Mano Brown para o canal Pronto, falei!

¨Hillary Clinton roubou Sanders¨ : acusa ex-presidente do Comitê Democrata e Donald Trump

Por Tulio Ribeiro

04 de novembro de 2017 : 21h39

Os Estados Unidos alardeiam discursos com intenção de ressaltar seu caráter democrático, transparente e de confiança. O mundo teve mais um exemplo de quanto o país foge deste padrão e não deve ser seguido.

O presidente Donald Trump acusou a candidata Hillary Clinton de comprar delegados na primária democrata contra o senador Bernie Sanders. A esposa de Bill Clinton teria subornado e chantageado os delegados: ¨A verdadeira História do conluio está no novo livro de Donna B. Hillary comprou os democratas e portanto roubou o ¨louco Bernie¨¨. Trump se referiu ao novo livro de Donna Brazile, ex-presidente do Comitê Nacional Democrata, publicado neste 2 de novembro.

Trump adiciona a acusação outro comentário, agora da senadora por Massachusetts e descendente dos povos originários da América do Norte, Elizabeth Warren. A parlamentar declarou publicamente que existia possibilidade de que Sanders tivesse sido roubado na eleições democratas. Falou Trump de forma racista: ¨ Pocahontas acabou de dizer que os democratas, liderados pela legendária e retorcida Hillary Clinton, manipularam as primárias. Vamos ao FBI e ao Departamento de Justiça.¨

Bernie Sanders procurou não polemizar com Hillary, preferindo entrar neste cenário trágico condenando os atos de Trump:¨ Não vamos nos distrair com seus esforços de reduzir os impostos aos bilionários, encerrar o seguro saúde e negar a mudança climática. Faça seu trabalho!

Diante deste embate, dois protagonistas deixaram sua contribuição. Os ex-presidentes George Bush e George W. Bush declararam no livro ¨Os últimos republicanos¨, escrito pelo economista e historiador Mark k. Updegrove, que ¨Trump chegou a presidência sem conhecer o trabalho, é um fanfarrão e aviva a ira do povo.¨

Donald Trump, Hillary Clinton e George Bush definitivamente estão longe de dar credibilidade aos Estados Unidos, mas a título de imaginação como estaria o mundo se Bernie Sanders não tivesse sido roubado?

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo Lima

05 de novembro de 2017 às 19h12

Obama também era uma promessa. Não esqueço que, após o almoço com Dilma, autoridades e demais convidados, calorosa confraternização entre brasileiros e estrangeiros no Palácio, foi para a embaixada dos USA e lá, antes de dormir, em nosso solo gentil, iniciou o bombardeio na Líbia, desrespeitando vetos do Conselho de Segurança da ONU. E ainda abiscoitou um Premio Nobel da Paz, em troca da cabeça de Kadafi e da ruína de mais um pobre país africano, em processo de desenvolvimento. O ato de governo mais importante do governo Obama talvez tenha sido tentar implantar o Obama Care, projeto nacional de assistência de saúde para a população mais pobre dos USA, que não avançou, atacado tanto lá, como cá, pelas Golden Cross e assemelhadas, através de seus poderosos tentáculos financeiros internacionais,”mexeu com uma, mexeu com todas”. Será que Bernie Sanders teria mesmo alguma chance?

Responder

João Couto

05 de novembro de 2017 às 17h40

Bernie Sanders era a esperança de PAZ e retomada do desenvolvimento. A esperança de relações respeitosas e qualificadas entre os EEUU e o Mundo, de retirada de suas tropas dos outros países, de busca de soluções pacíficas dos muitos conflitos e de uma revolução nos EEUU que fizesse desse país um,a Democracia.

Responder

Camila

05 de novembro de 2017 às 14h36

Turma da pesada Clinton, Sarney e Temer
Sem contar o Trump

Responder

Gringo

05 de novembro de 2017 às 11h30

MEGA CORRUPÇÃO.

Responder

Deixe uma resposta

x
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com