

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina