Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Cristina Kirchner é eleita Senadora na Argentina, mas a direita teve vitória importante

Por Tulio Ribeiro

23 de outubro de 2017 : 01h06

As eleições parlamentares da Argentina trouxeram derrotas e vitórias a esquerda. Apesar de no âmbito geral o partido de Maurício Macri seja majoritário na eleição, o pleito mostrou a força de Cristina Kirchner, que fez uma campanha sem recursos e sofreu perseguição da grande mídia, além da caçada do judiciário, que, desde sua saída da presidência, busca inviabilizá-la.

Este resultado ainda não permite o partido de Macri ser maioria na Câmara nem no Senado, dependendo de futuros acordos.

Cristina Fernadez Kirchner(Unidad) foi eleita com 37,25 %, depois de Esteban Bullrich (Cambiemos) com 41,37% (98,92% apuração senado pelo estado de Buenos Aires – 3 Vagas)

As eleições deste domingo 22 de outubro, renovou 24 das 72 cadeiras do senado e 127 das 256 da Câmara de Deputados, além do legislativo estaduais. A presença foi de 78 % ou 5,5 % a mais que a última eleição.

Eleitores 33.116.077 com apuração em 94 %

Cambiamos-Vamos juntos-Eco-Union para Vivir Mejor 9.743.982 votos (42,2%) + 4,8%

Unidad Ciudadana-Frente para Victoria 7.106.365 votos (30.80%)- 2,77% %

1 pais-Vencemos-Gen 1.404.646 votos (6,1%) -1,9%

Frente Izquieda Obrera-Izquierda socialista 1.3654.640 votos (5,9%) -0,1 %

Frente Justicialista-Union 1.308.480 votos (5,7%) -0,3 %

Uma análise breve mostra que apesar da vitória da direita (14 de 23 estados incluso os 5 mais populosos), Cristina Kirchner teve uma grande vitória, pois mostrou que é o nome o mais viável dentro da esquerda. Os que negaram seu nome dentro do campo progressista perderam participação, e seu partido criado há 4 meses registrou a maior votação nesta posição política. Analistas consideram que o grande perdedor é o peronismo.

Ps: Ex-presidente Carlos Menem se elegeu senador pelo estado de La Rioja.

(Post sendo atualizado constantemente, conforme chegam os resultados)

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Fernando Bello

23 de outubro de 2017 às 20h43

Corrupta safada.roubou a argentina ate a alma.

Responder

Renato

23 de outubro de 2017 às 16h45

Cristina 2019 ,força, Lula 218

ainda bem que temos o cafezinho

Responder

carlos

23 de outubro de 2017 às 16h43

vIVA CRISTINA, E PARABÉNS PELA COBERTURA DO cAFEZINHO

Responder

Elizabeth Miranda

23 de outubro de 2017 às 17h16

Muito bem, Cristina Kirchner!!! aqui torcemos é daqui a pouco teremos dilminha tb como senadora ou deputada. O que ela achar melhor. Tamos juntos a es as terra ainda voltará triunfar. Até. Axé .

Responder

Noam

23 de outubro de 2017 às 13h16

Previsível! Argentino não é tão estúpido igual brasileiros. Eles tem uma noção mínima de causa e efeito econômico…

Responder

Lula Damasceno

23 de outubro de 2017 às 14h40

Logo teremos a nossa nova senadora que também foi perseguida e deposta do cargo quando foi presidenta.

Responder

ZeCarlos Cavalcanti

23 de outubro de 2017 às 13h14

…nem tudo estar perdido!
A America do Sul (amazonica, andina, central, caribenha) ha de se libertar…

Responder

Cristina Assunção

23 de outubro de 2017 às 12h57

Fuerza, Cristina!

Responder

Maria Luiza Stabile Sartorelli

23 de outubro de 2017 às 12h32

O povo nao pode reclamar.Quer sofrer,ser espoliado,que seja.

Responder

Fabio

23 de outubro de 2017 às 08h50

Ano que vem o brasileiro vai fazer as urnas um vaso sanitário muito pior do que fez nas eleições passadas.
O brasileiro nao tem a minima condição de votar para mudar nosso pais.

Responder

Fabio Araujo

23 de outubro de 2017 às 10h44

Força Cristina!!!

Responder

Ermindo Castro

23 de outubro de 2017 às 10h13

A ESQUERDA ARGENTINA DIVIDIDA ACABOU PERDENDO EM VARIOS LUGARES!

Responder

Monica Figueiredo

23 de outubro de 2017 às 09h49

Tem idiota lá tb

Responder

Veronica Araujo

23 de outubro de 2017 às 09h46

Pelo menos isso Cristina como Senadora

Responder

Felipe Pereira Domingues

23 de outubro de 2017 às 08h53

Já vimos isso no Brasil ganhou mas perdeu.

Responder

Lulu Pereira

23 de outubro de 2017 às 04h11

cristina!!!

Responder

Márcia Vilarinho

23 de outubro de 2017 às 04h10

Parabéns,Cristina Kirchner! Estou muito feliz.

Responder

Márcio Martins

23 de outubro de 2017 às 01h52

Menos mal…claro que a direita tem força…ainda não tiveram tempo de fazer todas as suas cagadas, lá…como cá. No fim será terra arrasada…lembrem-se de Ménem e de FHC, quanto tempo durou…creio que desta vez será menos tempo, mas o estrago será maior…aí quererão a volta da esquerda; no aguardo!

Responder

Selma Serodio

23 de outubro de 2017 às 03h46

Parabens Cristina Kirchner.

Responder

Glauria Dantas

23 de outubro de 2017 às 03h25

Responder

Marcos Antônio Alves Rangel

23 de outubro de 2017 às 03h22

Show. Estamos virando o jogo tmb na Argentina.

Responder

Luiz Scardone

23 de outubro de 2017 às 03h16

Parabéns Cristina , grande lutadora pelo povo argentino , até que enfim uma boa notícia!

Responder

Iury Batistta

23 de outubro de 2017 às 03h15

Alex Pegna Hercog

Responder

André C. Abreu

23 de outubro de 2017 às 03h14

Parabéns Cristina!!

Responder

Deixe um comentário