Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Os melhores trechos do discurso épico de Lula – com comentários

Por Pedro Breier

07 de abril de 2018 : 18h14

(Lula nos braços do povo após o discurso épico. Foto: Francisco Proner Ramos)

Por Pedro Breier

É tarefa difícil achar um adjetivo para o último discurso de Lula antes de sua prisão.

Histórico? Antológico? Monumental?

Todos parecem pequenos diante do poder discursivo de um dos maiores gênios políticos da história da humanidade.

Tratá-lo como o discurso mais épico da história brasileira é, talvez, o que faça mais justiça ao momento lendário que aconteceu hoje no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, berço político de Lula.

Separei alguns dos melhores trechos do discurso de Lula (em negrito) para fazer alguns comentários:

Eu sonhei que era possível um metalúrgico sem diploma universitário cuidar mais da educação do que os diplomados e concursados que governaram esse país. (…) Eu tenho orgulho, profundo orgulho, de ter sido o único presidente da República sem ter um diploma universitário. Mas sou o presidente da República que mais fez universidade na história desse país, para mostrar pra essa gente que não confunda inteligência com quantidade de anos na escolaridade. 

Aqui temos dois dos grande motivos da perseguição monstruosa que a direita brasileira empreende contra Lula. O primeiro é o ódio de classe. Lula é um retirante nordestino e líder operário que, justamente por sê-lo, comunica-se diretamente com o povão usando linguagem e referências populares. Somente o fato de ter chegado à presidência da República já o tornou alvo automático da fúria das estruturas de poder conservadoras. A ironia de ser, sem ter diploma universitário, o presidente que mais construiu universidades na história do país é o outro motivo. O projeto de manutenção do Brasil como um país absurdamente desigual não pode prescindir de uma população com baixo nível de escolaridade.

Esse crime eu cometi. (…) Se for por esses crime de colocar pobre na universidade, negro na universidade, pobre comer carne, pobre comprar carro, pobre viajar de avião, pobre fazer sua pequena agricultura, ser microempreendedor, ter sua casa própria; se esse é o crime que eu cometi, eu quero dizer:  eu vou continuar sendo criminoso nesse país porque vou fazer muito mais. 

É impressionante o talento comunicativo de Lula. Desnuda os verdadeiros motivos para essa caçada judicial de forma quase poética. Sensacional.

Eu tenho mais de 70 horas de Jornal Nacional me triturando. Eu tenho mais de 70 capas de revistas me atacando. Eu tenho mais de milhares de páginas de jornais e matérias me atacando. Eu tenho mais a Record me atacando. Eu tenho mais a Bandeirantes me atacando. Eu tenho mais as rádios do interior, as rádios de outros estados. E o que eles não se dão conta é que quanto mais eles me atacam, mais cresce a minha relação com o povo brasileiro. (…) Eles não sabem que o problema desse país não chama-se Lula. O problema desse país chama-se vocês, a consciência do povo.

Lula, apesar de ser o alvo de uma das campanhas de desmoralização mais pesadas da história da humanidade, simplesmente lidera todas as pesquisas eleitorais para 2018. A mídia hegemônica e seus sócios no golpismo parecem, de fato, não saber que toda essa violência contra o ex-presidente o torna cada vez mais mítico. Não devem saber também que uma figura mítica injustiçada dessa maneira é um símbolo poderoso demais, que fatalmente incendiará a consciência de milhões de brasileiros.

Outro sonho de consumo deles é a fotografia do Lula preso. Ah, eu fico imaginando a tesão da Veja colocando a capa minha preso. Eu fico imaginando a tesão da Globo colocando uma fotografia minha preso. Eles vão ter orgasmos múltiplos. 

(…)

Podem ficar certos: esse pescoço aqui não baixa. A minha mãe já fez o pescoço curto pra ele não baixar. E não vai baixar. Porque vou de cabeça erguida e vou sair de peito estufado de lá, porque vou provar a minha inocência.

Dois momentos em que Lula mostra sua veia humorística clássica. O homem é uma rocha: 72 anos, prestes a se tornar um preso político, e ainda tem presença de espírito para fazer piada. Desculpem-me o termo, mas não há outro que caiba aqui: o cabra é foda.

Eu vou enfrentá-los aceitando cumprir o mandado. Eu quero saber quantos dias eles vão pensar que tão me prendendo. E quanto mais dias eles me deixarem lá, mais Lulas vai nascer nesse país e mais gente vai querer brigar nesse país. Porque a democracia não tem limite, não tem hora pra gente brigar. Eu to fazendo uma coisa muito consciente. Eu falei pros companheiros: se dependesse da minha vontade, eu não iria. Mas eu vou. Eu vou porque eles vão dizer a partir de amanhã que o Lula tá foragido, que o Lula tá escondido. Não. Eu não to escondido. Eu vou lá na barba deles pra eles saberem que eu não tenho medo, pra eles saberem que eu não vou correr e pra eles saberem que eu vou provar a minha inocência.

A estratégia escolhida por Lula de entregar-se à PF – rejeitando a ideia de asilar-se em alguma embaixada ou em outro país – parece-me correta. O confinamento absurdo da maior liderança popular da história do Brasil será uma lembrança diária do que a elite brasileira é capaz para impor seu projeto de poder. A prisão de Lula depõe contra o seu próprio projeto de conciliação de classes e a sua permanência na prisão será como um alerta permanente: não pode haver acordo ou trégua no embate político com a direita brasileira.

Encerro por aqui os comentários, porque não há o que comentar sobre os últimos três trechos que separei. Apenas apreciemos o poder das palavras do maior gênio político da história do Brasil:

Não adianta tentar evitar que eu ande por esse país, porque tem milhões e milhões de Lula, de Boulos, de Manuela, de Dilma Rousseff pra andar por mim. Não adianta tentar acabar com as minhas ideias. Elas já estão pairando no ar e não tem como prende-las. Não adianta tentar parar o meu sonho, porque quando eu parar de sonhar eu sonharei pela cabeça de vocês e pelo sono de vocês. Não adianta achar que tudo vai parar o dia que o Lula tiver um infarte. É bobagem. Porque o meu coração baterá pelo coração de vocês, e são milhões de corações. Não adianta eles acharem que vão fazer que um dia eu pare. Eu não pararei porque eu não sou mais um ser humano. Eu sou uma ideia. Uma ideia misturada com a ideia de vocês.

(…)

Eu vou cumprir o mandado (de prisão). E vocês vão ter que se transformar, cada um de vocês, vocês não vão mais chamar Chiquinha, Joãozinho, Zezinho, Albertinho. Todos vocês daqui pra frente vão virar Lula e vão andar por esse país fazendo o que tem que fazer. E é todo dia. Eles tem que saber que a morte de um combatente não para a revolução.

(…)

Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a chegada da primavera. E a nossa luta é em busca da primavera.

 

 

Pedro Breier

Pedro Breier nasceu no Rio Grande do Sul e hoje vive em São Paulo. É formado em direito e escreve n'O Cafezinho desde 2016, sendo atualmente um dos editores do blog.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

27 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo Cesar Affonso Fernandes

08 de abril de 2018 às 09h39

Engraçado ele atacar a elite, mas no governo dele, os empresários e banqueiros ganharam tanto dinheiro a ponto do dono do banco Itaú afirmar que se soubesse que Lula seria tão bom para os banqueiros não teria feito oposição para ele governar o Brasil. Ele atacou a elite, mas fez pacto com a mesma, sendo inclusive o seu maior parceiro a Odobrecht e entre outras. Esse discurso dele só serve para enganar militantes ingênuos, ou então para a midia esquerdista que recebeu dinheiro do seu governo para apoia-lo. Quero ver se esse blog é imparcial e vai ter coragem de publicar o meu comentário.

Responder

    Miguel do Rosário

    08 de abril de 2018 às 11h10

    Paulo, é claro que Lula fez pacto com a elite. Fez porque entendeu que era necessário para governar.

    Lula se manteve leal ao pacto, que tinha como objetivo, para ele, melhorar a vida do povo. A elite, não. A elite, tomada de ódio de classe, rasgou o pacto e quer ficar sozinha com todos os recursos do país. Traiu não apenas Lula, mas o povo. E não é a primeira vez que faz isso.

    Responder

      joao neto

      08 de abril de 2018 às 13h53

      Miguel, isto é o que é mais triste. Pessoas assim não conseguem dialogar e também não usam de lógica. Já vem com o ideia formada e irredutível. Trabalho com muita gente assim. Como disse uma pessoa muito sábia que nos observava, debater com eles é dar chibatadas no mar. Só não entendo porque eles entram em sites de esquerda. Será que só a TV aberta não é suficiente para mantê-los distraídos? Por que não expor toda sua sabedoria em comentário por lá?

      Responder

CLAUDIO QUEIROZ DE PAULA

08 de abril de 2018 às 02h35

Meu texto acima reflete o pessimismo que me tomou depois que soube que Lula se entregaria pelas mãos do Silvério dos Reis do PT. Sim, o mesmo que afundou com o partido, o Sr. Ze da Justiça. O cabo Anselmo da Dilma e agora do Lula.
Aquele mesmo que deixou a PF solta para fazer o que quisesse e deu a ao MP, já que é membro dele, carta aberta para implodir com o Brasil.
Estamos f… nessa república de drogados, digo… togados.

Responder

CLAUDIO QUEIROZ DE PAULA

08 de abril de 2018 às 02h22

o que será que vão dar para o Lula comer na cadeia?
farofa com plutônio?
Peixe ao molho de césio?
Maionese de tório?
Ou será que vão mudar a Constituição (qual?) e extraditá-lo para cumprir prisão perpétua nos EUA?
Lula, preso aos 73 anos ex-portador de câncer é um cadáver a espera do sepultamento.
Só quem pode ganhar com isso é o PT.
Que terá um símbolo para se guiar por algum tempo e terá seus membros poupados de ir para a cadeia, já que seu líder foi para o patíbulo em sacrifício, assim como Tiradentes que, ao ser sacrificado, evitou que muitos do seu grupo fossem enforcados.
Daqui para a frente o noticiário não mais falará de Lula, tirará Bolsonaro da jogada e lançara algum candidato do grande mercado. Aí então teremos a Copa, que pode ser comprada e ganha por nós. Vitória financiada pelos bilhões dos grandes investidores que exploram o Brasil em liquidação e tudo acabará como Dantes, pois vivemos em um país que tem como único e grande mito a GLOBO. Esse, domina as mentes e corpos dos brasileiros há 53 anos. Na briga entre os mitos Lula e Globo, o último foi vitorioso e não sobrará pedra sobre pedra do nosso querido operário a partir de hoje.
e, como diz a Globo em seu novo slogan: cem milhões de brasileiros amam a Globo e os outro cem dizem… somente dizem… que não gostam da gente
… assim como aquele personagem do Marcelo Adnet ou como alguns medalhões do PT.
…somente dizem.

Responder

Daniel

08 de abril de 2018 às 01h45

A melhor parte do discurso do Lula é a 01:53:57.

Responder

T Florencio

08 de abril de 2018 às 00h49

Muita tristeza hoje… sem palavras. O ódio e o preconceito que estavam presos na garganta de muitos foram finalmente expelidos.

Responder

Juca

07 de abril de 2018 às 23h56

Só tenho a agradecer a este Gênio.
Tive a honra de ter tido a oportunidade de apertar a tua mão.
Lula, que Deus o ampare onde estiver.

Responder

Carla

07 de abril de 2018 às 23h23

Pedro, quanta verdade, análise de conjuntura e poesia em um único texto. Obrigada!

Responder

Juca

07 de abril de 2018 às 23h14

Temos que lançar campanhas para abolir a Globo das casas das pessoas, só assim melhoraremos este Pais.
Na minha casa já fazem anos que não assisto TV.

Responder

Myriam

07 de abril de 2018 às 22h45

Grande Lula! Aqui, desde Nova York, nos coletivos, a resistencia continua e nao vamos descansar ate que voce esteja livre!!! Myriam Marques , pelo Defend Democracy in Brazil – DDB #Lulalivre #stopthecoupinbrazil

Responder

Hamilton Mendes

07 de abril de 2018 às 22h23

Falar mais o que, Lula pega qq um desses “bacharéis de meia pataca” que abundam nesses tristes trópicos e os coloca no bolso. E Ele está corretíssimo: inteligência não se confunde com.escolaridade. Nós pessoas comuns precisamos de Escola (e Ele sabendo disso dedicou muito esforço p/ampliar nossas oportunidades…).

Responder

Sebastião Farias

07 de abril de 2018 às 22h17

É isso aí. Só para ilustrar este maravilhoso e patriótico discurso: https://jus.com.br/artigos/47247/eu-acuso-nem-todos-os-crimes-de-lula-foram-denunciados-por-conserino .
Não há dúvidas e, todos os cidadãos devem em Deus e perseverá na fé pois, le tem sua forma de agir e de fazer, como fará deste acontecimento jurídico/político e midiático confuso, o início de uma significativa mudança:
i) de autoavaliação do comportamento ético do judiciário brasileiro e de sua relação com o povo;
ii) de autocrítica do povo em relação ao seu poder constitucional e do seu senso de consciência cidadã e política, frente á sua responsabilidade, sobre o que está acontecendo com o Brasil;
iii) Fortalecimento dos movimentos populares, pelo resgate do estado de direito, da democracia e por eleições diretas em 2018;,
iv) Cada um deve pensar que tipo de Projeto Nacional quer e sugerir às instâncias competentes, para o Brasil, já que o Brasil que o povo quer é sem o PIG.
Paz e bem e Sucesso.
“E disse o Senhor: Ouvi o que diz o injusto juiz. E Deus não fará justiça aos Seus escolhidos, que clamam a Ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça” (Lc 18:6-8)

Responder

julio Mattos

07 de abril de 2018 às 22h05

Vai um líder, nasce um mito.
O espírito do líder sempre se fará presente quando o trabalhador abrir o seu holerite no final do mês. Pois, foi o movimento nos anos 70 – em plena ditadura – liderado por este corajoso operário, que decretou-se a liberdade de reivindicarmos benefícios, alguns introduzidos posteriormente na Carta Magna de 1988. Se hoje existem categorias que usufruem de auxílio creche, vale transporte, vale alimentação, participação nos lucros, assistência médica/odontológica e diversos instrumentos de melhoria da qualidade de vida e trabalho do brasileiro, agradeçam esse iletrado operário hoje condenado por uma casta feudal, corrupta e seletiva. Para aqueles que reconhecem o valor daquela luta nosso consolo pois parafraseando aquele humorista, “a LUTA continua companheiro!”. Para aqueles que preferem fazer o papel de capatazes da Casa Grande, que sangrem em praça pública, na utópica esperança que um dia o patrão acorde de bom humor e lhe ofereça um gordo benefício que dê para comprar pelo menos um livro atualizado de nossa história contemporânea. Não existe guerra sem sangue, sem PRISÃO ou vidas perdidas, estamos em plena guerra de classes e, historicamente, o final só é feliz para aqueles que entendem o dissabor de uma batalha perdida. Vai um líder, nasce um mito.
Julio Mattos

Responder

Francisco

07 de abril de 2018 às 21h50

Potente!!!

Responder

joao neto

07 de abril de 2018 às 21h38

Pedro, como é bom saber que existem jovens como você, que no meio a tantas coisas terríveis que vêm acontecendo, ainda caminha do lado correto. Parabéns pelo texto. Quanto ao Lula, parece que o povo ainda não se deu conta das consequências de tudo isso. O big brother ainda está tirando a atenção, para não falar sobre o futebol. Quantas coincidências!…Mas quem viveu ou conhece a história sabe que o que muda são sempre as moscas, o resto…

Responder

Maria Penalber

07 de abril de 2018 às 21h27

A imprensa golpista nem mostra direito os manifestantes a favor de Lula acho que tem medo! Mostra uns gatos pingados a favor do golpe inclusive um vestido de Batman meu Deus! Que ridículo!

Responder

    Kamanda_123@hotmail.com

    07 de abril de 2018 às 23h00

    Antes do Lula pobre nem comia carne…

    Responder

daniel poeta

07 de abril de 2018 às 21h16

Lembrou a musica perfeiçao da Legiao Urbana,,,,,agora pateticos CAMAROTTI,PEREIRA,e a senhora Catanhede.

Responder

Erimosi

07 de abril de 2018 às 21h12

Não achei nada de mais , mas tô censurado mesmo…

Responder

Ivaldo Muniz Carvalho

07 de abril de 2018 às 20h53

O Brasil ficou menor hoje, a retórica aparentemente venceu em especial a mídia golpista(globo e etc). A nossa historia sempre foi assim, infelizmente, O Luiz Inácio Lula da Silva, é maior que tudo isso.
Logo logo estará solto para mostrar que a sua biografia não pode é não deve ser manchada por um juiz com aparência MORALISTA só isso mesmo, aparência MORALISTA, que muito em breve será desmarcado assim que os interesses dos que o colocaram para isso deixar de ser importante, igual ao cunha será desprezado e jogado no seu verdadeiro lugar no cesto do lixo. Aguardamos

Responder

Antonio Passos

07 de abril de 2018 às 20h50

Sinceramente, temos mais uma “carta testamento”. Getúlio disse: “O povo de quem fui escravo não será mais escravo de ninguém”, e continuamos isto que se vê.
Não me encanto mais com esses discursos épicos, pensei que o momento disse de ação, calculada, sem arroubos, mas inteligente e eficaz. Agora temos nosso líder preso, restará apenas o discurso, como restou a carta testamento. E tudo continuou igual.

Responder

Valdeci Elias

07 de abril de 2018 às 20h39

Mais uma derrota, :(

Responder

Luiz Antônio

07 de abril de 2018 às 20h31

Sem mais…

Responder

Bideyks

07 de abril de 2018 às 20h13

Incrível.

Responder

vania

07 de abril de 2018 às 19h30

ANTOLÓGICO! Nada mais a dizer.

Responder

    joao neto

    07 de abril de 2018 às 21h45

    Vania. É triste, mas pode esperar que tudo vai virar sátira nas mentes boçais e não precisa forçar para já antever as piadas que serão feitas. Aliás, eles ganham muito bem para isso, explorar a ignorância (não em sentido pejorativo) de muitos. Tomara que mais gente de bem como você, guarde este momento histórico e o divulgue para as próximas gerações.

    Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?