Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

Cristina Kirchner enfia o Moro argentino no lixo da história

Por Miguel do Rosário

08 de dezembro de 2017 : 17h59

Dilma, Haddad, dirigentes petistas e de esquerda, assistam a esta magnífica aula de política e comunicação da senadora e ex-presidenta Cristina Kirchner.

A saída não é enfiar a cabeça num buraco.

A saída é enfrentar, de cabeça erguida, o monstro fascista judicial.

Um juiz argentino, uma espécie de Sergio Moro porteño, pediu a prisão da senadora. Como aqui, sem nenhuma prova.

Confiram a resposta dela, em coletiva para todos os órgãos de imprensa do país.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

44 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jo

10 de dezembro de 2017 às 14h59

Parabens que sirva de liçao para nos brasileiros e espero que nossos irmao Argentino nao deixem o capeta tomar conta do pais como no brasil estamos sendo governado pelo proprio lucifer e seus anjos dedemoniaco.

Responder

Moisés Moga

10 de dezembro de 2017 às 01h21

Diego Schwalb Zanoto

Responder

Marcelo Fontes Schramm

09 de dezembro de 2017 às 19h02

Mario Carlos Roca

Responder

Kelly Naldo Pedro

09 de dezembro de 2017 às 18h44

Farinha do mesmo saco do lulaDrão.

Responder

Luciano Marrelli

09 de dezembro de 2017 às 15h56

Finalmente caiu o Império da vagabunda Kirchner

Responder

Bibiana Guazzelli

09 de dezembro de 2017 às 15h37

Brava lutadora. ✊

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

09 de dezembro de 2017 às 09h46

Não só sionistas. No Brasil a bancada da bíblia é a que tem mais políticos envolvidos em corrupção.

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

09 de dezembro de 2017 às 09h44

RICARDO: gostaríamos de aproveitar a sua infinita sapiência e pedir-lhe que faça um breve resumo sobre a tal quebra da Argentina – e, de quebra – fale também sobre a alegada quebra do Brasil feita pelo PT. Não posso esconder que duvido muito de que sejas capaz. Mas, sempre estou aberto à surpresas.

Responder

    JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

    09 de dezembro de 2017 às 10h24

    EM PRIMEIRO LUGAR O BRASIL NÃO ESTÁ QUEBRADO,ESTÁ APENAS PARADO,PARADO COM ESTE PRESIDENTE ILEGÍTIMO,QUE NÃO TEM AUTORIDADE PRA NADA,QUE LIBEROU ATÉ TRABALHO ESCRAVO,É UM BESTA MESMO,SERÁ QUE ELE IMAGINA QUE ALGUM PAÍS EUROPEU VAI ACEITAR MERCADORIA DE UM PAÍS QUE ACEITA TRABALHO ESCRAVO.

    Responder

    Francisco

    09 de dezembro de 2017 às 11h59

    A TURMA DO AÉCIO, A GANG DO ÓDIO, provocou o caos no final de 2014, para daí tomar o poder e dizer que consertou a economia. Veja o lema da maçonaria, liderada pelo Temer: ” Ordo Ab Chao ” – Ordem Vinda do Caos. Crie o caos e então ofereça uma maneira para restabelecer a ordem. Sua ordem. As massas são agrupadas e dirigidas por muitas e variadas formas de controle mental e emocional.

    Responder

Lena Wild

09 de dezembro de 2017 às 09h44

Sionistas estão por trás de tudo… de todas as desgraças que nos atingem. Por se acharem ‘o povo escolhido de seu deus’, querem subjugar-nos e tornar-nos escravos. Começam por promover guerras e, por consequência, miséria, para despir os povos de sua identidade e dignidade…

Responder

Lena Wild

09 de dezembro de 2017 às 09h42

Sionistas estão por trás de tudo… de todas as desgraças que nos atingem. Por se ‘acharem’ o povo escolhido de seu ‘deus’, querem subjugar-nos e tornar-nos escravos. Começaram por promover guerras e, por consequência, miséria, para despir os povos de sua identidade e dignidade

Responder

Gustavo Horta

09 de dezembro de 2017 às 09h12

Aqui, como na Argentina, como no Paraguai, como em Honduras, como tentam fazer na Venezuela, como em toda parte do mundo, as ditaduras plantadas, tentadas e implantadas pelos estadunidenses, para seu prazer e sua fortuna.

Responder

Vaíde Régia

09 de dezembro de 2017 às 10h00

Toda a admiração à Cristina.

Responder

Fernando Delicato

09 de dezembro de 2017 às 02h24

Quem tinha que assistir era o Zé Eduardo Cardozo.

Responder

Jáder Barroso Neto

08 de dezembro de 2017 às 23h08

Argentina tiene su propio Juez Moro, también “podrido por la cabeza”.

Responder

Eloiza

08 de dezembro de 2017 às 23h00

Bravo! Cristina me representa…

Responder

    Eloiza

    08 de dezembro de 2017 às 23h05

    Aqui tem rede ESGOTO, no CHILE rede MERCÚRIO e na ARGENTINA o CLARÍN. Todos com o mesmo objetivo, BESTIALIZAR e ludibriar a população. Só que , diferente, dessa MASSA de manobra daqui, ainda tem uma parcela da população bem mais POLITIZADA que a nossa. Os leitores de Veja , Estadão e afins não conseguem enxergar um palmo a frente do nariz . Só o que a mídia dita.
    A Argentina superará esse GOLPISMO facista primeiro que o Brasil.

    Responder

      Demosthenis.

      09 de dezembro de 2017 às 03h38

      Muito bem.

      Responder

Tâmara Andrade

09 de dezembro de 2017 às 00h30

Valeu Cristina

Responder

Mar

08 de dezembro de 2017 às 22h09

Muito boa a atitude da senadora Cristina Kirchner. Parabéns ao povo argentino, que também se manifestou. Porém gostaria de destacar a parte do vídeo: de 0:29 até 1:33. Notem que ela agradece o apoio de outros partidos de esquerda e também de políticos de “outros espaços políticos”. E o mais impressionante disso, é que eles sentaram ao lado dela no momento da coletiva! Isso para mim é uma clara demonstração de que eles querem proteger a democracia na Argentina acima de tudo. Eles percebem que se permitirem que o judiciário insurja contra a Cristina, eles estarão abrindo uma brecha para o caos na Argentina. Que exemplo! É assim que os representantes do povo devem agir, colocando os interesses nacionais acima das divergências políticas e interesses próprios. Além disso eles já tem um exemplo negativo – o Brasil. Sendo assim, prefiro acreditar que este vídeo é uma aula mais para OS POLÍTICOS BRASILEIROS do que para Dilma.
Seria interessante lembrarmos na época que na época a Dilma estava SOZINHA, TODOS os partidos apoiavam a farsa jato do Moro. Principalmente a esquerda ESCROTA desse país. A direita canalha nem se fala. Se a Dilma convocasse uma coletiva como a Cristina fez, quem estaria do lado dela? Toda vez que ela tentou falar, só se ouvia o barulho da panelas dos ignorantes, pois o povo brasileiro não é o povo argentino.
Até hoje fazem o uso político da lava jato para tirar o PT do caminho, mesmo sabendo que esta operação está acabando com o país. Ou seja o interesse nacional é colocado em último plano. Não tem um candidato hoje a presidência da esquerda, que não esteja torcendo para Lula ser preso, mesmo sabendo que nenhum deles tem chances de vencer. A política brasileira é uma VERGONHA! É por isso que o povo tem que ser instruído para tirar esses canalhas do congresso.

Responder

    JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

    09 de dezembro de 2017 às 10h41

    É ISSO QUE EU SEMPRE DIGO,O POVO BRASILEIRO DEVERIA ESTAR SE UNINDO,MAS OS QUATRO MANDATOS DO PT,ALGUMAS PESSOAS SE ACHAM DE CLASSE MEDIA,MAS NÃO PASSAM DE POBRES COITADOS,QUE PODEM,A QUALQUER MOMENTO,PERDER A CASA FINANCIADA,PELO MINHA CASA MINHA VIDA,PERDER O CARRO FINANCIADO(PORQUE TINHA EMPREGO,AGORA NÃO TEM MAIS) E PRINCIPALMENTE,PERDER SUA REFERENCIA INTELECTUAL(NO CASO A REDE GLOBO,VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO QUE FAZ LAVAGEM CEREBRAL NOS PAPAGAIO DE PIRATAS).
    BRASILEIROS SE AINDA NOS RESTA ALGUMA INTELIGÊNCIA,FAÇAMOS COMO OS ARGENTINOS,VAMOS NOS UNIR,PARA QUE POSSAMOS SALVAR UM POUQUINHO DE DIGNIDADE QUE NOS RESTA.

    Responder

Marcio Freitas

08 de dezembro de 2017 às 22h59

E de que interessa essa notícia, pra nós brasileiros não tem significado nenhum, isso aqui é Brasil

Responder

    Rafael Foschini Trindade

    09 de dezembro de 2017 às 12h27

    Estuda um pouco. Vai entender.

    Responder

    Antônio Aguiar

    09 de dezembro de 2017 às 14h26

    Você vê #OCafezinho mas parece que enxerga a #Globo !?

    Responder

    Marcio Freitas

    09 de dezembro de 2017 às 14h34

    Rafael Foschini Trindade; o que é que tu entende de argentina de Cristina, a bosta que ela envolveu o país, levando pro buraco como fez , Lula e Dilma.

    Responder

    Marcio Freitas

    09 de dezembro de 2017 às 14h48

    Antônio Aguiar;# O Cafezinho, UE veio toda mídia cobria o governo de Cristina kichener na Argentina, foi o governo dela que fechou agências de notícias e fechou canal de TV, fora dezenas de jornais, e tu me vem falar de rede globo que bosta que tu colocou no meio, lá na Argentina ela estatizou toda a imprensa que era oposição ao governo dela eu escrevie (GOVERNO ) entende, um abraço esquerdista

    Responder

Ricardo

08 de dezembro de 2017 às 20h41

Só passando para dizer que essa mulher acabou com a Argentina, com populismo barato.

No governo dela, o dólar chegou a ter 4 tipos de mercado cambial diferentes.

Responder

    albert Fanon

    08 de dezembro de 2017 às 21h12

    Outro leitor de Veja….Durante o governo dos Kirchner, o nível de vida da população argentina cresceu como nunca. Agora Macri está entregando os setores mais rentáveis da economia às multinacionais, que não perdem tempo e estão aumentando os preços de tudo.

    Responder

      Ricardo

      08 de dezembro de 2017 às 21h16

      Certo.

      Disserte mais sobre a inflação galopante, PIB negativo e a pior recessão da História da Argentina no governo dela.

      Responder

        Robin

        09 de dezembro de 2017 às 02h55

        Então, a mulher, como Lula, provocam um crescimento econômico de seu país, que nunca existiu quando governado pelos crápulas vendilhões, onde todos se beneficiam e você vem falar em “inflação galopante”. Ora, ora… faça o favor, né?!?!?!

        Responder

Lulu Pereira

08 de dezembro de 2017 às 22h35

salve cristina!!!

Responder

Marilza De Melo Foucher

08 de dezembro de 2017 às 22h03

O povo argentino tem consciência política e sabe como exercer sua cidadania. E Cristina sabe como lidar com os meios de comunicação.

Responder

Lília Moema Santana

08 de dezembro de 2017 às 21h51

Vera Lucia Murakami Mirta Elizabeth Laciar

Responder

Emf Marx Filoso

08 de dezembro de 2017 às 21h48

Desculpe mas há diferenças: o grau de consciência política do povo argentino é muito mais crítico que o nosso; o fisiologismo partidario, é menor que o nosso; lá, na Argentina, não houve golpe, o presidente foi eleito democraticamente, mesmo que de direita; Cristina Kirchner, foi eleita senadora, ou seja, tem o aval popular, e por último, não foi acusada de corrupção, mas de traição, uma acusação pífia. Ah!! Também não tinha uma Globo golpeando a todo instante, não se esqueçam, ela cassou a concessão da globo de la, coisa que nem o Lula, ou Dilma fizeram na Globo daqui, motivos é que não faltaram. Essas são as diferenças, minha opinião.

Responder

Gabriel Carrasco Cenzano

08 de dezembro de 2017 às 21h42

Pera ai, não é essa que e suspeitas de estar envolvida na morte de um promotor que tinha as provas de corrupção conrtra ela?

Responder

Sônia Lacerda

08 de dezembro de 2017 às 21h37

DILMA enfrenta

Responder

Tenorio Carvalho

08 de dezembro de 2017 às 21h24

Era isso que o presidente Lula e Dilma, deveriam denunciar a toda imprensa Nacional e no exterior, o que juízes com a complacência do STF vêm fazendo no Brasil.

Responder

albert Fanon

08 de dezembro de 2017 às 19h08

Bonadio, o “Moro” argentino é tão tosco e limitado quanto o Savanorola daqui. Parece que, como aqui, Washington não conseguiu cooptar ninguém mais qualificado para liquidar com soberania da nação.

Responder

Wilmer Paiva

08 de dezembro de 2017 às 21h07

Concordo tem que enfrentar com cabeça erguida olhando dentro do olho desses bandidos de toga

Responder

Ricardo Luiz Malta Malta

08 de dezembro de 2017 às 20h54

LULA FOREVER

Responder

Ricardo Luiz Malta Malta

08 de dezembro de 2017 às 20h54

LULA 2018

Responder

Jose Luiz Almeida

08 de dezembro de 2017 às 20h44

Também concordo. Enfrentar com altivez esses canalhas de toga.

Responder

Deixe uma resposta