A audiência pública sobre a reforma tributária

Adeus, Beth!

Por Redação

30 de abril de 2019 : 18h46

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Brasileiro da Silva

30 de abril de 2019 às 22h31

R.I.P. Beth Carvalho.

Responder

Flávio

30 de abril de 2019 às 20h31

Já foi tarde !

Responder

    Paulo

    30 de abril de 2019 às 21h25

    Por quê?

    Responder

      Paulo

      30 de abril de 2019 às 23h15

      Retiro minha pergunta…

      Responder

      Marisa

      30 de abril de 2019 às 23h37

      Que grosseria!!

      Responder

    Gilmar Tranquilão

    30 de abril de 2019 às 22h16

    Não sabia que tua mãe tinha morrido.

    Responder

      Flávio

      30 de abril de 2019 às 22h54

      Morreu já faz dez anos. A sua está bem viva; dando o cu como nunca !

      Responder

Sergio Araujo

30 de abril de 2019 às 19h45

Putz, uma pèna, Arlindo Cruz tambèm nào passa muito bèm mas pelo menos tà vivo.

Mesmo Beth Carvalho nào sendo sambista de verdade (era interprete/cantora de samba e pagode) o pouco ou nada que resta do samba tà indo embora e nada vem no horizonte.

Responder

    Flávio

    30 de abril de 2019 às 20h32

    Você chama o estado de Arlindo Cruz ” tà vivo.” ?

    Responder

      Sergio Araujo

      30 de abril de 2019 às 20h41

      Tà mais vivo que vòce.

      Responder

        Flávio

        30 de abril de 2019 às 22h53

        O ânus da sua esposa sabe o quanto estou vivo !

        Responder

          Marisa

          30 de abril de 2019 às 23h39

          Cala a boca!

          Flávio

          01 de maio de 2019 às 11h09

          Que boca, militonta? Aqui a gente não fala; a gente escreve ! kkkkk


Deixe uma resposta