A entrevista de Lula a Bob Fernandes

Oposição anuncia obstrução até afastamento de Moro do governo

Por Redação

11 de junho de 2019 : 10h12

Na Agência Câmara Notícias

Oposição anuncia obstrução em votações até afastamento de Moro do Ministério da Justiça

A oposição anunciou obstrução em todas as votações na Câmara dos Deputados até que Sérgio Moro seja afastado do Ministério da Justiça. A ação dos líderes da oposição foi definida após divulgação de reportagem pelo site Intercept Brasil de supostas ilegalidades na Operação Lava Jato, envolvendo o então juiz com os procuradores Deltan Dallagnol e Laura Tessler.

Os partidos querem que Moro se afaste do ministério para que investigações sobre possíveis interferências indevidas durante o julgamento sejam feitas de forma imparcial, já que o ministro é o chefe da Polícia Federal.

A líder da Minoria, deputada Jandira Feghali (RJ), disse que a oposição vai obstruir, inclusive, a apresentação do relatório da reforma da Previdência (PEC 6/19). Segundo ela, os partidos não vão permitir que nada seja votado até que medidas concretas sejam tomadas. “São atitudes criminosas diante da lei brasileira, há claro ferimento da imparcialidade, há promiscuidade entre poderes, e isso precisa ser investigado e deve levar ao afastamento do ministro Moro”, propôs Feghali.

Para o líder do PT, deputado Paulo Pimenta (RS), foi montado um conluio na condução da Lava Jato para impedir a candidatura de Lula e a vitória de Fernando Haddad nas eleições de 2018. Segundo Pimenta, é urgente que a Polícia Federal faça uma investigação isenta dos fatos, mesmo que um dos principais envolvidos nas denúncias seja o ministro da Justiça.

O líder informou ainda que há várias ações sendo discutidas no âmbito do Legislativo, como pedido de CPI para investigar o caso e convocação de Moro; e, no âmbito do Judiciário, pedir o afastamento do ministro e dos procuradores a fim de preservar as investigações.

“Ele é nada mais, nada menos, que o chefe da PF. São medidas cautelares tanto em relação ao Moro quanto aos procuradores. Para que não interfiram nas investigações, não destruam provas, não coajam testemunhas, não apaguem rastros de eventuais crimes que cometeram”, afirmou.

Governo

A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselman (PSL-SP), criticou a divulgação das informações. “Quero cadeia para o hacker que invadiu os telefones de Moro e dos procuradores”, disse.

Vice-líder do PL, o deputado Capitão Augusto (SP) considerou criminoso o vazamento das conversas e criticou a obstrução proposta pelos partidos de oposição.

“A Operação Lava Jato repatriou bilhões de reais para os cofres públicos e prendeu quadrilhas que saqueavam o Brasil. Queremos uma apuração rigorosa do site Intercept, que violou os celulares de autoridades do Brasil. Quem perde com a obstrução é o Brasil”, declarou.

Em nota, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou que as mensagens envolvendo seu nome não possuem qualquer anormalidade ou direcionamento de sua atuação enquanto magistrado. “Quanto ao conteúdo das mensagens que me citam, não se vislumbra qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação enquanto magistrado, apesar de terem sido retiradas de contexto e do sensacionalismo das matérias, que ignoram o gigantesco esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato”, diz a nota.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Geórgia Moraes

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alan C

11 de junho de 2019 às 10h47

Há algo estranho nessa matéria. Oposição QUEM??? Ou seria apenas parte da oposição?
Obstruir pautas não me parece ser o mais inteligente a fazer, não vai ter apoio da opinião pública, não houve nenhuma investigação ainda, então vai obstruir baseado em que??
Não somos nós do campo progressista que sempre dissemos que deveriam haver provas??? Quer dizer que pra São Lula da Silva deve haver provas, pra Moro e Dallagnol não precisa?? Ah, precisa sim!
Por favor, não me venham com essa oposição mequetrefe petista e seus puxadinhos.

Responder

    Zé Maconha

    11 de junho de 2019 às 12h26

    A OAB , o Estadão e até um deputado bolsonarista já pediram a saída de Moro.
    Isso não quer dizer condena-lo previamente , embora as provas estejam claras.
    Moro como ministro da Justiça pode atrapalhar as investigações e se há provas que ele prejudica adversários há motivos para crêr que ele pode proteger aliados , como Flávio Bolsonaro.

    Responder

Nostradamus ( bacia & banquinho )

11 de junho de 2019 às 10h40

Agora também entendemos os casos soltos do Queiroz, dos milicianos… Se Bolsonaro não demitir Moro hoje será demitido pelo parlamento movido pelo vigor das ruas! Vamos ter outra intentona bolsonarista nas ruas também. Trava tudo! Até caminhoneiros estão aderindo ao dia 14 nas ruas… Greve Geral!

Responder

    Franzoia

    12 de junho de 2019 às 10h59

    Disse tudo. É por aí mesmo.

    Responder

Márcio

11 de junho de 2019 às 10h27

Não é a toa que fazem parte da Quadrilha….puro lixo.

Responder

Deixe uma resposta