Miguel do Rosário analisa pesquisa CNT/MDA e aliança com Ciro Gomes

Polícia hondurenha se recusa a obedecer golpistas e reprimir o povo

Por Tulio Ribeiro

06 de dezembro de 2017 : 16h33

(Imagem:População cozinha para a polícia, povo e militares uma só nação de trabalhadores)

Entoando o hino nacional, a polícia nacional de Honduras , nesta terça, manteve sua postura de ” não reprimir o povo”, mesmo recebendo ordens superiores que tentam suprimir a democracia e manter o golpe via fraude eleitoral.

Depois de se reunirem, policiais e representantes dos direitos humanos, no comando especial de operações COBRA na colônia de “21 de outubro” em Tegucigalpa, veio um exemplo que deveria ser reverberado como paradigma em todo mundo:

“A polícia ratifica seu compromisso ante a sociedade hondurenha e nos mantemos firmes em não reprimir o povo. São eles que devemos respeitar e por eles exigimos a quem corresponda a solução da crise que passa o país.(…)

Declaramos que não estamos realizando isto por campanha eleitoral. Nosso pedido é que nenhum membro da escala básica seja removido de suas obrigações e que os comandos superiores não façam represálias (…)

Nossos compromissos primordiais são garantir segurança e proteção ao nosso povo sem assumir ideais políticos (…)

Concluímos deixando claro que manteremos nossa postura de recuperar a paz e tranquilidade do nosso povo, caso os envolvidos não logrem resolver a situação.”

Assim como a polícia de Honduras, a brasileira sabe porque recebeu ordens para reprimir.

Os hondurenhos, porém, escolheram não bater em professor, em funcionário público, em estudantes, em mulheres e em trabalhadores(as). Tem a plena consciência que o senhor do nação é o povo, não os endinheirados que sequestraram o Estado para garantir seu patrimônio privado.

Escolheram a tranquilidade de optar pelo lado certo da história. Escolheram olhar para seus vizinhos, sua família e seus compatriotas da mesma forma que querem que olhem sua História e seus filhos(as).

Companheiros(as) que lêem estas linhas, que polícia você admira?

Tulio Ribeiro

Flávio Túlio Ribeiro Silva é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

a.ali

06 de dezembro de 2017 às 23h59

já a nossa “puliça roliça” fudi…, igualmente, bate no povo e lambe botas dos meganhas , tira foto, faz pose …são usados e, tapados como são, sequer se ligam que são massa de manobra!

Responder

João Ferreira Bastos

06 de dezembro de 2017 às 18h14

e aqui a porra do pt fazendo cara de paisagem

cambada de covardes, cagões.

Responder

    Eloiza

    06 de dezembro de 2017 às 19h48

    Ué? Quem tem que ir para rua são IDIOTAS dos PANELEIROS.
    Quem participou do GOLPE foram os “verde amarelo’ e não PT.

    Responder

    Jocely Nicodemos

    06 de dezembro de 2017 às 21h25

    Robõ da mídia golpistas, só sendo os paneleiros é quem que tirar o traseiro do sofá e cai nas Ruas é desfazer a CG que fez.

    Responder

Deixe uma resposta