Live do Cafezinho (18 h): Pós-verdade na política brasileira (uma conversa com Fabio Palacio)

Boletim do Fim do Mundo – Desconstrução Civil. Milícia, Polícia e o Golpismo Infraestatal

Por Redação

21 de fevereiro de 2020 : 14h54

No canal do Estúdio Fluxo:

Sob o impacto das revoltas policiais e dos tiros sofridos por Cid Gomes, uma conversa sobre a desconstrução do termo e do papel do civil.

O expurgo dos civis da esfera pública e a recusa das forças militares e policiais em aceitar o comando civil pode definir boa muito da ideologia miliciana. E mais grave do que isso, ao desistir da política e da dimensão cívica de seu próprio sujeito, o brasileiro está também abdicando de seu papel mais central em uma democracia.

OBS: Em um trecho no último terço da transmissão há um comentário sobre a repercussão midiática em torno dos insultos que Jair Bolsonaro dirigiu à jornalista Patrícia Campos Mello. Uma correção: cometi um equívoco ao apontar uma oportunidade perdida pela própria repórter. Assim como alguns na imprensa, Patrícia deu destaque à sua reportagem ao responder aos ataques que sofreu. Meu comentário é dirigido ao grosso da repercussão pública.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

21 de fevereiro de 2020 às 19h58

Não vi o vídeo todo, mas meu comentário é relativo ao tema em geral. Com essa ressalva, eu diria que o poder civil – leia-se políticos, especialmente no parlamento – é o principal culpado pela emergência do militarismo, que pode, sim, hoje já me convenci disso, representar um perigo para a democracia, a médio e longo prazos, embora, de imediato, pareça-me que o equipamento da Administração por militares seja, a meu ver, mais decorrência da incompetência política de Bolsonabo. De qualquer forma, o Gal. Heleno está certo em dizer que não estamos em um sistema parlamentarista. No Brasil, o Congresso perdeu a noção de há muito. Só estão lá pra “fazer negócios”…

Responder

putin

21 de fevereiro de 2020 às 15h59

é claramente un segundo golpe contra o nordeste ‘rebelde”, por conta do dom vito corleone (o primeiro foi o derramamento de oleo).
e no ceará está acontecendo agora como resposta aos acontecimentos na bahia, onde foi barrada a tentativa de instalaçao de uma agencia dos corleone.
nao sei onde vamos parar se quem está armado nao responde mais á autoridade politica.
em qualquer pais ocidental isto seria simplesmente impossivel, se eu contar para eles nao vao acreditar.

Responder

Deixe uma resposta