Live do Cafezinho (18h): a juventude na política na era Bolsonaro

Entrevista do senador Alessandro Vieira à Veja

Por Redação

10 de dezembro de 2019 : 16h16

No canal da Veja:

Membro da frente Muda Senado e autor do pedido de CPI para o STF, senador critica também o presidente Jair Bolsonaro e dá nota ‘abaixo de zero’ a Weintraub

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), um dos integrantes do grupo chamado Muda Senado, criticou a postura do presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) – a quem apoiou na disputa pelo comando da Casa -, disse que ele não significou a renovação política que esperava e que há uma aproximação em curso com o grupo de Renan Calheiros (MDB-AL), que foi derrotado por Alcolumbre na eleição. “Renan representa com toda solidez o que nós temos de mais antigo na política brasileira. Essa página tinha que ser virada no Senado e foi. Mas Davi Alcolumbre não faz parte do que a gente chama de política de renovação”, afirmou.

Para Vieira, no segundo semestre deste ano, Alcolumbre voltou a se aproximar do grupo de Calheiros “adotando condutas mais autoritárias”. “Ele está optando por ser mais uma liderança de um velho momento que o Brasil quer deixar para trás”. Segundo ele, o presidente do Senado repete a postura dos antigos dirigentes da Casa ao, por exemplo, arquivar os pedidos de impeachment contra os ministros do Supremo Tribunal Federal. O parlamentar foi o autor do pedido de instalação da CPI da Lava Toga, que não foi adiante por oposição de Alcolumbre. “No equilíbrio entre os Poderes, você tem que ter formas de controle recíproco. No caso do STF, apenas o Senado tem possibilidades de controle: o processamento de um pedido de impeachment e uma CPI”, afirmou.

O senador acredita que os ministros do STF estão “banalizando” a figura da Suprema Corte com as decisões contrárias à legislação. “Quem está dinamitando a credibilidade do Judiciário são os ministros. Ministros são servidores públicos, eles têm que prestar explicações para a sociedade. Eles não podem se comportar como se fossem pessoas no Olimpo”, disse.

Vieira fez ressalvas também à articulação política do governo no Congresso e disse que falta ao presidente Jair Bolsonaro assumir um papel de maior protagonismo nas discussões com o Legislativo. “O governo tem muita dificuldade de fazer isso. Você não pode se portar como se não fizesse parte do processo e é isso, infelizmente, que Bolsonaro faz. Ele quer continuar sendo um outsider, mas ele não pode mais ser um outsider”, disse. Vieira também criticou alguns ministros como Abraham Weintraub (Educação), a quem deu uma “nota abaixo de zero”. “Nós precisamos de um ministro da Educação, não de um meme ambulante”, afirma.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

AUREO MARCOS RODRIGUES

11 de dezembro de 2019 às 02h51

DENUNCIA – NOTICIA – CRIME – PEDIDO DE PROVIDÊNCIA URGENTE – AÇÃO PÚBLICA INCONDICIONADA.

Requer que O PRESIDENTE DO SENADO, A ADVOGACIA DO SENADO, os SENADORES, a “IMPRENSA” e toda SOCIEDADE BRASILEIRA e as demais AUTORIDADES COMPETENTES DIGNAS, salve essas DENÚNCIAS em seus ARQUIVOS, que pode ser acessada através dos dois LINK – URL- https://mega.nz/#!OzRRyA4B!zjrGrJPKiKpmqIZLFgB7i39OTwsaKWBdDukl5KvlHlAshttps://mega.nz/#!juxABKzR!Tg5Da5mx-8JSp-AxIERkbaTCufYq20J-ClUKBMnBuHs – bem como requer que fiscalize, acompanhe e adote as providências urgente nas DENÚNCIAS DA AÇÃO PÚBLICA INCONDICIONADA que se encontra autuada no SENADO FEDERAL, sob o n. 00200.004885/2019-88 e 00100.087582/2019-11, para que as mesma seja julgada em GRAU DE RECURSO, nos termos do artigo 5º inciso LIV, LV, LVII e LXXVIII, e nos termos do artigo 52 inciso II, e artigo 71 inciso II e IV todos da Constituição Federal, e nos termos do artigo 39, 283 e 630 do Código de Processo Penal, para que seja feito JUSTIÇA”, para trazer uma resposta a SOCIEDADE BRASILEIRA.

Pois a JUSTIÇA neste País, “NÃO” está sendo aplicada de forma equitativa, pois o CORPORATIVISMO está dominando as Autoridades Judiciarias Fiscalizadoras e essa OMISSÃO, fere a Democracia e o Estado Democrático de direito e põem em risco toda “SOCIEDADE CIVIL BRASILEIRA”, pois se não tiver uma CORREÇÃO já, o PODER JUDICIÁRIO, vai acabar com, o nosso Estado Democrático de direito e vai voltar os tempos da “DITADURA”, pois é somente a “SOCIEDADE CIVIL” e os membros do “LEGISLATIVO e do EXECUTIVO” que são desqualificados e presos, mais quando precisa aplicar a lei nos membros do PODER JUDICIÁRIO, ou do MINISTÉRIO PÚBLICO, os infratores são “PROMOVIDO” ao invés de ser “PRESO” e os processos são arquivados o ficam parados conforme mostra a notícia de fato junto a PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA sob. o nº. 1.20.000.000.442.2014.11 e o PEDIDO DE PROVIDÊNCIA-notícia-crime junto o CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA sob. o nº. 0005456.67.2014. 2.00.0000, Rp. nº. 457/MT. (2013/0162659-4) em tramite no SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA e AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO sob o n. 1.154.426 e o HABES CORPUS sob o n. 163114/2018 em tramite junto o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.

Veja a INICIAL DA REPRESENTAÇÃO CRIMINAL, com 974 folhas, sob o n. 00200.004885/2019-88, que se encontra autuada no SENADO FEDERAL, que pode ser acessada através do LINK: https://mega.nz/#!OzRRyA4B!zjrGrJPKiKpmqIZLFgB7i39OTwsaKWBdDukl5KvlHlA – onde foram requerido pedidos para abertura da CPI – DA LAVA TOGA, e Veja também a INICIAL DA REPRESENTAÇÃO CRIMINAL com 453 folhas, sob n. 00100.087582/2019-11, que encontra autuada no SENADO FEDERAL em apenso ao feito sob o n. 00200.004885/2019-88, que pode ser acessada através do LINK: https://mega.nz/#!juxABKzR!Tg5Da5mx-8JSp-AxIERkbaTCufYq20J-ClUKBMnBuHs – onde foram requerido pedidos para abertura da CPI – DA LAVA TOGA, para ver que esses fatos que envolvem o REPRESENTANTE AUREO MARCOS RODRIGUES, são os mesmos fatos que envolvem o EX-PRESIDENTE LULA, e os mesmo fatos que envolveu o Juiz LEOPOLDINO MARQUES DO AMARAL, que denunciou o Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, por um período de (9) nove anos, até ser morto e enterrado com suas provas, pois na sua carta http://www.prosaepolitica.com.br/wp-content/uploads/2010/03/CARTA-JUIZ-LEOPOLDINO.pdf, que foi enviada à CPI – DO JUDICIÁRIO – DA ÉPOCA, o Juiz Leopoldino, que foi assassinado já reclamava do TJ-MT, STJ , STF, MPF, e do Ministério Público Estadual do Estado de Mato Grosso.

Portanto requer que as AUTORIDADES COMPETENTES, adote as providências urgente nas DENÚNCIAS DA AÇÃO PÚBLICA INCONDICIONADA, para que sejam julgadas, nos termos do artigo 5º inciso LIV, LV, LVII e LXXVIII, e nos termos do artigo 52 inciso II, e artigo 71 inciso II e IV todos da Constituição Federal, para que seja feito JUSTIÇA”, para trazer uma resposta a SOCIEDADE BRASILEIRA, pois a POLICIA FEDERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO, tem elemento e prova suficiente para abrir a caixa preta do Poder Judiciário Brasileiro e punir os infratores, que vem proferindo decisão contra o Direito em afronto a Constituição Federal, para favorecer criminosos em processo Civil e Criminal, com direito de pessoas INOCENTES, não deixe essa FAMÍLIA INOCENTE, ser assassinada diante dos OLHOS DOS ÓRGÃOS CORRECIONAIS.

Responder

Deixe uma resposta