Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

“Lenín é o maior traidor da Alianza País”, denuncia Rafael Correa

Por Tulio Ribeiro

24 de novembro de 2017 : 03h56

( Crédito Imagem: sputinik/Lenín Moreno)
Apoiado na popularidade do ex-presidente Rafael Correa, Lenín Rodrigues chegou ao posto máximo do Equador em 24 de maio de 2017. Superado o período eleitoral, o ex-mandatário viajou para Bélgica, onde tinha estudado e conhecido sua esposa.

Assim que Correa deixou o país, Moreno se lançou no empenho de governar com um programa contrário ao que o partido oficialista ¨Alianza País¨ tinha proposto. Desmantelou agilmente acordos políticos e projetos sociais, para lançar um plano econômico de redução de impostos para empresas e majoração dos preços dos serviços básicos.

Correa ainda na Bélgica(em entrevista a AFP), unificou o sentimento da maioria da população: ¨É um traidor! Está governado com a direita e com os banqueiros(…) Em seis meses trouxe o atraso de 20 anos, sentimos seis meses de desgoverno, seis meses de uma operação milimétrica de destruição dos 10 anos da Revolução Cidadã.¨

Em outubro passado a direção do partido ¨Alianza País¨ destituiu Moreno da liderança. Entretanto o atual presidente conseguiu reverter junto ao Conselho Nacional Eleitoral, alegando que a decisão não se originava de convenção. Incentivou o processo de judicialização da política, apoiando as acusações contra seu vice Jorge Glas (correrista) e afastando-o de atribuições no governo. Desafiou ainda Correa, pedindo que pare de ¨se esconder na fronteira¨.

O ex-presidente com popularidade e controle do partido aceitou a provocação, irá chegar hoje ao Equador e coordenar em 3 de dezembro a convenção na cidade de Esmeraldas no noroeste do país: ¨A convenção vai tomar a decisão de expulsar Lenín Moreno, o maior traidor da Alianza País¨. Sentenciou Correa.

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Antonio Pacheco

25 de novembro de 2017 às 12h56

Juan P Arrobo que pelea és esta en Equador, hermanito? Dime, que passa?

Responder

    Juan P Arrobo

    25 de novembro de 2017 às 15h55

    Aquí mi estimado hermano con problemas políticos, el nuevo presidente en contra del expresidente siendo de la misma bancada. Al final vemos que la política es sólo interés al mejor postor. Esperemos que la situación cambié y el país continúe su desarrollo. Abrazos amigo querido.

    Responder

Mar

24 de novembro de 2017 às 22h31

Trair o programa de governo vencedor nas urnas?! Olha Temer fazendo escola.

Responder

Pan

24 de novembro de 2017 às 13h35

Volta Correa .

Responder

Tereza Nyqvist

24 de novembro de 2017 às 14h53

Como tem paneleiro lesado por esses gananciosos! Gente, vocês não vão receber fatia do bolo jamais, criem vergonha nessa cara de patéticos!

Responder

Lulu Pereira

24 de novembro de 2017 às 10h43

impressionante

Responder

jose carlos lima

24 de novembro de 2017 às 08h04

a biruta regressista está devastando o mundo

Responder

    Allex

    24 de novembro de 2017 às 09h23

    Verdade. A contra ofensiva conservadora e neoliberal é forte no mundo inteiro. Contudo, a humanidade terá que resistir e tomar o caminho da solidariedade e da distribuição. Não existe outra saída. Socialismo ou barbárie.

    Responder

      Roberto

      25 de novembro de 2017 às 16h10

      Socialismo ou barbárie, o alerta de Engels, reforçado por Rosa Luxemburgo.

      Responder

Rafael Santana

24 de novembro de 2017 às 09h14

Todo o Povo da América do Sul está sendo sabotado. Assim como na época das Colônias, os países ricos precisam dos nossos recursos para manterem seu status e suas economias funcionando.

Responder

Gerson Pompeu

24 de novembro de 2017 às 08h42

Temer peruano.

Responder

Deixe um comentário