Fórum Reforma Tributária BandNews

Entrevista de Haddad a Andreia Sadi

Por Redação

04 de outubro de 2019 : 15h02

Na Globoplay:

Fernando Haddad e o futuro do PT
27 min
Exibição em 2 de Out de 2019

Andréia Sadi entrevista o ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. Ele fala sobre seu início na política, corrida presidencial, futuro do PT, a polarização da esquerda e a atuação da oposição nesse momento político do país.

Para assistir, clique na imagem abaixo:

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Claudio Santos

04 de outubro de 2019 às 20h43

A Andréia Sadi, a meu ver, demonstrou pouca desenvolta na hora das perguntas. Parecia, de forma quase constrangedora, determinada a fazer o Haddad admitir os erros do partido e do ex-presidente Lula.

Acho que o ritmo das perguntas, de forma acelerada com o propósito de surpreender o entrevistado, acabou prejudicando a forma e conteúdo.

Ele, por sua vez, foi muito habilidoso nas respostas, tentando, como já de costume, “melindrar” o mínimo possível todas as partes envolvidas.

Me incomoda bastante, no entanto, a maneira como ele tenta se manter coerente enquanto explica as “trapalhadas” do partido.

A fala sobre a aproximação com o Ciro durante a última campanha é a parte mais problemática, ao meu ver. Parece tentar nos fazer acreditar que o ex-candidato do PDT reagiu somente à atuação unilateral do petista nesse “imbróglio”.

Continuo votando no Haddad pro que ele se candidatar, mas confesso que essas pequenas atitudes me entristecem um pouco.

Responder

Daisy

04 de outubro de 2019 às 18h30

Cadê meu comentário?

Responder

Daisy

04 de outubro de 2019 às 18h07

Esperei vinte e quatro horas para ver se o cafezinho dava uma notinha sobre o prêmio do Lula, mas nada. Conheci o cafezinho em 2014 aos 54 anos, quando descobri o mundo virtual, não ficava um dia sem acessar, aprendi muito sobre política com o Miguel Rosário, esse blog era uma ampla janela de informações. O que jamais imaginei que estaria viva para ver a transformação. Achei que com o fim das eleições voltaria ao normal, mas não aconteceu, sinto grande tristeza, percebo que aqui não é mais meu lugar, tenho consciência que não sou ninguém na fila do pão, só tenho saudades do Miguel de 2014…..quem sabe um dia eu reencontre. Abraços, sucesso, eu continuo na luta, choro muito, mas desistir jamais.

Responder

    Redação

    04 de outubro de 2019 às 18h50

    Oi Daysi, vou dar agora a notinha sobre o “prêmio do Lula” agora. Acho que a prisão do Lula criou um estado emocional muito carregado nas pessoas. Uma visão meio conspiratória e paranóica, uma procura por “inimigos” e “transformação” por toda a parte. Sigo sendo rigorosamente o mesmo jornalista, na luta por justiça e verdade.

    Responder

      Redação

      04 de outubro de 2019 às 18h57

      Pronto, eis o post, Daisy.

      https://www.ocafezinho.com/2019/10/04/lula-recebe-titulo-de-cidadao-de-paris/

      Responder

      Daisy

      04 de outubro de 2019 às 22h13

      Você mudou Miguel e só você sabe o motivo da mudança, falo com absoluta certeza que nem de longe é o Miguel de antes, está no seu direito, esse espaço é seu, faz dele o que quiser, só sinto uma tristeza profunda e não te reconheço. Percebi sua irritação na resposta, fazer o que cada qual , com seu cada qual, só tenho a lamentar. Mas meu lugar não é mais aqui, uma pena um blog tão popular se transformar nisso, depende de críticas ao Lula e ao PT para que tenha comentários. Paz e Luz!

      Responder

        Paulo

        07 de outubro de 2019 às 22h55

        Daysi, desculpe me intrometer numa discussão que não é minha, mas você não acha que o Miguel de agora é mais autêntico que o d’antanho? Mero palpite, pois não o conheci antes…

        Responder

Deixe uma resposta