Entrevista de Haddad ao SBT

China ameaça os EUA de atacar Taiwan se atracarem seus navios na ilha

Por Tulio Ribeiro

10 de dezembro de 2017 : 04h53

(crédito : Asian defense blog)
Não obstante Taiwan desde 1949 possuir uma administração independente com ministro, política interna e externa autônoma, a China não considera um país livre e afirma que vai retomar a ilha em 2020. Os Estados Unidos também não o reconhece um país, mas possui acordos inclusive militares.

Em 2005 foi assinada a lei anti-secessão que impede qualquer navio estadunidense ancorar , o que automaticamente permitiria se apoderar da ilha. O fato é que passado estes anos, o país americano aprovou uma lei que pode por fim a este relativo consenso histórico. A dificuldade que agora se apresenta é que existe uma autorização embarcações militares tanto dos EUA como de Taiwan se visitem.

A China em declaração oficial aos Estados Unidos, ameçou que vai invadir a ilha caso a armada do país atraque.
Coube o Embaixador Li Kexin de alto e bom som, de Washington mostrar que a China já a potência é capaz de enfrentar os EUA :

” O dia que o navio da força dos Estados Unidos atracar em Kaohsiung (cidade portuária), será o dia que o Exército Popular de Libertação (EPL) unirá a China com Taiwan mediante a força militar.”

Donald Trump que não cumpriu as ameaças contra a Coreia do Norte, não impediu a China de construir ilhas artificiais no pacífico aumentando seu território, que perdeu a guerra da Síria e levantou o mundo contra si ao querer entregar Jerusalém a Benjamin Netanyahu, se confronta diretamente a potência que pode acelerar a queda do seu império. O mundo não é mais de uma só nação. Rússia, China e os Estados Unidos sabem disto.

Tulio Ribeiro

Flávio Túlio Ribeiro Silva é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

66 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Lucas

09 de fevereiro de 2018 às 09h45

duvido que eua tenha coragem de enfrentar a China, pois nao eh nenhum iraque ou afeganistao !
nem contra coreia do norte tem !

Responder

    CARLOS ALBERTO GUIMARÃES DE SÁ

    14 de abril de 2018 às 23h39

    Bem pensado. Parabéns. É isso mesmo.

    Responder

Wescley Fernandes

11 de dezembro de 2017 às 02h38

Já vimos esse filme! Guerra Fria II

Responder

Marcos Videira

10 de dezembro de 2017 às 23h55

Trump precisa arrumar uma encrenca externa para abafar a crise política interna que visa seu impeachment.

Responder

Win Win

10 de dezembro de 2017 às 22h52

Belt and Road Initiative – a nova rota da seda – atrairá 10 trilhões de dólares em investimentos ao longo dos anos; A integração da Eurásia. Mega projetos de infra estruturas , alavancando relações diplomáticas, comércio e geração de empregos em aproximadamente 60 países.

Responder

    Pedro Cândido Aguarrara

    10 de dezembro de 2017 às 23h36

    Correto Win Win. O Corredor Eurasiano, principalmente, que liga China e Russia a Europa, é o centro geopolitico do planeta. Quem controla esse corredor ou participa ativamente do que acontece nele é que está no comando das principais ações economicas globais.

    Responder

Pedro Cândido Aguarrara

10 de dezembro de 2017 às 22h27

Estranho. Sempre leio o China Daily e vários sites progresssistas em língua inglesa e não vi nada sobre isso.

Responder

    Pedro Cândido Aguarrara

    10 de dezembro de 2017 às 23h44

    Corrigindo. Essa notícia foi dada hoje pelo Taiwan News. O comentário foi feito pelo embaixador nos EUA num evento para estudantes chineses e taiwaneses residentes nos EUA e no contexto da Lei anti secessão chinesa de 2005.

    A lei considera ato de secessão o atracamento de navio militar estrangeiro nos portos de Taiwan e justificaria a intervenção militar chinesa.

    Responder

Ricardo

10 de dezembro de 2017 às 19h58

Não ví isso em nenhum outro lugar.

Túlio, apresente fontes, ou perderá credibilidade.

Responder

    Ricardo

    10 de dezembro de 2017 às 20h13

    O Túlio é esnobe demais. Nunca responde perguntas que lhe são feitas.

    Responder

    Sergio

    11 de dezembro de 2017 às 00h18

    Nem vai ver, nos publicamos o que quisermos…Fique a vontade pra acreditar ou não…Mas o Túlio escreveu fatos reais…

    Responder

      Pedro Cândido Aguarrara

      11 de dezembro de 2017 às 15h27

      Essa notícia foi dada hoje pelo Taiwan News. O comentário foi feito pelo embaixador nos EUA num evento para estudantes chineses e taiwaneses residentes nos EUA e no contexto da Lei anti secessão chinesa de 2005.

      A lei considera ato de secessão o atracamento de navio militar estrangeiro nos portos de Taiwan e justificaria a intervenção militar chinesa.

      Responder

Mario Barboza

10 de dezembro de 2017 às 21h25

China chegando..

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

10 de dezembro de 2017 às 14h37

Finalmente o mundo acordou para o estilo predatório dos EUA. Já passou da hora de os americanos serem os juízes do mundo. FORA EUA!

Responder

Bruno Lima

10 de dezembro de 2017 às 14h55

Podem até destruir os EUA, mas a indústria bélica está às gargalhadas.

Responder

    Pedro Cândido Aguarrara

    10 de dezembro de 2017 às 23h53

    Esse Complexo Industrial Militar americano está se tornando a ruína da democracia na América.

    E está levando o país a falência além de estar fazendo com que não haja mais qualquer disposição, principalmente na maior parte da Europa, de acreditar em qualquer movimento de política externa dos Estados Unidos.

    Em se tratando de Asia Ocidental e Central nem se fala e no Oriente Médio os únicos aliados possiveis são os sauditas e os israelenses mas mesmo esses começam a enfrentar dura resistência interna.

    Responder

jose carlos vieira filho

10 de dezembro de 2017 às 12h29

Video interessante sobre o estado das forças armadas americanas:
https://actualidad.rt.com/viral/257207-convoy-ejercito-eeuu-atascado-barro-polonia
dele podemos inferir:
– os soldados americanos são maus motoristas.
– os veículos supostamente “todo terreno” que usam só funcionam no asfalto.

Responder

Rodrigo Luiz Moreira

10 de dezembro de 2017 às 13h17

Dom Giovani

Responder

    Dom Giovani

    10 de dezembro de 2017 às 13h24

    Queima raparigal! 🔥🔥🔥🔥🔥🔥🔥

    Responder

Tiago Do Valle

10 de dezembro de 2017 às 13h08

Kkkk ok só rindo… se eu não me engano os americanos tem mais de 10 brinquedos desses.

Tenta a sorte.

Responder

    Antonino Marques Teixeira

    10 de dezembro de 2017 às 13h32

    garota tu tá no mundo da lua não tenho dúvidas que os americano são muito fortes mas a com correncia tá asima

    Responder

    Antonino Marques Teixeira

    10 de dezembro de 2017 às 13h34

    Americano no ceculo 21 não jaera são tao poderoso qui arregarao pra os coreanos

    Responder

    Tiago Do Valle

    10 de dezembro de 2017 às 13h35

    Mano… apaga q dá tempo.

    Q vergonha… Kkkkkkkkkkkk

    Reflexo do Governo PTralha.

    Responder

    Jose Antonio Casais

    10 de dezembro de 2017 às 14h04

    Tiago Do Valle
    Nem sabe qual é a força militar Sino-Russa. E fala besteira. O que sabe da marinha Chinesa? Nada.
    O exercito Chines é 5 vezes maior que a dos americanos. Numero de submarinos e esquadras de guerra. Misseis. Tecnologia… Industria de Armas, só especulam… Os EUA foram comprados pelos Chineses. A divida do Tesouro tá na mão deles. 15 trilhoes de dolares americanos contra 12 trilhoes em Chines. Numa economia que dobra o PIB em 10 anos e os americanos só aumentam 20%. Enfiam os EUA no saco.

    Responder

    Tiago Do Valle

    10 de dezembro de 2017 às 14h05

    Fonte?

    Responder

      Pedro Cândido Aguarrara

      11 de dezembro de 2017 às 00h01

      É o que não falta Thiago principalmente se você domina o idioma inglês. Domina? Não? Então não discuta politica internacional pois se você só pode ler ou ouvir em português você não tem acesso às informações corretas sobre Rússia ou China.

      Se gosta de politica internacional estude inglês e passe a consultar o conteúdo de sites como

      Russia Today
      China Daily
      Veterans Today
      SOTT
      Paul Craig Roberts
      Rand Paul Institute
      The Guardian
      Etc….

      Responder

    Marcelo Oiticica

    10 de dezembro de 2017 às 20h40

    É triste ver um cara que é pobre e negro babando ovo da direita sionista internacional… Lamentável!

    Responder

      Pedro Cândido Aguarrara

      11 de dezembro de 2017 às 00h04

      E pior ainda. Praticando religiões que há pouco tempo atrás dizia que negros não tinham almas e podiam ser comercializados como qualquer outro animal.

      Responder

    Tiago Do Valle

    10 de dezembro de 2017 às 20h41

    Eh melhor Jair se acostumando.

    Responder

      Luis Campinas

      10 de dezembro de 2017 às 23h40

      Um soldado para ser considerado como tal, tem que ter uma virtude básica, disciplina. Um cara que ameaça seu comandante de Exército por conta de aumento de salário, não merece usar farda alguma. Não foi expulso porque tinha algum torturador que o bancava lá em cima, mas soldado não é! Não é também deputado porque nunca apresentou nada de projeto, sequer para o Rio. Está na lista de Furnas como receptador e recebeu de empreiteira e devolveu para ser lavado no partido e pegou de volta. Um cara que só sabe falar que não gosta de gay, negros e mulheres, tem mesmo que vazar quando chamado numa universidade para falar a que veio. Ridículo um personagem desse ser admirado!

      Responder

      Pedro Cândido Aguarrara

      11 de dezembro de 2017 às 00h10

      Você, Thiago, já pode ter se acostumado mas existem pessoas que nunca se acostumam com o fascismo.

      Nos Estados Unidos hoje 99 % dos negros são como você. Perderam tudo que tinham ao ponto de podermos dizer que não existem mais negros nos EUA: existem apenas brancos de pele branca e brancos de pele negra. É muito triste!!

      Responder

    Mario Barboza

    10 de dezembro de 2017 às 21h28

    Continua sorrindo.., pesquise, leia mais sobre China, não na veja, isto é , ou o globo..

    Responder

    Mario Barboza

    10 de dezembro de 2017 às 21h30

    O homi de deus, família, da moral bons costumes, seu herói, nunca fez nada como soldadinho e em 30 anos de suruba, nem para às velhas assanhadas da ditadura e zumbis, não acredito em mula sem cabeça.

    Responder

    Jose Antonio Casais

    10 de dezembro de 2017 às 21h33

    Se quiser conferir Tiago Do Valle
    O seu idolo Bolsonaro melhor Jair rastreando o passado sórdido, sem ética politica dele. Para ajudar esse aqui foi tirado da Folha, 19 de Dezembro de 2002.
    Dados e fontes de economia e geopolitica, é o que quer saber? Versão das fontes de dados reais sobre China e EUA.
    Podes pesquisar a CLASCO e a RIEN . Entidades da Unesco – ONU. Sabe ler em ingles ou espanhol?
    Não. Imagino que não, fica lavando seu cérebro com o discurso retardado do Bolsominion, enche o seu ouvido de merda que vai muito bem, creio que te faz bem, porque você é um preconceituoso pior que o lider. Logo o Bolsanaro murcha que nem o Cunha, Japones da Federal, Janaina Pascoal e outros herois fabricados, o mito é o mais patetico de todos, por isso tá durando mais.
    Kkkkk

    Responder

    Geovane Geronço

    11 de dezembro de 2017 às 01h35

    Pobre, negro e ainda por cima lambe o rabo dos americanos! Que merda! Por isso q o Brasil é motivo de chacota no mundo.

    Responder

    Tiago Do Valle

    11 de dezembro de 2017 às 02h29

    Quem ver cara não ver coração…

    Só pq eu sou negro eu sou pobre….

    Racistas são vcs… seus mula.

    Responder

    Simone Dos Santos

    11 de dezembro de 2017 às 03h50

    Negro apoiando racista, que lástima

    Responder

    Simone Dos Santos

    11 de dezembro de 2017 às 03h51

    Bolsonaro é condenado por declarações homofóbicas e racistasDeputado terá de indenizar Fundo de Defesa dos Direitos Difusos em R$150 mil por fala em programa de TV

    https://www.google.com.br/amp/s/oglobo.globo.com/sociedade/bolsonaro-condenado-por-declaracoes-homofobicas-racistas-15866495%3fversao=amp

    Responder

Luiz C. Zanin

10 de dezembro de 2017 às 12h31

América é um fiasco!! O mundo já está sabendo!
Infelizmente tem a Inglaterra como maio aliada em promoções de guerra com ninguém ntuito de vendas de tecnologias e armamentos militares, os quais sem esse “mercado” iriam à falência seguramente! Como sangue sugas, depende de outros para manterem suas sobrevivência, pois o que produzem não é o suficiente para assegurar seu falso status de 1° mundo!!
Sem guerra ele vai à falência!!

Responder

    Ana Claudia Costa da Silva

    10 de dezembro de 2017 às 23h08

    Luiz C. Zanin, lindo e verdadeiro esse seu discurso, pena que os países não consegue ou não quer ver isso, esses países aliados dos EUA tem ele como Deuses e enquanto isso os EUA vão levando tudo dos países de forma natural e normal, isso me revolta tanto!!!!!!! E quando a gente tenta acordar o povo para ver essa triste realidade o povo chama a gente de doído, o mesmo discurso que o EUA usa quando um país se opõe em seguir suas ordem, estou cansada de ver o EUA levar de graça tudo que é do povo e o próprio povo aceitar. Affff os países deveria se juntar se opor e banir os EUA do mundo, acredito que quando isso acontecer todos esses países aqui da América conseguirá se reerguer economicamente.

    Responder

Mar

10 de dezembro de 2017 às 10h29

A lógica seria que com o tempo, a humanidade evoluiria a ponto de estarmos discutindo maneiras de fazer o mundo em que vivemos um lugar cada vez melhor. O ser humano que teve o privilégio dentre todas as especieis do nosso planeta de ter a capacidade do raciocínio, teria a responsabilidade de cuidar não só da sua sobrevivência, mas de todo o nosso mundo. Poderíamos usando recursos financeiros, conhecimento, tecnologia para cura de doenças, minimizar dados das catástrofes naturais, enfim, novas descobertas que tornariam cada vez mais prazeroso nossas vidas. Em vez disso, após varias guerras, sendo que duas mundias que ceifaram milhões de vidas, a humanidade mostra que não aprendeu nada e continuam falando em guerras. Um grupo de países se acham no direito de decidir o destino de toda a humanidade, causando destruição do meio ambiente, fome, miséria, investe boa parte dos recursos em armamentos de ultima geração capaz de destruir milhões de vidas em poucos segundos, tudo isso para quê? Para beneficiar pequenos grupos. Isso não tem lógica alguma. Onde vamos parar? Por que a grande maioria da população não se rebela contra isso? É a nossa sobrevivência que está em jogo.

Responder

    Pedro Cândido Aguarrara

    10 de dezembro de 2017 às 22h15

    Entregamos tudo para a Democracia que é o governo dos mais ricos pelos mais ricos e para os mais ricos. Entregamos tudo para o capitalismo permitindo que as pessoas e as empresas acumulem riqueza material ilimitadamente. O que você esperava que acontecesse?

    Responder

jose carlos vieira filho

10 de dezembro de 2017 às 10h21

Poderia o autor do artigo citar as fontes usadas para sua composição?
Qual a fonte da declaração oficial chinesa?

Responder

    Pedro Cândido Aguarrara

    11 de dezembro de 2017 às 00h16

    Taiwan News de hoje 10 de dezembro.

    Responder

Aslan Rito

10 de dezembro de 2017 às 11h52

Olha só que MEGA NAVIO DE GUERRA CHINES // depois dá só uma olhadinha na SUCATA que os ingleses empurraram no Brasil de Temmer,por 250 milhões de dólares ! Nossas Forças Armadas só podem ESTAR BRINCANDO!! Ou, quá ??

Responder

    Mario Barboza

    10 de dezembro de 2017 às 21h26

    Imagino o PF.

    Responder

    Pedro Cândido Aguarrara

    10 de dezembro de 2017 às 22h31

    Já é assim desde os anos 60 quando compramos um porta aviões da Inglaterra.

    Juca Chaves compôs:

    Brasil já vai a guerra
    Comprou porta aviões
    Um brinde à Inglaterra
    De 82 milhões
    Mas que ladrões!!

    Responder

    Jose Luis Maia Gusmao

    11 de dezembro de 2017 às 01h08

    Adorei o quá! Mas diga se de passagem, o próprio governo temer golpista, não passa de uma sucata velha.

    Responder

    Wescley Fernandes

    11 de dezembro de 2017 às 02h40

    Se não estou enganado é o maior do mundo! E o maior submarino é nuclear é russo!

    Responder

Spinola

10 de dezembro de 2017 às 09h12

O Trump é um delinquente. Um Temer.

Responder

Antonio Cerqueira

10 de dezembro de 2017 às 11h01

AMERICANOS, SEMPRE ELES, DE OLHO NO QUE É DOS OUTROS.

Responder

Antonio Cerqueira

10 de dezembro de 2017 às 11h00

Responder

Emmanoel Carvalho

10 de dezembro de 2017 às 10h55

E o Brasil atual serve como fornecedor de recursos pra alimentar as forcas do ocidente se considerarmos a cobiça em nosso petróleo

Responder

Joao Megaton Neto

10 de dezembro de 2017 às 10h41

Lembrando tb que China e Russia assinaram um tratado estratégico q permite q as duas nações ajam juntas

Responder

Eloiza

10 de dezembro de 2017 às 07h31

EUA não é mais a única potência.
Seus tentáculos podem ser podados e o mundo agradece

Responder

Vitor

10 de dezembro de 2017 às 07h22

Lindo, muito correto, atacar Taiwan seria a coisa mais certa, vamos logo ver a reação do Pato falante.
Situação muito delicada, Coreia deve estar na espera, Russia.
Viva China!

Responder

    Paulo Lima

    10 de dezembro de 2017 às 10h50

    “O sol está sempre em riste”, esta aí, a insignia do império britânico, até hoje resta (mau) exemplo para seus seguidores, neoimperialistas, para infelicidade geral das nações.
    Dos tempos vitorianos, graças a Darwin e a evolução humana, impõe-se a lembrança da inteligência e resistência do bravo e injustiçado irlandês Oscar Wilde. A thing of truth is the real and grat arm, forever. -como hj tvz Keats.
    Fernando de Noronha, cuja população em sua maioria é natural de PE/Brasil, não será uma nova Guam ou Marianas. Dentro de Taiwan, como em Hong Kong, fala-se chinês e louvado, santo, é Confúcio.
    O que um navio de guerra USA leva ao atracar em Taiwan? Truth or dare?

    Responder

      Pedro Cândido Aguarrara

      10 de dezembro de 2017 às 22h35

      GREEEEEEED!!!!

      Responder

Cintia Guimaraes

10 de dezembro de 2017 às 09h17

Adriana Sayar

Responder

Eduardo Dantas

10 de dezembro de 2017 às 08h17

Ótima matéria. Parece que o Trump realmente está empenhado em desencadear uma terceira guerra mundial ou um conflito em larga escala, para assim os EUA não falirem, pois sabemos que desde 2008 eles vem decaindo o PIB e a dívida externa aumentando, perdendo espaço militar para a Rússia e econômico para a China. É meu amigo, tá complicado, o império quer se manter no poder custe o que custar.

Responder

    layz

    10 de dezembro de 2017 às 13h39

    Esta guerra já começou e com a derrota do Brasil falta pouco para a potência hegemômica completar a aquisição estratégica da América Latina. Rússia e China sabem disso.

    Responder

    Mario Barboza

    10 de dezembro de 2017 às 21h26

    Todo império tem seu declínio..

    Responder

Vicente Jungstedt

10 de dezembro de 2017 às 08h03

A China está certa!

Responder

Vicente Jungstedt

10 de dezembro de 2017 às 08h02

USA, F…ck off to your borders!!!

Responder

Nionse Carvalhais

10 de dezembro de 2017 às 07h26

Pato Donald quer provocar a 3ª Guerra Mundial .

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com